Mês da Mulher: “Entre Saltos” do Coletivo PI vai ao centro de SP
mar07

Mês da Mulher: “Entre Saltos” do Coletivo PI vai ao centro de SP

O Coletivo PI convida a população para a ação “Entre Saltos”.

Leia mais
Aniversário do Paulo Guilhotina: festa no tatame
mar04

Aniversário do Paulo Guilhotina: festa no tatame

Campeão mundial e professor de Brazilian Jiu Jitsu, o lutador recebeu uma surpresa no tatame da academia Xtreme Gold Team, logo após o treino que comandou nesta sexta-feira.

Leia mais
Sampaio Moreira, clube do Tatuapé, faz 86 anos
set07

Sampaio Moreira, clube do Tatuapé, faz 86 anos

Neste momento acontece a Missa de Ação de Graças, que está sendo realizada no salão Nobre do clube.

Leia mais
NI: Manifestação na Paulista
ago16
Leia mais
97ª Festa de São Vito: último final de semana, vale a pena conhecer!
jul03
Leia mais
Projeto de Lei prevê baixar pontuação na CNH para doadores de sangue
jun27

Projeto de Lei prevê baixar pontuação na CNH para doadores de sangue

A Câmara Municipal tem uma ótima oportunidade para aprovar essa ideia alvissareira dentre tantas sombras na administração pública. O #JunhoVermelho, que incentiva a doação de sangue não poderia receber melhor presente. Alô Tatuapé tem usado o filtro vermelho no head de notícias durante todo o mês de junho para lembrar essa ação em nome da vida.

Leia mais
#JUNHO VERMELHO: campanha para incentivar a doação de sangue
jun01
Leia mais
Palestra no Senac Tatuapé discute os efeitos do sol na pele
maio11
Leia mais
Moradores do Tatuapé na Avenida Paulista, união traz conquistas
mar20

Moradores do Tatuapé na Avenida Paulista, união traz conquistas

Sexta-feira, 20 de março de 2015, às 20h34   Bairro também poderia unir-se para exigir a implantação urgente da Subprefeitura do Tatuapé, pressionando a própria Prefeitura e a Câmara Municipal. Gerson Soares Para melhorar, a política deve começar a ser fiscalizada onde passamos a maior parte da vida: o bairro que escolhemos para morar. A união das pessoas que desejam o bem para suas famílias, amigos e parentes só tende a trazer benefícios e organização. Foi o que aconteceu no domingo passado.     Uma semana conturbada se encerra nesta sexta-feira. O governo federal teve de correr para tomar medidas que atendam às exigências da população que foi às ruas de todo o país para protestar contra a corrupção e os maus serviços prestados, ou seja, o mau uso do dinheiro arrecado – na casa dos trilhões. Apesar da arrecadação gulosa do governo, que passa dos 35% do PIB, já beirando os 40%, casos de má conduta, desvios e superfaturamentos fazem com a vida dos brasileiros, seja muito pior do que poderia ser. Paga-se planos particulares de saúde, escolas privadas, segurança e mesmo assim, o governo quer mais. Para protestar contra tudo isso, milhões foram às ruas no último domingo, outra data histórica nos protestos, que estão virando moda. Tomara que pegue para valer! Os moradores do Tatuapé, que poderiam se unir em torno de uma subprefeitura própria para o bairro, também compareceram ao encontro na Avenida Paulista e deixaram seu recado....

Leia mais
Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio
mar20

Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio

O excesso de veículos sem que haja planejamento e investimentos de infraestrutura no Tatuapé, tem provocado situações intensas. Sem comando, bairro vive a mercê de subprefeituras distantes dos seus problemas.

Leia mais
Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito
mar11

Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 16h50 Ação no Shopping Metrô Tatuapé e no Shopping Metrô Boulevard Tatuapé, empreendimentos administrados pela AD, realizou aproximadamente 400 exames de mamografia. Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Complexo Tatuapé, empreendimento administrado pela AD Shopping, recebeu o Prêmio de Apoio à Comunidade da América Latina, pela realização do projeto Mulheres de Peito, em prol da conscientização do público feminino sobre o câncer de mama. A homenagem é um reconhecimento concedido pela organização mundial da indústria de shopping centers: o International Council of Shopping Centers (ICSC). A cerimônia de premiação foi promovida nesta semana, durante o congresso internacional RECon Latin America, em Cancún, no...

