PSDB é o vencedor das eleições 2016, PT fica com uma prefeitura


Segunda-feira, 31 de outubro de 2016, às 10h43 – atualizado às 12h17 | atualizado em 03 de novembro para complementação de informações


Ao final das apurações das Eleições 2016, o PMDB continua liderando o número de prefeituras: o partido do presidente Michel Temer irá governar 1.037 municípios. Em segundo lugar ficou o PSDB, partido que elegeu 803 prefeitos, mas proporcionalmente foi o que mais cresceu. Conforme divulgado pelo jornal O Estado de São Paulo, das 256 prefeituras conquistadas pelo PT, mais da metade desse número é composto por cidades com menos de 10.000 mil eleitores.

Gerson Soares

Em comparação com as eleições de 2012, o PSDB – arquirrival do petismo – cresceu 47,4% nas cidades com mais de 200 mil eleitores, enquanto o PMDB subiu 27,3%. Por sua vez, o PT foi praticamente extinto das prefeituras do país nas cidades que estão nessa faixa de eleitores, ficando apenas com a de Rio Branco no Acre. O seu melhor desempenho aconteceu em 2008, quando elegeu 20 prefeitos, caiu para 17 em 2012 e agora apresenta baixa de 94,1% em relação à eleição anterior.

O desempenho do PT no segundo turno confirmou a tendência de queda que já havia sido apontada no primeiro turno quando conseguiu 256 prefeituras. Em 2012, o partido havia conquistado 630; uma queda de aproximadamente 60%. O partido não elegeu nenhum dos sete candidatos que estavam na disputa. Na região do ABC, onde foi fundado como representante dos trabalhadores, nenhum dos dois candidatos conseguiram vitória. O país chega hoje a 12 milhões de desempregados, após 13 anos de governo desse partido.

 

Brasília - O presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, fala sobre o resultado do segundo turno das eleições municipais de 2016. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Brasília - O presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, fala sobre o resultado do segundo turno das eleições municipais de 2016. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

 

Ao fazer o balanço do segundo turno das Eleições Municipais 2016, em entrevista a jornalistas na noite deste domingo (30), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou que a votação nos 57 municípios, sendo 18 capitais, onde foi necessária nova eleição para a escolha de prefeito e vice-prefeito, ocorreu em clima de normalidade.

O ministro informou que, durante o segundo turno, 826 urnas eletrônicas foram substituídas e que não houve votação manual. Além disso, nenhum candidato foi preso. Contudo, tiveram ocorrências com não candidatos que totalizaram 293, sendo 94 com prisão.

Insatisfação

Na capital paulista, o candidato João Doria Jr. (PSDB) foi eleito em primeiro turno, livrando os paulistanos da segunda votação. De certa forma, como mostram as apurações finais do pleito de 2016, o voto obrigatório é um peso para o eleitor que vê suas aspirações muito distantes das ações e atitudes dos políticos que se elegem com o intuito de representá-los.

Para o cientista político da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Geraldo Tadeu Moreira, o crescimento expressivo das abstenções e dos votos brancos e nulos demonstra a insatisfação do eleitorado com a classe política.

“Esse comportamento tem crescido nas últimas duas eleições, 2014 e 2016. É um indicativo de que a insatisfação com o sistema político ocorrida em 2013, com as manifestações de rua, não foi tratada. Estamos com um sistema político com baixa representatividade. As pessoas estão clamando por um conjunto de reformas. Isso fica evidente no comportamento do eleitor”, disse Moreira.

Com informações do TSE, G1 e Agência Brasil
João Doria é eleito prefeito de São Paulo no primeiro turno. Foto: PSDB-SP/Divulgação

João Doria é eleito prefeito de São Paulo no primeiro turno. Foto: PSDB-SP/Divulgação

Leia mais sobre
POLÍTICA

 

Presidente Michel Temer durante encontro com Sua Majestade o Imperador Akihito.  Há 11 anos um presidente brasileiro não visitava o país. (Tóquio - Japão, 19/10/2016) Foto: Beto Barata/PR

Presidente Michel Temer durante encontro com Sua Majestade o Imperador Akihito. Há 11 anos um presidente brasileiro não visitava o país. (Tóquio - Japão, 19/10/2016) Foto: Beto Barata/PR

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*