Hubble: uma viagem pela Nebulosa de Orion – vídeo
jan23

Hubble: uma viagem pela Nebulosa de Orion – vídeo

Os cientistas do Telescópio Espacial Hubble da NASA, produziram novas descobertas que foram mostradas na reunião de inverno do AAS. Assista a um dos vídeos e faça uma viagem pelo espaço.

Leia mais
Brasileiros retificam modelo sobre a formação de aglomerados de galáxias e estrelas
nov27

Brasileiros retificam modelo sobre a formação de aglomerados de galáxias e estrelas

Quando os aglomerados de galáxias e os aglomerados de estrelas (globulares) se formam, ocorre um fenômeno chamado “relaxação violenta”. Após interagirem intensamente entre si, os milhares ou até milhões de corpos chegam a uma situação de relativo equilíbrio gravitacional e a uma distribuição espacial de certo modo duradoura.

Leia mais
Antes do Big Bang
out31

Antes do Big Bang

“Para mim, o Big Bang não existiu”, disse o físico paulista Juliano César Silva Neves, do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Leia mais
NASA mostra o Furacão Maria antes e depois da chegada ao Caribe, vídeo
set20

NASA mostra o Furacão Maria antes e depois da chegada ao Caribe, vídeo

Os dados do satélite permitem que os meteorologistas vejam dentro e fora do devastador furacão Maria.

Leia mais
SP Pesquisa – Em busca da Energia Escura, vídeos
jun20

SP Pesquisa – Em busca da Energia Escura, vídeos

Vamos fazer uma viagem pelo mundo da Astronomia, conhecendo um pouco sobre a Energia Escura, através de dois programas elaborados pela UNIVESP.

Leia mais
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
maio09

Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  Terça-feira, 9 de maio de 2017 às 17h53   O Brasil, através da FAPESP, participa desta obra fantástica. Conheça o Telescópio Gigante Magalhães, que está sendo construído no Chile. Assista ao vídeo.

Leia mais
Construção do Telescópio Gigante Magalhães é tema de vídeo
maio09

Construção do Telescópio Gigante Magalhães é tema de vídeo

Um vídeo sobre o Telescópio Gigante Magalhães (GMT), produzido pela Agência FAPESP, será exibido em breve em observatórios, planetários e associações de astrônomos amadores em todo o Brasil.

Leia mais
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
fev23

Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  Quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017, às 20h16 A NASA divulgou ontem uma das mais fascinantes descobertas da última década, considerada um verdadeiro tesouro pelos astronautas. Eles criaram uma concepção artística de como seria a superfície e o firmamento visto de um dos exoplanetas descobertos – no total foram sete. Leia a reportagem completa, clicando aqui. Acesse e embarque nessa...

Leia mais
Telescópio da NASA revela sete planetas parecidos com a Terra
fev22

Telescópio da NASA revela sete planetas parecidos com a Terra

Cientistas e astrônomos comemoram a maior descoberta espacial dos últimos 14 anos. Os exoplanetas estão em torno de uma única estrela na constelação de Aquário.

Leia mais
Hubble gira dentro de teia gigante na nebulosa da Aranha Vermelha
dez12

Hubble gira dentro de teia gigante na nebulosa da Aranha Vermelha

O telescópio espacial Hubble, sondou as grandes ondas esculpidas nesta nebulosa de dois lobos chamada Nebulosa da Aranha Vermelha, localizada a cerca de 3.000 anos-luz de distância na constelação de Sagitário.

Leia mais
Astrônomos desvendam o “coração” da Eta Carinae, vídeo
out31

Astrônomos desvendam o “coração” da Eta Carinae, vídeo

Um grupo internacional de astrônomos, com a participação de brasileiros, obteve imagens com a maior resolução conseguida até hoje da Eta Carinae – um sistema estelar binário, com duas estrelas massivas orbitando uma em torno da outra, situado a quase 8 mil anos-luz da Terra, na Nebulosa Carina.

Leia mais
Tectônica: atividade no Planeta Mercúrio pode ser comparada com a Terra
out03

Tectônica: atividade no Planeta Mercúrio pode ser comparada com a Terra

É pequeno, é quente, e está encolhendo.

