Greve dos caminhoneiros: corrida aos postos também no Tatuapé
maio24

Greve dos caminhoneiros: corrida aos postos também no Tatuapé

Filas e procura por combustíveis mudam a rotina dos moradores e causam aumento de congestionamentos.

Leia mais
Mês da Mulher: “Entre Saltos” do Coletivo PI vai ao centro de SP
mar07

Mês da Mulher: “Entre Saltos” do Coletivo PI vai ao centro de SP

O Coletivo PI convida a população para a ação “Entre Saltos”.

Leia mais
Aniversário do Paulo Guilhotina: festa no tatame
mar04

Aniversário do Paulo Guilhotina: festa no tatame

Campeão mundial e professor de Brazilian Jiu Jitsu, o lutador recebeu uma surpresa no tatame da academia Xtreme Gold Team, logo após o treino que comandou nesta sexta-feira.

Leia mais
Sampaio Moreira, clube do Tatuapé, faz 86 anos
set07

Sampaio Moreira, clube do Tatuapé, faz 86 anos

Neste momento acontece a Missa de Ação de Graças, que está sendo realizada no salão Nobre do clube.

Leia mais
NI: Manifestação na Paulista
ago16
Leia mais
97ª Festa de São Vito: último final de semana, vale a pena conhecer!
jul03
Leia mais
Projeto de Lei prevê baixar pontuação na CNH para doadores de sangue
jun27

Projeto de Lei prevê baixar pontuação na CNH para doadores de sangue

A Câmara Municipal tem uma ótima oportunidade para aprovar essa ideia alvissareira dentre tantas sombras na administração pública. O #JunhoVermelho, que incentiva a doação de sangue não poderia receber melhor presente. Alô Tatuapé tem usado o filtro vermelho no head de notícias durante todo o mês de junho para lembrar essa ação em nome da vida.

Leia mais
#JUNHO VERMELHO: campanha para incentivar a doação de sangue
jun01
Leia mais
Palestra no Senac Tatuapé discute os efeitos do sol na pele
maio11
Leia mais
Moradores do Tatuapé na Avenida Paulista, união traz conquistas
mar20

Moradores do Tatuapé na Avenida Paulista, união traz conquistas

Sexta-feira, 20 de março de 2015, às 20h34   Bairro também poderia unir-se para exigir a implantação urgente da Subprefeitura do Tatuapé, pressionando a própria Prefeitura e a Câmara Municipal. Gerson Soares Para melhorar, a política deve começar a ser fiscalizada onde passamos a maior parte da vida: o bairro que escolhemos para morar. A união das pessoas que desejam o bem para suas famílias, amigos e parentes só tende a trazer benefícios e organização. Foi o que aconteceu no domingo passado.     Uma semana conturbada se encerra nesta sexta-feira. O governo federal teve de correr para tomar medidas que atendam às exigências da população que foi às ruas de todo o país para protestar contra a corrupção e os maus serviços prestados, ou seja, o mau uso do dinheiro arrecado – na casa dos trilhões. Apesar da arrecadação gulosa do governo, que passa dos 35% do PIB, já beirando os 40%, casos de má conduta, desvios e superfaturamentos fazem com a vida dos brasileiros, seja muito pior do que poderia ser. Paga-se planos particulares de saúde, escolas privadas, segurança e mesmo assim, o governo quer mais. Para protestar contra tudo isso, milhões foram às ruas no último domingo, outra data histórica nos protestos, que estão virando moda. Tomara que pegue para valer! Os moradores do Tatuapé, que poderiam se unir em torno de uma subprefeitura própria para o bairro, também compareceram ao encontro na Avenida Paulista e deixaram seu recado....

Leia mais
Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio
mar20

Excesso de carrros provoca trânsito na porta de prédio

O excesso de veículos sem que haja planejamento e investimentos de infraestrutura no Tatuapé, tem provocado situações intensas. Sem comando, bairro vive a mercê de subprefeituras distantes dos seus problemas.

Leia mais
Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito
mar11

Complexo Tatuapé recebe prêmio internacional pelo projeto Mulheres de Peito

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 16h50 Ação no Shopping Metrô Tatuapé e no Shopping Metrô Boulevard Tatuapé, empreendimentos administrados pela AD, realizou aproximadamente 400 exames de mamografia. Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Complexo Tatuapé, empreendimento administrado pela AD Shopping, recebeu o Prêmio de Apoio à Comunidade da América Latina, pela realização do projeto Mulheres de Peito, em prol da conscientização do público feminino sobre o câncer de mama. A homenagem é um reconhecimento concedido pela organização mundial da indústria de shopping centers: o International Council of Shopping Centers (ICSC). A cerimônia de premiação foi promovida nesta semana, durante o congresso internacional RECon Latin America, em Cancún, no...

Leia mais
“Embalagem verde” substituirá sacolinhas de supermercado, diz Prefeito
nov16
Leia mais
Projeto Bike Sampa no Tatuapé
nov11
Leia mais
Grafiteiros levarão sua arte à Avenida 23 de Maio
nov09

Grafiteiros levarão sua arte à Avenida 23 de Maio

Domingo, 9 de novembro de 2014, às 14h44 Avenida 23 de maio ganhará um dos maiores corredores de grafite da América Latina. Trabalho envolverá mais de 200 artistas na produção de 15 mil metros quadrados de arte em 70 muros, entre o Terminal Bandeira e o antigo Detran. Intervenção poderá ser expandida para outros locais da cidade. SECOM / PMSP – Mais de 70 muros da avenida 23 de maio, entre o Terminal Bandeira e a passarela Ciccilio Matarazzo, em frente ao Museu de Arte Contemporânea (MAC), antigo Detran, ganharão intervenções de grafite a partir da primeira semana dezembro. O projeto feito pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, reunirá mais de 200 artistas na produção de 15 mil metros quadrados de murais com a arte urbana. A ideia é que o projeto seja concluído entre o fim de janeiro e início de fevereiro, se tornando um dos maiores corredores de grafite da América Latina, a frente dos murais da Copa do Mundo, na zona leste, até então considerado o maior. O anúncio aconteceu na tarde desta sexta-feira (7) durante reunião entre o prefeito Fernando Haddad, o secretário Juca Ferreira (Cultura) e um grupo de artistas que participam da curadoria do projeto e ajudam a escolher grafiteiros que participarão da iniciativa. Além dos materiais para a produção do grafite, a Prefeitura auxiliará na segurança dos artistas com a Guarda Civil Metropolitana (GCM), na limpeza dos muros, ampliação da iluminação e corte de grama com a Coordenação das Subprefeituras e a Secretaria Municipal de Serviços. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) dará apoio na organização do trânsito durante o trabalho. “Esse tipo de arte existe no mundo inteiro, mas aqui em São Paulo, é um dos mais desenvolvidos, porque foi assimilada pela paisagem urbana. Essa arte tem a função de dialogar, colorindo o cinzento da cidade, substituindo muros frios e que dividem por muros artísticas que melhoram o padrão e humanizam a cidade”, afirmou Juca Ferreira. “A ideia é de trazer a arte para a rua, humanizar a cidade e democratizar o acesso a arte”, afirmou. Para se ter uma ideia do tamanho do projeto, o grafite nos muros da Linha-1 Vermelha do Metrô, no caminho da Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste, contava com menos de 10 mil metros quadrados e quatro quilômetros de extensão. O projeto da 23 de maio atingirá de 5,4 quilômetros de extensão de muros em 15 mil metros quadrados. “Estamos contentes com essa porta aberta, temos muita coisa para fazer e a 23 de maio é só o começo. Vamos apresentar projetos para as quebradas, a periferia...

Leia mais
Jogos Municipais da Pessoa Idosa começam nesta sexta-feira
nov07

Jogos Municipais da Pessoa Idosa começam nesta sexta-feira

Sexta-feira, 7 de novembro de 2014, às 12h58 Jogos terão 14 modalidades, entre as quais atletismo, bocha e dança de salão. Competições reúnem pessoas com mais de 60 anos e serão realizadas até 8 de dezembro. SECOM / PMSP – A primeira edição dos Jogos Municipais da Pessoa Idosa (Jomi) começa nesta sexta-feira (7) com a competição de gateball no Clube Escola Vila Guarani, na zona sul. O campeonato reunirá pessoas com mais de 60 anos em jogos de 14 modalidades até 8 de dezembro. O evento é parte de uma política de direitos construída ao longo da atual gestão da Prefeitura, voltada à população idosa.     Ao longo de um mês, equipamentos esportivos da cidade receberão jogos de atletismo, bocha, buraco, coreografia, damas, dança de salão, dominó, malha, natação, tênis, tênis de mesa, truco, voleibol e xadrez. Os três vencedores de cada modalidade serão premiados com medalhas e troféus. A programação do evento está disponível pela internet. No dia 10, por exemplo, o Clube Espéria promoverá uma competição de buraco, da qual participarão idosos de todas as regiões da cidade. O clube, localizado na zona norte, receberá ainda as modalidades damas, dominó, xadrez, atletismo, natação, tênis de mesa, coreografia, dança de salão e tênis. O Jomi é organizado pelas secretarias municipais de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), Educação (SME) e Esportes, Lazer e Recreação (SEME). A cerimônia de lançamento dos jogos foi realizada na segunda-feira (20/10) no ginásio do Pacaembu com a presença de mais de 1.500 pessoas. Os jogos serão realizados no ginásio do Pacaembu, no Clube Escola Vila Guarani, no Clube Espéria e no Centro Esportivo e de Lazer Tietê, que passou por reforma recentemente e foi reaberto pela Prefeitura em setembro. O esporte e a atividade física de lazer integram a política do envelhecimento ativo recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para as políticas públicas voltadas à pessoa idosa. Partindo desta perspectiva, o Jomi tem como objetivo promover a ampliação da qualidade de vida e do envelhecimento saudável, além de ampliar a participação das pessoas idosas em atividades de integração social. O regulamento da competição já está disponível no site do próprio campeonato, que trará ainda notícias e fotos sobre os...

Leia mais
São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina
out30

São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h33   Durante abertura do evento, Geraldo Alckmin destacou os avanços do setor no Estado de São Paulo. Teve início nesta quinta-feira, 30, o 28º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. O evento, realizado no Anhembi até dia 9 de novembro, recebe montadoras nacionais e estrangeiras que apresentam as últimas novidades do setor. Na abertura do evento, o governador Geraldo Alckmin destacou os avanços da indústria automobilística no Estado. “São Paulo é a capital da indústria automobilística com quase 43% da indústria. Uma indústria que gera muito emprego, que tem cadeia produtiva longa, que agrega valor e é vanguarda na ciência, no design e na tecnologia”. O governador também falou sobre as expectativas para o setor em 2015 e reforçou o apoio do governo do Estado. “Daremos toda infra-estrutura para que esse setor cresça. É bom que ele cresça porque tem importância social e econômica. Daremos todo apoio por meio do Pró-Veículo, incentivo fiscal, formação de profissionais com as Etecs e Fatecs e infra-estrutura”, finalizou. Do Portal do Governo do Estado Veja mais imagens no alotatuape facebook Assuntos relacionados Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina Salão do Automóvel 2014 Salão do Automóvel e GP de F1, juntos até dia 9 na...

Leia mais
Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel
out30

Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h29   Para facilitar o acesso dos cerca de 750 mil visitantes esperados, no período de 30 de outubro a 9 de novembro de 2014, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, a Reed Exhibitions Alcantara Machado, organizadora do evento, informa detalhes de infraestrutura e serviços. Transporte Gratuito Para os visitantes que utilizarem o metrô, haverá serviço gratuito para transporte da estação e terminal rodoviário Tietê, na linha azul, durante todos os dias da semana. Aos fins de semana funcionará também transporte gratuito no terminal rodoviário e estação da Barra Funda (linha vermelha). O ônibus que leva os visitantes gratuitamente funcionará a partir de uma hora antes da abertura do Salão do Automóvel até uma hora após o fechamento do evento. Estacionamento Somando as vagas do Anhembi – 4.987 – incluindo outros estacionamentos da região, são aproximadamente 13.400 vagas para carros. Dentro do complexo do pavilhão os preços praticados serão: Preços – Automóvel/Vans: R$ 40; Motocicletas: R$ 30; Ônibus/Micro-ônibus: R$ 70; Caminhões: R$ 120. Haverá também estacionamento gratuito para bicicletas, próximo à entrada do Auditório Elis Regina (Portão 37). Linhas de ônibus Para acesso às ruas Santa Eulália e Paineira do Campo e Praça Campo de Bagatelle utilizando ônibus 106A/10 – Metro Santana – Itaim Bibi 107P/10 – Mandaqui – Pinheiros 175T/10 – Metrô Santana – Metrô Jabaquara 178A/10 – Metrô Santana – Lapa 287A/10 – Penha – CEASA 701U/10 – Jaçanã – Butantã/USP 1177/10 – Term. A.E. Carvalho – Estação da Luz Para Av. Olavo Fontoura 278A/10 – Penha – CEASA 9717/10 – Jd. Almanara – Santana Utilize o site da SPTrans (www.sptrans.com.br) ou a central de atendimento (156) para confirmar as linhas indicadas antes de sair de casa, possíveis alterações em itinerários podem ocorrer com o tempo. Alimentação Nesta edição, serão cinco praças de alimentação com mais de 15 marcas de lanchonetes e restaurantes distribuídas em 2.800m². Mobilidade Para os visitantes com dificuldades de locomoção ou necessidades especiais, a organização do evento tem disponível: cadeiras de roda (motorizadas), área de estacionamento exclusiva, serviço preferencial para credenciamento, banheiros adaptados e rampas de acesso. As cadeiras de roda precisam ser solicitadas na Sala de Segurança e estão sujeitas a disponibilidade. Atendimento médico Uma unidade com recursos de pronto-atendimento será instalada próxima ao Portão 13. Durante a realização do Salão, uma equipe de médicos e enfermeiros fica à disposição, oferecendo segurança e qualidade do serviço. Guarda-volumes Haverá serviço de Guarda-Volumes próximo ao Portão de Saída do Pavilhão. Valor do serviço R$15,00 (por acesso) Serviço: Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2014 Data: 30 de outubro a 9 de novembro de 2014 Local: Pavilhão...

