Professores de Etecs e Fatecs utilizam Pokémon GO para abordar temas didáticos


Domingo, 14 de agosto de 2016, às 10h23


Febre entre os jovens, game se tornou ferramenta de ensino. Vídeo de professor da Etec de Itapeva sobre a matemática do jogo é sucesso na web.

Centro Paula Souza

Ao perceberem que o game Pokémon GO virou uma febre nas Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais, professores do Centro Paula Souza estão recorrendo a elementos do jogo para atrair o interesse dos alunos em temas didáticos abordados nas salas de aula.

 

Pokémon encontrado no corredor da Etec Santa Ifigênia ‘mostra os dentes’ e desafia competidores. Ao seu lado, outro Pokémon é flagrado ‘bebendo água na mangueira’ do gramado da Etec. Fotos: divulgação

Pokémon encontrado no corredor da Etec Santa Ifigênia
‘mostra os dentes’ e desafia competidores. Ao seu lado, outro Pokémon é flagrado ‘bebendo água na mangueira’ do gramado da Etec. Fotos: divulgação

 

O professor Eddy Antonini, da Etec Dr. Demétrio Azevedo Júnior, de Itapeva, está fazendo sucesso na internet com o vídeo em que ele aparece na classe com os alunos do curso técnico de Eletrônica, ensinando trigonometria por intermédio do jogo. Os portais BuzzFeed Brasil e G1 publicaram entrevistas com Eddy, em que ele explica como a matemática pode ajudar nas estratégias dos competidores.

Já Anderson Sene, da Etec Prof. José Sant’Ana de Castro, de Cruzeiro, aplicou os “pokeconceitos” para criar um modelo de banco de dados com os estudantes do curso técnico de Informática integrado ao Ensino Médio. “A participação dos alunos na aula foi excelente. Os exemplos do jogo ajudam a despertar o interesse do jovem, que assimila com mais facilidade os conteúdos porque é feita uma relação com a realidade do seu dia a dia”, diz.

Aprendizado tangencial

Para o coordenador do curso superior de Tecnologia em Jogos Digitais da Fatec Carapicuíba, Alvaro Gabriele Rodrigues, o fenômeno do Pokémon GO chamou a atenção dos professores para o conceito de “aprendizado tangencial”, no qual os jogos podem contribuir para o ensino a partir da familiaridade despertada pela experiência do jogador, mesmo que a educação não seja a finalidade do game.

“Trata-se de uma prática pedagógica inovadora. Cada professor pode aproveitar os elementos do jogo da forma que quiser, tanto nas áreas que envolvem recursos tecnológicos quanto nas aulas de geografia, história e outras disciplinas regulares. Não há limites para a criatividade”, explica.

entret ebook

 

 

 

 

Leia mais sobre
EDUCAÇÃO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*