Leia mais
Nasa Kid’s Club, o clubinho infantil da agência espacial americana
ago24

Nasa Kid’s Club, o clubinho infantil da agência espacial americana

Com brincadeiras e jogos divertidos voltados para as crianças, o site da NASA (em inglês) busca inspirar as próximas gerações.

Leia mais
Júpiter mais perto: veja quatro das 67 luas que podem ser reveladas
jul16

Júpiter mais perto: veja quatro das 67 luas que podem ser reveladas

A sonda Juno da NASA está pronta para lançar uma luz sobre as origens e a estrutura interior do maior planeta do nosso sistema solar.

Leia mais
Júpiter mais perto: veja quatro das 67 luas que podem ser reveladas
jul15

Júpiter mais perto: veja quatro das 67 luas que podem ser reveladas

  Sexta-feira, 15 de julho de 2016, às 20h31 A sonda Juno da NASA está pronta para lançar uma luz sobre as origens e a estrutura interior do maior planeta do nosso sistema solar.  Vídeo publicado no dia 4 de julho (Independence Day) mostra quatro dos 67 satélites ou luas de Júpiter durante a aproximação da sonda Juno. Sem dúvida uma grande conquista da humanidade, 400 anos depois de Galileu Galilei. Créditos: NASA /...

Leia mais
No desconhecido planeta Júpiter: Missão Juno da NASA
jun26

No desconhecido planeta Júpiter: Missão Juno da NASA

O lançamento da Missão Juno da Nasa, com destino a Júpiter, aconteceu no dia 5 de agosto de 2011. Agora, quase cinco anos depois, a sonda enviada da Terra deve chegar à sua órbita.

Leia mais
Pesquisa investiga interações e influências de trios galácticos
jun14

Pesquisa investiga interações e influências de trios galácticos

“As galáxias são animais sociais”, costuma dizer o astrônomo Laerte Sodré Júnior, diretor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP). Estima-se que haja cerca de 100 bilhões de galáxias no universo visível e quase nenhuma delas sobrevive isoladamente.

Leia mais

Prefeitura reabre Planetário do Carmo após nove anos

Fechado desde 2007, no ano que vem completaria 10 anos fora de funcionamento, mas segundo a Prefeitura de São Paulo, agora se transformou em um dos mais modernos espaços dedicados à astronomia no mundo.

Leia mais
Hubble faz 26 anos e destaca bolha gigante soprada no espaço, vídeo
abr26

Hubble faz 26 anos e destaca bolha gigante soprada no espaço, vídeo

A imagem gerada por uma estrela massiva super quente, pode ser vista em expansão num vídeo publicado na última quinta-feira (21) e comemora lançamento do telescópio espacial em abril de 1990.

Leia mais
Possível família do planeta-anão Ceres é identificada
abr13

Possível família do planeta-anão Ceres é identificada

A despeito dos indícios de que Ceres, o maior corpo do cinturão principal de asteroides do Sistema Solar – situado entre as órbitas de Marte e Júpiter –, deveria possuir uma família de fragmentos originados de colisões ao longo dos últimos bilhões de anos, até então não tinham sido encontradas pistas que confirmassem essa hipótese.

Leia mais
Missão Principia incentiva o interesse de crianças em estudos científicos e espaciais
mar28

Missão Principia incentiva o interesse de crianças em estudos científicos e espaciais

A missão espacial – uma parceria entre a ESA e a UK Space – começou no dia 15 de dezembro do ano passado, para o britânico Tim Peake, quando ele embarcou em Baikonur Baikonur, no Cazaquistão, em um foguete Soyuz com o astronauta Tim Kopra da NASA e o comandante-cosmanauta russo Yuri Malenchenko, na direção da Estação Espacial Internacional.

Leia mais
Cygnus está programada para chegar neste sábado ao laboratório espacial
mar24

Cygnus está programada para chegar neste sábado ao laboratório espacial

Decolagem do foguete Atlas V, que levará a nave espacial Cygnus à Estação Espacial Internacional (EEI) ocorreu com tranquilidade na noite de ontem (23) no sul dos Estados Unidos.