Leia mais
Salão do Automóvel 2014
out30

Salão do Automóvel 2014

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h12 Evento tem abertura com a presença do Governador de São Paulo e do Prefeito da cidade. Com previsão de atrair mais de 750 mil pessoas ao pavilhão do Anhembi, ao longo de 10 dias de feira, Salão do Automóvel recebe elogios. A cerimônia de abertura do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo recebeu hoje, dia 30 de outubro, o governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin e o prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad. Também compareceram os ministros Gilberto Occhi (Cidades) e Mauro Borges (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Alckmin destacou o fascínio que o carro exerce, além de ser um campeão na geração de empregos. “A indústria automobilística tem importância social e econômica, e traz a vanguarda da ciência, da energia limpa. Nosso estado contribui com isso porque cobra 12% de ICMS no etanol – que gera menor emissão de poluentes – enquanto o resto do Brasil é 25%”. O governador também comentou que o Rodoanel está em vias de finalizar a construção, e a ampliação das rodovias dos Bandeirantes, Ayrton Senna e Imigrantes, por exemplo. O prefeito Fernando Haddad fez referência ao potencial turístico que o Salão do Automóvel explora, principalmente neste ano, quando acontece logo antes da etapa brasileira da Fórmula 1. “São Paulo é o primeiro destino turístico do Brasil, e caminha para ser o principal da América Latina. A partir de 2017, devemos superar Buenos Aires e Cidade do México, principalmente por conta das atividades do setor privado. Juntos, o Salão do Automóvel e a Fórmula 1 devem reunir 250 mil pessoas não residentes na cidade.” Esses dois eventos reunidos gerarão cerca de R$ 450 milhões, somente de pessoas vindas de fora. Haddad também prevê a reforma do Pavilhão de Exposições do Anhembi, cujo projeto deve ser lançado em 2015. “Vamos repensar a ocupação pública em toda a marginal do rio Tietê. Não há incompatibilidade entre o transporte público e o privado. Devemos caminhar para o que toda cidade moderna faz, e não confundir propriedade com uso racional”. “Ressalto a qualidade do Salão do Automóvel de São Paulo. Não devemos para nenhum dos outros grandes salões mundiais, e isso não é gratuito. Nossa indústria merece, pois todos os maiores players estão agora fabricando aqui”, comentou o ministro Mauro Borges, que ressaltou também a política do Inovar-Auto, e a isenção de IPVA para automóveis híbridos, aplicada na cidade de São Paulo. “Sugiro agora que os governos federais e estaduais estudem implantar o IPVA gratuito para híbridos elétricos, assim como fez a cidade de São Paulo”. Também participaram da solenidade Luiz Moan (presidente da...

Leia mais
Exposição Utopia em SP
out28

Exposição Utopia em SP

Terça-feira, 28 de outubro de 2014, às 18h29 Museu da Energia de São Paulo promove exposição que revela o universo particular dos paulistanos. Intitulado “Utopia: a cidade que eu quero viver”, evento mostra diferentes olhares sobre uma nova versão de vida e cidadania. De 25 de outubro a 29 de novembro, o Museu da Energia de São Paulo, instituição mantida pela Fundação Energia e Saneamento, promove a exposição fotográfica “Exposição Utopia: a cidade que eu quero viver”. Aberto gratuitamente ao público, o evento acontecerá das 10 às 17 horas. Idealizada pela Via Cultural – Instituto de Pesquisa e Ação pela Cultura, a mostra reúne 40 fotografias que revelam universos particulares de São Paulo registrados pelos próprios moradores da Capital. As imagens captadas foram inspiradas pela ideia de utopia e da ressignificação da cidade e seus espaços. A seleção das fotos que compõem a exposição resulta de um concurso cultural promovido nas redes sociais, convidando os paulistanos a pensarem na cidade sob um olhar poético. A proposta foi de reunir visões múltiplas e cartográficas de São Paulo, apresentando o cotidiano da população por meio de fotos que projetam momentos inspiradores. Serviço Exposição Utopia: a cidade que eu quero viver De 25/10 a 29/11 Horário: das 10 às 17h Local: Alameda Cleveland, 601 – Bairro Campos Elíseos – São Paulo Entrada gratuita Sobre a Fundação Energia e Saneamento Criada em 1998, a Fundação Energia e Saneamento pesquisa, preserva e divulga o patrimônio histórico e cultural do setor de energia e de saneamento ambiental. Atuando em várias regiões do Estado de São Paulo por meio da Rede Museu da Energia e do Núcleo de Documentação e Pesquisa, localizado na capital, realiza ações culturais e educativas que reforcem conceitos de cidadania e incentivem o uso responsável de recursos naturais. Empresas mantenedoras AES Eletropaulo, Sabesp e Cesp Clique no botão para ver todas as imagens em nossa página do facebook Exposição Utopia em...

Leia mais
Ciclovias atingem 100 Km em SP
out23

Ciclovias atingem 100 Km em SP

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 19h15 Cidade alcança a marca de 100 quilômetros de ciclovias implementadas neste ano. A marca foi alcançada nesta quinta-feira (23) com a entrega de mais 8,2 quilômetros de via no Jardim Helena, na zona Leste. Circuito é interligado com estação da CPTM. SECOM/PMSP – A cidade de São Paulo alcançou nesta quinta-feira (23) a marca de 100 quilômetros de ciclovias implementados desde junho de 2014, quando teve início o projeto SP 400km, com a entrega de mais 8,2 quilômetros de vias segregadas para bicicletas no Jardim Helena, na zona leste da capital. O percurso se soma a um trecho de 3,7 quilômetros, em funcionamento na região desde o último dia 12. O prefeito Fernando Haddad acompanhou a entrega do novo trecho.     “Já temos muitos ciclistas aqui, mas nós podemos ter ainda mais. São Paulo hoje tem aproximadamente 500 mil ciclistas. Seria razoável que tivéssemos 1,5 milhão de ciclistas. O cidadão não precisa andar de bicicleta todos os dias, mas deveria fazer pelo menos um trajeto, em um ou dois dias por semana, para chegar ao trabalho. A saúde do paulistano vai melhorar, assim como o ar que a gente respira e o tempo de deslocamento das pessoas da casa para o trabalho e do trabalho pra casa”, afirmou Haddad. O circuito na área tem hoje 11,9 quilômetros e proporciona ligações do Jardim Helena com São Miguel Paulista, além de integrar-se com a Estação Jardim Helena – Vila Mara da CPTM. Nos trechos das avenidas Oliveira Freire e Dr. José Artur da Nova, a ciclovia foi instalada sobre as calçadas, que foram alargadas para melhor conforto e segurança tanto dos ciclistas quanto dos pedestres. A obra foi financiada com recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb). Ouça a música e leia a letra criada para o Projeto das Ciclovias na cidade Ciclovias de SP ganham música do grupo Pequeno Cidadão   Segundo a pesquisa Origem/Destino do Metrô, realizada em 2007, o Jardim Helena possui o maior número de usuários de bicicleta do município. A integração intermodal com o sistema metroferroviário é forte característica da região, já que o deslocamento para o trabalho aparece como um dos principais motivos das viagens realizadas. Apesar de não usar o trem com tanta frequência, a artesã e líder comunitária Andreia dos Santos Ribeiro, 48, realiza inúmeros percursos no bairro de bicicleta. “Vou até o posto de saúde, levo meus filhos na escola, vou à padaria e ao açougue, tudo de bicicleta. Trazer a ciclovia para o bairro foi uma ótima medida, pois agora nós conseguimos andar com segurança, agora os motoristas nos respeitam”, disse. A...

Leia mais
Vereadores mudam nomes de ruas e munícipes arcam com os custos
out22

Vereadores mudam nomes de ruas e munícipes arcam com os custos

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014 às 11h19 A Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) pretende mudar o nome de 13 logradouros e para isso fez um levantamento das ruas, praças e avenidas, cujos nomes homenageiam torturadores da Ditadura Militar ou seus colaboradores. O assunto já cria polêmica no ambiente da CMSP, já que alguns vereadores não concordam com a medida, no que são contestados pelos proponentes. Contrariedades a parte, o município pretende cobrar dos moradores as taxas pela mudança, que segundo a informação da CMSP, ficaria em torno de R$ 38,48 reais gastos em cartório. Quanto à dor de cabeça e às mudanças subsequentes que o ato acarretará – alterações de todos os endereços de prestadores de serviços, como água, luz, telefone, gás, TV a cabo, entre outros – também ficará por conta do munícipe. “Eu vi uma reportagem sobre uma rua que mudou de nome e as pessoas tiveram um monte de problemas, as correspondências não chegavam, vinha tudo errado. Acho que o Brasil tem muitas outras coisas para se preocupar antes disso”, reclama uma das moradoras da Rua Sérgio Paranhos Fleury. Além disso, no caso da venda do imóvel, a alteração também poderá acarretar custos de escritura, bem maiores. Autor do projeto que propõe a mudança do nome da Rua Sérgio Fleury, o ex-vereador Orlando Silva (PCdoB) – que nas eleições deste mês conseguiu uma cadeira na Assembleia Legislativa – acredita que as preocupações dos moradores são válidas, mas acha essencial combater as heranças do regime militar, entre elas as homenagens a seus apoiadores. “A rua pertence à cidade, não ao morador que está nela”, afirmou Orlando Silva, autor do Projeto de Lei (PL) na Câmara Municipal. Eleito deputado estadual, ocupará uma cadeira na Assembleia Legislativa e só poderá acompanhar seu projeto à distância. Veja os logradouros que poderão mudar de nomes, caso o PL seja aprovado, inclusive um deles localizado no Tatuapé e outro no Belenzinho: – R. Tomaz Paulino de Almeida – Vila Hebe – R. Dr. Sérgio Fleury – Vila Leopoldina – R. Henning Boilesen – Jaguaré – R. Dr. Otávio Gonçalves Moreira Júnior – Jardim Esmeralda – R. Gen. Syzeno Sarmento – Jardim Esmeralda – Av. General Ênio Pimentel da Silveira – Taboão da Serra – Praça Augusto Rademaker Grunewald – Vila Olímpia – Praça Min. Alfredo Buzaid – Vila Nova Conceição – Via Elevado Pres. Artur da Costa e Silva – Vila Buarque – Av. Pres. Castelo Branco, São Paulo – R. Gen. Silvio Corrêa de Andrade – Vila Industrial – Praça Gen. Humberto de Souza Mello – Belenzinho – R. Hely Lopes Meirelles –...

Leia mais
Audiência sobre uso de cobaias acontece em SP
out22
Leia mais
Parque do Piqueri recebe evento sobre medicalização
out21
Leia mais
Ibirapuera suaviza o calor do paulistano
out19
Leia mais
Privilégios e estação inacabada põe em dúvida ciclovias no bairro
out17
Leia mais
Contribua com a reciclagem de lixo, é bacana e fará bem para a cidade
out14
Leia mais
Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental
out14

Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental

Terça-feira, 14 de outubro de 2014 às 12h54 Cidade de São Paulo ocupa posição pioneira em reciclagem de resíduos sólidos. Com a inauguração das duas primeiras centrais mecanizadas de triagem da América Latina e ampliação da coleta seletiva, cidade iniciou processo inédito. Meta é aumentar o percentual de reciclagem de 2% para 10%, até 2016. SECOM / PMSP – São Paulo iniciou um processo inédito na reciclagem de resíduos sólidos com a instalação das duas primeiras centrais mecanizadas de triagem da América Latina, que vão permitir triplicar a capacidade de processamento de recicláveis e a ampliação da coleta seletiva de lixo com a aquisição de 11 caminhões. A meta é aumentar o percentual de reciclagem em São Paulo de 2% para 10%, até 2016, conforme as informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura da cidade de São Paulo. De acordo com a secretaria, com a abertura das duas centrais mecanizadas, uma em Santo Amaro e outra em Ponte Pequena, e investimentos nas cooperativas, a capacidade de reciclagem chega a 7% dos resíduos gerados na cidade. Hoje a cidade produz, no total, 10,5 mil toneladas de resíduos por dia. Deste montante, os orgânicos são 50%, cerca de 35% é resíduo seco com possibilidade de ser reciclado e um porcentual de 18% é rejeito. Por isso, se considerarmos somente a porcentagem de resíduos secos, com as quatro centrais a cidade irá processar cerca de 45% dos recicláveis produzidos. Na agenda ambiental da cidade está ainda a reutilização dos resíduos orgânicos por compostagem, para redução da quantidade de materiais enviados aos aterros sanitários. Um projeto-piloto distribuirá 2.000 composteiras domésticas e levantará informações para a ampliação dessa política. Os avanços no manejo adequado do lixo integram um conjunto de melhorias do meio ambiente da cidade, que inclui ainda a implantação de 400 quilômetros de ciclovias até 2015, a qualificação do transporte público e a adoção das lâmpadas de LED para a iluminação pública.   Assuntos relacionados Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental Contribua com a reciclagem de lixo, é bacana e fará bem para a cidade Prefeitura lança projeto inédito de compostagem doméstica...

Leia mais
Roberto Amaral volta-se para Dilma e o PT
out14
Leia mais
Pensar o futuro, assim se fará o Brasil das próximas gerações
out14
Leia mais
Mais conforto para os frequentadores da Igreja do Divino
out11

Mais conforto para os frequentadores da Igreja do Divino

Sábado, 11 de outubro de 2014, às 07h30 O programa “São Paulo mais iluminada” implantou no acesso à Paróquia do Divino Espírito Santo, em Arthur Alvim (zona Leste), 24 pontos de iluminação que abrigam 28 lâmpadas de vapor metálico.     Parte integrante da história do bairro, a paróquia está localizada à Rua Andréa Feliciano, ao lado da Cohab 1. Geralmente usadas em grandes avenidas, praças e parques, as lâmpadas de vapor metálico duram, em média, 5 mil horas, emitem luz branca, proporcionam boa reprodução de cores e possuem maior luminância em comparação às de vapor de sódio. Entre os locais iluminados com esse tipo de lâmpada, destacam-se: Avenida Radial Leste e entorno da Arena Corinthians (cerca de 2 mil pontos), segundo trecho do Corredor Norte-Sul, que vai Anhangabaú a Praça Campos de Bagatelle (748 pontos), duplicação da Avenida Belmira Marin (634 pontos), Parque do Carmo (422 pontos), Praças do Forró e Mãe Preta (São Miguel...

Leia mais
Sampaio Moreira, clube do Tatuapé com 85 anos, inaugura sala de troféus
out11
Leia mais
Tatuapé no Outubro Rosa 2014
out09

Tatuapé no Outubro Rosa 2014

Quinta-feira, 9 de outubro de 2014, às 12h03 – Atualizado às 13h12 Ponte do Tatuapé está iluminada com a cor rosa para lembrar a campanha contra o câncer de mama e colo do útero. Desde o dia 1º deste mês, o Outubro Rosa tem iluminado os prédios públicos mais famosos do país, além de monumentos e pontes. Vários países estão empenhados na campanha, que promove a conscientização de que a população feminina mundial deve se precaver contra males do câncer de mama e colo do útero.       Em 1998, a revista Alô Tatuapé entrevistou a doutora Albertina Duarte, então assessora da Organização Mundial da Saúde para colaborar na divulgação do assunto às mulheres do bairro. Uma das constatações mais preocupantes na época era o preconceito masculino quanto à coleta de material para o exame de papanicolau, para o qual a médica chamava a atenção do público masculino. “Se você quer que a sua mulher tenha saúde, deve deixar que ela faça os exames periódicos”, disse a especialista há 16 anos. Durante o Outubro Rosa 2014, o alotatuape se engaja diariamente na campanha, passando as cores do design do site para o pink durante todas as noites do mês de outubro. A ideia é acompanhar o movimento noturno das cidades espalhadas pelo Brasil e no mundo, em São Paulo e também no Tatuapé, com a iluminação da Ponte Padre Adelino. Essa ponte estaiada, em particular – sabiamente chamada pela prefeitura de Ponte Padre Adelino, apesar de o nome oficial ser outro –, marca a história jornalística do Alô Tatuapé e hoje pode ser iluminada para ajudar na campanha do Outubro Rosa.   Asssuntos relacionados Padre Adelino, 10 anos depois Outubro Rosa em Curitiba Tatuapé no Outubro Rosa 2014...