Leia mais
“Embalagem verde” substituirá sacolinhas de supermercado, diz Prefeito
nov16
Leia mais
Projeto Bike Sampa no Tatuapé
nov11
Leia mais
Grafiteiros levarão sua arte à Avenida 23 de Maio
nov09

Grafiteiros levarão sua arte à Avenida 23 de Maio

Domingo, 9 de novembro de 2014, às 14h44 Avenida 23 de maio ganhará um dos maiores corredores de grafite da América Latina. Trabalho envolverá mais de 200 artistas na produção de 15 mil metros quadrados de arte em 70 muros, entre o Terminal Bandeira e o antigo Detran. Intervenção poderá ser expandida para outros locais da cidade. SECOM / PMSP – Mais de 70 muros da avenida 23 de maio, entre o Terminal Bandeira e a passarela Ciccilio Matarazzo, em frente ao Museu de Arte Contemporânea (MAC), antigo Detran, ganharão intervenções de grafite a partir da primeira semana dezembro. O projeto feito pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, reunirá mais de 200 artistas na produção de 15 mil metros quadrados de murais com a arte urbana. A ideia é que o projeto seja concluído entre o fim de janeiro e início de fevereiro, se tornando um dos maiores corredores de grafite da América Latina, a frente dos murais da Copa do Mundo, na zona leste, até então considerado o maior. O anúncio aconteceu na tarde desta sexta-feira (7) durante reunião entre o prefeito Fernando Haddad, o secretário Juca Ferreira (Cultura) e um grupo de artistas que participam da curadoria do projeto e ajudam a escolher grafiteiros que participarão da iniciativa. Além dos materiais para a produção do grafite, a Prefeitura auxiliará na segurança dos artistas com a Guarda Civil Metropolitana (GCM), na limpeza dos muros, ampliação da iluminação e corte de grama com a Coordenação das Subprefeituras e a Secretaria Municipal de Serviços. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) dará apoio na organização do trânsito durante o trabalho. “Esse tipo de arte existe no mundo inteiro, mas aqui em São Paulo, é um dos mais desenvolvidos, porque foi assimilada pela paisagem urbana. Essa arte tem a função de dialogar, colorindo o cinzento da cidade, substituindo muros frios e que dividem por muros artísticas que melhoram o padrão e humanizam a cidade”, afirmou Juca Ferreira. “A ideia é de trazer a arte para a rua, humanizar a cidade e democratizar o acesso a arte”, afirmou. Para se ter uma ideia do tamanho do projeto, o grafite nos muros da Linha-1 Vermelha do Metrô, no caminho da Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste, contava com menos de 10 mil metros quadrados e quatro quilômetros de extensão. O projeto da 23 de maio atingirá de 5,4 quilômetros de extensão de muros em 15 mil metros quadrados. “Estamos contentes com essa porta aberta, temos muita coisa para fazer e a 23 de maio é só o começo. Vamos apresentar projetos para as quebradas, a periferia...

