Dia Mundial dos Oceanos é comemorado hoje


Foto: NASA

Foto: NASA


Segunda-feira, 8 de junho de 2015, às 9h

O Smithsonian – Museu Nacional de História Natural, sediado em Washington nos Estados Unidos – assim como a comunidade científica, ambientalistas e entidades as mais variadas – comemoram hoje o Dia Mundial dos Oceanos.

Gerson Soares

A data foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) durante a Eco-Rio 92, vinte anos após a primeira conferência sobre o meio ambiente realizada em Estocolmo-Suécia, 1972 – evento considerado um marco. Representantes de 108 países do mundo reuniram-se para diminuir a degradação ambiental e promover o desenvolvimento sustentável.

Foto: Smithsonian National Museum of Natural History

Foto: Smithsonian National Museum of Natural History

Dada a importância dessa reunião, as forças armadas brasileiras protegeram a cidade e o então presidente da República Fernando Collor de Mello transferiu a capital de Brasília para o Rio de Janeiro durante o evento, fazendo com que a cidade voltasse a ser o centro das decisões do país nesse curto período, já que foi a capital brasileira entre 1763 até 1960, até a construção do Distrito Federal.

Tanto a biodiversidade – inclusive dos oceanos – quanto a cidade maravilhosa, amargam a desfaçatez e os interesses humanos em detrimento da mãe natureza. A baía da Guanabara, onde haverá competições durante os Jogos Olímpicos 2016, transformou-se depósito de lixo e esgoto, 23 anos depois da Eco-Rio 92.

Os oceanos, aniversariantes de hoje, possuem uma legião de defensores. Graças a eles e tantas outras pessoas que se engajam pelas causas ambientais, as coisas ainda não pioraram. Mas é árduo o trabalho e o pouco que se pode fazer contra o poder do dinheiro e a ganância. As águas dos mares estão passando por um processo de acidificação, que mata os corais e a base de cadeias alimentares marinhas. No final e no topo dessa pirâmide encontra-se a humanidade, que em última análise está sob grave risco.

O planeta pede socorro e os oceanos têm pouco a comemorar. Ainda é possível observar maravilhas das profundezas e ver as gigantescas baleias azuis, como nesta reportagem especial, mas a sociedade atual e as futuras gerações precisam se apressar em cuidar melhor da Terra.

Exposição
O Mar não Está para Peixe

Fotos Públicas | 01/06/2015- Brasília- DF, Brasil - Exposição: O mar não está para peixe, realizada por alunos UFRJ, que transformaram objetos e lixos encontrados na Baía de Guanabara em esculturas.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Protesto de ambientalistas na Baía de Guanabara

Fotos Públicas | 06/06/2015 - Rio de Janeiro- RJ, Brasil - Atletas e ambientalistas protestam na praia de Botafogo contra poluição da Baía de Guanabara, local das provas de vela nos Jogos Olímpicos de 2016.

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil


Leia mais sobre os Oceanos

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*