Leia mais
TJ cassa liminar que permitia sacolas plásticas no comércio de SP
out08

TJ cassa liminar que permitia sacolas plásticas no comércio de SP

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 20h28 Da redação – CMSP O Tribunal de Justiça de São Paulo cassou a liminar que permitia aos estabelecimentos comerciais de São Paulo fornecerem sacolas plásticas a seus clientes. A proibição às “sacolinhas” havia sido instituída pela Lei Municipal 15.374, sancionada em maio de 2011, mas foi suspensa por uma liminar obtida em junho daquele ano pelo Sindiplast (Sindicato da Indústria Material Plástico do Estado São Paulo). A Câmara Municipal é uma das rés da ação, juntamente com a prefeitura. Na ação, o Sindiplast alega que o município não teria competência para legislar sobre o assunto, argumento rejeitado pelo Órgão Especial do colegiado estadual, composto por 25 magistrados. Ainda cabe recurso ao sindicato, que pode tentar interpor embargos de declaração no próprio TJ ou derrubar a decisão no STF (Supremo Tribunal Federal). A proposta, de autoria do vereador Claudinho de Souza (PSDB), originalmente vedava o uso de quaisquer embalagens plásticas para o acondicionamento de produtos comercializados em São Paulo. No entanto, o substitutivo aprovado em plenário restringiu a proibição às sacolas...

Leia mais
Ricardo Izar é reeleito com votação superior ao primeiro mandato
out07

Ricardo Izar é reeleito com votação superior ao primeiro mandato

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 16h54 Considerado um dos melhores do país, volta às atividades no Congresso e no Conselho de Ética. O deputado federal Ricardo Izar (PSD) foi reeleito com mais de 113,5 mil votos, um aumento de aproximadamente 30%, perante a primeira vez em que se candidatou em 2010. Filho de Ricardo Izar, conhecido cidadão tatuapeense que presidiu o Conselho de Ética durante o Mensalão, a maior crise política enfrentada pelo país e protagonizada por líderes e aliados do governo petista. A família Izar pode ser considerada uma das mais antigas do Tatuapé, sendo Chucri Curi, bisavô do atual presidente do Conselho de Ética, o primeiro cônsul Libanês do país. A sede consular ficava em sua própria residência, à Rua Felipe...

Leia mais

Dança com a cia. Jant-bi – École des Sables

  Assista o vídeo e conheça a Jant-bi Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 13h10 Sesc Pinheiros Endereço: Rua Paes Leme, 195 Tel.: 11 3095.9400 Horário de funcionamento da Bilheteria: Terça a sexta das 10h às 21h. Sábados das 10h às 21h, domingos e feriados das 10h às 18h. Estacionamento com manobrista (vagas limitadas): Veículos, motos e bicicletas. Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas (para veículos e motos): Para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 6,00.   Dança Cia. Jant-Bi Jigeen [Senegal] Afro-Dites / Kaddu Jigeen! é a primeira criação da companhia Jant-Bi Jigeen. A coreografia conta a história de nove jovens mulheres senegalesas de olhar afiado que falam e dançam suas vidas a partir de sua visão sobre a sociedade moderna do Senegal, abordando a alegria e o amor, a ironia e o senso de humor, por meio de um olhar cáustico sobre hábitos e costumes de seu país. O espetáculo foi criado na École des Sables, localizada na vila Toubab Dialaw (Senegal), um centro internacional dedicado à dança africana tradicional e contemporânea, sob direção artística de Germaine Acogny e Patrick Acgony. Duração: 70 minutos Local: Teatro Paulo Autran Não é permitida a entrada após o início do espetáculo Venda limitada a quatro ingressos por pessoa...

Leia mais
Instituto Italiano promove mesa redonda sobre 1ª Guerra Mundial
out07
Leia mais
Praça Roosevelt é ocupada pelas crianças
out06

Praça Roosevelt é ocupada pelas crianças

Segunda-feira, 6 de outubro de 2014, às 18h53 Atrações infantis do Circuito Cultural reúnem 5.000 pessoas na Praça Roosevelt. Programação do Circuito Cultural de São Paulo conta com mais de 1.600 atividades distribuídas em 159 equipamentos da cidade até o fim do ano.       SECOM/PMSP – Mais de 5.000 crianças e pais ocuparam desde a manhã deste sábado (4) a Praça Roosevelt, no centro, para conferir as atrações e os shows que fazem parte do Circuito São Paulo de Cultura. Até o fim do ano serão 1.600 atividades voltadas para o público infantil, espalhadas por 159 equipamentos públicos da cidade para comemorar o Dia das Crianças, celebrado no próximo dia 12. Além de atividades lúdicas, pintura em rosto, artesanato com produtos recicláveis e até grafite, o evento que é uma ação da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o programa de proteção a primeira infância São Paulo Carinhosa, contou com grandes shows. As crianças foram encantadas com um teatro da Peppa Pig, animação que narra a história de uma porquinha cor-de-rosa e sua família, uma apresentação da banda Pato Fu e o Grupo Giramundo, além do espetáculo “Gigantes do ar”, da companhia Pia Fraus. “A iniciativa de ter uma programação com as crianças é muita boa, porque com o medo, levamos sempre eles para passear em shoppings ou lugares fechados. Aqui são atividades culturais, com espaço aberto para correr e brincar com segurança e isso aguça a criatividade das crianças”, afirmou a massoterapeuta, Cintia Amorim, 26 anos, que conferiu a programação com o sobrinho Vinícius de 4 anos e o filho Pedro de 3 anos. A primeira dama e coordenadora do programa São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad, também aproveitou as atrações neste sábado (4). Além dos shows da Peppa Pig e da Companhia Pia Fraus, ela ainda assistiu a apresentação do grupo Conto em Letras. “O quanto antes você consegue ter contato com essas possibilidades culturais, inclusive as mais eruditas, maior a chance de você apreciar [cultura futuramente]. Além disso, são oportunidades de convivência, de socialização e de fortalecimento dos laços familiares”, disse Ana Estela Haddad durante o lançamento da programação no dia 1º. Acompanhada pelos filhos Letícia de 4 anos e Pedro de 3 anos, a professora Jéssica Chaves, 34 anos, saiu de Pirituba para curtir um momento de lazer com as crianças. Como costuma ir mais ao teatro com os filhos e eles já estão mais adaptados ao tipo de diversão, a gratuidade das atrações do Circuito Cultural chamam a atenção. “Costumo levá-los ao teatro com frequência, mas é pago. Até compro nos sites de promoção ou compras coletivas, mas é importante que...

Leia mais
Geraldo Alckmin é reeleito em SP
out06

Geraldo Alckmin é reeleito em SP

Segunda-feira, 6 de outubro de 2014, às 17h13 Alckmin, 61 anos, médico, é o político que detém o recorde absoluto como governador do maior estado brasileiro. Nenhum outro governou São Paulo durante tanto tempo. Com 57,31% dos votos válidos, Geraldo Alckmin (PSDB) está eleito no 1º turno para o governo do Estado de São Paulo, tendo como vice o ex-prefeito de São Vicente, Marcio França (PSB) que ontem em entrevista ao Band News, disse ter advertido Marina Silva, quanto à sua postura de não apoiar sua candidatura em São Paulo. “Eu falei com ela diversas vezes, mas ele quis fazer as coisas à sua maneira”, afirmou. São Paulo é maior colégio eleitoral do país com 31.979.717 votantes, conforme os dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), número que não pode ser desprezado, já que representa mais de 22% do eleitorado nacional. Natural de Pindamonhangaba, foi Prefeito da sua cidade e disputou a presidência da República na eleição de 2010. O atual governador detém o recorde de permanência no Palácio dos Bandeirantes. Vice-governador eleito, assumiu o governo interinamente durante o afastamento e após o falecimento do governador Mário Covas em 2001, permanecendo no cargo até 2003, quando foi eleito para o seu primeiro mandato até 2006. No ano de 2010, disputou as eleições e ganhou, assumindo novamente o cargo de 2011 a 2014. Reeleito agora até 2015, Geraldo Alckmin dificilmente perderá a hegemonia de ter permanecido por tanto tempo à frente da maior cidade do país. Somando-se o tempo total de todos os seus governos, somados ao novo mandato para o qual foi eleito, serão 14 anos de...

Leia mais
Centro de São Paulo está ficando mais bonito
out04
Leia mais
Ciclovias de SP ganham música do grupo Pequeno Cidadão
out03
Leia mais
Outubro Rosa ilumina prédios públicos de Brasília
out02

Outubro Rosa ilumina prédios públicos de Brasília

Quinta-feira, 2 de outubro de 2014, às 05h41 A partir do dia 1º de outubro, até o último dia do mês, várias cidades do mundo vão ressaltar a cor rosa. Os principais monumentos é prédios conhecidos estão iluminados com a cor que representa a luta contra o câncer de mama. Em Brasília, uma cerimônia oficial marcou o início da campanha “Outubro Rosa”. Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado “Ao ver a cidade iluminada de rosa, mesmo que a pessoa não saiba o que é, vai querer saber”, disse a ministra Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. “Por mais que tenhamos feito, ainda temos o que fazer, temos que tornar o atendimento e as ações do SUS [Sistema Único de Saúde] cada vez melhores e com mais qualidade”.     O câncer da mama é o que mais atinge mulheres em todo o mundo. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, em 2014, são esperados 57.120 casos novos de câncer de mama, com um risco estimado de 56,09 casos a cada 100 mil mulheres. Apesar de mais raro, o câncer de mama também acomete homens. Quando diagnosticado cedo, a chance de cura chega a 95%. “Tem que ter autocuidado, tem que conhecer a mama, conhecer o próprio corpo, ir uma vez por ano ao ginecologista, fazer também o exame clínico da mama, ter hábitos saudáveis. São atitudes que não evitam, mas diminuem as chances”, disse a presidenta da organização não governamental (ONG) Recomeçar, Joana Jeker. Leia a matéria Câncer de mama continua a ser o vilão da saúde feminina e veja as imagens de Joana e Lourdes na exposição Recomeço da ONG Recomeçar Joana foi diagnosticada com câncer de mama aos 30 anos, em 2007. Ela sentiu a presença do nódulo no banho, enquanto fazia o autoexame. “De repente você perde a sua mama, perde o seu cabelo, pode perder a sua vida. É tudo muito difícil para a mulher”, disse. “Mas a gente tem que ter a perspectiva que é uma fase, que vai passar. É sofredor, a mulher fica abalada, mas tem que ter fé, não pode desistir”, completou. No Outubro Rosa, a ONG lança a exposição Recomeço, de mulheres mastectomizadas. Nas fotos, elas aparecem sorrindo, com a mama reconstruída e com cabelo, mostrando que venceram a doença. A mostra é itinerante e deve passar por vários pontos turísticos da cidade e por hospitais. Cada uma das fotos é acompanhada por um depoimento pessoal sobre a luta contra a doença.       Lourdes Capitulino é uma das mulheres que participaram do ensaio. Ela foi...

Leia mais
Congresso é iluminado em rosa para campanha contra câncer de mama
out02

Congresso é iluminado em rosa para campanha contra câncer de mama

Quinta-feira, 2 de outubro de 2014, às 07h59 Mariana Jungmann – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco Às 17h de ontem (1º) luzes cor de rosa foram acesas do Congresso Nacional, dando ao prédio o tom da campanha “Outubro Rosa”, que lembra a luta contra o câncer de mama. Uma cerimônia para as funcionárias da Câmara dos Deputados e do Senado marcou o início da campanha, que tem vários eventos previstos ao longo do mês.     As funcionárias foram lembradas por médicos da necessidade de fazer exames preventivos e observar qualquer alteração nos seios, que deve ser levada ao conhecimento de um ginecologista ou mastologista o quanto antes. O diagnóstico precoce é o principal fator de cura do câncer de mama. As mulheres, no entanto, tendem a evitar o assunto por medo dos efeitos de um possível tratamento ou de ficar mutiladas, o que acaba atrasando o diagnóstico e prejudicando o tratamento. O câncer de mama é o que mais acomete mulheres em todo o mundo. No ano passado, foram 52,6 mil casos no Brasil, segundo dados divulgados pelo governo federal. A projeção de risco gira em torno de 52 casos para cada grupo de 100 mil mulheres. A campanha “Outubro Rosa” é mundial e começou no Brasil em 2002, ocorrendo todos os anos sempre no mês de outubro. Em Brasília outros prédios da Esplanada dos Ministérios também estão iluminados de rosa para lembrar a luta contra o câncer de mama. Assuntos relacionados O rosa chega a São Paulo: Outubro Rosa 2014 Saúde da mulher e critérios do SUS Outubro Rosa ilumina prédios públicos de Brasília Campanha tem o objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher Congresso é iluminado em rosa para campanha contra câncer de mama Câncer de mama continua a ser o vilão da saúde feminina Tatuapé no Outubro Rosa 2014 Outubro Rosa em...

Leia mais
Campanha tem o objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher
out02

Campanha tem o objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher

Quinta-feira, 2 de outubro de 2014, às 08h20 Organizador do Outubro Rosa pede transparência no tratamento do câncer de mama. Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli O Grupo de Trabalho do Outubro Rosa, que organiza a campanha no Distrito Federal, recomenda a transparência entre médico e paciente no tratamento do câncer de mama. Em carta aberta, o grupo pede uma “comunicação clara e baseada em evidências científicas entre a usuária e os profissionais de saúde”.     A campanha, que começou ontem (1º) e segue até o fim do mês, tem como objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher e conscientizar a população sobre o câncer de mama. O grupo de trabalho é formado por órgãos do governo federal, do Congresso Nacional, do governo do DF, entidades internacionais e da sociedade civil. No tratamento do câncer, especialmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o grupo recomenda que os profissionais de saúde abordem os riscos e benefícios “de quaisquer comportamentos, exames ou procedimentos, possibilitando, dessa forma, que a mulher possa emergir como parte atuante e decisiva em todo o processo de atenção integral à saúde”. A carta também destaca as obrigações do SUS. “Na unidade de saúde, a mulher será acompanhada por profissionais da equipe da [unidade do Programa] Saúde da Família que deverão orientá-la”. Entre os deveres da unidade estão a coleta do exame citopatológico, o papanicolau, com posterior encaminhamento para consultas especializadas ou outros exames necessários, e o exame de mamografia a cada dois anos para todas as mulheres de 50 a 69 anos e sempre que houver indicação clínica. Além disso, a orientação quanto a percepções da mulher sobre alterações em seu corpo e quanto a fatores de risco para o desenvolvimento de doenças, como o câncer de mama e de colo do útero, incluindo as formas de prevenção. O câncer da mama é o que mais acomete as mulheres em todo o mundo. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), no Brasil, em 2014, são esperados 57.120 casos novos de câncer de mama, com um risco estimado de 56,09 casos a cada 100 mil mulheres. Apesar de mais raros, o câncer de mama também acomete homens. Quando descoberto no início, a chance de cura chega a 95%. Assuntos relacionados O rosa chega a São Paulo: Outubro Rosa 2014 Saúde da mulher e critérios do SUS Outubro Rosa ilumina prédios públicos de Brasília Campanha tem o objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher Congresso é iluminado em rosa para campanha contra câncer de mama Câncer de mama continua a ser o vilão...

