Tesla compartilhará tecnologia em prol dos carros elétricos

Quinta-feira, 19 de junho de 2014 às 19h15

Gerson Soares

“Ontem, havia um muro protegendo as patentes da Tesla no átrio da sede de Palo Alto. Isso já não é o caso. Eles foram removidos, no espírito do movimento open source, para o avanço da tecnologia de veículos elétricos”.

Assim inicia seu artigo, publicado no último dia 12 de junho, no blog da Tesla Motors, o CEO Elon Musk. A empresa, que foi criada para desenvolver carros elétricos de alta performance, acaba de anunciar a abertura de suas patentes. O open source também é um princípio do Google e do Twitter.

“A Tesla Motors foi criada para acelerar o advento do transporte sustentável. Se limpar o caminho para a criação de veículos elétricos convincentes, mas, em seguida, o minarmos com os direitos de propriedade intelectual para inibir outros, estamos agindo de forma contrária a esse objetivo. Tesla não iniciará processos de patentes contra qualquer pessoa que, de boa fé, que quiser usar a nossa tecnologia”, afirmou Musk.

Segundo o CEO da empresa, há algum tempo as patentes foram de boa serventia e ele trabalhou duro para obtê-las. “Mas muitas vezes nos dias atuais, elas servem apenas para abafar o progresso, consolidar as posições das corporações gigantes e enriquecer os advogados, em vez de os inventores reais. Quando me dei conta de que obter uma patente, só me dizia que comprara um bilhete de loteria para uma ação judicial, evitei-os sempre que possível”. ressalta em seu texto.

“Na Tesla, no entanto, nos sentimos obrigados a criar patentes com a preocupação de que as grandes empresas de automóveis iriam copiar nossa tecnologia e, em seguida, usar a sua enorme produção, vendas e poder de marketing para nos oprimir. Não poderámos ter sido mais errados. A triste realidade é o oposto: os programas de carros elétricos (ou programas para qualquer veículo que não queima hidrocarbonetos) nos principais fabricantes são pequenos ou inexistentes, constituindo uma média de menos de 1% das suas vendas totais de veículos”, lamentou Musk, explicando que algumas montadoras não produzem nenhum carro com emissão zero de poluentes.

Elon Musk, expõe que “a produção anual de veículos novos está se aproximando de 100 milhões por ano e a frota mundial é de cerca de 2 bilhões de carros, é impossível para Tesla construir carros elétricos rápido o suficiente para lidar com a crise de carbono”. Demonstrando preocupação com meio ambiente e o fim das reservas mundiais de Petróleo que lentamente se aproxima, ele afirma que o mercado é enorme. “Nossa verdadeira concorrência não é o pequeno filão de carros elétricos sendo produzidos por outras empresas, mas sim a enorme enxurrada de carros a gasolina saindo das fábricas de todo o mundo a cada dia”.

Para a Tesla, outras empresas que fazem carros elétricos e o mundo todo se beneficiaria e teria rápida evolução com uma plataforma comum de tecnologia. “A liderança tecnológica não é definida por patentes, e a história tem mostrado repetidamente ser uma pequena proteção de fato contra um concorrente determinado, mas sim pela capacidade de uma empresa para atrair e motivar os engenheiros mais talentosos do mundo. Acreditamos que a aplicação da filosofia open source para nossas patentes vai reforçar em vez de diminuir a posição da Tesla no mercado a este respeito”.

 

Assista o vídeo

Premiere mundial do Modelo X. Foto: Divulgação/Tesla Motors

Premiere mundial do Modelo X. Foto: Divulgação/Tesla Motors

Premiere mundial do Modelo X. Foto: Divulgação/Tesla Motors

Premiere mundial do Modelo X. Foto: Divulgação/Tesla Motors

Elon Musk, apresenta o Modelo X, em fevereiro de 2012, à imprensa mundial. Foto: Divulgação/Tesla Motors

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*