Leia mais
Jogos Municipais da Pessoa Idosa começam nesta sexta-feira
nov07

Jogos Municipais da Pessoa Idosa começam nesta sexta-feira

Sexta-feira, 7 de novembro de 2014, às 12h58 Jogos terão 14 modalidades, entre as quais atletismo, bocha e dança de salão. Competições reúnem pessoas com mais de 60 anos e serão realizadas até 8 de dezembro. SECOM / PMSP – A primeira edição dos Jogos Municipais da Pessoa Idosa (Jomi) começa nesta sexta-feira (7) com a competição de gateball no Clube Escola Vila Guarani, na zona sul. O campeonato reunirá pessoas com mais de 60 anos em jogos de 14 modalidades até 8 de dezembro. O evento é parte de uma política de direitos construída ao longo da atual gestão da Prefeitura, voltada à população idosa.     Ao longo de um mês, equipamentos esportivos da cidade receberão jogos de atletismo, bocha, buraco, coreografia, damas, dança de salão, dominó, malha, natação, tênis, tênis de mesa, truco, voleibol e xadrez. Os três vencedores de cada modalidade serão premiados com medalhas e troféus. A programação do evento está disponível pela internet. No dia 10, por exemplo, o Clube Espéria promoverá uma competição de buraco, da qual participarão idosos de todas as regiões da cidade. O clube, localizado na zona norte, receberá ainda as modalidades damas, dominó, xadrez, atletismo, natação, tênis de mesa, coreografia, dança de salão e tênis. O Jomi é organizado pelas secretarias municipais de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), Educação (SME) e Esportes, Lazer e Recreação (SEME). A cerimônia de lançamento dos jogos foi realizada na segunda-feira (20/10) no ginásio do Pacaembu com a presença de mais de 1.500 pessoas. Os jogos serão realizados no ginásio do Pacaembu, no Clube Escola Vila Guarani, no Clube Espéria e no Centro Esportivo e de Lazer Tietê, que passou por reforma recentemente e foi reaberto pela Prefeitura em setembro. O esporte e a atividade física de lazer integram a política do envelhecimento ativo recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para as políticas públicas voltadas à pessoa idosa. Partindo desta perspectiva, o Jomi tem como objetivo promover a ampliação da qualidade de vida e do envelhecimento saudável, além de ampliar a participação das pessoas idosas em atividades de integração social. O regulamento da competição já está disponível no site do próprio campeonato, que trará ainda notícias e fotos sobre os...

Leia mais
São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina
out30

São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h33   Durante abertura do evento, Geraldo Alckmin destacou os avanços do setor no Estado de São Paulo. Teve início nesta quinta-feira, 30, o 28º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. O evento, realizado no Anhembi até dia 9 de novembro, recebe montadoras nacionais e estrangeiras que apresentam as últimas novidades do setor. Na abertura do evento, o governador Geraldo Alckmin destacou os avanços da indústria automobilística no Estado. “São Paulo é a capital da indústria automobilística com quase 43% da indústria. Uma indústria que gera muito emprego, que tem cadeia produtiva longa, que agrega valor e é vanguarda na ciência, no design e na tecnologia”. O governador também falou sobre as expectativas para o setor em 2015 e reforçou o apoio do governo do Estado. “Daremos toda infra-estrutura para que esse setor cresça. É bom que ele cresça porque tem importância social e econômica. Daremos todo apoio por meio do Pró-Veículo, incentivo fiscal, formação de profissionais com as Etecs e Fatecs e infra-estrutura”, finalizou. Do Portal do Governo do Estado Veja mais imagens no alotatuape facebook Assuntos relacionados Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina Salão do Automóvel 2014 Salão do Automóvel e GP de F1, juntos até dia 9 na...