Leia mais
Câncer de mama continua a ser o vilão da saúde feminina
out02

Câncer de mama continua a ser o vilão da saúde feminina

Quinta-feira, 2 de outubro de 2014, às 09h01   Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger Uma em cada três mulheres que fazem exames de rotina no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) é diagnosticada com câncer de mama. Segundo o Icesp, que é vinculado à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), mais da metade (52%) dos pacientes atendidos na instituição são do sexo feminino e 28% desse universo apresentam neoplasia mamária.     A doença “continua sendo a principal vilã dentro e fora do instituto”, cita um comunicado do Icesp, levando mais de 1,2 mil pacientes a procurar o Grupo de Mastologia entre consultas médicas e cirurgias. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), esse mal é o que mais mata e representa 22% de novos casos a cada ano no mundo. No Brasil, em 2011, foram registradas 13.345 mortes, sendo 120 em homens e 13.225 em mulheres. Para este ano, estima-se o surgimento de 57.120 novos casos. Além do câncer de mama, o Icesp tem diagnosticado grande incidência de tumores também em órgãos digestivos – esôfago, estômago, fígado e o colorretal (cólon e reto), com taxa de 22% entre as mulheres. O câncer de colo retal está entre os cinco mais frequentes entre as mulheres.     O diretor-geral do Icesp, Paulo Hoff, alerta que “quando a prevenção primária não é possível, o diagnóstico precoce é fundamental na busca pela cura e por uma boa qualidade de vida”. Ele recomenda que a partir da primeira relação sexual, a mulher deve adotar o hábito de visitas anuais ao ginecologista, além de fazer os exames de prevenção. Por meio do rastreamento tradicional de câncer de colo de útero, exame conhecido como papanicolau, é possível detectar precocemente a neoplasia de colo de útero, bem como lesões que antecedem ao tumor, permitindo tratamento mais eficaz e medidas que evitem o desenvolvimento da doença. Já com a mamografia, é possível checar a presença de lesões mamárias. Este exame deve ser feito por mulheres acima dos 50 anos ou sempre que solicitado por um médico.     Assuntos relacionados O rosa chega a São Paulo: Outubro Rosa 2014 Saúde da mulher e critérios do SUS Outubro Rosa ilumina prédios públicos de Brasília Campanha tem o objetivo chamar a atenção para a saúde da mulher Congresso é iluminado em rosa para campanha contra câncer de mama Câncer de mama continua a ser o vilão da saúde feminina Tatuapé no Outubro Rosa 2014 Outubro Rosa em...

Leia mais
Jacarés e abutres em meio aos anjos do Uberaba: Srur
set29

Jacarés e abutres em meio aos anjos do Uberaba: Srur

Segunda-feira, 28 de setembro de 2014, às 19h O artista plástico Eduardo Srur, faz sua segunda intervenção no rio Pinheiros em São Paulo. Através dos portais, ele utiliza esculturas e alegorias de desfiles de escolas de samba para sensibilizar a população. No portal instalado bem na foz do Córrego Uberaba que desagua no Tietê, o artista utilizou um abutre e dois anjos, assim como no Jaguaré. A intenção do artista é promover a conscientização das pessoas e pressionar tomadores de decisão para a necessidade de recuperação da bacia hidrográfica do Rio Pinheiros. Acesse outras imagens na nossa página do facebook   Assunto relacionado Eduardo Srur faz intervenção no Rio Pinheiros...

Leia mais
Corinthians campeão de 77, narrado por Osmar Santos
set27

Corinthians campeão de 77, narrado por Osmar Santos

Sábado, 27 de setembro de 2014, às 11h28 ‘Ripa na chulipa!’, pois Osmar Santos continua com a bola toda Por Rafael Carneiro da Cunha Da redação – CMSP A “gorduchinha” rolava solta na Copa do Mundo de 1994, e mais uma vez a Rádio Globo fazia a cobertura do torneio, que acontecia nos Estados Unidos. A rotina era intensa, mas sempre que sobrava um tempinho a equipe aproveitava para conhecer a terra do Tio Sam. Em um dos passeios, o comentarista Paulo Morsa e o supervisor técnico Mauro de Lima resolveram passear no famoso bondinho de São Francisco. Dentro de um carro estava Osmar Santos, que, rindo, propôs aos dois pularem do bonde em movimento na curva de uma ladeira. Brincalhão, humilde e irreverente, o locutor não era só o “Pai da Matéria”, mas de todos que trabalhavam com ele.       “Muitas vezes você nem sentia saudades de casa porque estava com ele”, diz Lima, que o acompanhou em diversas viagens. O mundial de 94 não foi o único que Osmar narrou. Ele também esteve na Argentina, em 1978, na Espanha, em 1982, no México, em 1986, e na Itália, em 1990. A sua paixão pelo rádio vem desde cedo. Osmar nasceu em Osvaldo Cruz, no interior de São Paulo, e passou a infância na também paulista Marília. Quando garotinho, sempre escutava escondido do seu pai os jogos de futebol em um radinho de pilha. Mais velho dentre os quatro filhos de Romeu e Clarice, ele chegou a ter problemas de gagueira, mas isso foi logo superado, tanto que fez da voz seu ganha-pão. O primeiro emprego como locutor foi na Rádio Clube de Osvaldo Cruz. De lá, ainda passou pela Rádio de Marília antes ser contratado pela Jovem Pan. “Sou oito anos mais novo que o Osmar e, especialmente quando eu estava perto da adolescência, fiquei mais próximo dele. Nossa família era, e ainda é, muito unida” afirma o irmão Oscar Ulisses, que também se tornou locutor esportivo. Segundo Oscar, ele e o irmão já trabalharam juntos várias vezes. A primeira foi em um campeonato infanto-juvenil organizado por Osmar, em Marília. Já conhecido no meio, Osmar Santos assinou em 1977 um contrato com a Rádio Nacional, futuramente Rádio Globo. A estreia na nova casa não poderia ser mais emocionante: uma final do Paulistão entre Corinthians e Ponte Preta. Na época, o campeonato tinha um sistema diferente do atual e a decisão era disputada em três jogos. No fim, o Corinthians sagrou-se campeão, acabando com um jejum de 23 anos sem títulos. A narração da última partida é considerada uma das melhores do locutor. Ouça a antológica...

Leia mais
Osmar Santos é homenageado no Dia do Rádio
set27
Leia mais
Leis irão valorizar turismo em SP
set26
Leia mais
Governo de SP: Alckmin pode vencer no 1º turno
set24
Leia mais
88% dos paulistanos aprovam ampliação de ciclovias, revela pesquisa
set19

88% dos paulistanos aprovam ampliação de ciclovias, revela pesquisa

Sexta-feira, 19 de setembro de 2014, às 16h59 Segundo a pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo, faixas exclusivas para ônibus tem apoio de 90% dos entrevistados. Desde janeiro de 2013, mais de 350 quilômetros de vias segregadas para ônibus foram construídas. PMSP / SECOM – Uma pesquisa sobre mobilidade urbana divulgada nesta quinta-feira (18) mostra que 88% dos entrevistados são a favor da construção e ampliação das ciclovias. O levantamento também mostra que 90% são favoráveis à ampliação das faixas exclusivas para ônibus. A pesquisa foi realizada pelo Ibope, a pedido da Rede Nossa São Paulo, e aborda os mais diversos aspectos da mobilidade na cidade. O instituto ouviu 700 pessoas entre os dias 29 de agosto e 3 de setembro. A margem de erro é de 4 pontos percentuais.     Após a apresentação dos dados da pesquisa, o prefeito Fernando Haddad defendeu o envolvimento da sociedade para adotar medidas que ampliem a mobilidade urbana. “Essa é uma agenda que os partidos não deveriam disputar, mas somar ao governo para construiremos até mais rápido tudo que vem sendo feito na cidade. E o apoio às ciclovias é de 88% – mesmo apoio às faixas de ônibus -, apesar de ser um modal que ainda carece de muitas políticas do ponto de vista educacional e pedagógico”, disse. A construção de 400 quilômetros de ciclovias até o fim de 2015 é uma das metas da Prefeitura de São Paulo. Somente neste ano, a capital já ganhou 58,3 quilômetros. Outras medidas de incentivo ao uso da bicicleta como transporte prioritário foram as inaugurações do bicicletário público no Largo da Batata e da ciclopassarela sobre a Marginal Pinheiros. A avenida Paulista também vai ganhar ciclovia no canteiro central. Já a criação de faixas exclusivas para ônibus aumentou a velocidade dos coletivos e causou economia de tempo para usuários do sistema de transporte coletivo da cidade de São Paulo, segundo estudos realizados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Atualmente, São Paulo conta com mais de 440 quilômetros de vias segregadas à direita, sendo que desde janeiro do ano passado, com a operação “Dá Licença para o Ônibus”, foram implantados 357,5 quilômetros. “Esse grande apoio dos paulistanos para a bicicleta e para a ciclovia é importante para a cidade porque é um serviço não motorizado. Isso ajuda quem precisa desse tipo de transporte, ajuda do ponto de vista ambiental e do ponto de vista da saúde. Portanto, ajuda a cidade. Isso é importante e só nos encoraja ainda mais a continuarmos nesse projeto de implantação dos 400 km de ciclovia na cidade de São Paulo”, afirmou o secretário...

Leia mais
Semana da Mobilidade Urbana
set17

Semana da Mobilidade Urbana

  Quarta-feira, 17 de setembro de 2014, às 20h49 Faixas exclusivas aumentam velocidade dos ônibus e economizam tempo de usuários Desde o início do ano passado, a Prefeitura implementou 357,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus em toda a cidade. Dois estudos da CET apontam melhora significativa da velocidade dos coletivos e economia de tempo para os usuários. SECOM – A criação de faixas exclusivas para ônibus aumentaram a velocidade dos coletivos e economia de tempo para usuários do sistema na cidade de São Paulo, segundo estudos realizados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Atualmente, São Paulo conta com mais de 440 quilômetros de vias segregadas à direita, sendo que desde janeiro do ano passado, com a operação “Dá Licença para o Ônibus”, foram implantados 357,5 quilômetros. O transporte coletivo é um dos temas em discussão na Semana da Mobilidade 2014 Um estudo divulgado no início de dezembro do ano passado pela CET apontou que, em um universo de 291 quilômetros de faixas implementadas até então, a velocidade média dos ônibus havia crescido em 45,1%, saltando de 14,2 km/h para 20,6 Km/h. O segundo levantamento da CET divulgado no início de setembro mostrou que a velocidade média dos ônibus que circulam por 66 trechos de faixas exclusivas implantados neste ano aumentou em 68,7%, passando de 12,4 Km/h para 20,8 Km/h. O levantamento apontou melhora da velocidade em todos os trechos pesquisados. A menor alteração foi o aumento de 7,8% da velocidade na Avenida Orlando Garcia de Oliveira, na zona oeste, e as maiores na Rua Voluntários da Pátria, com melhora de 269,4%, e na ponte do Jaguaré, com 317,3%. A economia média é de 38 minutos por dia, chegando a mais de quatro horas por semana. Em alguns itinerários, a vantagem é ainda maior. Mudança cultural Por conta do aumento das faixas exclusivas a partir do início de 2013, algumas pessoas optaram pelo ônibus como meio de transporte. A produtora de televisão, Marina Pereira, 24 anos, que mora na Vila Mariana e trabalha na região do Paraíso, foi uma das paulistanas que passou a utilizar os ônibus após a implementação das faixas exclusivas. “Depois das faixas, desisti do carro. Percebi que era mais rápido vir com o ônibus do que com o carro. É claro que tem problemas como a lotação, que é muito grande, principalmente, nos horários de pico, mas é uma opção mais rápida com certeza”, disse. Táxis nas faixas A Prefeitura liberou, no último dia 13, todos os 440 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus existentes na cidade e as que serão criadas pela Prefeitura aos mais de 33 mil táxis de São Paulo em qualquer...

Leia mais
Virada esportiva começa neste sábado
set17

Virada esportiva começa neste sábado

  Quarta-feira, 17 de setembro de 2014, às 20h19 Evento esportivo mobiliza diversos órgãos públicos Para que tudo funcione, um batalhão de servidores trabalha antes e durante a Virada PMSP – Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), da Guarda Civil Metropolitana (GCM), da Polícia Militar, dos Bombeiros, funcionários das subprefeituras e agentes de limpeza urbana são alguns exemplos da importância do trabalho conjunto entre a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (SEME) e diversos órgãos públicos para a realização da Virada Esportiva.     De acordo com a organização do evento, cinco meses antes têm início o “desenho” da programação que, na sequência, é apresentada às demais secretarias ou órgãos das administrações municipal e estadual para os possíveis esclarecimentos ou mudanças. Definida a programação, começam então as vistorias nos locais que receberão a Virada e reuniões específicas de acordo com o grau de complexidade da atividade. Para que os participantes possam aproveitar ao máximo, mas sem que isso prejudique as rotinas da cidade, ruas são fechadas, sinalização especial é colocada nos locais e equipes de apoio são especialmente orientadas para que tudo transcorra da melhor maneira possível. “Felizmente a Virada Esportiva, apesar de ser um evento bastante grande, tem transcorrido dentro da normalidade”, lembra o secretário de Esportes, Lazer e Recreação, Celso Jatene. “E isso só é possível com o planejamento antecipado e a dedicação das equipes”. Em alguns casos, por exemplo, linhas de ônibus têm os trajetos alterados, algumas regiões recebem iluminação especial e reforço na segurança, e rotas que garantem a manutenção de outros serviços públicos, como o acesso aos hospitais, são implantadas.   Clique, divirta-se conhecendo a programação completa e prepare o aquecimento!...

Leia mais
São Paulo é o Brasil, dos sem isso ou aquilo
set17
Leia mais
Bienal de São Paulo chega à 31ª edição
set16

Bienal de São Paulo chega à 31ª edição

  Terça-feira, 16 de setembro de 2014, às 17h33 A 31ª Bienal das Artes, está aberta à visitação no Pavilhão da Bienal desde o dia 6 de setembro e vai até 7 de dezembro, no Parque Ibirapuera – Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 3 – SP. Leia a matéria sobre o material educativo da mostra e se quiser poderá baixá-lo. Conheça o material educativo da 31ª Por Vivian Lobato – Fundação Bienal de São Paulo Dez cartazes que apresentam artistas ou coletivos que participam da 31ª bienal, com textos que abordam suas respectivas trajetórias e contextos de atuação, somados a 40 “pistas educativas”, propostas para ações em grupo dispostas como ferramentas e divididas em quatro grandes lentes conceituais: coletividade, conflito, imaginação e transformação. Esse é o conteúdo do Material Educativo da 31ª bienal, concebido como uma “caixa de ferramentas”.     Mais do que uma possibilidade para se relacionar com a exposição, esse material apresenta questionamentos e temáticas próprias, capazes de motivar a discussão e o trabalho dentro e fora da sala de aula. “Queremos envolver as pessoas em um processo de descoberta e transformação, no qual a arte seja um meio de criar possibilidades inesperadas para aqueles que investem seu tempo e energia na experiência”, explica o texto da curadoria composta por Charles Esche, Galit Eilat, Nuria Enguita Mayo, Oren Sagiv e Pablo Lafuente.     Coletividade e pluralidade são as questões chaves das discussões propostas pelo Material Educativo, que pretende contribuir para ampliar o olhar e enfatizar que qualquer mudança efetiva (cultural, social, política) precisa ser coletiva para que ocorra. De acordo com a curadoria, os projetos mostram tentativas de aproximação às práticas artísticas e culturais que são relevantes e também representativas para a abordagem geral, e podem dar acesso a um conjunto de problemáticas e a modos de lidar com elas. “Tratam do nosso tempo atual e tentam ampliar nossa capacidade para entender posições distintas e maneiras de agir”, cita o texto curatorial. Os projetos dos artistas apresentados no Material podem ser examinados por meio das quatro ferramentas conceituais amplas que não atuam apenas como lentes interpretativas, mas também como metodologias: coletividade, imaginação, conflito e transformação. Essas lentes pretendem delinear modos de ver os projetos e possíveis ações a serem compreendidas.     Concebido pelo núcleo Educativo Bienal com a curadoria da 31ª bienal e as demais equipes da Fundação, o material educativo dessa exposição trouxe um processo de construção colaborativo inédito, no qual professores, educadores, artistas e convidados do Educativo Bienal ajudaram a elaborar as “pistas educativas” propostas na caixa de ferramentas. Mais de 30 profissionais ajudaram a produzir esse conteúdo por meio de um workshop ocorrido...

