Vídeo do Exoesqueleto apresentado por Miguel Nicolelis
maio30

Vídeo do Exoesqueleto apresentado por Miguel Nicolelis

  Assista o vídeo dessa obra da ciência brasileira, que mostra com louvor até onde o Brasil pode chegar com os recursos necessários para que aja desenvolvimento. Parabéns a todos os envolvidos nesse projeto. Publicado em 29/04/2014 pelo Portal da Copa Reportagem mostra detalhes do exoesqueleto, um dos desdobramentos do projeto Andar de Novo. A ferramenta pretende possibilitar que uma pessoa tetraplégica possa dar o pontapé inicial da Copa do Mundo da FIFA 2014, em 12 de junho, na Arena Corinthians. Saiba mais Projeto Andar de Novo...

Leia mais
Exoesqueleto levará paraplégico ao centro do campo na abertura da Copa 2014
maio30
Leia mais
Greve dos motoristas e cobradores foi julgada abusiva pelo TRT
maio23

Greve dos motoristas e cobradores foi julgada abusiva pelo TRT

Atualizado 26/05/2014 às 19h32 O TRT-2 julgou abusiva a greve deflagrada na semana passada e condenou os sindicatos a pagarem 100 mil reais de multa cada. Os grevistas ainda terão de compensar as horas que ficaram parados. Leia amanhã, a reportagem completa.   TRT-2 realiza audiências entre as partes. Na tarde de ontem, em audiência presidida pela vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), desembargadora Rilma Aparecida Hemetério, foram reunidos o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (ETUSP) e o Sindicado dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo SMTU. O objetivo foi a conciliação entre as partes e a emissão de instrução do tribunal.   Segundo a assessoria de comunicação do TRT-2, durante uma hora e meia, a desembargadora Rilma, dialogou com as partes para compreender as ocorrências dos últimos dois dias. Os sindicatos relataram que, após meses de discussão, chegaram a um acordo, formalizado em convenção coletiva e aprovado em assembleia da categoria, na última segunda-feira (19). No entanto, uma parcela dissidente iniciou uma paralisação parcial. Ambos os sindicatos argumentaram que os termos acordados em convenção coletiva não estavam em pauta na audiência e que deverão ser mantidos. Diante do exposto, foi concedido prazo de 24 horas, que termina na tarde de hoje (23), para manifestação do sindicato patronal quanto à defesa dos representantes dos trabalhadores, apresentada na tarde desta quinta. A desembargadora Ivani Bramante foi sorteada como relatora do processo. Abusividade O Ministério Público do Trabalho, que participou da audiência, manifestou-se a favor da declaração de abusividade da greve – assim como a própria sociedade que se manifesta diariamente –, e requereu o desconto dos dias parados, bem como a fixação de indenização, correspondente aos dias de paralisação, a título de dano moral coletivo. A liminar concedida na noite de quarta-feira (21), que determina a manutenção da atividade de 75% do total de linhas, sob pena de multa diária, foi mantida. O valor da multa, bem como a apreciação da legalidade da greve serão julgadas pelo Tribunal após a redação do voto do desembargador-relator. Puxão de orelha Durante a audiência, a desembargadora Rilma enfatizou que as pessoas têm o direito de se locomover e perguntou aos representantes dos sindicatos se eles haviam tomado todas as providências antes da greve, “que causou transtornos”. A desembargadora referia-se ao aviso com antecedência de 72 horas antes da paralização e a manutenção de parte dos serviços de transportes. Um dos sindicalistas tentou dar uma desculpa à indagação da desembargadora. “Vocês não fizeram isso”, retrucou. O julgamento sobre a legalidade da greve e as possíveis multas a serem...

