Tratado de Oncologia é contemplado com Prêmio Jabuti


Sexta-feira, 7 de novembro de 2014, às 12h16

Por José Tadeu Arantes
Obra destinada a médicos, estudantes de Medicina e profissionais da saúde reuniu colaborações de 379 especialistas

Obra destinada a médicos, estudantes de Medicina e profissionais da saúde reuniu colaborações de 379 especialistas

Agência FAPESP – Fruto da contribuição de 379 especialistas, o Tratado de Oncologia foi contemplado com o 56º Prêmio Jabuti, na categoria “Ciências da Saúde”. A obra em dois volumes foi publicada pela Editora Atheneu e destina-se a médicos, estudantes de Medicina e outros profissionais da saúde. Aborda tanto a pesquisa científica como a prática assistencial.

O livro levou um ano para ser escrito e outro para ser editado e foi coordenado por Paulo Hoff (Oncologia Geral e Clínica), Artur Katz (Oncologia Clínica), Vicente Odone Filho (Oncologia Pediátrica), Yana Novis (Onco-hematologia) e Roger Chammas (Oncologia Básica). A subdivisão de áreas reflete-se nas sessões do tratado, que enfeixam 180 capítulos.

“O tratado reuniu colaboradores de mais de 20 instituições de norte a sul do país e do exterior, vários deles com pesquisas apoiadas pela FAPESP. A área de Oncologia é nova no Brasil. Para se ter ideia, a primeira cadeira de Oncologia em uma universidade brasileira surgiu apenas em 1981. Foi muito interessante perceber o quanto a área cresceu e amadureceu. Nestes pouco mais de 30 anos, saltamos de praticamente nada em termos de produção científica para milhares de trabalhos de qualidade publicados”, disse Chammas à Agência FAPESP.

“Temos, sim, competência instalada em várias instituições brasileiras. E recebemos contribuições de altíssimo nível de colegas de muitos lugares – pessoas que estão na fronteira do conhecimento científico e do conhecimento médico-assistencial. Foi realmente um privilégio poder estar à frente da organização do livro”, prosseguiu o coordenador.

Professor titular de Oncologia na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Chammas mencionou algumas das instituições envolvidas, além da própria USP: a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), a Universidade Federal do Ceará (UFC); e, dentre os centros de tratamento oncológico, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (associado ao Hospital das Clínicas da FMUSP), o Hospital Sírio-Libanês, o Instituto Nacional do Câncer (do Rio de Janeiro) e o A.C. Camargo Cancer Center, entre outros.

“O ensino da Oncologia é muito fragmentado, pois o câncer não é uma doença só, mas centenas de doenças, que diferem conforme os órgãos afetados. Também não é só uma doença do indivíduo, mas uma doença social. Então, há múltiplos olhares, que dependem da inserção do médico nas diferentes frentes de pesquisa ou atendimento. A organização de um tratado dessa abrangência pode ajudar na percepção da Oncologia como um todo, como uma disciplina, uma especialidade”, disse Chammas.

Outro aspecto a destacar é que o envelhecimento da população fará com que, em uma década, o câncer se torne a principal causa de óbito dos brasileiros, o que transforma a doença em um grave problema de saúde pública.

Como fazer com que o melhor tratamento possível seja disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS)? Como fazer com que novas formas de tratamento, que envolvem conhecimentos em nível molecular e altos custos, possam ser absorvidas pelo sistema?

“Será preciso fazer escolhas, no âmbito de uma legislação de universalização de acesso à saúde”, respondeu Chammas. “A padronização dos protocolos de atendimento é uma de nossas missões. E espero que uma obra como esta seja útil, inclusive, para as pessoas que deverão tomar decisões político-administrativas.”

Tratado de Oncologia
Organizadores: Paulo Marcelo Gehm Hoff e outros
Lançamento: 2013
Preço: R$ 899,00
Páginas: 2.860

Mais informações: Ateneu

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*