Leia mais
Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel
out30

Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h29   Para facilitar o acesso dos cerca de 750 mil visitantes esperados, no período de 30 de outubro a 9 de novembro de 2014, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, a Reed Exhibitions Alcantara Machado, organizadora do evento, informa detalhes de infraestrutura e serviços. Transporte Gratuito Para os visitantes que utilizarem o metrô, haverá serviço gratuito para transporte da estação e terminal rodoviário Tietê, na linha azul, durante todos os dias da semana. Aos fins de semana funcionará também transporte gratuito no terminal rodoviário e estação da Barra Funda (linha vermelha). O ônibus que leva os visitantes gratuitamente funcionará a partir de uma hora antes da abertura do Salão do Automóvel até uma hora após o fechamento do evento. Estacionamento Somando as vagas do Anhembi – 4.987 – incluindo outros estacionamentos da região, são aproximadamente 13.400 vagas para carros. Dentro do complexo do pavilhão os preços praticados serão: Preços – Automóvel/Vans: R$ 40; Motocicletas: R$ 30; Ônibus/Micro-ônibus: R$ 70; Caminhões: R$ 120. Haverá também estacionamento gratuito para bicicletas, próximo à entrada do Auditório Elis Regina (Portão 37). Linhas de ônibus Para acesso às ruas Santa Eulália e Paineira do Campo e Praça Campo de Bagatelle utilizando ônibus 106A/10 – Metro Santana – Itaim Bibi 107P/10 – Mandaqui – Pinheiros 175T/10 – Metrô Santana – Metrô Jabaquara 178A/10 – Metrô Santana – Lapa 287A/10 – Penha – CEASA 701U/10 – Jaçanã – Butantã/USP 1177/10 – Term. A.E. Carvalho – Estação da Luz Para Av. Olavo Fontoura 278A/10 – Penha – CEASA 9717/10 – Jd. Almanara – Santana Utilize o site da SPTrans (www.sptrans.com.br) ou a central de atendimento (156) para confirmar as linhas indicadas antes de sair de casa, possíveis alterações em itinerários podem ocorrer com o tempo. Alimentação Nesta edição, serão cinco praças de alimentação com mais de 15 marcas de lanchonetes e restaurantes distribuídas em 2.800m². Mobilidade Para os visitantes com dificuldades de locomoção ou necessidades especiais, a organização do evento tem disponível: cadeiras de roda (motorizadas), área de estacionamento exclusiva, serviço preferencial para credenciamento, banheiros adaptados e rampas de acesso. As cadeiras de roda precisam ser solicitadas na Sala de Segurança e estão sujeitas a disponibilidade. Atendimento médico Uma unidade com recursos de pronto-atendimento será instalada próxima ao Portão 13. Durante a realização do Salão, uma equipe de médicos e enfermeiros fica à disposição, oferecendo segurança e qualidade do serviço. Guarda-volumes Haverá serviço de Guarda-Volumes próximo ao Portão de Saída do Pavilhão. Valor do serviço R$15,00 (por acesso) Serviço: Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2014 Data: 30 de outubro a 9 de novembro de 2014 Local: Pavilhão...

Leia mais
Salão do Automóvel 2014
out30

Salão do Automóvel 2014

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h12 Evento tem abertura com a presença do Governador de São Paulo e do Prefeito da cidade. Com previsão de atrair mais de 750 mil pessoas ao pavilhão do Anhembi, ao longo de 10 dias de feira, Salão do Automóvel recebe elogios. A cerimônia de abertura do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo recebeu hoje, dia 30 de outubro, o governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin e o prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad. Também compareceram os ministros Gilberto Occhi (Cidades) e Mauro Borges (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Alckmin destacou o fascínio que o carro exerce, além de ser um campeão na geração de empregos. “A indústria automobilística tem importância social e econômica, e traz a vanguarda da ciência, da energia limpa. Nosso estado contribui com isso porque cobra 12% de ICMS no etanol – que gera menor emissão de poluentes – enquanto o resto do Brasil é 25%”. O governador também comentou que o Rodoanel está em vias de finalizar a construção, e a ampliação das rodovias dos Bandeirantes, Ayrton Senna e Imigrantes, por exemplo. O prefeito Fernando Haddad fez referência ao potencial turístico que o Salão do Automóvel explora, principalmente neste ano, quando acontece logo antes da etapa brasileira da Fórmula 1. “São Paulo é o primeiro destino turístico do Brasil, e caminha para ser o principal da América Latina. A partir de 2017, devemos superar Buenos Aires e Cidade do México, principalmente por conta das atividades do setor privado. Juntos, o Salão do Automóvel e a Fórmula 1 devem reunir 250 mil pessoas não residentes na cidade.” Esses dois eventos reunidos gerarão cerca de R$ 450 milhões, somente de pessoas vindas de fora. Haddad também prevê a reforma do Pavilhão de Exposições do Anhembi, cujo projeto deve ser lançado em 2015. “Vamos repensar a ocupação pública em toda a marginal do rio Tietê. Não há incompatibilidade entre o transporte público e o privado. Devemos caminhar para o que toda cidade moderna faz, e não confundir propriedade com uso racional”. “Ressalto a qualidade do Salão do Automóvel de São Paulo. Não devemos para nenhum dos outros grandes salões mundiais, e isso não é gratuito. Nossa indústria merece, pois todos os maiores players estão agora fabricando aqui”, comentou o ministro Mauro Borges, que ressaltou também a política do Inovar-Auto, e a isenção de IPVA para automóveis híbridos, aplicada na cidade de São Paulo. “Sugiro agora que os governos federais e estaduais estudem implantar o IPVA gratuito para híbridos elétricos, assim como fez a cidade de São Paulo”. Também participaram da solenidade Luiz Moan (presidente da...