Leia mais
Corrida presidencial, aponta pequena vantagem de Marina
set13
Leia mais
Prefeitura retira famílias para revitalizar área do parque D. Pedro II
set12
Leia mais
CR recebe o The Gasolines, amanhã no Tatuapé
set11

CR recebe o The Gasolines, amanhã no Tatuapé

Quinta-feira, 11 de setembro de 2014, às 09h09   The Gasolines faz três shows no Circuito SP de Cultura Apresentações acontecem nas bibliotecas Cassiano Ricardo (CR) e Monteiro Lobato e na Galeria Olido Por Luísa Bittencourt “Nascida na estrada, onde o combustível é a música”. É assim que o guitarrista da The Gasolines, Alexandre Kanashiro, define a própria banda. Atração do Circuito São Paulo de Cultura, projeto que em setembro também integra o Mês da Cultura Independente, o grupo se apresenta em três espaços da Secretaria de Cultura: dia 12, na Biblioteca Pública Cassiano Ricardo; dia 14, na Galeria Olido; e dia 26, na Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato.     Com mais de 20 anos de trajetória, The Gasolines circulou sempre pelo meio independente, mas com uma singularidade musical que poucas bandas conquistam. A primeira inspiração foi o rock’n’roll de Link Wray, e a busca pelo punk rock, uma consequência. “Começamos tentando fazer este tipo de som instrumental mais cru e próximo do punk rock, perfeito para nós, que não sabíamos tocar, mas com muita fome de música”, conta Kanashiro. Com o tempo, a banda incorporou elementos de outros gêneros musicais, diversificando seu som e diminuindo, inclusive, o vocal. “Havia algumas músicas cantadas, ou melhor, gritadas, que naturalmente foram sumindo, enquanto eram adicionadas novas referências.” Hoje, com quatro CDs e uma fita K7 lançados, o grupo explora ritmos latinos, composições de filmes de faroeste, sutilezas do jazz e sua principal marca, o surf rock. “Nossa primeira experimentação foi misturar ‘Tico tico no fubá’ com a clássica ‘Tequila’, e o uso de maracas deu uma característica latina depois de nossas passagens pelo sul da Espanha e pelo Maranhão”, explica o guitarrista. A música “Pura tiquira”, do álbum “Pura veneta”, de 2008, por exemplo, foi gravada em terras nordestinas com o cantor e compositor maranhense Roberto Ricci, conhecido como “o malabarista do violão”. “Ele tira de seu instrumento incríveis sons percussivos da festa do boi”, afirma Kanashiro. Formada ainda por Sonny Rocker no contrabaixo, Fabio Barbosa na bateria e Saico Padovano na voz e percussão, The Gasolines promete três apresentações que reúnem composições da raríssima demo em K7, “Wild and Primitive” (1996); do CD demo “Sonido de la frontera” (1998); e dos discos “La Shereefa” (2000); “Tanger Hotel” (2003), primeira gravação oficial da banda, lançada pela Baratos Afins e vencedora do Prêmio Dinamite de Melhor Álbum Instrumental de Música Independente; e o mais recente, “Pura veneta” (2008), com sonoridades orientais, dub e reggae.   Apresentações Biblioteca Pública Cassiano Ricardo (Temática em Música). Av. Celso Garcia, 4.200, Tatuapé. Zona Leste. Tel. 2092-4570 e 2942-9952. Dia 12, 18h Galeria Olido – Vitrine da...

Leia mais
Programação Cultural da Biblioteca Cassiano Ricardo
set11

Programação Cultural da Biblioteca Cassiano Ricardo

Quinta-feira, 11 de setembro de 2014, às 08h32   Espaço Itamar Assunção – A Hora e Vez do Vestibular Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis Professor André Renato Oliveira Silva Dia 15 de setembro às 19h O Cortiço – Aluísio Azevedo Professor André Renato Oliveira Silva Dia 22 de setembro às 19h A Cidade e as Serras – Eça de Queirós Professor André Renato Oliveira Silva Dia 29 de setembro às 19h     Veja as palestras de vestibular em setembro de todas as bibliotecas públicas.   Mediação de Leitura Funcionários da Biblioteca propõem um contato lúdico entre leitores de todas as idades e os livros, com a intenção de despertar o interesse e o hábito da leitura.   Tarde entre Livros Com Camila Vieira Braido e Odenir Vinhato. Livre. Às quartas-feiras de setembro às 15h   Circuito de Música Durante o mês de setembro, as Bibliotecas integram o Circuito Municipal de Música, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, cuja intenção é contribuir para a ampliação do repertório cultural em diversos pontos de cultura da cidade de São Paulo. The Gasolines Amanhã, sexta-feira (12), a Biblioteca Cassiano Ricardo, temática em música, recebe a banda The Gasolines às 18h, no Tatuapé. Leia a reportagem de Luísa Bittencourt Camila Vieira Braido – Coordenadora Biblioteca Pública Cassiano Ricardo – Temática em Música Av. Celso Garcia, 4200 – Tatuapé Tel. 2092-4570 /...

Leia mais
Criação do Parque Minhocão gera polêmica
set10
Leia mais
Audiência Pública debate o Parque Minhocão
set09
Leia mais
Jovens que lutam contra as drogas são homenageados na Câmara
set05

Jovens que lutam contra as drogas são homenageados na Câmara

Sexta-feira, 5 de setembro de 2014, às 17h18 Por Jeldean Silveira CMSP – Uma Sessão Solene homenageou ex-dependentes químicos e entidades que atuam na prevenção e tratamento contra as drogas na cidade de São Paulo. A solenidade lotou o Salão Nobre do Palácio Anchieta na noite desta quinta-feira (4). Segundo relatório mundial da UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime), uma em cada 200 pessoas entre 5 e 64 anos é usuário problemático de drogas. Isso equivale a 27 milhões de pessoas, ou 0,6% da população mundial. Ex-usuário, Robson de Freitas foi um dos homenageados da noite. Ele chegou a perder uma perna ao levar um tiro, foi preso e deixou de usar drogas depois de participar do projeto Força Jovens, da Igreja Universal do Reino de Deus. “Tive a infelicidade de conhecer as drogas dentro de um banheiro de escola pública. Foram dez anos e usei dez tipos diferentes de drogas na minha vida. Perdi tudo, caráter, dignidade, família e hoje me encontro aqui com varias autoridades, sendo homenageado. Para mim é muito importante, me sinto feliz em estar aqui”, disse.       Hoje, Freitas é palestrante no combate contra a dependência química e defende a importância de acreditar na recuperação. “Se existe um laço mais importante na vida de um ser humano na recuperação de um dependente químico é a família. É o que estamos fazendo aqui hoje, família e união. Para quem é rico, para quem é pobre, para quem é negro ou branco, eu acredito na recuperação de qualquer pessoa”, afirmou. O Pastor Humberto Machado, ex-traficante e fundador do projeto Missão Cristolândia, também foi homenageado pelo trabalho da entidade de recuperação, mantida por fiéis da Igreja Batista. Em cinco anos, o projeto Cristolândia cresceu e hoje tem filiais em sete estados do Brasil. São 13 unidades só em São Paulo, com academias de balé e artes marciais frequentadas por mais de 2 mil pessoas. Machado dedicou a honraria a sua maior motivação. “A minha alegria é que o Senhor seja glorificado. Eu não tenho nenhum mérito, a homenagem não pode ser para mim, é para o dono da obra. Ele é o dono eu só sou um operário nessa grande alegria de Deus” disse. O vereador Jean Madeira (PRB), proponente da homenagem, acredita que ONGs que atuam no combate contra as drogas merecem mais espaço na discussão de políticas públicas de prevenção e tratamento. “Os nossos governantes precisam abrir espaço para conversas com instituições como a Cristolândia, por que contra fatos não há argumentos. É uma prova de resultados positivos. Muitos não acreditam, mas hoje podem ver o resultado de jovens que...

Leia mais
Encontro discute excesso de ruídos na capital paulista
set02
Leia mais
Projeto Tamar comemora 35 anos
set01
Leia mais
Trepa-trepas enfeitarão jardins da Fundação Ema Klabin
ago29
Leia mais
Reitor da USP não comparece a encontro na ALESP
ago28

Reitor da USP não comparece a encontro na ALESP

Quinta-feira, 28 de agosto de 2014 às 19h29 Comissão de Educação e Cultura reúne-se com trabalhadores das universidades públicas. Convocado, reitor da USP não compareceu. Por Keiko Bailone Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Sem a presença do reitor da USP, Marco Antonio Zago, que se ausentou mesmo tendo sido formalmente convocado, o presidente da Comissão de Educação e Cultura (CEC), deputado Carlos Neder (PT), decidiu, com o deputado Carlos Giannazi (PSOL), realizar a reunião em caráter informal nesta quarta-feira, 27/8. O encontro serviu para que representantes de associações professores, alunos e funcionários da USP, Unesp e Unicamp justificassem suas reivindicações no que se refere à crise financeira, a greve e a desvinculação do Hospital Universitário (HU) da Universidade de São Paulo.   Antes de começar a reunião, Neder leu ofício enviado pelo reitor Marco Antonio Zago, justificando sua ausência: “reunião agendada para a mesma data, para discutir a recomposição orçamentária da USP e a questão salarial com o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp)”. Nesse mesmo ofício, o reitor propõe que a reunião seja reagendada para o dia 10/9, às 14 horas. O deputado Carlos Giannazi informou que dava entrada, naquele momento, a duas representações contra o reitor, por crime de responsabilidade e desobediência. A primeira foi endereçada ao Ministério Público e a segunda protocolada junto à Assembleia Legislativa. Argumentou que não fora a primeira vez que parlamentares do Legislativo paulista haviam sido tratados com desprezo por Zago e denunciou a construção de um prédio nas imediações da avenida Paulista, no valor de 71 milhões de reais. “Estão sendo construídos para abrigar os órgãos centrais da reitoria, que deveriam estar na USP”, destacou. A deputada Sara Munhoz, do PCdoB, manifestou-se, em nome das enfermeiras, contra a desvinculação do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo.     Reivindicações do Fórum das Seis Francisco Miraglia, presidente da Associação dos Docentes da USP (Adusp) apresentou as propostas do Fórum das Seis, entidade que congrega funcionários, professores e estudantes das três universidades públicas. Destacou a necessidade de um repasse emergencial de R$ 600 milhões para socorrer a USP, Unesp e Unicamp, montante esse que evitaria o plano de demissões voluntárias oferecido por Zago, “para arrecadar R$ 400 milhões”. Criticou o arrocho salarial e o desconto de 1% do repasse destinado às universidades para a habitação, e reivindicou o aumento do percentual de 9,57% da arrecadação do ICMS, face à expansão das três universidades públicas do Estado. Essa foi também a tônica dos outros participantes da Mesa, João Paulo, coordenador do Fórum Estadual da Educação; João Chaves, presidente da Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp); e Paulo Cesar Centoducatte, presidente...

Leia mais
Software gratuito para pessoas com deficiência
ago28
Leia mais
Marina quer Brasil passado a limpo
ago27

Marina quer Brasil passado a limpo

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 21h10 “Nosso compromisso é de que o Brasil seja passado a limpo”, defende Marina, no site do partido Rede Sustentabilidade. Leia a matéria publicada após o debate de ontem (26). Rede Sustentabilidade – No primeiro debate entre os candidatos à Presidência, a candidata da Coligação Unidos do Brasil, Marina Silva, teve uma participação bastante destacada, com posicionamentos firmes e aberta ao diálogo e ao debate de ideias. Marina defendeu uma agenda propositiva, voltada para o desenvolvimento sustentável, a renovação política e econômica do país.     “O nosso compromisso é de que o Brasil seja passado a limpo, fazendo a reforma das reformas, que é a reforma política e, a partir daí, nós possamos avançar”, defendeu a candidata. Ela ainda reforçou que há um desejo de mudança da população, expresso nas manifestações de 2013. “As manifestações de junho apresentam um pacto para atender as reivindicações da população”, comentou. Esse movimento social, para Marina, foi um claro sinal de busca por mudanças e um novo jeito de fazer política. “A reforma política começa agora, com o debate de ideias, com políticas de juros baixos, controle de inflação e crescimento, desenvolvimento econômico e social. Os parlamentares serão eleitos pela sociedade brasileira a partir dessa nova escolha que fizermos”, pontuou. A candidata também criticou a atual polarização entre PT e PSDB como um entrave para a evolução do sistema político brasileiro. “Temos de combater a polarização que, há 20 anos, constitui um verdadeiro atraso para o País. Precisamos de políticas coerentes com a renovação e o compromisso com o futuro do Brasil”, disse. “Uma das coisas mais importantes para que a gente possa resolver os problemas, em primeiro lugar, é reconhecer que eles existem”, completou. Em tom crítico, rebateu a candidata Dilma Rousseff, que apresentou um Brasil mais “virtual” do que real. “Esse Brasil que a presidente Dilma acaba de mostrar, colorido, quase cinematográfico, não existe para as pessoas, que continuam presas no trânsito e em situação de penúria na saúde e na segurança”, reforçou. “O Brasil precisa de visão estratégica. Se olharmos o histórico das conquistas dos últimos 20 anos, veremos que o País não teve presidentes com perfil de gerente. Porém, no último governo, o Brasil será entregue em condições piores por uma candidata que se coloca como gerente”. Em linha com esse raciocínio, a candidata também reiterou sua visão de Estado como agente de mobilização da sociedade. “Defendo um Estado capaz de mobilizar o melhor da iniciativa privada, do empreendedorismo e de todos os atores da sociedade para atender às necessidades dos cidadãos brasileiros”, reforçou. A candidata também tratou da urgência da...

Leia mais
Aécio Neves defende trabalho de voluntários
ago27

Aécio Neves defende trabalho de voluntários

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 21h04 Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, disse hoje (27) que, caso eleito, irá apoiar iniciativas de empreendedores voluntários. Ele participou da cerimônia de lançamento do portal Vamos Agir, um site de apoio à sua candidatura tocado por voluntários.     “Estamos abrindo canais de participação da sociedade brasileira em nosso projeto, o Fórum Brasil, para buscar iniciativas de anônimos que procuram melhorar a vida de pequenas comunidades”, defendeu o tucano. Entre essas ações, ele mencionou a convocação para doações de sangue e para a limpeza de praças públicas. “Muitas vezes não é o Poder Público que resolve a vida das pessoas, muitas vezes são as iniciativas da própria comunidade que melhoram a vida no seu entorno”, pontuou o candidato. O candidato acrescentou que não mudará a estratégia de campanha até as eleições, em outubro, mantendo a rotina de disputar os votos em encontros com os eleitores nas ruas de todo o país. Aécio Neves voltou a defender a proposta de criação do Mutirão de Oportunidades, que pretende dar estímulos a jovens na faixa de 18 a 29 anos que não tenham concluído os cursos do ensino médio e fundamental. A ideia é conceder uma bolsa no valor de um salário mínimo a cada um dos jovens para voltarem a estudar. Pelos cálculos de seu programa de governo, existem cerca de 20 milhões de jovens nessas condições, sendo 11 milhões sem terem terminado o ensino fundamental. De acordo com o critério estabelecido, a medida será desenvolvida em localidades onde a taxa de abandono escolar ultrapasse...

