Equipamentos atenderão pessoas com deficiência visual em bibliotecas de SP
jun29

Equipamentos atenderão pessoas com deficiência visual em bibliotecas de SP

Iniciativa da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência assegura acesso à leitura para pessoas com deficiência visual em bibliotecas.

Leia mais
Como prêmio um origami!
jun06

Como prêmio um origami!

Acessibilidade: Nesta manhã em que todas as estações do ano já se manifestaram no Tatuapé, inclusive a chuvosa, tive a oportunidade de conduzir um cadeirante por algumas dezenas de metros e percebi o quanto sou privilegiado.

Leia mais
Para o ativista Zé do Pedal, a acessibilidade plena em SP ainda é sonho
jun29
Leia mais
Zé do Pedal chega a Manaus. Conheça esta história pela acessibilidade.
abr06

Zé do Pedal chega a Manaus. Conheça esta história pela acessibilidade.

Cruzada pela Acessibilidade: Dignidade, Igualdade, Respeito Depois de caminhar 1.070 km empurrando uma cadeira de rodas, Zé do Pedal chega a Manaus. Ativista começou a caminhada do Caburaí ao Chuí às margens do Rio Uailã, primeiro rio brasileiro no extremo norte. Caminhando até 52 km por dia, enfrentando chuvas torrenciais e suportando temperaturas de até 40 graus na constante busca de um mundo mais justo e humano baseado na trilogia dos conceitos de igualdade, dignidade e respeito e tentando eliminar barreiras que dificultam à pessoa com deficiência a participarem ativamente da vida social, o ativista mineiro, José Geraldo de Souza Castro, Zé do Pedal, 56, membro do Lions Clube de Viçosa, chegou a Manaus – AM, em frente ao centenário Teatro Amazonas, depois de percorrer os primeiros 1.070 km do seu projeto: “Extremas Fronteiras – Barreiras Extremas” (Cruzada pela Acessibilidade). Uma caminhada, de 10.700km, empurrando uma cadeira de rodas, saindo de Uiramutã, Fronteira norte com a Venezuela passando por 20 estados brasileiros: Roraima, Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Goiás, Brasília, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Após ser recebido por amigos, membros do Lions Clube e pelo Deputado Estadual Chico Preto, Zé do Pedal fez um breve balanço da primeira etapa do projeto: “Estou muito feliz de haver chegado a Manaus dentro do cronograma estabelecido. Comecei, dia 10 de fevereiro, a caminhada, com uma cerimônia simples, que contou com a presença de alguns indígenas da Maloca Uiramutã, às margens do Rio Uailã, primeiro rio brasileiro no extremo norte e haver superado, com certa tranqulidade, os primeiros 10% da caminhada, deixando pra traz a parte mais difícil e complicada da caminhada que era cruzar pelo menos 60% da área Indígena Raposa Serra do Sol, em estradas de terra, e o pior, os mais de 700km que separam Boa Vista de Manaus no meio da maior floresta tropical do mundo e enfrentando altas temperaturas que me causou um principio de insolação”. “Um dos principais objetivos da caminhada, entregar aos poderes público municipais projeto-lei de criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência vem sendo cumprido à risca e foram entregues nos seguintes municípios: Uiramutã, Mucajaí, Iracema, Caracaraí, Rorainópolis e Presidente Figueiredo. Em Boa vista participei da reunião da Câmara Municipal e durante minha fala cobrei dos vereadores ações que levem às autoridades executivas daquela capital a destruição das barreiras arquitetônicas que estão espalhadas por toda a cidade. Em uma delas, o maior absurdo: ao final de uma faixa de pedestre existe um muro de quase meio metro de altura”. Finalizou Zé...

Leia mais