Leia mais
Exposição Utopia em SP
out28

Exposição Utopia em SP

Terça-feira, 28 de outubro de 2014, às 18h29 Museu da Energia de São Paulo promove exposição que revela o universo particular dos paulistanos. Intitulado “Utopia: a cidade que eu quero viver”, evento mostra diferentes olhares sobre uma nova versão de vida e cidadania. De 25 de outubro a 29 de novembro, o Museu da Energia de São Paulo, instituição mantida pela Fundação Energia e Saneamento, promove a exposição fotográfica “Exposição Utopia: a cidade que eu quero viver”. Aberto gratuitamente ao público, o evento acontecerá das 10 às 17 horas. Idealizada pela Via Cultural – Instituto de Pesquisa e Ação pela Cultura, a mostra reúne 40 fotografias que revelam universos particulares de São Paulo registrados pelos próprios moradores da Capital. As imagens captadas foram inspiradas pela ideia de utopia e da ressignificação da cidade e seus espaços. A seleção das fotos que compõem a exposição resulta de um concurso cultural promovido nas redes sociais, convidando os paulistanos a pensarem na cidade sob um olhar poético. A proposta foi de reunir visões múltiplas e cartográficas de São Paulo, apresentando o cotidiano da população por meio de fotos que projetam momentos inspiradores. Serviço Exposição Utopia: a cidade que eu quero viver De 25/10 a 29/11 Horário: das 10 às 17h Local: Alameda Cleveland, 601 – Bairro Campos Elíseos – São Paulo Entrada gratuita Sobre a Fundação Energia e Saneamento Criada em 1998, a Fundação Energia e Saneamento pesquisa, preserva e divulga o patrimônio histórico e cultural do setor de energia e de saneamento ambiental. Atuando em várias regiões do Estado de São Paulo por meio da Rede Museu da Energia e do Núcleo de Documentação e Pesquisa, localizado na capital, realiza ações culturais e educativas que reforcem conceitos de cidadania e incentivem o uso responsável de recursos naturais. Empresas mantenedoras AES Eletropaulo, Sabesp e Cesp Clique no botão para ver todas as imagens em nossa página do facebook Exposição Utopia em...

Leia mais
Ciclovias atingem 100 Km em SP
out23

Ciclovias atingem 100 Km em SP

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 19h15 Cidade alcança a marca de 100 quilômetros de ciclovias implementadas neste ano. A marca foi alcançada nesta quinta-feira (23) com a entrega de mais 8,2 quilômetros de via no Jardim Helena, na zona Leste. Circuito é interligado com estação da CPTM. SECOM/PMSP – A cidade de São Paulo alcançou nesta quinta-feira (23) a marca de 100 quilômetros de ciclovias implementados desde junho de 2014, quando teve início o projeto SP 400km, com a entrega de mais 8,2 quilômetros de vias segregadas para bicicletas no Jardim Helena, na zona leste da capital. O percurso se soma a um trecho de 3,7 quilômetros, em funcionamento na região desde o último dia 12. O prefeito Fernando Haddad acompanhou a entrega do novo trecho.     “Já temos muitos ciclistas aqui, mas nós podemos ter ainda mais. São Paulo hoje tem aproximadamente 500 mil ciclistas. Seria razoável que tivéssemos 1,5 milhão de ciclistas. O cidadão não precisa andar de bicicleta todos os dias, mas deveria fazer pelo menos um trajeto, em um ou dois dias por semana, para chegar ao trabalho. A saúde do paulistano vai melhorar, assim como o ar que a gente respira e o tempo de deslocamento das pessoas da casa para o trabalho e do trabalho pra casa”, afirmou Haddad. O circuito na área tem hoje 11,9 quilômetros e proporciona ligações do Jardim Helena com São Miguel Paulista, além de integrar-se com a Estação Jardim Helena – Vila Mara da CPTM. Nos trechos das avenidas Oliveira Freire e Dr. José Artur da Nova, a ciclovia foi instalada sobre as calçadas, que foram alargadas para melhor conforto e segurança tanto dos ciclistas quanto dos pedestres. A obra foi financiada com recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb). Ouça a música e leia a letra criada para o Projeto das Ciclovias na cidade Ciclovias de SP ganham música do grupo Pequeno Cidadão   Segundo a pesquisa Origem/Destino do Metrô, realizada em 2007, o Jardim Helena possui o maior número de usuários de bicicleta do município. A integração intermodal com o sistema metroferroviário é forte característica da região, já que o deslocamento para o trabalho aparece como um dos principais motivos das viagens realizadas. Apesar de não usar o trem com tanta frequência, a artesã e líder comunitária Andreia dos Santos Ribeiro, 48, realiza inúmeros percursos no bairro de bicicleta. “Vou até o posto de saúde, levo meus filhos na escola, vou à padaria e ao açougue, tudo de bicicleta. Trazer a ciclovia para o bairro foi uma ótima medida, pois agora nós conseguimos andar com segurança, agora os motoristas nos respeitam”, disse. A...

