Copa do Mundo no Brasil e o turismo sexual que está superando a Tailândia
maio20

Copa do Mundo no Brasil e o turismo sexual que está superando a Tailândia

Reportagem: Rahad Abir para o Guardian Liberty Voice Tradução: Google Edição: Gerson Soares Sob o título, Brazil World Cup and Sex Tourism, o Guardian Liberty Voice (GLV), site da cidade de Nevada, estado americano de Las Vegas, publicou no início de abril uma matéria sobre o turismo sexual no Brasil, relacionando-o com a Copa 2014. Segundo o GLV, que tem na liberdade de expressão uma de suas premissas, o turismo sexual no país não é nada novo. “A Copa do Mundo que será realizada no Brasil e o turismo sexual são dois tópicos totalmente diferentes, mas de alguma forma há uma conexão. O turismo sexual no Brasil não é nada, novo, mas a Copa do Mundo é um grande negócio. O maior país da América Latina está lentamente superando a Tailândia como um dos destinos mais populares para férias de sexo. Além disso, há um outro bom motivo por trás desta indústria florescente. Brasil vai sediar a Copa do Mundo de 2014, que começará em 14 de junho (sic!) e termina em 13 de julho. Além disso, a Copa do Mundo não seria o fim da história, o país também vai sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 2016”. A reportagem de Rahad Abir é extensa e afirma que milhares de visitantes são esperados no país e as prostitutas já estariam aprendendo inglês e fazer acordos com os bancos, a fim de receber pagamentos com cartão de crédito. “Para elas, esta parece ser uma oportunidade séria”, afirmou. “No Brasil, a prostituição é legal para aqueles que tem dezoito anos ou mais. Mas este país sul-americano tem o pior nível de prostituição infantil, entre 250.000 e 500.000 crianças supostamente envolvidas no negócio. Os críticos advertem que a prostituição de menores pode subir durante a Copa do Mundo”, afirmou Abir. O Guardian Liberty Voice, deixou de citar que os próprios pais levam meninas para se prostituírem em troca de favores ou dinheiro. Essa situação é mais comum nos estados da federação onde a pobreza e a fome falam alto, mas a ignorância desenvolvida através de anos de abandono, berra. A reportagem é longa e mostra um Brasil cruel com sua gente menos esclarecida, afortunada e por anos a fio desconhecida. De acordo com a matéria publicada no dia 5 de abril deste ano, “a prostituição e o turismo sexual no Brasil, nos últimos cinco anos, passou por uma reformulação, especialmente nas cidades mais ricas e maiores. Bordéis no Brasil agora estão competindo com bares e discotecas do hotel. As meninas são atraídas para a prostituição, por causa do dinheiro fácil, enquanto os salários, por outro lado, são muito baixos. O Brasil...

Leia mais