TRF4 nega recurso da defesa de Lula e ele depõe amanhã


Terça-feira, 9 de maio de 2017 às 20h33


Sem comparações. Al Capone foi pego pelo fisco americano por sonegação de impostos e não pelos crimes que cometeu. Lula, apesar de negar o que o país inteiro vivencia há anos, terá de encarar o juiz Sérgio Moro, pela acusação de ter recebido propina sob a forma de um apartamento no Guarujá no valor de 3,5 milhões. Uma ninharia diante dos valores relatados pelos delatores da Lava Jato que arrombaram os cofres da Petrobras. O desenrolar da operação o colocam cara a cara com a Justiça.

Gerson Soares

Nesta quarta-feira (10), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá depor no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em Curitiba-PR. Esta será a primeira vez que Lula se encontrará com o juiz federal Sérgio Moro, na condição de réu e será interrogado presencialmente. A ação penal tramita no âmbito da Operação Lava Jato. A denúncia contra ele gira em torno do suposto recebimento de propina da construtora OAS, através de um triplex no Guarujá (SP). O ex-presidente nega as acusações.

 

Juiz Federal Sérgio Moro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Fotos: Filipe Araújo e Rovena Rosa/Agência Brasil

 

Nesta terça-feira (9), o TRF4 manteve a data do depoimento, diante da tentativa protelatória da defesa do ex-presidente, alegando falta de tempo para análise de documentos anexados ao processo pela Petrobras. De acordo com a Agência Brasil a decisão foi tomada pelo juiz federal Nival Brunoni que negou o pedido de habeas corpus impetrado pelos advogados de Lula.

O advogado Cristiano Zanin Martins alegou cerceamento de defesa por “não haver viabilidade material de análise dessa documentação antes do interrogatório”. A argumentação de Martins foi negada por Brunoni, que ressaltou que a juntada de documentos por parte da Petrobras foi requerida pela própria defesa do ex-presidente.

“Foge do razoável a defesa pretender o sobrestamento da ação penal até a aferição da integralidade da documentação por ela própria solicitada, quando a inicial acusatória está suficientemente instruída”, diz o despacho de Brunoni.

PRISÃO

De acordo com especialistas em Direito, a especulação de que Lula poderia ser preso amanhã é infundada. O próprio juiz Sergio Moro, afirmou em vídeo divulgado nas redes sociais que “esta é uma oportunidade para o senhor ex-presidente se defender” e disse que o interrogatório “é um ato normal do processo”.

O jornal O Estado de São Paulo divulgou, há pouco, que foram apreendidos facões, foices e facas em ônibus que levavam manifestantes que irão apoiar Lula. De acordo com a notícia 20 ônibus se dirigiram a Curitiba. A Prefeitura da cidade separou os manifestantes contrários ao ex-presidente e apoiadores da Lava Jato, daqueles que o apoiam. Enquanto os primeiros ficarão no Centro Histórico em área delimitada, os outros poderão se manifestar na Praça Santos Andrade.

Conforme divulgou o Paranáportal, o esquema de segurança para o interrogatório é um dos maiores já vistos na cidade, envolvendo as polícias Civil e Militar, rodoviárias Federal e Estadual, além da própria Polícia Federal. Em seu blog na Gazeta do Povo, Reinaldo Bessa, afirmou agora pouco que a assessoria de Lula teve dificuldade para encontrar um hotel a fim de hospedá-lo. “Todos os estabelecimentos consultados recusaram o hóspede, segundo disse ao blog uma fonte do setor, por temer represálias e manifestações dos apoiadores da Lava Jato”. Por fim, ainda de acordo com Bessa, “os advogados do ex-presidente acabaram convencendo a gerência do Bourbon Curitiba”. O hotel fica no centro e recusou ceder uma sala a eles para a coletiva de imprensa, após a audiência com Moro, afirmou o blog.

Há pouco mais de uma hora, o Veja.com divulgou que o juiz Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, determinou a suspensão das atividades do Instituto Lula, em outra ação penal, em que o ex-presidente é acusado de tentar atrapalhar as investigações da Lava Jato. Conforme divulgado pelo Veja.com, essa medida cautelar foi tomada porque a entidade foi usada para a “perpetração de vários ilícitos criminais”.

O cara a cara está marcado para amanhã às 14 horas, quando Lula – acusado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva pelo Ministério Público Federal –, terá de explicar frente à Justiça sobre a reforma e reserva do triplex, cujo dinheiro teria origem em contratos fraudulentos com a Petrobras.

Abertura do 4º Encontro do Pacto Integrador de Segurança Pública Interstadual e da 64 Reunião do CONSESP. Fotos: Eduardo Ferreira / Governo de Goiás

"Alguma coisa está errada na nossa pátria", diz presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, durante a Abertura do 4º Encontro do Pacto Integrador de Segurança Pública Interestadual e da 64ª Reunião do CONSESP. Fotos: Eduardo Ferreira / Governo de Goiás

Leia mais sobre
JUSTIÇA

 

Gráfico do MPF, mostra Lula no centro do poder criminoso instituído no país. Imagem: reprodução TV

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo
Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo
Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo
Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes
Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo
Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo
Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
  • Programa PIPE para inovação em São Paulo, vídeo

  • Deputados querem votar mudanças no sistema eleitoral e fundo público de campanhas, vídeo

  • Continue acompanhando do espaço os movimentos do furacão Irma, vídeo

  • Liderada pelo deputado André Fufuca, Câmara vota pautas importantes

  • Sessão conjunta do Congresso Nacional, ao vivo

  • Plenário da Câmara dos Deputados, ao vivo

  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*