Leia mais
Greves dos ônibus e cobradores em São Paulo
maio22

Greves dos ônibus e cobradores em São Paulo

09h44 – Apesar de a forma ser considerada inapropriada por toda a sociedade, greve dos motoristas e cobradores de ônibus teve seu direito garantido até o final da noite de ontem. Um acordo foi firmado entre os grevistas e a prefeitura de São Paulo, garantiu a volta ao trabalho a 0h de hoje. Porém, os funcionários da empresa Santa Brígida continuaram a paralisação, prejudicando mais uma vez milhares de pessoas na zona Oeste. A polícia militar foi autorizada a intervir hoje, caso os motoristas repitam os atos de interferir nas vias públicas, como foi visto nos dois últimos dias. A categoria teria uma reunião marcada com o prefeito Fernando Haddad, daqui a pouco, mas as assessorias da Prefeitura e SP Trans informam que nas agendas oficiais do prefeito Fernando Haddad e do secretário dos Transportes Gilmar Tatto, essa reunião não consta. A Santa Brígida descumpre o acordo devido à não confirmação dessa reunião, segundo o G1. Apesar da alegação a reunião pode acontecer a qualquer instante. 10h01 – Empresas de ônibus da grande São Paulo entram em greve e representantes do movimento na cidade dizem que se o prefeito não recebê-los a paralisação pode recomeçar a qualquer instante, acaba de informar o...

Leia mais
Prefeitura notifica sindicatos e faz parceria com PM para garantir regularidade do transporte público
maio21

Prefeitura notifica sindicatos e faz parceria com PM para garantir regularidade do transporte público

Ministério Público abriu inquérito policial para apurar responsabilidades dos transtornos causados na cidade devido à paralisação de motoristas e cobradores. 20h39 | Da Secretaria Executiva de Comunicação da PMSP O prefeito Fernando Haddad informou em entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (21) que a SPTrans (São Paulo Transporte) enviou uma notificação ao Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário e Urbano e ao SPUrbanuss (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo) exigindo que adotem medidas “imediatas e efetivas” para garantir o serviço de transporte público coletivo na cidade. Além das notificações, a SPTrans e a Polícia Militar passam a atuar juntas para garantir a regularidade do serviço público. O Ministério Público do Estado também abriu inquérito para apurar as responsabilidades dos transtornos. As ações têm início imediato.   “A prefeitura está absolutamente em dia com os seus contratos e tem que exigir, em nome da população, o cumprimento das obrigações da contraparte, empregados e empregadores. É isso que nós fizemos, nós notificamos os dois sindicatos para cumprirem as suas obrigações frente à Prefeitura para que o povo, que é representado nessa relação pela Prefeitura, não venha ser penalizado”, afirmou Fernando Haddad. Durante o dia de hoje foram feitas várias reuniões para soluções desse conflito, que atinge mais de 1 milhão de pessoas. “Depois de tudo que se apurou, é um conflito interno ao sindicato. Não é um conflito que envolve as empresas que fizeram as propostas e nem a Prefeitura, que cumpre diligentemente com as suas obrigações em relação ao sistema”, ressaltou Haddad. “Nós não vamos aceitar sabotagens de quem quer que seja na cidade de São Paulo. Nós vamos ser firmes no sentido de fazer com que o serviço seja prestado, porque a Prefeitura está cumprindo a sua parte, a população está pagando os seus impostos, pagando a passagem e ela quer e merece um transporte na cidade de São Paulo com qualidade”, afirmou o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto. Notificações Na notificação, Jilmar Tatto pede que o sindicato dos trabalhadores, como representante legal da categoria, adote medidas para acabar com a paralisação dos motoristas e cobradores das empresas. Caso os ônibus não voltem a circular, Tatto diz no documento que serão adotadas todas as medidas cíveis e penais para responsabilizar os diretores, inclusive pelos prejuízos decorrentes da omissão. Já ao sindicato patronal, Tatto pede que as empresas concessionárias do serviço de transporte cumpram “integralmente” os termos previstos nos contratos de concessão firmados com o município e colocem em operação a frota pré-estabelecida. O secretário também ressalta a possibilidade de responsabilizar civil e penalmente os diretores do sindicato por omissão. “Na...