Leia mais
Nasa: nave espacial Cygnus está pronta para o lançamento da EEI
mar22

Nasa: nave espacial Cygnus está pronta para o lançamento da EEI

A transmissão será feita ao vivo à partir das 0h de Brasília (10 p.m. horário do Cabo Canaveral) pela Nasa, nos Estados Unidos.

Leia mais
Huble mostra que Via Láctea está destinada a uma colisão com Andrômeda
fev25

Huble mostra que Via Láctea está destinada a uma colisão com Andrômeda

A notícia foi dada em 2012, mas para distâncias e medidas espaciais esse tempo torna-se quase nada. O que se pode esperar desse encontro entre as duas galáxias é o surgimento de uma nova configuração espacial, no setor espacial onde está a Terra.

Leia mais
Colisão entre a Via Láctea e Andrômeda está acontecendo a 250 mil mph
fev25

Colisão entre a Via Láctea e Andrômeda está acontecendo a 250 mil mph

  Quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 às 16h27 NASA – Telescópio Espacial HUBLE Edição: Alô São Paulo / Gerson Soares Um século atrás, os astrônomos não perceberam que a M31 era uma galáxia separada, muito além das estrelas da Via Láctea. Edwin Hubble mediu a sua vasta distância, descobrindo uma estrela variável que serviu como um “marcador de milha.” Leia a matéria completa   Hubble descobriu que o universo está em expansão, onde as galáxias estão se afastando do sistema solar. No entanto, é conhecido que Andrômeda está se movendo em direção à Via Láctea a cerca de 250.000 milhas por hora. A essa velocidade seria possível viajar da Terra até a lua em 60 minutos. O vídeo (em inglês) mostra uma estimada da colisão entre as duas galáxias e como poderá ser visto o céu noturno da Terra....

Leia mais
Um passeio pela NGC 2074, visto pelo Hubble
dez09

Um passeio pela NGC 2074, visto pelo Hubble

Em 2015, o Telescópio Espacial Hubble da NASA, fez 18 anos e completou 100.000 órbitas. Suas imagens fantásticas, fantasmagóricas, são ao mesmo tempo fascinantes e nos dão a dimensão do espaço ocupado pelo planeta Terra no imenso universo que o homem habita.

Leia mais
Nova perspectiva sobre um extraordinário Cluster de Galáxias
nov10

Nova perspectiva sobre um extraordinário Cluster de Galáxias

Cluster, em astronomia, pode ser traduzido como um aglomerado de estrelas e um ano-luz equivale a 10 trilhões de quilômetros. São números avantajados, os utilizados nessa ciência.

Leia mais
Formação de estrelas na Galaxia Messier 94
out23

Formação de estrelas na Galaxia Messier 94

Esta imagem mostra a galáxia Messier 94, que se encontra na pequena constelação setentrional do “Cães de Caça”, cerca de 16 milhões de anos-luz de distância.

Leia mais
#EarthArt: imagem da Austrália tirada da Estação Espacial Internacional
out19

#EarthArt: imagem da Austrália tirada da Estação Espacial Internacional

Imagem captada durante a passagem sobre o continente australiano entre os dias 12 e 13 de outubro.

Leia mais
Nebulosa do Véu: cauda com filamentos drapeados
out16

Nebulosa do Véu: cauda com filamentos drapeados

O Telescópio Espacial Hubble da NASA revela em detalhes impressionantes uma pequena parte dos restos em expansão de uma estrela maciça que explodiu cerca de 8.000 anos atrás.

Leia mais
NASA confirma evidências de fluxos de água corrente em Marte
set28

NASA confirma evidências de fluxos de água corrente em Marte

Cientistas da agência espacial norte-americana (Nasa) anunciaram hoje (28) a descoberta de água salgada e corrente na superfície de Marte.

Leia mais
Eclipse lunar visto na Praça dos Três Poderes em Brasília
set28

Eclipse lunar visto na Praça dos Três Poderes em Brasília

A superlua e eclipse total ocorrem ao mesmo tempo a cada 30 anos.

