Stock Car: Piloto visita aldeia indígena

Cacique Carlos Luis dos Santos. Foto: Rafael Silva / COHAB

Carro da equipe pentacampeã foi levado à tribo. Foto: Rafael Silva / COHAB

Atual campeão da Stock Car, Ricardo Maurício, conhece uma aldeia pela primeira vez. Foto: Rafael Silva / COHAB

Terça-feira, 2 de setembro de 2014 às 09h31


O ronco dos motores é música para os ouvidos dos apaixonados pelo automobilismo, e para os fãs do esporte, os carros são as verdadeiras estrelas do espetáculo. Desde a estreia da Eurofarma-RC na Stock Car, em 2005, os carros da equipe chamam a atenção não apenas pelo seu excelente desempenho nas pistas, mas também por suas cores e grafismos marcantes, que conquistaram uma legião de fãs através dos anos.

EUROFARMA RC – O atual campeão da Stock Car e piloto da Eurofarma-RC, Ricardo Maurício visitou a aldeia urbana Kakané Porã, uma reunião de 35 famílias de diferentes tribos que vivem na Cohab da capital paranense. Embora a existência desse local seja desconhecido por muitos moradores da cidade, o cacique aceitou receber a equipe e para conhecer um pouco mais do universo do automobilismo, da categoria e do piloto e em contrapartida, mostrar como vivem os índios do nosso século. “Estou fascinado com essa possibilidade. Acho que teremos o encontro da tecnologia com o artesanato, da vida urbana com os costumes da tribo. Penso que será inesquecível”, disse o piloto antes da visita, realizada na última quinta-feira (27/08).

Os Kakané Porã são a primeira aldeia urbana do Brasil. Ali vivem descendentes de três etnias diferentes – quatro famílias de guaranis, quatro de xetás e 27 de caingangues. Antes de serem transferidos para a Cohab de Campo de Santana, viviam precariamente no Parque Cambuí, próximo a São José dos Pinhais. A maior preocupação das famílias, é manter viva a cultura, as tradições e a língua caingangue.

As 35 casas construídas pela Cohab tem área de 44 mil metros quadrados e estão dispostas em círculo, sem muros e com uma oca de madeira na praça central onde são ministrados cursos da língua caingangue para as crianças da comunidade. Ali, os índios já estão integrados à vida urbana e entre os mais jovens já se encontram profissionais de diversas áreas como metalúrgicos, motoristas, padeiros, entre outros. Segundo o cacique da aldeia, Carlos Luis dos Santos, é por essa mistura intercultural que se torna cada vez mais importante manter viva a história do povo.

Com 35 anos de idade e mais de 20 de profissão como piloto, essa é a primeira vez que Ricardo Maurício conhece uma tribo indígena. Ali, as famílias plantam parte do alimento que consomem, como chuchu, feijão, cana de açúcar e abóbora. “Além da comida do homem branco ainda cozinhamos comidas de índio como bolo de milho e farinha de trigo assado na folha de bananeira direto na fogueira”, conta o padeiro José Inácio da Silva de 44 anos.

Outro aspecto da cultura que ainda sobrevive em Kakané Porá é o artesanato que ajuda no sustento da maioria das famílias. A esposa de Inácio é artesã desde a mocidade. Hoje, com 57 anos, produz cestos feitos de taquara que são vendidos em feiras no centro da cidade. “Esse dinheiro ajuda a manter a casa”, diz ela.

Além do piloto, o carro da equipe pentacampeã ficou instalado no centro da aldeia para que os índios pudessem conhecer de perto a máquina que roncou no fim de semana durante a sétima etapa da Stock Car, no último domingo (31/08), com duas corridas. Da visita, além do conhecimento, Ricardo Maurício esperava poder levar boas energias para um fim de semana que promete ser competitivo. “Acho que essa troca é sempre positiva e me deixa ainda mais motivado e renovado para a competição”, diz ele.

Saiba como está a classificação da Stock Car após as corridas em Curitiba:

1 - Atila Abreu - 119.5
2 - Rubens Barrichello - 113
3 - Sérgio Jimenez - 109
4 - Cacá Bueno - 100
5 - Júlio Campos - 98.5
6 - Valdeno Brito - 98
7 - Thiago Camilo - 94.5
8 - Marcos Gomes - 91
9 - Antonio Pizzonia - 79.5
10 - Ricardo Maurício - 75.5
11 - Max Wilson - 69
12 - Allan Khodair - 65

Fonte: Eurofarma
alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*