Leia mais
Prefeitura suspende rodízio de veículos na tarde desta quarta-feira
maio21

Prefeitura suspende rodízio de veículos na tarde desta quarta-feira

Devido a paralisação dos ônibus no transporte público da Capital, os veículos com placas com finais 5 e 6 foram liberados para circular no horário de pico. O secretário Jilmar Tatto (Transportes) informou nesta quarta-feira (21) em coletiva de imprensa que a Prefeitura decidiu suspender o rodízio municipal de veículos desta tarde devido à paralisação dos motoristas dos ônibus do transporte público da Capital. Com esta decisão, os veículos com placas com finais 5 e 6 foram liberados para circular no horário de pico. A medida tem como objetivo amenizar os impactos da interrupção na circulação dos coletivos.   “É um transtorno na cidade. Nós estamos fazendo todos os esforços no sentido de acabar com este problema, envolvendo todos os órgãos governamentais, fazendo com que os empresários tomem medidas concretas no sentido de garantir a prestação de serviço e pedindo ao sindicato que assuma o controle da situação”, afirmou Tatto. Até o fim da manhã desta quarta-feira, as paralisações afetaram 350 mil passageiros do sistema de transporte público da Capital em 11 terminais de ônibus principalmente nas zonas norte e oeste, segundo a Prefeitura. Há também terminais fechados na zona sul e na região central. Às 12h, estavam fechados os terminais Capelinha, Jardim Angêla, João Dias, Pirituba, Lapa Cachoeirinha, Casa Verde, Santana, Princesa Isabel, D. Pedro II e parte do Mercado. Segundo informações do secretário Tatto, o sindicato das empresas de transporte coletivo de São Paulo, SPUrbanuss, irá entrar com uma ação junto ao Tribunal Regional de Trabalho para que seja decretada a ilegalidade do movimento de paralisação em andamento na Capital. “A Spurbanuss está entrando no TRT no sentido de verificar um mecanismo jurídico de decretar este movimento como ilegal, porque não tem interlocutor na cidade. Tivemos também atos de vandalismo”, disse o secretário. Por meio da Secretaria de Transportes, a Prefeitura está em contato direto tanto com o sindicato patronal quanto com o Sindicato dos Motoristas de São Paulo para que o serviço de transporte coletivo volte o mais rápido possível à normalidade. Nesta tarde, Luis Antonio Medeiros, Superintendente Regional do Trabalho e do Emprego, reúne-se com os trabalhadores da Viação Santa Brígida, empresa em que foi verificado o início do movimento. Às 15h30 desta terça-feira, o prefeito Fernando Haddad e o secretário Jilmar Tatto se reunirão com o secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, para discutir ações em parceria com a Polícia Militar para desobstrução de vias e de terminais, além da prevenção de casos de vandalismo. “Se uma via está obstruída por um ônibus, caso não haja resistência, a CET, a SPTrans ou o guincho das próprias empresas retira o veículo. Se tiver...

Leia mais
Prefeito considera paralisação do transporte injustificável e inadmissível
maio21