Leia mais
Estudo de estrelas de formato exótico ajuda a entender a formação do Sistema Solar
set22

Estudo de estrelas de formato exótico ajuda a entender a formação do Sistema Solar

As estrelas do tipo Be são objetos tão estranhos que até astrofísicos profissionais se surpreendem com sua descrição. No entanto, essas estrelas são muitos comuns em nossa galáxia, e há várias delas bem próximas do Sistema Solar, a distâncias da ordem de 100 anos-luz – o que, em escalas astronômicas, é quase nada.

Leia mais
Luzes de uma Aurora vistas da Estação Espacial Internacional
set08

Luzes de uma Aurora vistas da Estação Espacial Internacional

O astronauta Scott Kelly da NASA, fotografou esta aurora a partir da Estação Espacial Internacional em 23 de junho de 2015.

Leia mais
Telescópio espacial Hubble confirma informação sobre buracos negros supermassivos
ago20

Telescópio espacial Hubble confirma informação sobre buracos negros supermassivos

A confirmação é a ligação entre fusões e buracos negros supermassivos com jatos relativísticos. Entenda melhor esta poderosa força espacial.

Leia mais
Maior observatório de raios cósmicos seleciona proposta de atualização
ago10
Leia mais
Estudo explica origem e evolução de menor grupo de asteroides
jul30
Leia mais
Plutão deslumbra em cores combinadas
jul27
Leia mais
Espaço: outra Terra na “Goldilocks zone”
jul26
Leia mais
Pesquisadores da Nasa descobrem planeta “primo mais velho” da Terra
jul23
Leia mais
New Horizons explora Plutão, veja as últimas imagens e assista aos vídeos
jul19
Leia mais
Plutão: sonda New Horizons envia imagem do “coração” do planeta
jul09
Leia mais
Sparklers estelares
jul05

Sparklers estelares

Leia mais
Luz tonifica região chamada de Aureum Caos em Marte
jul01
Leia mais
Pesquisadores produzem guia para calibração de sensores orbitais
jun27
Leia mais
ONU e Nasa lançam campanha nas redes sociais a favor do desenvolvimento sustentável
jun20
Leia mais
Os “Pilares da Criação” revisitados pela NASA
jun09
Leia mais
Nebulosa Cabeça de Cavalo na constelação de Órion
jun09
Leia mais
Cratera em Marte
jun05

Cratera em Marte

Leia mais
Consórcio internacional aprova início da construção do megatelescópio GMT
jun03
Leia mais
Pesquisa investiga as estrelas mais velhas da Galáxia
jun02
Leia mais
Viagem ao espaço em uma câmara de vácuo
maio22
Leia mais
Morte de pequenas galáxias em buracos negros? Assista ao vídeo
maio14
Leia mais
Olimpíada Brasileira de Astronomia deve reunir 1 milhão
maio14
Leia mais
Nascer do sol sobre o Grand Canyon nos EUA
maio13
Leia mais
A imagem final da Messenger
maio03

A imagem final da Messenger

Leia mais
Primeira imagem obtida da órbita de Mercúrio, em 2011
maio03
Leia mais
Uma visão do horizonte do planeta Mercúrio
maio03
Leia mais
Visão geral da região de impacto da Sonda Messenger sobre o planeta Mercúrio
abr30
Leia mais
Telescópio Espacial Hubble da Nasa comemora 25 anos revelando o Universo
abr26
Leia mais
Nasa comemora 25 anos do telescópio Hubble com “Celestial Fireworks”
abr23
Leia mais
Observatório do megatelescópio GMT começará a ser construído este ano
abr13
Leia mais
Mar congelado na Costa da Princesa Astrid, Leste da Antártida
abr08

Mar congelado na Costa da Princesa Astrid, Leste da Antártida

As áreas brancas perto do continente são do gelo do mar, enquanto que as áreas brancas no canto nordeste da imagem são nuvens. Uma forma de distinguir melhor gelo das nuvens é com imagens de cores falsas. Na visão de cores falsas da cena aqui mostrada, o gelo é azulado e as nuvens são brancas.

