Centro de Saúde do Homem: atendimento só através de encaminhamento
maio13

Centro de Saúde do Homem: atendimento só através de encaminhamento

A propaganda bem feita traz bons resultados. Quanto ao atendimento à saúde dos homens, que segundo afirma a publicidade do Governo do Estado de São Paulo, encontrarão um serviço pronto para atender suas necessidades nesse centro. Não é bem assim.

Leia mais
Conheça o Centro de Saúde do Homem, referência na América Latina
abr17

Conheça o Centro de Saúde do Homem, referência na América Latina

  Atualizado quinta-feira, 17 de setembro de 2015, às 08h40   Primeiro hospital do Estado dedicado à saúde do homem, hospital é considerado o maior centro de saúde especializado. Com mais de 3 mil consultas e 310 cirurgias por mês, o Centro de Referência da Saúde do Homem realiza um trabalho que atua diretamente na autoestima de muitos homens, como o paciente Luis Mafilho Campinho Viana, que garante ser um novo homem. “Estou muito feliz, está tudo muito bom, vou ficar mais feliz depois que eu tiver o primeiro relacionamento com minha mulher.” São Paulo foi o primeiro Estado a criar um centro de saúde com atendimento voltado para o público masculino. O hospital é considerado o maior centro de saúde especializado da América Latina e é referência nacional no tratamento de cálculo renal e do aumento benigno da próstata. “Atualmente o serviço conta com mais de 30 médicos urologistas. Nossa maior demanda são os pacientes com problemas de próstata, que são operados com materiais e equipamentos de última geração”, afirmou o médico coordenador do centro, Claudio Murta. Saiba mais: Centro de Saúde do Homem: atendimento só através de encaminhamento Assista ao vídeo e conheça o importante trabalho da equipe do Centro de Saúde do Homem, o único em toda rede SUS que utiliza equipamentos de laser para operar os tumores da próstata. 60% dos homens só vão ao médico com doença em estágio avançado Levantamento foi realizado pelo Centro de Referência da Saúde do Homem; maior parte dos pacientes não sabia da doença e ignorava os sintomas iniciais Preconceito e vergonha. Esses são os principais motivos que mantêm os homens afastados dos consultórios médicos. Segundo o Centro de Referência da Saúde do Homem, 60% dos pacientes do sexo masculino só procuram tratamento quando a doença está em estágio avançado. De acordo com o órgão da Secretaria de Estado da Saúde, todos os meses 1,5 mil homens chegam ao hospital com problemas mais adiantados e que necessitam de intervenção cirúrgica. A maior parte dos pacientes não sabia da doença e ignorava os sintomas iniciais. “Estes pacientes acreditam que o provedor da casa não pode ficar doente e nem deve sair da rotina de trabalho para visitar o especialista”, avalia o coordenador de urologia do Centro, Cláudio Murta. “É na consulta de rotina que o médico detecta doenças comuns e que demoram a apresentar sintomas, como aumento benigno da próstata, recorrente a partir dos 50 anos.” O diagnóstico precoce permite tratamentos menos agressivos, mais baratos, rápidos e com maior chance de cura. Serviço Centro de Referência da Saúde do Homem do Hospital de Transplantes Dr. Euryclides de Jesus Zerbini Avenida...

Leia mais