Leia mais
Dilma almoço em restaurante popular no Rio de Janeiro
ago27

Dilma almoço em restaurante popular no Rio de Janeiro

Quarta-feira, 27 de agosto de 2014 às 20h47 Isabela Vieira – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel Candidata à reeleição, a presidenta da República Dilma Rousseff (PT) almoçou hoje (27) em um restaurante popular na zona oeste do Rio de Janeiro. A candidata chegou ao local por volta das 12h e saiu às 13h, sem dar declarações à imprensa ou fazer discursos.     Dilma Rousseff almoçou ao lado do candidato ao governo do estado Anthony Garotinho (PR) e de Lilian Sá (PROS), que concorre ao Senado. Dilma serviu-se e comeu junto com os usuários habituais. A visita dos candidatos foi monitorada e registrada por cerca de dez fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Eles estiveram no local para apurar denúncia sobre o uso do espaço público para campanha política. O relatório deles será submetido a um juiz, que avaliará se houve ou não violação da lei eleitoral. Durante o almoço, a presidenta cumprimentou apoiadores, tirou várias fotos e causou um pequeno tumulto ao deixar o restaurante. Funcionários cumprimentaram os candidatos e reuniram-se para uma foto ao final. Entre as opções do cardápio, a presidenta escolheu arroz, feijão, abóbora, frango e salada. Serviu-se também de suco e sopa, mas não os saboreou. O restaurante popular Getúlio Vargas foi construído na gestão de Anthony Garotinho à época em que ele era governador do Rio de Janeiro. Vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social, a unidade serve aproximadamente 3,8 mil refeições por R$ 1 ao dia....

Leia mais
Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo
ago22

Debate avalia primeiro semestre do Conselho Participativo

Sexta-feira, 22 de agosto de 2014 às 15h11 Por Roberto Vieira – CMSP A Câmara Municipal de São Paulo realizou na noite desta quinta-feira (21/8) debate para avaliar os primeiros seis meses de trabalho do Conselho Participativo da cidade. A reunião foi uma iniciativa do vereador José Police Neto (PSD), autor de uma emenda parlamentar que cria o Conselho por meio da Lei de Reforma Administrativa.     “Todos os conselheiros sabiam da dificuldade que existia em relação ao diálogo com a prefeitura. A partir da participação deles, hoje conseguimos levar ao poder público as opiniões de pessoas que estão envolvidas com as questões locais. Assim ocorreu com o Plano Diretor, os planos de bairros e orçamento regional”, analisou Cláudio Vieira, do projeto Adote um Vereador. Djair de Almeida, conselheiro em Jacanã/Tremembé, apontou as ocupações irregulares como um dos grandes desafios de sua região. “Nós estamos travando uma luta para conseguir a regularização e a urbanização de algumas áreas. A falta de moradia é um grande problema que temos que resolver”, destacou. Alguns conselheiros admitiram estar ainda em fase de aprendizagem. “Como o Conselho é uma coisa nova, nós estamos aprendendo muito e inicialmente procuramos nos interar mais sobre nossa atuação”, afirmou um dos conselheiros do distrito de Itaquera, João Estevam da Silva. “Eu não consigo analisar nosso trabalho neste primeiro semestre porque estamos ainda aprendendo”, completou Clara Politi, representante dos conselheiros imigrantes da subprefeitura de Pinheiros. Police Neto lembrou sobre os próximos desafios dos conselheiros neste segundo semestre de 2014. “Temos que analisar como o Conselho participará da elaboração do primeiro orçamento do município de sua gestão, fato que será discutido até o final deste ano”, pontuou. Sobre o Conselho Participativo Criado em 2013, o Conselho Participativo Municipal é um organismo da sociedade civil, reconhecido pelo Executivo, que visa assegurar a participação representativa e consultiva da população no planejamento e fiscalização das ações e gastos públicos nas regiões, como também sugerindo ações e políticas públicas nos territórios. Os conselheiros foram eleitos através do voto direto e representam todos os distritos da cidade de São Paulo. Cada Conselho possui um número de integrantes que varia entre 19 e 51 representantes, estabelecidos de acordo com a distribuição das subprefeituras e seus...

Leia mais
Ibirapuera completa 60 anos nesta quinta
ago19
Leia mais
Notas oficiais da Coligação Unidos pelo Brasil
ago13
Leia mais
Campos e toda equipe morreram na queda do Cessna
ago13

Campos e toda equipe morreram na queda do Cessna

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 17h29 PSB divulga nomes de assessores e tripulantes que estavam com Eduardo Campos Alana Gandra, Vinicius Lisboa e Vitor Abdala – Repórteres da Agência Brasil Edição: Davi Oliveira O PSB nacional confirmou há pouco que estavam em companhia do candidato à Presidência da República pela coligação Unidos para o Brasil, Eduardo Campos, os assessores Pedro Valadares, assessor direto; Carlos Augusto Percol, assessor de imprensa; Marcelo Lira, cinegrafista; e Alexandre Severo, fotógrafo oficial, além dos pilotos da aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, Marcos Martins e Geraldo da Cunha. O avião caiu hoje (13) em Santos (SP) matando todos os ocupantes. A assessoria do PSB do Rio de Janeiro informou à Agência Brasil que o presidente do diretório regional, Glauber Rocha, não estava no voo. Segundo a assessoria, Glauber Rocha está no interior do estado, onde faz campanha para a eleição de outubro. Há falta de informações oficiais, disse a assessoria. “Tudo o que sabemos é o que está saindo pela imprensa”, relatou. O avião Cessna está registrado em nome da empresa AFAndrade Empreendimentos e Participações, com sede em Ribeirão Preto (SP). A aeronave foi fabricada em 2011 e tem capacidade para 12...

Leia mais
Eduardo Campos no JN, última entrevista
ago13

Eduardo Campos no JN, última entrevista

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 16h22   O site do partido Rede Sustentabilidade divulgou hoje, não é possível estimar se antes ou depois do acidente com o candidato à presidência Eduardo Campos, um resumo e o vídeo da entrevista durante o Jornal Nacional da Rede Globo. Veja a seguir: No Jornal Nacional, Eduardo Campos defende propostas e aliança com Marina Rede Sustentabilidade – Eduardo Campos, candidato à Presidência da República pela Coligação Unidos pelo Brasil, afirmou em entrevista nesta terça-feira (12) ao “Jornal Nacional”, da Rede Globo, que sua candidatura, ao lado de Marina Silva como vice, representa a nova agenda exigida pela sociedade brasileira, que espera por “desenvolvimento, com respeito ao meio ambiente e com inclusão social”.     Nos 15 minutos de entrevista para William Bonner e Patrícia Poeta, Eduardo disse que haverá dinheiro para implantar propostas como o Passe Livre e as escolas em tempo integral, que farão parte de seu programa de governo. Lembrou que, quando o Banco Central decide aumentar a taxa básica de juros em 0,5%, isso representa um custo de R$ 14 bilhões ao país: “O Passe Livre, que é um compromisso nosso com os estudantes, custa menos do que isso”. Eduardo declarou que seu governo trará a inflação para o centro da meta e fará o Brasil crescer. Para atingir esses objetivos, haverá “responsabilidade na condução macroeconômica, Banco Central com independência, Conselho Nacional de Responsabilidade Fiscal, gente séria e competente governando”, disse. “A inflação não pode ser combatida só com a taxa de juros, como está sendo feito no país.” O programa de governo da Coligação Unidos pelo Brasil, disse Eduardo, está em fase final e será a síntese de muitas contribuições, não apenas de especialistas e técnicos, mas de segmentos da sociedade, de jovens, que manifestaram sua opinião pela internet. “É possível cumprir todas as promessas e fazer o Brasil voltar a crescer com responsabilidade”, declarou. Questionado se 2015 será um ano difícil, afirmou que “difícil está sendo este ano”. “O Brasil perdeu de 7 a 1 dentro do campo na Copa do Mundo e está perdendo também de 7 a 1 fora do campo. Porque é 7 de inflação, com a presidente guardando na gaveta o aumento da energia e o aumento do combustível para depois da eleição e, mesmo assim, com menos de 1% de crescimento”. “Acho que 2015 vai ser um ano que nós vamos terminar melhor do que 2014, porque nós vamos enfrentar os problemas. A pior coisa na vida de uma pessoa, de uma família, de um governo, é a gente ficar escondendo os problemas. É não ter a humildade, a coragem, de...

Leia mais
Rede está em luto por Eduardo Campos e equipe
ago13

Rede está em luto por Eduardo Campos e equipe

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 16h16   Nota Oficial do Partido Rede Sustentabilidade     Neste momento de dor e perplexidade, a Rede Sustentabilidade manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de Eduardo Campos e pelos companheiros de equipe Pedro Valadares Neto, Marcelo Lira, Alexandre Gomes da Silva, Carlos Percol e dos pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira. A REDE se solidariza com seus familiares, amigos e assessores e convida a todos a manter Eduardo Campos e sua equipe em seus pensamentos. Rede Sustentabilidade...

Leia mais
Marina, vice de Campos, está chocada
ago13

Marina, vice de Campos, está chocada

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 15h54   Marina Silva segue para Santos (SP), a fim de acompanhar os desdobramentos do acidente aéreo que matou Campos. Portal EBC – O partido de Marina Silva, Rede Sustentabilidade, divulgou informação agora (13h53) de que a ex-senadora segue para Santos (SP) para acompanhar os desdobramentos do acidente aéreo que matou o candidato à presidência da República Eduardo Campos na manhã de hoje (13).     “Todos estamos chocados com a morte de Eduardo Campos, em queda de avião hoje de manhã. Marina Silva segue agora para Santos (SP)”, informou o partido pelo Twitter. Marina é vice-candidata à presidente pela chapa de Eduardo Campos e não estava na aeronave. De acordo com a Aeronautica, aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). O canditado do PSB à presidência da República não apareceu aos compromissos que iria cumprir no estado de São Paulo. Às 10h30, Campos daria entrevista coletiva na Praia do Mercado e às 12h, participaria de seminário no...

Leia mais
Nota oficial do PSB sobre falecimento de Campos
ago13

Nota oficial do PSB sobre falecimento de Campos

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 15h41   Luto – 13/08/2014 No dia em que são passados nove anos do falecimento de Miguel Arraes, o Partido Socialista Brasileiro cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento, nesta data, vítima de acidente aéreo, do seu presidente, ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nosso candidato à Presidência da República.     Aos 49 anos recém completados, Eduardo Campos vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual, secretario de Estado de Pernambuco, deputado federal, ministro de Estado, governador de Pernambuco reeleito por consagradora maioria, oferecia sua experiência e juventude ao serviço do País. Candidato à Presidência da República, apresentou-se ao debate de nossas questões fundamentais, coerente com os princípios que sempre nortearem sua vida, e o primeiro deles era a busca por justiça social, razão de existência do Partido Socialista Brasileiro. Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu despreeendimento, seu destemor e sua competência. Não é só Pernambuco e sua gente que perdem seu líder; não é só o PSB que perde seu líder. É o Brasil que perde um jovem e promissor estadista. Estamos todos de luto. Brasília, 13 de agosto de 2014 Roberto Amaral Primeiro vice-presidente do Partido Socialista...

Leia mais

Eduardo Campos morre em queda de avião

Quarta-feira, 13 de agosto de 2014 às 13h09 – Atualizado às 15h18 O candidato à presidência da República Eduardo Campos (PSB) faleceu em acidente aéreo nesta chuvosa manhã na cidade de Santos, litoral Sul de São Paulo.   A aeronave caiu por volta das 10h. De acordo com o Comando da Aeronáutica, o Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. Marina Silva, vice na chapa de Eduardo Campos, não estava no avião e já deve estar na baixada santista. Também se dirigiu para lá o governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin. A presidente Dilma Roussef decretou três dias de luto oficial no país. A prefeitura de Santos também estabeleceu três dias de luto na cidade. Com informações da Agência...

Leia mais
Subprefeitura Mooca promove Mega Ação Social
ago12
Leia mais
O Vigilante Rodoviário
ago12
Leia mais
Viaduto do Chá é iluminado por LED
ago11

Viaduto do Chá é iluminado por LED

Segunda-feira, 11 de agosto de 2014 às 19h15 Um dos principais cartões postais da cidade, o Viaduto do Chá ganhou nova iluminação. Os postes históricos instalados nos 240 metros da via sustentam agora 45 lâmpadas de LED, que reproduzem melhor as cores e economizam até 50% de energia elétrica em comparação às lâmpadas de vapor de sódio. A informação é da Secretaria Municipal de Serviços.     “A nova iluminação complementa a já existente nos baixos do viaduto – também em LED –, implantada por ocasião da Copa do Mundo. Ao destacar diversos monumentos, nosso objetivo é o de contribuir para tornar a cidade mais iluminada e, consequentemente, mais bela, despertando a atração turística”, explica o engenheiro Alberto Serra, diretor do Departamento de Iluminação Pública...

Leia mais
Lei das Domésticas e multas começam hoje
ago07

Lei das Domésticas e multas começam hoje

Quinta-feira, 7 de agosto de 2014 às 12h45 Começa a valer hoje multa para patrão que não assinar carteira de doméstica. As empregadas e de maneira geral todos os empregados domésticos deverão ter a informalidade de seu trabalho diminuída a partir de hoje, quando entrou em vigor a Lei 12.964/14, conhecida como Lei das Domésticas. Os patrões que se recusarem a efetuar o registro em carteira poderão incorrer em multas que variam de 402,53 a 805,06 reais, conforme a inflação. Por exemplo: quando o empregador não pagar vale-transporte, 13º salário ou atrasar o pagamento, a multa será 170,26 reais.     Segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (Pnad) 2012, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos 6,35 milhões de domésticos no Brasil, 4,45 milhões (70% da categoria) são informais. A fiscalização será feita pelo Ministério do Trabalho através de denúncias anônimas ou dos próprios empregados que se sentirem prejudicados, que poderão recorrer a uma unidade regional do ministério – Agência do Trabalhador, Delegacia do Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho. O empregador será notificado e caso não compareça para prestar esclarecimentos, a denúncia será encaminhada ao Ministério Público do Trabalho para as providências legais. Diaristas poderão ter vínculo trabalhista reconhecido a partir de três dias trabalhados por semana, mas não existe uma lei específica que determine essa condição. Na dúvida, a empresa de assessoria SOS Empregador Doméstico aconselha que se faça o registro a partir disso. Vários dos direitos previstos na PEC (Proposta de Emenda Constitucional)das Domésticas ainda não foram regulamentados, como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), salário-família e seguro-desemprego, adicional noturno, seguro contra acidente do trabalho, auxílio-creche e pré-escola para filhos e dependentes até 5 anos de idade e indenização por demissão sem justa causa. São considerados trabalhadores domésticos, cuidadores, auxiliares de limpeza, cozinheiras, jardineiros, motoristas, caseiros e babás, entre outros. Com informações de Karine Melo – Repórter da Agência Brasil...