Leia mais
Nasa: Estação Espacial Internacional sobrevoou Tufão Maysak
abr02

Nasa: Estação Espacial Internacional sobrevoou Tufão Maysak

Quinta-feira, 2 de abril de 2015, às 20h02 NASA / ESA – O tufão Maysak passou a super tufão no 31 de março, atingindo categoria 5 na escala de Saffir-Simpson Scale Wind que determina a intensidade dos furacões. A astronauta Samantha Cristoforetti da Agência Espacial Europeia (European Spacial Agency – ESA) capturou estas e outras imagens enquanto sobrevoava o sistema a bordo da Estação Espacial Internacional.     Os satélites Tropical Rainfall Measuring Mission (TRMM) e Global Precipitation Measurement (GPM), ambos co-geridos pela NASA e pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (Japan Aerospace Exploration Agency), capturaram dados na precipitação e na nuvem que revelaram fortes chuvas e trovoadas que aumentaram a tempestade. O satélite TRMM tem coletado dados científicos valiosos desde Novembro de 1997. Na madrugada do dia 30 de março, o satélite já colhia dados da precipitação, uma vez que voou diretamente acima do Maysak às 04:14 UTC (00:14 EDT) quando os ventos máximos sustentados estavam perto de 85 nós (98 mph) ou 158 km/h. Veja todas as imagens no facebook e no...

Leia mais
“Mini Supernova”: explosão pode ter o impacto de uma bomba nuclear
mar19

“Mini Supernova”: explosão pode ter o impacto de uma bomba nuclear

Quinta-feira, 19 de março de 2015, às 17h56 Em Hollywood, as explosões ocorrem muitas vezes entre as estrelas do show. No espaço, explosões de estrelas reais são um foco para os cientistas que esperam entender melhor seus nascimentos, vidas e mortes e como eles interagem com os seus arredores.     Usando o Observatório de Raios-X Chandra da NASA, astrônomos estudaram uma explosão particular que pode fornecer pistas para a dinâmica de outras erupções estelares, muito maiores. Uma equipe de pesquisadores apontaram o telescópio para GK Persei, um objeto que se tornou uma sensação no mundo astronômico em 1901, quando, de repente, apareceu como uma das estrelas mais brilhantes no céu por alguns dias, antes de gradualmente perder seu brilho. Hoje, os astrônomos citam a GK Persei como um exemplo de uma “clássica nova”, uma explosão produzida por uma explosão termonuclear na superfície de uma estrela anã branca, o remanescente denso de uma estrela semelhante ao Sol. A explosão da nova pode ocorrer se a forte gravidade de uma anã branca atrair uma estrela companheira para sua órbita. Se material suficiente, principalmente na forma de gás hidrogênio, se acumula na superfície da anã branca, reações de fusão nuclear podem ocorrer e serem intensificadas, culminando em uma explosão cósmico do porte de uma bomba de hidrogênio. As camadas exteriores da anã branca são desintegradas, produzindo novas explosões que podem ser observados durante um período de meses a anos, devido ao material se expandir para o...

Leia mais
Imagens da lua de Júpiter feitas pelo Hubble
mar12
Leia mais
Sonda Dawn da Nasa orbita o planeta anão Ceres
mar06

