Sobre as declarações de Lula à emissora portuguesa

Ministro Gilmar Mendes durante sessão do STF. Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

Ministro Gilmar Mendes durante sessão do STF. Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

O ex-presidente Lula declarou a uma emissora de TV de Portugal que não houve Mensalão no Brasil e o julgamento, que durou quase 10 anos, foi político. Na verdade calculou em 80% sua projeção, mas deixou a margem de 20% para a parte jurídica. “Ele pode falar o que quiser. O julgamento foi 100% jurídico”, disse o procurador-geral da República Rodrigo Janot. O ministro Marco Aurélio Mello reputou a afirmação como “troço de doido”, em entrevista à Folha de São Paulo. O presidenciável senador Aécio Neves (PSDB/MG) elevou o tom das repercussões e disse ao jornal que “Lula não faz bem à democracia”. Já o ministro Gilmar Mendes, rebateu em entrevista à rádio Jovem Pan nesta manhã que “Está tudo muito engraçado”. Enquanto isso na Câmara, deputados do PR pedem a volta de Lula, noticiou Veja.

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*