Prefeito considera paralisação do transporte injustificável e inadmissível

Prefeitura pedirá providências ao Ministério Público Estadual (MPE) para que puna os responsáveis pelos atos de paralisação do transporte coletivo desta terça-feira (20). Em entrevista coletiva no início da noite desta terça-feira (20), o prefeito Fernando Haddad classificou como injustificável e inadmissível o ato de paralisação do transporte coletivo municipal que prejudicou a população desde o início da manhã até a noite de hoje. As paralisações dos ônibus não foram organizadas pela diretoria do Sindicato dos Motoristas de São Paulo e contrariou uma decisão tomada coletivamente em assembleia da categoria, na noite de segunda-feira (19), quando foi aprovada proposta de reajuste 10% no salário, além de inclusão de direitos como insalubridade e aposentadoria especial. A administração municipal está investigando junto as empresas e sindicato quem poderia ter organizado os atos e acionará o Ministério Público Estadual (MPE) para que tome providências e puna os responsáveis pela paralisação que prejudicou os usuários. A Secretaria Municipal de Transportes estima que o ato tenha prejudicado, em alguns momentos, cerca de 230 mil pessoas e atingiu 14 terminais urbanos. “Foi uma penalização para a população que foi injustificável e inadmissível. Somos todos trabalhadores. Como é que se toma uma atitude dessas sem sequer anunciar quem você é e qual sua motivação para tomar uma atitude tão radical como essa? Ainda mais contrariando a direção do sindicato, o que ainda é mais incomum”, disse Haddad. Para tentar amenizar os impactos da paralisação, o rodízio municipal de veículos foi suspenso no fim da tarde desta terça-feira (20), o Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (PAESE) foi acionado e guinchos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estão retirando os veículos das vias. “Esse tipo de atitude não tem precedentes na cidade de São Paulo. Já houve caso semelhante, mas era fácil identificar a motivação e a autoria. Nesse caso, a motivação não está clara e a autoria tão pouca. É muito incomum o que está acontecendo”, afirmou o prefeito. De acordo com o secretário Jilmar Tatto (Transportes), a CET e a SPTrans irão preparar um material com toda documentação e informações colhidas sobre o ato para instruir o processo e enviar para o Ministério Público. “Estamos verificando o ponto de vista jurídico e se esse tipo de ação tem envolvimento de parte do sindicato, o que tudo indica que tem, que é um problema de divergência política dentro da entidade e que agiram e extrapolaram as funções do próprio sindicato. Também poderá ser tomada medidas em relação a isso e em alguns casos até do ponto de vista penal”, afirmou Tatto. As polícias Civil Estadual e Federal também serão acionadas pela Prefeitura...

Leia mais
Liberado tráfego em Itaquera
maio19

Liberado tráfego em Itaquera

Novo sistema viário que integra a Radial Leste às regiões norte e sul de Itaquera foi liberado. O governador Geraldo Alckmin liberou ao tráfego na manhã desta segunda-feira, 19, a interligação norte-sul e o conjunto de viadutos sobre as linhas da CPTM, do Metrô e a Radial Leste – Complexo Viário Polo Itaquera. O novo sistema viário facilitará a integração dessas duas regiões do bairro e encurtará o trajeto em cerca de 60%. Segundo a assessoria do governo, o conjunto de obras do Complexo Viário Polo Itaquera, empreendimento gerenciado pela Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A, proporcionam maior mobilidade ao bairro e beneficiam diretamente os moradores da região leste da cidade. “A região está recebendo seis grandes obras que vão melhorar o trânsito em toda a região. Agora, só falta a passarela, que será a maior de São Paulo e que nós entregaremos em, no máximo, 12 dias”, afirmou Alckmin. O viário atende também às demandas atuais e futuras geradas pela instalação de centros de ensino, como a Fatec e o Senai, uma nova rodoviária e a Arena Corinthians, sede dos jogos da Copa do Mundo em São Paulo. Foram abertas à circulação as seguintes vias que integram o Complexo Viário Polo Itaquera: – Nova avenida no sentido norte e sul, que interliga as Avenidas José Pinheiro Borges e Radial Leste à Avenida Itaquera, eliminando a necessidade da volta pela Av. Líder; – Conjunto de viadutos, conhecido como “Chuveirinho”, sobrepondo os trilhos do Metrô, CPTM e Avenida Radial Leste, que permitirá a transposição fácil da porção norte à porção sul do bairro; – Nova avenida ligando a Avenida Itaquera à Avenida Miguel Inácio Curi, que facilitará o acesso da Radial Leste e da estação Corinthians-Itaquera a partir da Avenida Itaquera e Avenida Líder; – Adequação viária no cruzamento das avenidas Miguel Inácio Curi e Engenheiro Adervan Machado. A liberação definitiva dessas ligações aguardava a conclusão de outras obras realizadas na região. No último dia 29, foi entregue ao tráfego a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), o “Mergulhão”, que também faz parte do conjunto de obras do Complexo Viário. A nova via expressa segrega o trânsito local do de passagem, ordenando o tráfego e melhorando a mobilidade na região. Conforme noticiado pela Secretaria de Logística e Transportes, a próxima entrega será a passarela de pedestres, que ligará duas regiões importantes do bairro: a porção norte ao futuro Polo Institucional e ao estádio, sobrepondo os trilhos do Metrô e da CPTM e as Avenidas Radial Leste e José Pinheiro Borges. A passagem facilitará a circulação dos pedestres na região e o acesso em segurança dos moradores aos equipamentos...