Leia mais
Vereadores mudam nomes de ruas e munícipes arcam com os custos
out22

Vereadores mudam nomes de ruas e munícipes arcam com os custos

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014 às 11h19 A Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) pretende mudar o nome de 13 logradouros e para isso fez um levantamento das ruas, praças e avenidas, cujos nomes homenageiam torturadores da Ditadura Militar ou seus colaboradores. O assunto já cria polêmica no ambiente da CMSP, já que alguns vereadores não concordam com a medida, no que são contestados pelos proponentes. Contrariedades a parte, o município pretende cobrar dos moradores as taxas pela mudança, que segundo a informação da CMSP, ficaria em torno de R$ 38,48 reais gastos em cartório. Quanto à dor de cabeça e às mudanças subsequentes que o ato acarretará – alterações de todos os endereços de prestadores de serviços, como água, luz, telefone, gás, TV a cabo, entre outros – também ficará por conta do munícipe. “Eu vi uma reportagem sobre uma rua que mudou de nome e as pessoas tiveram um monte de problemas, as correspondências não chegavam, vinha tudo errado. Acho que o Brasil tem muitas outras coisas para se preocupar antes disso”, reclama uma das moradoras da Rua Sérgio Paranhos Fleury. Além disso, no caso da venda do imóvel, a alteração também poderá acarretar custos de escritura, bem maiores. Autor do projeto que propõe a mudança do nome da Rua Sérgio Fleury, o ex-vereador Orlando Silva (PCdoB) – que nas eleições deste mês conseguiu uma cadeira na Assembleia Legislativa – acredita que as preocupações dos moradores são válidas, mas acha essencial combater as heranças do regime militar, entre elas as homenagens a seus apoiadores. “A rua pertence à cidade, não ao morador que está nela”, afirmou Orlando Silva, autor do Projeto de Lei (PL) na Câmara Municipal. Eleito deputado estadual, ocupará uma cadeira na Assembleia Legislativa e só poderá acompanhar seu projeto à distância. Veja os logradouros que poderão mudar de nomes, caso o PL seja aprovado, inclusive um deles localizado no Tatuapé e outro no Belenzinho: – R. Tomaz Paulino de Almeida – Vila Hebe – R. Dr. Sérgio Fleury – Vila Leopoldina – R. Henning Boilesen – Jaguaré – R. Dr. Otávio Gonçalves Moreira Júnior – Jardim Esmeralda – R. Gen. Syzeno Sarmento – Jardim Esmeralda – Av. General Ênio Pimentel da Silveira – Taboão da Serra – Praça Augusto Rademaker Grunewald – Vila Olímpia – Praça Min. Alfredo Buzaid – Vila Nova Conceição – Via Elevado Pres. Artur da Costa e Silva – Vila Buarque – Av. Pres. Castelo Branco, São Paulo – R. Gen. Silvio Corrêa de Andrade – Vila Industrial – Praça Gen. Humberto de Souza Mello – Belenzinho – R. Hely Lopes Meirelles –...