Sonda Dawn da Nasa orbita o planeta anão Ceres

  Assista o vídeo e veja como foi a aproximação da sonda Dawn junto ao planeta Ceres Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 20h16 Na imagem, considerada a mais importante do dia pela agência especial americana, planeta é orbitado pela primeira vez por um artefato terrestre. Pasadena, Califórnia – A sonda Dawn da NASA, tornou-se a primeira missão a orbitar em torno de um planeta anão. A nave espacial estava a aproximadamente 38.000 milhas (61.000 quilômetros) de Ceres, quando foi capturada pela gravidade do planeta anão às 9h39 (horário de Brasília), desta sexta-feira, 6 de março. Esta imagem de Ceres foi obtida pela sonda Dawn em 1º de março, poucos dias antes da missão ter alcançado a órbita ao redor de um mundo anteriormente inexplorado. A imagem mostra Ceres encoberto por uma sombra, porque a trajetória da nave espacial a colocou em um lado que estará de costas para o sol até meados de abril. A Dawn se aproxima em espiral ao redor do planeta e ao emergir do lado escuro de Ceres, a sonda conseguirá imagens cada vez mais nítidas. A imagem foi obtida a uma distância de cerca de 30.000 milhas (48.000 quilometros) e Ceres tem um diâmetro médio de cerca de 590 milhas (950 km). A missão Dawn é gerenciada pelo Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, em Pasadena, Califórnia, para o NASA’s Science Mission Directorate em Washington. Dawn é um projeto da diretoria do Programa Discovery, gerido pela Marshall Space Flight Center da NASA em Huntsville, Alabama. A Universidade da Califórnia, em Los Angeles, é responsável pela ciência global da missão Dawn. Orbital ATK Inc., em Dulles, Virginia, projetou e construiu a nave espacial. O Centro Aeroespacial Alemão, o Instituto Max Planck para a Investigação do Sistema Solar, a Agência Espacial Italiana e do Instituto Nacional de Astrofísica italiano são os parceiros internacionais sobre a equipe da...

Leia mais
Observatório Chandra da Nasa, comemora o Ano Internacional da Luz
mar03

Observatório Chandra da Nasa, comemora o Ano Internacional da Luz

Terça-feira, 3 de março de 2015, às 17h01 O ano de 2015 foi declarado o Ano Internacional da Luz (IYL) pela Organização das Nações Unidas. Organizações, instituições e indivíduos envolvidos em ciência e nas aplicações da luz estarão unidos ao longo do ano nessa celebração para ajudar na divulgação das maravilhas da luz.     O Observatório de Raios-X Chandra da NASA, explora o universo através da emissão de raios-X, uma forma de alta energia da luz. Ao estudar os dados dos raios-X e comparando-os com as observações de outros tipos de luz, os cientistas podem desenvolver uma melhor compreensão dos objetos que circundam as estrelas e galáxias e geram temperaturas de milhões de graus e produzem raios-X. Para dar início ao IYL, o Centro de raios-X Chandra está lançando um conjunto de imagens que combinam dados de telescópios sintonizados com diferentes comprimentos de onda de luz. A partir de uma galáxia distante até o campo de destroços que se encontram relativamente perto de uma estrela que explodiu, essas imagens demonstram as inúmeras maneiras que as informações sobre o universo nos é comunicada através da luz. Nesta imagem, um escudo de expansão de detritos chamado SNR 0.519-69,0 é deixado para trás depois que uma estrela maciça explodiu na Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia satélite da Via Láctea. Gases com milhões de graus de temperatura são vistos nos raios-X do Chandra, em azul. A borda exterior da explosão (vermelho) e as estrelas no campo de visão são vistos na luz visível do telescópio espacial...

Leia mais
Sonda Philae pousa com sucesso em cometa, anuncia ESA
nov12
Leia mais
Eminente engenheiro e físico será o presidente do projeto GMT
nov09

Eminente engenheiro e físico será o presidente do projeto GMT

Principal diretor associado do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, Moisés liderou o desenvolvimento do National Ignition Facility (NIF) na California – EUA, o maior projeto de ótica e laser já construído, entre outras realizações. O NIF utiliza lasers de alta potência para concentrar a energia no nível necessário para iniciar a conversão de hidrogênio em hélio em reações de fusão semelhantes às que ocorrem no centro do Sol e outras estrelas e foi usado como núcleo da nave Enterprise no filme Star Trek Into...

Leia mais
Nasa: Observatório de Raios-X Chandra faz 15 anos
out30
Leia mais
Huble capta nova imagem da galáxia LMC
out21
Leia mais
Astrobiologia: saiba mais sobre o assunto
out09

Astrobiologia: saiba mais sobre o assunto

    Quinta-feira, 9 de outubro de 2014, às 09h47   Astrobiologia é tema de workshop internacional no Brasil e também para a América Latina, integrando os grupos brasileiros e latino-americanos que trabalham nesse tipo de estudos que possui ampla diversidade de temas a serem explorados. O brasileiro Douglas Galante, do grupo focal sobre termodinâmica, desequilíbrio e evolução (TDE) do Nasa Astrobiology Institute, fala sobre o evento que reuniu 160 pesquisadores no Centro Nacional de Pesquisa em Campinas, São Paulo. Assista o vídeo com a entrevista e saiba mais sobre esse interessante tema da...