Leia mais
CET no Seu Bairro 4ª edição
maio17
Leia mais
Modernização da estação Domingos de Moraes da CPTM
maio13

Modernização da estação Domingos de Moraes da CPTM

Com a adequação do prédio, usuários contam com acessibilidade e mais conforto. Governo do Estado investiu R$ 10 milhões nas melhorias da estação de trem. CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – O governador Geraldo Alckmin entregou nesta terça-feira, 13, as obras de modernização da estação Domingos de Moraes, na Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi-Amador Bueno) da CPTM. A adequação da estação garante aos usuários mais conforto e acessibilidade. “As estações da CPTM estão sendo reformadas e a de Domingos de Moraes está entre as beneficiadas. A modernização contempla acessibilidade, rampa, elevador, comunicação em braile, sinalização e comunicação com câmeras de vídeo para garantir a segurança dos usuários”, destacou Alckmin, que frisou ainda que todos os trens da Linha 8-Diamante têm ar condicionado, são novos e têm maior motorização. Com investimento de R$ 10 milhões, o edifício conta agora com elevador de acesso à plataforma, nova comunicação visual e em braile, sala de apoio ao usuário na plataforma, banheiros públicos comuns e adaptados para pessoas com deficiência, bancos na plataforma comuns e para obesos, sistema de combate a incêndio e gerador de energia. Os itens de segurança também foram reforçados: as bilheterias são blindadas e foram instalados novos sistemas eletrônicos para monitoramento e comunicação, como circuito fechado de TV, vídeo e sonorização. Foi refeito todo o paisagismo no entorno da estação. Obras de modernização A CPTM está modernizando suas seis linhas. Na Linha 8, estão em execução obras de modernização da infraestrutura, com a implantação de novos equipamentos de via permanente, sistemas de sinalização e energia, rede aérea e modernização nas estações. Além da estação Domingos de Moraes, a CPTM está licitando obras de readequação para as estações Jardim Belval, Jardim Silveira e Quitaúna, e obras de reconstrução das estações Imperatriz Leopoldina, Com. Sampaio e Gen. Miguel Costa. A previsão é iniciar as obras no segundo semestre deste ano. Saiba mais  Corrupção: SP e Reino Unido anunciam parceria Segurança: São Paulo ganha mais 900...

Leia mais
Sinalização nas estradas será dilema para motoristas estrangeiros
maio13

Sinalização nas estradas será dilema para motoristas estrangeiros

A sinalização nas estradas é confusa. Esta é a conclusão, quanto aos acessos às regiões compreendidas pelo Rodoanel Mário Covas na região Oeste. A dificuldade, também encontrada em outras regiões é apontada pelos usuários brasileiros, os turistas sofrerão mais. A falta de placas indicando, previa e corretamente, os pontos de conversão e roteiros para quem utiliza o Rodoanel em São Paulo, certamente trarão dificuldades aos turistas que resolverem alugar um automóvel e visitar os pontos turísticos da cidade e interior – como uma visita a Embu das Artes em Itapecerica da Serra, ainda na grande São Paulo, e dali à Estrada do Vinho em São Roque, por exemplo. O motorista pode ser desviado para uma cidade diferente e não terá muitas opções de retorno em diversos pontos das estradas paulistas como Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Régis Bittencourt ou Raposo Tavares. O assunto é recorrente e essas rodovias são citadas como exemplo. Os investimentos estão voltados para o controle da velocidade e multas, esquecendo-se porém de sinalização adequada àqueles que nunca viajaram para Sorocaba, Bauru ou Jundiaí, dentre outras cidades abrangidas por essas rodovias e terão de cruzar as interligações do Rodoanel, que ao invés de facilitar acaba atrapalhando devido à falta de placas antecipando as rotas e conversões para que os motoristas possam chegar aos seus destinos com segurança. A Copa do Mundo pretende atrair turistas, esta é uma reafirmação contínua por parte dos envolvidos no evento. Mas, conforme destacou nesta manhã, o Bom Dia São Paulo, jornal diário da Rede Globo, falta placas de sinalização para chegar aos pontos turísticos da cidade. Por outro lado, existe um esforço da prefeitura e do governo paulista em produzir novas placas indicativas voltadas ao evento mundial que será realizado, visando os turistas que São Paulo receberá. Porém, como o programa mostrou, apesar de recém-instalados, vários painéis encontram-se pichados e depredados no centro velho da...