Leia mais
Audiência sobre uso de cobaias acontece em SP
out22
Leia mais
Parque do Piqueri recebe evento sobre medicalização
out21
Leia mais
Ibirapuera suaviza o calor do paulistano
out19
Leia mais
Privilégios e estação inacabada põe em dúvida ciclovias no bairro
out17
Leia mais
Contribua com a reciclagem de lixo, é bacana e fará bem para a cidade
out14
Leia mais
Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental
out14

Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental

Terça-feira, 14 de outubro de 2014 às 12h54 Cidade de São Paulo ocupa posição pioneira em reciclagem de resíduos sólidos. Com a inauguração das duas primeiras centrais mecanizadas de triagem da América Latina e ampliação da coleta seletiva, cidade iniciou processo inédito. Meta é aumentar o percentual de reciclagem de 2% para 10%, até 2016. SECOM / PMSP – São Paulo iniciou um processo inédito na reciclagem de resíduos sólidos com a instalação das duas primeiras centrais mecanizadas de triagem da América Latina, que vão permitir triplicar a capacidade de processamento de recicláveis e a ampliação da coleta seletiva de lixo com a aquisição de 11 caminhões. A meta é aumentar o percentual de reciclagem em São Paulo de 2% para 10%, até 2016, conforme as informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura da cidade de São Paulo. De acordo com a secretaria, com a abertura das duas centrais mecanizadas, uma em Santo Amaro e outra em Ponte Pequena, e investimentos nas cooperativas, a capacidade de reciclagem chega a 7% dos resíduos gerados na cidade. Hoje a cidade produz, no total, 10,5 mil toneladas de resíduos por dia. Deste montante, os orgânicos são 50%, cerca de 35% é resíduo seco com possibilidade de ser reciclado e um porcentual de 18% é rejeito. Por isso, se considerarmos somente a porcentagem de resíduos secos, com as quatro centrais a cidade irá processar cerca de 45% dos recicláveis produzidos. Na agenda ambiental da cidade está ainda a reutilização dos resíduos orgânicos por compostagem, para redução da quantidade de materiais enviados aos aterros sanitários. Um projeto-piloto distribuirá 2.000 composteiras domésticas e levantará informações para a ampliação dessa política. Os avanços no manejo adequado do lixo integram um conjunto de melhorias do meio ambiente da cidade, que inclui ainda a implantação de 400 quilômetros de ciclovias até 2015, a qualificação do transporte público e a adoção das lâmpadas de LED para a iluminação pública.   Assuntos relacionados Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental Contribua com a reciclagem de lixo, é bacana e fará bem para a cidade Prefeitura lança projeto inédito de compostagem doméstica...

Leia mais
Roberto Amaral volta-se para Dilma e o PT
out14
Leia mais
Pensar o futuro, assim se fará o Brasil das próximas gerações
out14
Leia mais
Mais conforto para os frequentadores da Igreja do Divino
out11

Mais conforto para os frequentadores da Igreja do Divino

Sábado, 11 de outubro de 2014, às 07h30 O programa “São Paulo mais iluminada” implantou no acesso à Paróquia do Divino Espírito Santo, em Arthur Alvim (zona Leste), 24 pontos de iluminação que abrigam 28 lâmpadas de vapor metálico.     Parte integrante da história do bairro, a paróquia está localizada à Rua Andréa Feliciano, ao lado da Cohab 1. Geralmente usadas em grandes avenidas, praças e parques, as lâmpadas de vapor metálico duram, em média, 5 mil horas, emitem luz branca, proporcionam boa reprodução de cores e possuem maior luminância em comparação às de vapor de sódio. Entre os locais iluminados com esse tipo de lâmpada, destacam-se: Avenida Radial Leste e entorno da Arena Corinthians (cerca de 2 mil pontos), segundo trecho do Corredor Norte-Sul, que vai Anhangabaú a Praça Campos de Bagatelle (748 pontos), duplicação da Avenida Belmira Marin (634 pontos), Parque do Carmo (422 pontos), Praças do Forró e Mãe Preta (São Miguel...

Leia mais