Leia mais
Eclipse lunar
out07

Eclipse lunar

Leia mais
Grupo da Nasa busca evidências químicas de vida extraterrestre
set30
Leia mais
Nasa descobre como se formam as Estrelas Zumbis
set27

Nasa descobre como se formam as Estrelas Zumbis

Sábado, 27 de setembro de 2014, às 08h29 – Atualizado às 10h45 Edição: Alô São Paulo Telescópio espacial Hubble da NASA, encontra estrela supernova relacionada com potencial estrela zumbi (“Star Zombie”). Usando o telescópio espacial Hubble, uma equipe de astrônomos da Nasa, detectou um sistema estelar que poderia ter deixado para trás uma “estrela zumbi” depois de uma explosão de supernova invulgarmente fraco.     A supernova geralmente oblitera a estrela anã branca que explode, ou morre. Nesta ocasião, os cientistas acreditam que essa explosão pode ter deixado para trás uma parte sobrevivente da estrela anã – uma espécie de estrela zumbi. Ao examinar imagens do Hubble tiradas anos antes da explosão estelar, os astrônomos identificaram uma estrela companheira azul, alimentando uma anã branca, um processo que desencadeou uma reação nuclear e lançou esta fraca explosão de supernova. Esta supernova, tipo IAX, é menos comum do que sua prima mais brilhante, tipo Ia. Astrônomos identificaram mais de 30 destas mini-supernovas que podem deixar para trás uma anã branca sobreviver. “Os astrônomos têm procurado por décadas pelos sistemas estelares que produzem explosões de supernovas do Tipo Ia”, disse o cientista Saurabh Jha, da Universidade de Rutgers, em Piscataway, New Jersey. “As estrelas do Tipo Ia são importantes porque elas são usadas para medir grandes distâncias cósmicas e da expansão do universo. Mas temos muitas restrições para saber sobre a forma como todas as anãs brancas explodem. Esta descoberta nos mostra a maneira como são obtidas a explosão da anã branca”. A fraco supernova, apelidada de SN 2012Z, foi encontrada na galáxia NGC 1309, que está a 110 milhões de anos-luz de distância. Ela foi descoberta no Lick Observatory Supernova Search em Janeiro de 2012. Felizmente, o Hubble observou a galáxia NGC 1309, por vários anos antes da explosão da supernova, o que permitiu aos cientistas comparar o antes e depois das imagens. Curtis McCully, um estudante de graduação da Universidade Rutgers e principal autor da descoberta pela sua equipe, aguçou as imagens pré-explosão do Hubble e notou um objeto estranho perto da localização da supernova. “Fiquei muito surpreso ao ver alguma coisa diferente no local da supernova. Nós esperávamos que o sistema original seria muito fraco para ser visto, como em pesquisas anteriores para progenitores normais de supernovas Tipo Ia. É emocionante quando a natureza nos surpreende “, disse McCully. Depois de estudar as cores do objeto e comparando com simulações de computador do tipo possível de sistemas IAX progenitores, a equipe concluiu que estavam vendo a luz de uma estrela que tinha perdido o seu invólucro de hidrogênio exterior, revelando seu núcleo de hélio. A equipe planeja usar o...

Leia mais
Poderoso e pulsante Núcleo de Estrela
set20
Leia mais
Buraco negro na Via Láctea
set17

Buraco negro na Via Láctea

  Quarta-feira, 17 de setembro de 2014, às 21h25 Astrônomos usando dados do Telescópio Espacial Hubble da NASA e da observação do solo encontraram um objeto improvável em um lugar improvável: um buraco negro monstro escondido dentro de uma das galáxias mais ínfimas já conhecidas.     O buraco negro tem cinco vezes a massa do centro da nossa galáxia, a Via Láctea. Está inserido numa das galáxias mais densas conhecidas até agora – a galáxia anã M60-UCD1 composta por 140 milhões de estrelas dentro de um diâmetro de cerca de 300 anos-luz, que é de apenas 1/500 do diâmetro da nossa galáxia. O buraco negro no centro da Via Láctea tem a massa de quatro milhões de sóis. A imagem foi captada no dia 10 de setembro de 2014, mas só foi divulgada hoje...