Leia mais
Haddad pedala em ciclovia do Tatuapé
ago05

Haddad pedala em ciclovia do Tatuapé

Terça-feira, 5 de agosto de 2014 às 19h01   A Subprefeitura Mooca informa que foi inaugurado um trecho para ciclistas no Tatuapé.     Conforme informado pelo órgão, o objetivo da Prefeitura é alcançar a marca de 400 km de novas ciclovias na cidade, até 2015. Nesse sentido, o prefeito Fernando Haddad, o secretário municipal dos transportes Jilmar Tatto e o subprefeito da Mooca, Evando Reis, entregaram ontem (4) um trecho de 1,1 km de extensão, na Av. Vereador Abel Ferreira, no Tatuapé. O trajeto monodirecional ao lado do canteiro central, em ambos os sentidos da avenida, conecta a Av. Salim Farah Maluf à Av. Regente Feijó, atendendo estudantes e trabalhadores da região. Para a obra foram usados, aproximadamente, 3.500 m² de sinalização horizontal, 15 placas de trânsito indicando “Circulação exclusiva de bicicletas”, 45 placas de regulamentação e advertência, além de outros materiais. O novo percurso faz parte de um extenso projeto que pretende ampliar a malha cicloviária na região, ligando universidades e áreas de lazer como o Clube Escola Mooca, Clube Escola Tatuapé e...

Leia mais
Manobras de utilitários dificultam passagem
ago02

Manobras de utilitários dificultam passagem

Sábado, 2 de agosto de 2014 às 13h40 – Atualizado segunda-feira, às 19h51   Os caminhões de carga que trazem as mercadorias ao supermercado Sonda da Rua Apucarana, fazem manobras arriscadas diariamente entre essa via e a Rua Emílio Mallet. Os motoristas saem do local onde estão estacionados sem sinalizar e em seguida param os veículos que dirigem subitamente, afetando o complicado trânsito na esquina dessas ruas, causando dificuldades e a possibilidade de acidentes com pedestres e outros veículos.         Leia a reportagem Manobras em supermercado atrapalham o...

Leia mais
Espigões estão proibidos nos bairros mais verticalizados
ago01

Espigões estão proibidos nos bairros mais verticalizados

Sexta-feira, 1º de agosto de 2014 às 19h40 Novos espigões estão proibidos no interior dos bairros a partir desta sexta-feira. A partir desta sexta-feira (1/8), as construtoras não poderão elaborar projetos de edifícios com mais de oito andares nos miolos de bairros altamente verticalizados, como Moema, Perdizes e Pompeia. Essa medida está presente no Plano Diretor Estratégico (PDE), que foi sancionado nesta quinta-feira (30/8) pelo prefeito Fernando Haddad (PT), durante uma cerimônia no Auditório Oscar Niemeyer, no Parque do Ibirapuera. Um dos pontos que o texto do PDE prevê é que haja um adensamento populacional nos eixos de transporte, como os corredores de ônibus, e que no interior dos bairros os prédios residenciais e comerciais tenham um limite de 25 metros, o equivalente a oito andares. Como essa é uma questão autoaplicável, não precisa de uma regulamentação e, portanto, passa a valer automaticamente após a sanção. “O preço dos imóveis no miolo dos bairros podem subir e, com isso, desestimular o adensamento nessas áreas. Já nas bordas dos bairros, o preço deve cair”, afirmou o prefeito. Aprovado na Câmara Municipal no dia 30/6, o Plano Diretor passou por uma discussão que durou mais de seis meses e contou com a participação de 25.692 pessoas. Ao total foram 10.147 contribuições, vindas dos cidadãos por meio da internet, de reuniões, das discussões no Legislativo e das 114 audiências públicas realizadas em vários pontos da cidade. O projeto define as diretrizes para orientar o desenvolvimento e o crescimento da cidade de São Paulo pelos próximos 16 anos. O vereador Nabil Bonduk (PT), relator do PDE, acredita que a autoaplicabilidade de vários aspectos do Plano, como a questão da ocupação em bairros altamente verticais, é uma forma de já colocá-lo em prática e não repetir as falhas de Planos anteriores. O vereador ainda acredita que os recursos federais, agora existentes, também ajudam a proporcionar isso. Segundo Haddad, São Paulo está alinhada com as diretrizes mais modernas do mundo, pois o Plano Diretor transforma, do ponto de vista social, a cidade. “Queremos combater os muros visíveis e invisíveis que separam os moradores de São Paulo. Esse é o nosso norte”, ressaltou. Questionado sobre os vetos ao projeto aprovado, o prefeito disse que foram apenas de caráter técnico e pontuais, e que as principais diretrizes do projeto não foram...

Leia mais
Campanha leva conhecimentos de genética ao metrô
jul30

Campanha leva conhecimentos de genética ao metrô

Quarta-feira, 30 de julho de 2014 às 19h18 Breno França, do USP Online Uma iniciativa do Instituto de Biociências (IB) da USP vai levar conhecimento científico sobre genética aos paulistanos que usam o metrô e também aos estudantes de Ensino Médio de todo o Estado de São Paulo. O Centro de Pesquisa sobre Genoma Humano e Células-Tronco, um dos Centros de Pesquisa Inovação e Difusão (Cepid) ligados à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), criou cartazes e um hot site para divulgar a campanha “Semelhantes, mas diferentes”, dentro do Projeto Semear Ciência. A intenção dos organizadores é despertar a curiosidade do público para os assuntos ligados à genética, dando conta de uma de suas missões, que é a difusão do conhecimento. “Os centros de pesquisa da Fapesp têm que cumprir três funções: ‘pesquisa’, ‘transferência de tecnologia’ e ‘educação e difusão’. Dentro desses pilares, surgiu a ideia de levar um pouco dos conhecimentos científicos de genética para a população em geral”, conta a professora Eliana Dessen, uma das criadoras do projeto. A campanha alerta as pessoas sobre a semelhança genética que outros seres vivos guardam com o ser humano, reafirmando a teoria da evolução das espécies concebida por Charles Darwin, ainda no século 19. A professora revela que no início a ideia era fazer uma exposição no metrô. Uma exposição com painéis maiores em uma única estação. “Depois, nós pensamos na possibilidade de fazer os painéis menores que podem ser distribuídos e expostos em diversos locais”, conta. Ao todo serão cerca de 200 cartazes espalhados no metrô de São Paulo, expostos de agosto a setembro deste ano. Além disso, as peças também serão colocadas em terminais de ônibus e possivelmente dentro dos coletivos, atingindo ainda mais pessoas. Apesar da intenção inicial ser alcançar os usuários do transporte público paulistano, “a ideia evoluiu” e se ampliou para atender às escolas públicas do estado. A equipe entrou em contato com a Secretaria de Educação e os cartazes também serão distribuídos para as 3775 escolas de Ensino Médio localizadas em São Paulo. Além dos cartazes informativos, o programa também prevê uma vídeo-conferência que vai orientar os professores sobre como abordar o assunto na sala de aula. Uma vídeo-conferência está marcada para o dia 8 de agosto com os 91 professores coordenadores de núcleos pedagógicos do estado. Eles vão receber orientações, conhecer os cartazes, o hot site e entre outras informações. “A partir disso, estarão capacitados para orientar os respectivos professores”, projeta Eliana. Divulgação Depois de seis meses de trabalho, desde a concepção da ideia até a elaboração dos cartazes, a iniciativa agora se encaminha para a fase final...

Leia mais
Biblioteca Cassiano Ricardo no Tatuapé
jul29

Biblioteca Cassiano Ricardo no Tatuapé

Terça-feira, 29 de julho de 2014 às 17h19 PROGRAMAÇÃO CULTURAL ESPAÇO ITAMAR ASSUMPÇÃO CIRCUITO DE MÚSICA Ricardo Vignini e Índio Cachoeira “Viola caipira duas gerações” Ricardo Vignini é um dos violeiros mais atuantes do Brasil, produtor e pesquisador de cultura popular do sudeste. José Pereira de Souza, o Índio Cachoeira, já gravou com inúmeras duplas e é considerado um virtuose da viola. Juntos, realizaram dezenas de apresentações pelo País e lançaram o CD “Viola Caipira Duas gerações”. Dia 8 de agosto às 18h MÚSICA PARA TODOS Realização dos Coletivos T.D.V, artistas e articuladores culturais contemplados com o Prêmio Funarte de Música Brasileira 2012. Arquitetura musical com Rui Barossi A oficina pretende apresentar aos espectadores um breve insight a respeito de algumas formas usadas na música popular ocidental. Pequenos conhecimentos de como a música popular é estruturada – suas divisões de partes, recorrências, chorus de improvisação, etc – podem tornar a fruição do espectador muito mais plena, complexa e portanto, interessante. Com linguagem simples acessível para leigos, o oficineiro vai destrinchar os conceitos básicos dos mecanismos de estruturação musical – de como a música pode ser arquitetada, – e de como nós, como espectadores, podemos participar dessa arquitetura simplesmente por reconhecer certos padrões dessa estrutura, a partir de seus arranjos e de outros músicos conhecidos. Dia 30 de agosto às 14h MEDIAÇÃO DE LEITURA Funcionários da Biblioteca propõem um contato lúdico entre leitores de todas as idades e os livros, com a intenção de despertar o interesse e o hábito da leitura. Tarde entre Livros com Camila Vieira Braido e Odenir Vinhato. Livre. Dia 30 de julho às 15h Dias 6, 13, 20 e 27 de agosto às 15h PROGRAMA VOCACIONAL MÚSICA Realizado pelo DEC – Departamento de Expansão Cultural da Secretaria de Cultura em diversos espaços públicos, o Programa Vocacional é aberto a maiores de 14 anos. Turma 1: às quartas-feiras das 14h às 17h Turma 2: aos sábados das 13h às 16h CURSOS Violão popular com Anita Deixler Esse horário será dedicado para pessoas que já sabem tocar o instrumento e que desejam se aperfeiçoar ou retomar a prática. A cada semana será trabalhada uma canção da música popular brasileira. Para maiores de 14 anos. 15 vagas, inscrições na Biblioteca ou através do email:bmcassianoricardo@yahoo.com.br   Dia 7 de agosto às 17h30 Canto para contadores de histórias com Anita Deixler Encontro semanal tendo em foco uma consciência vocal e a melhoria da técnica vocal através do canto. Os encontros serão em grupo, mas com acompanhamento individual. Adulto. 15 vagas, inscrições na Biblioteca ou através do email: bmcassianoricardo@yahoo.com.br Dia 7 de agosto às 19h30   Camila Vieira Braido Coordenadora Biblioteca Pública Cassiano...

Leia mais
Prefeitura vai transformar Chácara do Jockey em parque público
jul25
Leia mais
Artigo aponta erros na reabertura da USP-Leste
jul23

Artigo aponta erros na reabertura da USP-Leste

Quarta-feira, 23 de julho de 2014 às 21h15 A decisão arriscada e eleitoreira de reabrir o campus contaminado da USP Leste por Edson Domingues* A reabertura da USP Leste entra para a categoria dos museus de grandes novidades. Agradou até membros do primeiro escalão do governo Fernando Haddad. Da CETESB não se poderia esperar nada diferente.     A reabertura se dá com restrições de acesso à área que recebeu aproximadamente 6 mil caminhões de terra contaminada e sem procedência. Como se tapumes controlassem o veneno. Além da terra clandestina depositada na área de proteção ambiental do Tietê, sob os pés dos alunos e professores da USP Leste encontra-se volumosa quantidade de metano, naftaleno, chumbo e toda sorte de compostos orgânicos voláteis, semi-voláteis, pesticidas como aldrin, além dos PCB’s – Bifenilos Policlorados. Estes, extremamente perigosos, carcinogênicos, afetam diretamente o sistema nervoso central, além de causar danos ao fígado, baço e rins. Popularmente os PCB’s são conhecidos como ascarel ou óleo elétrico. Mas nada disso importa, ainda que relatórios apontem para eventuais riscos à saúde humana. A CETESB atestou nesta última semana que os valores apresentados das amostras estão abaixo dos limites de intervenção, como se a exposição de indivíduos diferentes tivessem resultados iguais. Mas de tudo o que se publicou até a reabertura da USP Leste, que no passado foi a melhor universidade da América Latina, até agora nada se mencionou sobre as possíveis “contraprovas” dos pareceres técnicos da CETESB. Única instituição com fé pública, com tecnologia disponível para aferir níveis de contaminantes, não há outra capaz de questionar suas decisões. O Ministério Público Estadual recomendou 11 iniciativas para reabertura. A pressão do Palácio dos Bandeirantes fez retomar as aulas face ao inevitável desgaste nas eleições. Em 2001, João Yunes, médico sanitarista e representante brasileiro na Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) estava à frente da renomada Faculdade de Saúde Pública. Yunes era um homem à frente de seu tempo. Sua passagem pelo Conselho Consultivo da Organização Mundial de Saúde marcou época. Como sanitarista, compreendia a saúde como assunto além dos limites do indivíduo. Sua visão estava associada ao ambiente, em especial o das grandes cidades. O sonho de João Yunes era equipar a Faculdade de Saúde Pública com moderno laboratório capaz de oferecer maior rigor na investigação científica nas questões de saúde ambiental. O ideal de um novo laboratório para análise do ambiente urbano, em especial da cidade de São Paulo, era justamente questionar dúvidas que pairavam sobre aferições e laudos das instituições. O sonho de Yunes não se concretizou. Vale o parecer da CETESB. * Edson Domingues, 45 anos, é ambientalista e autor de projetos de sustentabilidade na periferia...

Leia mais
Justiça autoriza reabertura da USP Leste
jul23

Justiça autoriza reabertura da USP Leste

Quarta-feira, 23 de julho de 2014 às 17h35 – atualizado às 20h11   Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria Aguiar A Justiça de São Paulo autorizou a reabertura do campus da Universidade de São Paulo na zona leste da capital paulista (USP Leste). O local estava interditado desde 9 de janeiro, após a constatação da presença de gás metano – altamente inflamável – proveniente dos dejetos depositados no terreno resultantes da dragagem feita no Rio Tietê.     A decisão da Justiça se baseou no parecer técnico elaborado pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), o qual concluiu que “os gases presentes no subsolo, notadamente o metano, não impõem um risco iminente à segurança dos usuários do campus”. O órgão alertou, porém, que há risco no local que demandará “a manutenção e o aperfeiçoamento das medidas de intervenção que estão em curso”. A Cetesb exige que a USP faça uma medição semanal de metano nos poços de monitoramento de gases instalados no interior das edificações, mantenha o monitoramento semanal dos níveis de inflamabilidade em todos os ralos, grelhas, fissuras e ambientes confinados, e implante medidas de redução de ruído no sistema de exaustão de gases instalados. A reitoria da universidade informou, por meio de nota, que trabalha ativamente para atender às exigências técnicas e legais dos órgãos competentes de forma a garantir o retorno, com segurança, da comunidade universitária ao campus da USP Leste. “Importante ressaltar que medidas continuarão em andamento para resolver o passivo ambiental, de modo a fazer da USP Leste um modelo de ocupação segura e sustentável, em uma área que estaria, de outro modo, inutilizada para ocupação humana”, diz a nota. Segundo a assessoria de imprensa da unidade, que tem cerca de 6 mil alunos e 270 professores, ainda não há previsão de data para o reinício das atividades e das aulas no campus.   Saiba mais O que diz a Cetesb Nota da USP-Leste sobre a liberação do Campus  ...

