Tendas da Prefeitura na zona Leste: dengue e mosquito na mira


Quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 às 21h51


O mais famoso inseto da atualidade já chegou até à Europa Oriental. O vírus está sendo espalhado por várias regiões do mundo, inclusive aonde as temperaturas são bastante baixas. Vale o alerta de quem conhece o comportamento do pernilongo: “ele entra junto com a gente”.

Gerson Soares

É verdade! No Litoral Norte de São Paulo, os caiçaras conhecem bem essa frase: “tudo fechado, portas, janelas, mas basta alguém entrar que os pernilongos aparecem”. Oportunistas e de hábitos diurnos, os insetos mais famosos da atualidade, assim como seus primos noturnos, pegam carona nos elevadores, na abertura das portas dos carros e onde houver uma brecha lá estará ele, colado às roupas ou voando rápido para os ambientes onde está a fonte de seu alimento.

Prefeitura usará drone para mapear áreas com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Foto: Edson Hatakeyama

Prefeitura usará drone para mapear áreas com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Foto: Edson Hatakeyama

As doenças e os vírus transmitidos pelo Aedes aegypti, que não saem do noticiário, se espalham até mesmo por regiões tradicionalmente frias dos Estados Unidos e Europa Oriental. Por isso, é bom ficar alerta a todo momento, colaborando com informações de possíveis criadouros, falhas ou distrações de vizinhos (não custa avisar), durante a visita aos parques da cidade e outros logradouros que possam ampliar a margem de reprodução desses bichos.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, foi realizado hoje (25) o primeiro voo do drone integrado às ações em terra, realizadas pelas equipes técnicas regionais. Estão previstos três voos semanais de 4 horas e o objetivo é mapear os possíveis locais de focos do mosquito, visando imóveis fechados e aqueles com denúncias de criadouros. Na semana passada mostramos os vídeos com possíveis focos e as larvas propriamente ditas no Parque Augusta, sob a responsabilidade das empreiteiras Cyrela e Setin.


Saiba mais
Mosquito desmascara desigualdade e indiferença no Brasil


 

Na terça-feira (23) a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou um balanço sobre dengue, chikungunya e zika e a zona Leste foi classificada com o maior número de casos (70) da dengue no mês de janeiro, recebendo duas tendas para atendimento médico montadas nos bairros de Cangaba e Lajeado. Em toda a cidade foram 5877 ocorrências nesse período, destes 827 se confirmaram. As tendas estão em funcionamento desde ontem (24).

“O mosquito não respeita fronteira. Mosquito não é público, nem privado. Todos têm responsabilidade no combate ao Aedes”, afirmou o secretário de Saúde Alexandre Padilha, durante a apresentação do balanço. Padilha reforçou a importância da colaboração da população, já que de acordo com ele, 85% dos focos do mosquito Aedes aegypti estão dento das casas. “Tudo que a população puder fazer para informar a Prefeitura sobre locais que tem foco do mosquito, denunciar e colaborar com o mapeamento é muito positivo para o combate à dengue na cidade. Nós podemos vencer a dengue se cuidarmos da nossa casa e colaborarmos com a Prefeitura sobre onde tem foco do mosquito”, disse.


Acesse a tabela completa de casos confirmados e incidências por região e veja a comparação com os anos anteriores a partir de 2011.


 

Em 2016, a chikungunya teve 212 registros e do zika vírus foram notificados 47 casos da doença, no município. Conforme as informações da Prefeitura, com relação à microcefalia foram identificados seis casos, sem que nenhum fosse confirmado como contaminação na cidade. Quanto à dengue, os bairros da Água Rasa, Carrão e Belém tiveram cinco casos cada, a Mooca ficou com sete registros e no Tatuapé foram 11. A Penha teve 28, Cangaíba 18 e Lajeado 62. Em 2015, por exemplo, o Tatuapé registrou 661 casos e a Penha 1.734, enquanto na Mooca a incidência foi de 800.

Tendas são montadas na zona Leste de SP. Foto: Edson Hatakeyama

Tendas são montadas na zona Leste de SP. Foto: Edson Hatakeyama

Tendas na zona Leste

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que as duas primeiras tendas de apoio ao atendimento de pacientes com suspeita de dengue nos distritos de Cangaíba e Lajeado têm capacidade média de 150 atendimentos por dia e estão anexas às Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Assistência Médica Ambulatorial (AMA). O funcionamento é de segunda a sábado, das 7h às 19h.

Essa providência faz parte do Plano de Contigências da dengue e as tendas devem ser instaladas nas regiões onde os casos suspeitos de dengue, zika e chikungunya superem 40% da capacidade de atendimento das UBS e AMAs, permitindo um atendimento imediato. “As unidades de saúde foram orientadas e quaisquer pessoas que apresentarem febre, dores e, às vezes, manchas na pele, têm atendimento prioritário e devem ser encaminhadas para as tendas com o cartão dengue, que indicará o histórico de atendimento, medicação prescrita e visitas às unidades”, disse o secretário municipal da Saúde Alexandre Padilha.

A SMS informou ainda que a instalação das tendas antecede o período de março e abril, que historicamente marca o aumento de casos de dengue no município. “Evita também que a alta na procura prejudique o atendimento usual. Com equipe formada por clínicos, pediatras, enfermeiro e técnicos de enfermagem, as instalações provisórias permitem a realização de triagem, atendimento clínico, medicação, hidratação e hemograma dengue, que possibilita a verificação do nível de plaquetas e gravidade dos casos”.

“As condições climáticas deste período do ano podem aumentar ainda mais a população do mosquito em muitas áreas”, comentou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan (foto: Universidade de Princeton)

“As condições climáticas deste período do ano podem aumentar ainda mais a população do mosquito em muitas áreas”, comentou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan (foto: Universidade de Princeton)

Leia mais sobre
SAÚDE

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*