Leia mais
Mobilidade Urbana na cidade de São Paulo – Tatuapé
mar31

Mobilidade Urbana na cidade de São Paulo – Tatuapé

Estação Tatuapé, SP. Confluências de integrações entre Metrô, ônibus e CPTU. Os usuários esperam para embarcar no coletivo, depois de um bom tempo vários não conseguem entrar e o ônibus continua a viagem. Produzido em Fevereiro/2014.

Leia mais
Mobilidade Urbana na cidade de São Paulo – CMTT
mar31

Mobilidade Urbana na cidade de São Paulo – CMTT

Veja o vídeo publicado em 19/12/2013 no Youtube pelo SPUrbanuss Jaime Lerner apresenta proposta de Eixos de Transportes para a cidade de São Paulo O ex-governador do estado do Paraná Jaime Lerner participou, neste dia 19 de dezembro, quarta-feira, da 4ª Reunião do Conselho Municipal de Transportes e Trânsito da cidade de São Paulo. Durante sua primeira gestão como prefeito de Curitiba, no período 1971 a 1975, consolidou as transformações da cidade e implantou o Sistema Integrado de Transporte Coletivo, reconhecido internacionalmente pela sua eficiência, qualidade e baixo custo. Em março deste ano, a convite do SPURBANUSS (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo), o arquiteto e urbanista elaborou o Estudo Preliminar de Eixos de Transportes de Passageiros, que analisa a alternativa de se criar uma rede expressa de corredores, capaz de multiplicar as possibilidades de trajetos, com enorme ganho de tempo para os clientes do transporte urbano. Leia a reportagem...

Leia mais
Poda de árvores atrapalha na Emília Marengo
fev25

Poda de árvores atrapalha na Emília Marengo

  A Rua Emília Marengo, na altura do número 1073, quarteirão ocupado atualmente pela GET3 (Gerência de Engenharia de Tráfego) da CET (Companhia Engenharia de Tráfego), teve a passagem de pedestres impedida de sábado (22) até hoje (24), por volta das 11h da manhã. O fato foi noticiado pelo Bom Dia São Paulo da Globo e chama atenção pela falta de rigidez da CET consigo mesma ou com a Eletropaulo, autora da poda das árvores deixadas na calçada, atrapalhando e colocando a vida de pedestres e motoristas em risco. Segundo informações da própria GET3, às 11h desta manhã, a Eletropaulo providenciava a retirada dos galhos podados deixados na calçada.     Até então, os pedestres tinham de fazer malabarismos para passar pelo local, Antes disso, nesta manhã, alguns cavaletes foram colocados a fim de protegê-los. Porém, essa medida atrapalhou o trânsito matinal da Rua Emília Marengo, afunilando parte da pista no sentido Centro. Medidas arriscadas e improvisos, precisam ser cada vez mais pensados no bairro, que recebe enorme fluxo de veículos todos os dias. Algumas delas têm causado polêmica quanto aos seus custos/benefícios. Se a CET tivesse multado a Eletropaulo e a si mesma, por atrapalharem o trânsito e os pedestres, bem em frente ao prédio do órgão que deve preservar as condições de tráfego nas vias da cidade, com o agravante de ser uma gerência, caberia recurso. Seria só enviar o formulário abaixo (trocando a palavra veículo por outra mais conveniente que representasse a falta cometida) através de carta, a todos os cidadãos que tiveram seus dias prejudicados, seguindo as recomendações do quadro...

Leia mais