Telescópio Espacial Hubble da Nasa comemora 25 anos revelando o Universo


Domingo, 26 de abril de 2015, às 12h45


NASA | Uma nova janela para o universo se abriu para a humanidade, na manhã de 24 de abril de 1990, quando o telescópio espacial Hubble, da NASA foi lançado para o espaço, a bordo do Promethean no ônibus espacial Discovery.

 

O tapete brilhante de jovens estrelas, inflama a vida nestes close-ups detalhados do Telescópio Espacial Hubble da NASA.As fotos do aglomerado de estrelas Westerlund 2, estão sendo liberados em comemoração ano aniversário de 25 anos do Hubble, na exploração do universo, desde o seu lançamento em 24 de abril de 1990. Fotos: NASA / ESA

O tapete brilhante de jovens estrelas, inflama a vida nestes close-ups detalhados do Telescópio Espacial Hubble da NASA.As fotos do aglomerado de estrelas Westerlund 2, estão sendo liberados em comemoração ano aniversário de 25 anos do Hubble, na exploração do universo, desde o seu lançamento em 24 de abril de 1990. Fotos: NASA / ESA

 

“Mesmo a pessoa mais otimista com quem você poderia ter falado, em 1990, não poderia prever o grau em que Hubble iria reescrever a astrofísica e a ciência planetárias”, disse Charlie Bolden, administrador da Nasa e piloto da missão que colocou o Hubble em órbita. “Um quarto de século mais tarde, o Hubble tem alterado fundamentalmente a compreensão humana fundamentalmente do universo e nosso lugar nele.”

O retorno científico do Hubble foi imensurável; ele nos mostrou o universo como nunca imaginamos.

“Hubble mudou o curso da ciência com suas descobertas e nos mostrou a profundidade e a beleza do universo”, disse John Grunsfeld, astronauta do Hubble e administrador associado do Diretório de Missão Científica da NASA na sede do órgão em Washington. “Com as novas observações e os tesouros escondidos nos bancos de dados, o Hubble vai continuar a desvendar os mistérios do cosmos nos próximos anos.”

Inicialmente encarregado de medir a taxa de expansão do universo, descobrir galáxias muito distantes, e investigar os buracos negros, a pesquisa do Hubble já cobriu quase todas as fronteiras da asrtonomia no espaço profundo: a taxa de expansão e aceleração do universo, a aparente ligação entre a massa da galáxia e massa do buraco negro central; início da formação de galáxias logo após o Big Bang; eventos transitórios das estranhas do espaço; e a química e potencial de habitabilidade de planetas orbitando outras estrelas.

Reportagem de Rob Gutro do Goddard Space Flight Center da NASA

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*