Leia mais
Tempestade solar deve passar pela Terra
set12

Tempestade solar deve passar pela Terra

Sexta-feira, 12 de setembro de 2014, às 12h51 Colorado-EUA – Uma tempestade solar forte, de classe X, está a caminho da Terra viajando a cerca de 1.000 quilômetros por segundo. Mas tudo indica que a maior parte de sua energia vai se desviar do planeta e não deve causar grandes problemas. O fenômeno consiste na ejeção de uma grande quantidade de partículas eletricamente carregadas – prótons e elétrons –, que saem do Sol com grande energia e seguem em direção dos planetas.     Tempestades solares são comuns, em especial durante picos na atividade solar, e não causam danos diretos aos seres vivos na Terra, pela proteção conferida pela atmosfera. Mas elas afetam o campo magnético do planeta e podem causar flutuações na rede de energia. Transmissões por satélite, rádio e GPS também podem ter problemas quando a tempestade chegar aqui, o que é esperado para acontecer nesta sexta (12), mas não deve haver consequências graves, segundo Tom Berger, diretor do centro de meteorologia espacial de Boulder, Colorado (EUA). É esperado também um aumento na ocorrência de auroras...

Leia mais
Cosmonauta volta à terra quase seis meses depois
set12
Leia mais
A Terra vista do Espaço
set03

A Terra vista do Espaço

Quarta-feira, 3 de setembro de 2014, às 17h43   Gerson Soares Às nove horas e sete minutos da manhã (horário de Moscou) do dia 12 de Abril de 1961, a cápsula com o foguete “Soyuz-R-7 foi lançada de uma plataforma em Baikonur, no Cazaquistão. “A Terra é azul. Como é maravilhosa. Ela é incrível!”, teria dito o astronauta russo Iuri Gagarin que com apenas 27 anos, tornou-se o primeiro ser humano a ir ao espaço, a bordo da nave Vostok 1, na qual deu uma volta completa em órbita ao redor do planeta. Esteve em órbita durante 108 minutos, a uma altura de 315 km, num vôo totalmente automatizado, com uma velocidade aproximada de 28 000 km/h. Pela proeza, recebeu a medalha da Ordem de Lenin. A corrida espacial ocorria em pleno período da Guerra Fria e os americanos logo deixariam sua marca para sempre, colocando o primeiro homem na Lua. Neil Alden Armstrong, astronauta dos Estados Unidos, piloto de testes e aviador naval escreveu seu nome na história do século XX e da Humanidade ao ser o primeiro homem a pisar na Lua, como comandante da missão Apollo 11, em 20 de julho de 1969. Antes desse feito, entrou para a NASA em 1962, integrando o segundo grupo de astronautas da agência espacial, indo ao espaço pela primeira vez em 1965, como comandante da missão Gemini VIII, três anos antes do voo que o colocaria na História. Condecorado com a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior condecoração civil do país, e a Medalha de Honra Espacial do Congresso, manteve uma vida discreta e longe dos olhos da opinião pública até sua morte, aos 82 anos em 2012. Dele, o presidente dos Estados Unidos Barack Obama disse ser “um dos maiores heróis americanos, não apenas de sua época, mas de todos os tempos”. Atualmente, seguindo os passos desses pioneiros, equipamentos de último geração nos proporcionam a mesma visão sem sairmos de casa e as visões do espaço sideral e infinito são cada vez mais fantásticas. Veja algumas imagens fornecidas pela NASA, enviadas pelo leitor Leandro, morador do bairro do Tatuapé.   Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência NASA Foto espacial da agência...

Leia mais
Pesquisa propõe nova interpretação para emissões solares
ago18
Leia mais
Astrônomos observam pela primeira vez as entranhas de uma estrela
jul28
Leia mais