Leia mais
USP Leste divulga nota sobre liberação do Campus
jul23

USP Leste divulga nota sobre liberação do Campus

Quarta-feira, 23 de julho de 2014 às 20h06   Nota do reitor Marco Antonio Zago sobre a liberação da área da USP Leste Desde o início da nossa gestão, temos trabalhado ativamente para atender às exigências técnicas e legais dos órgãos competentes, de forma a garantir o retorno, com segurança, da comunidade universitária ao campus da USP Leste. Dessa forma, a liberação da área por parte da Justiça, deliberada no dia de hoje, representa importante vitória para a Universidade, muito esperada pelos cinco mil estudantes, 260 docentes e 200 servidores que compõem a EACH. Nosso empenho em relação à EACH, no entanto, não se encerra aqui. Nossa atenção principal, a partir de agora, é garantir o retorno à normalidade das aulas de graduação e de pós-graduação, das atividades de pesquisa, de cultura e de extensão universitária e dos serviços técnico-administrativos. Importante ressaltar que medidas continuarão em andamento para resolver o passivo ambiental, de modo a fazer do campus da USP Leste um modelo de ocupação segura e sustentável, em uma área que estaria, de outro modo, inutilizada para ocupação humana. O segundo aspecto é trabalhar em longo prazo, com todos os docentes, alunos e servidores da USP Leste, para fortalecê-la como uma Unidade de Ensino e Pesquisa de grande projeção dentro da Universidade, e que sirva ao mesmo tempo de instrumento de interação da Instituição com essa importante região da cidade. Marco Antonio Zago, reitor da...

Leia mais
Após inspeção, Cetesb conclui que campus da USP Leste pode ser reaberto
jul23

Após inspeção, Cetesb conclui que campus da USP Leste pode ser reaberto

Quarta-feira, 23 de julho de 2014 às 20h Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil Edição: Juliana Andrade Após inspeção feita este mês na área contaminada no campus da Universidade de São Paulo na zona leste da capital paulista (USP Leste), a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) encaminhou ofício hoje (22) à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente para informar que a interdição do local já pode ser suspensa, ou seja, o campus pode ser reaberto.   Parecer técnico elaborado pela Cetesb, entregue também à direção da USP Leste, concluiu que “os gases presentes no subsolo, notadamente o metano, não impõem um risco iminente à segurança dos usuários do campus”. Apesar disso, alertou o órgão, ainda há risco no local, o que demandará “a manutenção e o aperfeiçoamento das medidas de intervenção que estão em curso”. A unidade, que tem cerca de 6 mil alunos e 270 professores, está interditada desde 9 de janeiro pela Justiça, que considerou que a continuidade das atividades traz riscos à integridade física dos estudantes e funcionários. O terreno onde funciona a Escola de Artes, Ciências e Humanidades foi usado como depósito de dejetos resultantes da dragagem do Rio Tietê. Além de parte da área estar contaminada por substâncias tóxicas, existe acúmulo de gás metano no subsolo. Uma das condições impostas para a liberação do campus é que seja finalizada a instalação de equipamentos necessários para o funcionamento do sistema de exaustão de gases, que já foi implantado e está em operação em praticamente todos os edifícios da unidade. Segundo a Cetesb, falta apenas a implantação desse sistema no edifício I-1 e no ginásio. Outra medida importante, informou a Cetesb, é o isolamento da área onde foi depositado, em 2011, material contaminado com bifenilas policloradas (PCB). “A direção da unidade já providenciou esse isolamento com tapumes e cobriu o terreno com grama. A Cetesb concedeu prazo de 90 dias para que seja providenciado estudo mais detalhado desse local, visando à delimitação desse solo contaminado e, a partir dos resultados encontrados, realizar avaliação de risco”, informou o órgão. O parecer técnico da Cetesb também exige que a USP faça uma medição semanal de metano nos poços de monitoramento de gases instalados no interior das edificações, mantenha o monitoramento semanal dos níveis de inflamabilidade em todos os ralos, grelhas, fissuras e ambientes confinados e implante medidas de redução de ruído no sistema de exaustão de gases instalados. Por meio de nota à imprensa, a USP informou que a decisão para a reabertura do campus cabe à Justiça, que interditou a área. “Nesse sentido, a universidade aguarda a decisão dessa...

Leia mais
Em quatro anos, Minhocão poderá virar parque
jul22

Em quatro anos, Minhocão poderá virar parque

Terça-feira, 22 de julho de 2014 às 18h42 Passagem para o sossego Vereadores e moradores se unem para tentar transformar o Elevado Costa e Silva em Parque Minhocão Sob o título “Passagem para o sossego” a revista Apartes, órgão da Câmara Municipal de São Paulo publicou uma reportagem, sobre o assunto. Leia um trecho da matéria. por Rodrigo Garcia / Revista Apartes / CMSP Considerada uma obra feia, mas útil (ou útil, mas feia), o Elevado Costa e Silva há 43 anos marca a cidade de São Paulo com engarrafamentos, poluição e barulho. Muitos urbanistas comparam a via de 2,8 km a uma cicatriz. Mas durante a semana, das 21h30 às 6h30, e aos domingos e feriados, tudo muda. Os carros dão lugar a bicicletas, patins, skates e carrinhos de bebê. Os estressados motoristas são substituídos por homens, mulheres e crianças em busca de diversão.       Nesses períodos, o Minhocão (como o elevado é mais conhecido) fica fechado para o trânsito. Na prática, a via se transforma em um parque linear, ainda que não oficialmente. Pensando nisso, a Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) analisa o Projeto de Lei (PL) 10/2014, que, gradualmente, aumenta os períodos de proibição do tráfego no elevado e torna a via suspensa, de fato, no Parque Minhocão. O projeto, apresentado pelos vereadores José Police Neto (PSD), Nabil Bonduki (PT), Toninho Vespoli (PSOL), Ricardo Young (PPS), Goulart (PSD), Natalini (PV) e Floriano Pesaro (PSDB), proíbe o trânsito de veículos no elevado em várias etapas. Se a proposta se tornar lei, em até três meses após a sanção do prefeito o tráfego será proibido também aos sábados; nove meses depois, ficará fechado nas férias escolares; em dois anos, o horário em que fica fechado durante a semana será ampliado; em três anos, pela manhã só funcionará no sentido bairro-centro e à noite no sentido centro-bairro. Finalmente, após quatro anos, o trânsito de veículos ficará proibido e o Parque Minhocão irá se tornar...

Leia mais
Líder da Seicho-No-Ie virá ao Brasil
jul21

Líder da Seicho-No-Ie virá ao Brasil

Segunda-feira, 21 de julho de 2014 às 21h48   Líder mundial da Seicho-No-Ie vem ao Brasil para propor uma nova civilização ecológica Depois de transferir a Sede de Tóquio para dentro de uma floresta, no interior do Japão, criando o primeiro edifício de Energia Zero daquele país, Masanobu Taniguchi enfatiza que é um dever religioso proteger a Natureza na prática.   Desde que assumiu como Supremo Presidente da Seicho-No-Ie, o também Mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Columbia (Nova Iorque), Professor Masanobu Taniguchi, ampliou a dimensão do Movimento aos campos científico e ecológico. Ele e sua esposa, Professora Junko Taniguchi, estarão no Brasil para palestrar em eventos entre os dias 22 de julho e 5 de agosto, sendo o maior deles no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 3 de agosto. Apesar do Movimento estar presente em mais de 30 países, é no Brasil que o líder aposta que se iniciará, de fato, uma “nova civilização” de energia limpa e um modo de vida em que haja desenvolvimento sem prejuízo à natureza. Na bagagem, ele traz feitos de vanguarda e repercussão. A Seicho-No-Ie foi a primeira instituição religiosa do mundo a receber certificação ISO 14.001, em 2001, e, mais recentemente, em 2013, o “Escritório na Floresta”, nova Sede Internacional da organização, foi reconhecido como a construção japonesa que mais reúne tecnologias sustentáveis, sendo totalmente autossuficiente energeticamente. Elogiado por consagrados acadêmicos da Universidade de Tóquio, como Yamamoto Ryoichi, e ao encontro da afirmação do importante pensador Jeremy Rifkin, que acredita que o Brasil vai liderar a 3ª Revolução Industrial e uma sociedade Pós-carbono sustentável, o prof. Masanobu Taniguchi vem ao nosso País para propor e dialogar sobre caminhos viáveis a partir da realidade brasileira”, comenta o Presidente da Seicho-No-Ie para a América Latina, Preletor Junji Miyaura. Atualmente, seus mais de 3 mil locais de reuniões e eventos anuais que mobilizam dezenas de milhares de pessoas, fazem da sede brasileira da Seicho-No-Ie a segunda maior do mundo, só menor do que o Movimento no Japão. Ética com as futuras gerações, redução do consumo de carne, empatia na base de uma efetiva cultura da paz, abandono da energia nuclear, revisão e alternativas à atual matriz energética fóssil, e a harmonia com a natureza como elemento indissociável do viver religioso são alguns dos pilares propostos pelo prof. Mananobu Taniguchi, em seus livros e conferências pelo mundo. Serviço: Grande Seminário da Seicho-No-Ie “Visando à Construção de uma Nova Civilização” Data e horário: Domingo, 3 de agosto de 2014, das 9h30 às 16h. Local: Ginásio Geraldo José de Almeida, o Ginásio do Ibirapuera. Rua Manoel da Nóbrega, 1.361, São Paulo –...

Leia mais
CET no bairro chega a Guaianazes na zona Leste
jul19
Leia mais
Não esmoreça com prevenção à dengue
jul17

Não esmoreça com prevenção à dengue

Quinta-feira, 17 de julho de 2014 às 12h54   Cerca de 70% dos 14.551 casos confirmados se concentram entre o fim de março e início de maio. Em relação à semana passada, o número de confirmações subiu 6,37%. As informações são da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo. Os dados foram publicados no último dia 10 deste mês. O levantamento divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde mostra que o total de casos de dengue confirmados na cidade de São Paulo neste ano chegou a 14.551. Esse número é 6,37% maior que na semana passada. Mais de dois terços dos casos acumulados do ano (68,35%) se concentra no período de seis semanas entre março e maio*. Com isso, a taxa de incidência (acumulada) da cidade é de 129,3 (casos para cada 100 mil habitantes), considerada média de acordo com o Ministério da Saúde. Como o número de notificações (registros não confirmados) já começa a apresentar queda, desde a semana passada a Secretaria Municipal de Saúde não está fazendo mais a classificação de distritos por estágio de transmissão de dengue. Esta classificação estava sendo feita a partir da incidência acumulada no ano, e não reflete mais a situação atual de baixa transmissão da doença no município. Os números consideram as notificações recebidas nas primeiras 27 semanas epidemiológicas e variam na medida em que os casos registrados pelas unidades de saúde públicas e privadas são confirmados. Apesar do crescimento de casos confirmados nas últimas semanas, o número de notificações começou a desacelerar, e já é possível concluir que o pior período da dengue neste ano já está superado. Isso de acordo com as informações da Prefeitura, porém fica difícil não contestá-lo. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), dez óbitos por dengue foram registrados na cidade neste ano (um em fevereiro e nove em abril). Conforme tabela fornecida pela SMS, para o cálculo que engloba as primeiras 27 semanas, a incidência da doença em 2010 foi de 5.799 casos, em 2011 de 4.090, 2012 com 1.066, 2013 foram 2.499 e em 2014 os números chegam a 14.551, até agora, beirando seis vezes mais doentes do que no ano passado. Ações de combate Até ontem (16 de julho), novas ações de combate à dengue estavam programadas nas regiões leste, centro-oeste e sul da cidade. Segundo a programação da SMS, na zona leste, mais de 200 agentes nas subprefeituras de Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, São Mateus e São Miguel Paulista visitarão imóveis para bloqueio de criadouros e nebulizações, além disso, eles também distribuirão toucas para caixas d’água. Na região centro-oeste, as ações serão nas subprefeituras da Lapa e Pinheiros,...

Leia mais
Ibirapuera caminha para se tornar sexagenário
jul14

Ibirapuera caminha para se tornar sexagenário

    Segunda-feira, 14 de julho de 2014 às 21h18   Parque do Ibirapuera completa 60 anos de existência em agosto. Inaugurado em 21 de agosto de 1954, o Parque do Ibirapuera está prestes a completar 60 anos de existência. Com uma média de cerca de 300 mil visitantes por fim de semana, a área verde é um dos maiores símbolos da cidade de São Paulo. O sexagenário Ibirapuera figura como oitavo maior parque do mundo. Assista o vídeo publicado no dia 11 de julho,  pela TV Câmara São Paulo, órgão de comunicação da Câmara Municipal de São...

Leia mais
Festa de São Vito termina neste fim de semana
jul03

Festa de São Vito termina neste fim de semana

Quinta-feira, 3 de julho de 2014 às 5h45     Se você deseja participar ou conhecer uma das mais tradicionais festas italianas de São Paulo, o próximo final de semana será a última oportunidade para dar uma chegada na 96ª Festa de São Vito que acontece no bairro do Brás. Acesse os links abaixo e saiba tudo sobre ingressos, local, comidas, festa de rua e divirta-se. A alegria impera e o trabalho desenvolvido é todo revertido para a creche mantida pela Igreja São Vitor Mártir. Leia tudo 96ª Festa de São Vito 96ª Festa de São Vito – Conheça as Mammas Neste domingo, o bairro do Brás, completa 196 anos durante a 96ª festa de São Vito  ...

Leia mais
Bom Prato no Limão
jul01

Bom Prato no Limão

Terça-feira, 1º de julho de 2014 às 18h06   Alckmin inaugura 46ª unidade do Bom Prato no bairro do Limão. Nova unidade servirá 1,5 mil refeições diárias de segunda a sexta-feira. Secretarias de Desenvolvimento Social (SDS) e de Gestão Pública (SGP) – O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta terça-feira, 1º de julho, a 46ª unidade do Bom Prato, no bairro do Limão, zona norte da capital. Atualmente existem 45 unidades no Estado, sendo 21 localizadas na capital e as demais na Grande São Paulo, no interior e no litoral. A rede de restaurantes Bom Prato serve diariamente 77,7 mil refeições, entre almoço e café da manhã. “É com muita alegria que estamos inaugurando mais uma unidade do Bom Prato, o programa social melhor avaliado do Governo. O melhor remédio que existe é uma alimentação saudável e aqui a população encontra uma alimentação nutritiva, de qualidade e a um preço acessível”, afirmou Alckmin. “Tem o café da manhã por R$ 0,50 e almoço por R$ 1. Desde sua inauguração, o programa já serviu mais de 120 milhões de refeições”, informou. O Governo do Estado investiu R$ 350 mil para adequação do imóvel e instalação de equipamentos, além de garantir R$ 1,52 milhão em subsídio da alimentação durante 24 meses. Os recursos estaduais somam R$ 1,87 milhão, assegurando alimentos balanceados e nutritivos a um baixo custo para o usuário. De segunda a sexta-feira, serão servidos 300 cafés da manhã (das 7h às 9h) por R$ 0,50 ao usuário e 1.200 almoços (das 10h30 até o término da cota) por R$ 1. O valor da refeição é o mesmo desde o lançamento do programa Bom Prato, em 2000.     Sobre o Bom Prato O programa de segurança alimentar do Governo do Estado de São Paulo foi criado em dezembro de 2000 com o objetivo de oferecer, à população de baixa renda, refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível. O almoço, com 1.200 calorias, feito de arroz, feijão, salada, legumes, farinha de mandioca, um tipo de carne, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época) tem custo de R$ 1 para o usuário. Já o café da manhã tem leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem 400 calorias em média e custa R$ 0,50. O serviço foi implantado em todos os restaurantes do Estado em setembro de 2011. Desde a implantação do Programa Bom Prato, já foram servidas mais de 123 milhões de refeições e investidos mais de R$ 279 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização das unidades. Novo posto do Acessa São Paulo...

Leia mais