Saúde da mulher e critérios do SUS


Quinta-feira, 2 de outubro de 2014, às 20h58


Gerson Soares

Hoje publicamos quatro matérias sobre a campanha Outubro Rosa 2014, mostrando vários prédios públicos e monumentos adotando o rosa para lembrar a importância desta campanha.

 

 

Antes de continuar afirmamos que a prevenção deve ser feita a critério médico. Mas leia o que disse a Dra. Albertina Duarte em entrevista ao Alô Tatuapé, ainda em abril de 1998:

O Memorial JK é um dos monumentos de Brasília iluminados de rosa para a campanha Outubro Rosa, de conscientização sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

“É recomendado iniciar a mamografia como método preventivo na idade entre 35 e 40 anos, e realizá-la a cada um ou dois anos dos 40 aos 49 anos e anualmente acima dos 50 anos”, explicou a médica do Hospital das Clínicas da USP e consultora da Organização Mundial da Saúde à época. “Alerto que as mulheres que têm vida sexual ativa, em qualquer idade, mesmo com 13, 14 ou 15 anos, devem começar muito mais cedo os exames preventivos”.

A respeito de uma das reportagens, originalmente elaboradas pela Agência Brasil de Notícias, houve um comentário muito pertinente que nos faz refletir sobre o serviço público de saúde.

Imediatamente após o comentário, pedimos explicações à assessoria do Ministério da Saúde e à Associação Recomeçar, mas até o momento desta publicação não obtivemos resposta.

Leia o comentário da leitora e se possível acesse o post: Campanha tem o objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher.

– A parte que diz: “exame de mamografia a cada dois anos para todas as mulheres de 50 a 69 anos e sempre que houver indicação clínica”, me surpreende, pois as pacientes que têm convênio começam a fazer mamografia a partir dos 30 anos!!! Ainda há muito a ser melhorado nos órgãos públicos.

A Prefeitura da cidade de São Paulo também publicou matéria a respeito da campanha Outubro Rosa 2014, que vale lembrar tem o nobre objetivo de elevar a força da mulher e a prevenção de doenças que se diagnosticadas precocemente podem evitar danos e transtornos permanentes ao ego feminino, como o câncer de mama.

“Como forma de conscientizar as mulheres, a partir dos 40 anos, sobre a importância da prevenção pelo diagnóstico precoce do câncer de mama, o Departamento de Iluminação Pública (Ilume) vai iluminar, de 1 a 31 de outubro, diversos monumentos da cidade na cor rosa, em adesão ao movimento Outubro Rosa”, diz a nota do órgão municipal.

Diferente do informado na matéria da Agência Brasil quanto às obrigações do SUS e comentada pela leitora: – “Na unidade de saúde, a mulher será acompanhada por profissionais da equipe da unidade do Programa Saúde da Família que deverão orientá-la”. Entre os deveres da unidade estão a coleta do exame citopatológico, o papanicolau, com posterior encaminhamento para consultas especializadas ou outros exames necessários, e o exame de mamografia a cada dois anos para todas as mulheres de 50 a 69 anos e sempre que houver indicação clínica.

Recomendamos sempre a adoção dos critérios e consultas as profissionais médicos em nossas reportagens. Estamos aguardando a resposta do Ministério da Saúde e da Associação Recomeçar para esclarecer se o SUS só atenderá mulheres para exames de mamografia à partir dos 50, contrariando o que foi aqui explicado.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*