Turismo em São Paulo / Estrada do Vinho – São Roque

Estrada do Vinho em São Roque

São Paulo permite alguns passeios interessantes, que ficam próximos a capital. Uma boa alternativa aos turistas que chegarão à terra das Bandeiras.

Desbravamentos, índios, mata densa inexplorada pelo homem branco, animais selvagens desconhecidos. Essa era a situação que os bandeirantes encontravam ao se aventurar para o interior, criando caminhos que se tornaram estradas e cidades ao longo dos tempos. Raposo Tavares, Fernão Dias, Anhanguera, como era chamado Bartolomeu Bueno da Silva, são alguns dos nomes dados em homenagem aos corajosos desbravadores.

Até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, rende-lhes a homenagem. A capital paulista está repleta de histórias fascinantes. Dentre elas os próprios nomes de cidades. Os sertanistas, que além do português falavam o tupi, nomearam vários lugares com topônimos, dentre eles Sorocaba, que vem do tupi e significa “lugar da rasgadura”. Tupi era a língua falada pelos índios e nessa região habitavam os tupiniquins.

Uma das cidades que surgiram nessa região, a Oeste da capital, é a Estância Turística de São Roque que fica a 60 km da capital. A cidade foi fundada pelo bandeirante português da região do Algarve, Pedro Vaz de Barros (ficou conhecido como Vaz Guaçu) na segunda metade do século XVII, que formou ali uma enorme fazenda voltada para a vinicultura e plantação de trigo, erigindo uma capela em dedicação a São Roque.

Hoje, existe uma igreja em devoção ao padroeiro da cidade e o local é conhecido como Largo da Matriz. Fernão Paes de Barros, irmão de Vaz Guaçu, também formou uma fazenda nos mesmos moldes e sua fé o levou a levantar uma igreja em devoção a Santo Antonio.

As vinícolas prosperaram a partir do final do século XIX, quando também chegaram os imigrantes italianos e portugueses que nos brindam com seus costumes europeus do vinho produzido em casa e comidas típicas. Hoje esse lugar também mereceu um nome especial que é Estrada do Vinho.

Esse roteiro leva o turista a diversas vinícolas como a Vinhos XV de Novembro (Quinta do Moraes), Vila Don Patto, Vinhos Canguera, Quinta do Olivardo, entre outras tantas tão ou mais famosas no cenário dos vinhos nacionais, como a Caete e Góes. A maioria delas oferece degustação, petiscos, queijos, restaurantes que vão dos simples ao mais sofisticados. O preço da comida é um pouco salgado, porém os bons vinhos artesanais compensam e podem ser encontrados por valores bem acessíveis.

Há opções para todos os paladares. Tintos, secos, suaves, brancos, licorosos, demisecs, espumantes. Peça para experimentar todos e tome cuidado para não aumentar demais os níveis etílicos. Se precisar almoce numa dessas adegas e tire aquela soneca antes de voltar para a cidade. Outra opção é hospedar-se na cidade, que conta com pousadas e hotéis.

No inverno os vinhos e as comidas alternam sabores e aromas que se misturam à leve brisa da manhã, à névoa que cobre os parreirais. A Estrada do Vinho é um passeio gostoso literalmente. Fica próxima à capital (aproximadamente uma hora de automóvel), as estradas são boas e o caminho das vinícolas são especialmente bonitos e tranquilos. Vale a pena conhecer esta São Paulo diferente sem tanta gente, com ar interiorano.

Em São Roque, o turista ainda encontra uma curiosa pista da ski artificial, feita de plástico, situada no Ski Mountain Park, um parque particular.

Como chegar:
Rodovia Raposo Tavares (SP 270)
Rodovia Castelo Branco (SP 280)

Existem outras estradas menores:
Rodovia Quintino de Lima (SP 270/60)
Rodovia Engenheiro Renê Benedito da Silva (SP 274)

Aos turistas estrangeiros, aconselhamos consultar e levar um mapa da região e obter mais informações antes da viagem, para fazer uma viagem tranquila.

Links interessantes:

http://www.roteirodovinho.com.br/
http://www.saoroque.sp.gov.br/informacoes.asp
http://www.guiasaoroque.com.br/turismo/
http://www.skipark.com.br/como-chegar.htm
https://www.google.com/maps/@-23.5517047,-47.1253257,16z?hl=pt-BR

Igreja Matriz. Foto: Divulgação/Prefeitura de São Roque

Igreja Matriz. Foto: Divulgação/Prefeitura de São Roque

Casa grande e capela de Santo Antonio. Foto: Divulgação/Prefeitura de São Roque

Casa grande e capela de Santo Antonio. Foto: Divulgação/Prefeitura de São Roque

Paisagem numa das estradas vicinais que também levam às vinícolas espalhadas pela Estrada do Vinho. Foto: aloimage

Paisagem numa das estradas vicinais que também levam às vinícolas espalhadas pela Estrada do Vinho. Foto: aloimage

Estrada do Vinho, pode ser vista do alto da vinícola Vila Don Patto. Uma das que possui ampla infraestrutura para receber os turistas. Foto: aloimage

Estrada do Vinho, pode ser vista do alto da vinícola Vila Don Patto. Uma das que possui ampla infraestrutura para receber os turistas. Foto: aloimage

Barricas de vinho e antigas prensas na Vinícola XV de Novembro. Foto: aloimage

Barricas de vinho e antigas prensas na Vinícola XV de Novembro. Foto: aloimage

Tonel decorativa à frente da Vinhos Canguera, localizada no bairro de mesmo nome, na Estrada do Vinho. Possui restaurante, playground e adega para degustação. Foto: aloimage

Tonel decorativa à frente da Vinhos Canguera, localizada no bairro de mesmo nome, na Estrada do Vinho. Possui restaurante, playground e adega para degustação. Foto: aloimage

Parreiral na vinícola Quinta do Olivardo. Restaurante e adega lotados o tempo todo. Preço salgado, para a boa comida portuguesa. Foto: aloimage

Parreiral na vinícola Quinta do Olivardo. Restaurante e adega lotados o tempo todo. Preço salgado, para a boa comida portuguesa. Foto: aloimage

Mapa visão geral da Rodovia Raposo Tavares e Estrada do Vinho. Google Maps

Mapa geral entre São Paulo e São Roque. Google Maps

Mapa geral entre São Paulo e São Roque. Google Maps

Todas as vinícolas visitadas oferecem degustação de vinhos com muita cortesia, como na Quinta do Moraes, na Vinícola XV de Novembro. Experimente também uma dose de Bagaceira, incomparável! Foto: Divulgação/Quinta do Moraes

Todas as vinícolas visitadas oferecem degustação de vinhos com muita cortesia, como na Quinta do Moraes, na Vinícola XV de Novembro. Experimente também uma dose de Bagaceira, incomparável! Foto: Divulgação/Quinta do Moraes

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*