Unidade móvel para atender mulheres em situação de violência começa a circular em abril

Ônibus recebido nesta segunda-feira (24) pela Prefeitura de São Paulo faz parte das ações do programa “Mulher, Viver sem Violência”, do Governo Federal, e circulará na primeira quinzena de abril, prioritariamente nos bairros com mais ocorrências de violência, como Parelheiros e Marsilac, no extremo Sul da cidade.

Unidade móvel do programa Mulher, Viver sem Violência. Foto: Fernando Pereira/SECOM

Unidade móvel do programa Mulher, Viver sem Violência. Foto: Fernando Pereira/SECOM

A informação foi dada pela Secretaria Executiva de Comunicação da Prefeitura de São Paulo, que recebeu uma unidade móvel de atendimento às mulheres em situação de violência. O ônibus itinerante foi cedido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM) para a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.

O atendimento na unidade móvel será multidisciplinar e será feito em parceria com as secretarias de Assistência Social, Transportes, Saúde e Segurança Urbana. Durante a solenidade de entrega na sede da Prefeitura, que marcou também o lançamento da nova edição da campanha “Quem ama abraça nas escolas”, o prefeito Fernando Haddad destacou o papel do equipamento na redução da violência contra a mulher e citou uma experiência no Rio Grande do Sul, onde o acompanhamento de lares que tiveram casos de violência reduziu em 80% a reincidência das agressões e ameaças.

“A vantagem de ser uma unidade móvel é que você pode levar as autoridades até onde a violência ocorre. Você não fica, passivamente, em uma delegacia da mulher ou no equipamento público, aguardando que a denúncia chegue. Você vai ao encontro do problema para superá-lo. Você vai onde ele está e coloca as autoridades competentes para resolver aquela situação”, afirmou Haddad.

A ministra Eleonora Menicucci afirmou que a entrega da unidade móvel faz parte de uma política de universalização de serviços e ações contra a violência. De acordo com a ministra, 54 unidades foram entregues em todo o País e outras duas serão entregues ao Governo do Estado para atender o interior e territórios mais afastados. “Quando as mulheres sobem os degraus desses ônibus, sem dúvida elas estão deixando para trás o medo, o pacto do silêncio. Estão rompendo um dos maiores paradigmas e uma das maiores muralhas, que é o medo de denunciar o homem que ela escolheu para viver. Ela se torna um sujeito de direitos”, afirmou a ministra.

“A produção do ônibus é uma iniciativa inédita, que também vai valorizar as trabalhadoras da agricultura urbana e o conjunto de mulheres que residem nas regiões mais distantes do Centro e que têm mais dificuldade de acesso aos serviços disponibilizados a elas”, disse a secretária municipal de Políticas para Mulheres, Denise Motta Dau.

Além de São Paulo, a unidade circulará pelos municípios de Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Jandira, Osasco, Poá, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Taboão da Serra.

Transporte Público
Dentro das ações de enfrentamento à violência contra a mulher, em especial no transporte público, a secretária Denise Motta Dau anunciou duas medidas que estão sendo estudadas pela Prefeitura para evitar assédios, agressões e estupros dentro do sistema de transporte coletivo. Além da negociação para instalação de câmeras internas nos veículos, funcionários da Secretaria Municipal de Transportes (SMT) receberão treinamento para registrar ocorrências em linhas municipais.

Apesar de não ser autoridade policial, os agentes, munidos das denúncias, poderão ajudar a polícia com informações de horários, itinerários e características dos suspeitos de violência, que se somariam às câmeras, já em fase de testes em alguns veículos. Uma campanha já foi lançada em março do ano passado sobre o tema.

“Nossa ideia no próximo período, além de ter uma atuação mais forte com a GCM ajudando na orientação da Lei Maria da Penha, também enfrentar de forma mais forte essa questão dos transportes. A gente tem agido na prevenção e orientação, mas é preciso coibir e reprimir essa prática, porque os episódios, ao invés de melhorar, estão mais violentos”, afirmou a secretária.

Campanha “Quem Ama Abraça nas escolas”

Lançamento da campanha "Quem ama abraça". Foto: Cesar Ogata/SECOM

Lançamento da campanha “Quem ama abraça”. Foto: Cesar Ogata/SECOM

Na segunda-feira (14) também aconteceu o lançamento da campanha “Quem ama abraça, fazendo escola”, que foi criada e realizada pela Rede de Desenvolvimento Humano (REDEH) e o Instituto Magna Mater , com apoio da SPM. O objetivo é levar às escolas públicas mensagens sobre a prática e atitudes em favor da Lei Maria da Penha e de apoio às mulheres em situação de violência. “Fazendo Escola” é a segunda fase da campanha nacional “Quem Ama Abraça”. Gestores da Secretaria Municipal da Educação receberam materiais de apoio e ações serão realizadas em toda a Rede Municipal, incluindo os Centros Educacionais Unificados (CEU).

“A criança que vê o pai batendo na mãe dentro de casa vai achar tão normal aquilo que pode reproduzir. Por isso, ninguém se arrependerá de colocar essas campanha no âmbito das escolas, porque tenho certeza que nós estaremos mudando a cultura do machismo e da violência em nosso País”, afirmou a ministra Eleonora.

Programa “Mulher, viver sem violência”
O programa “Mulher, viver sem violência”, do Governo Federal, tem por objetivo proporcionar atendimento integral às vítimas de violência, por meio da oferta de serviços públicos de segurança, justiça, saúde, assistência social, acolhimento, abrigamento e orientação para trabalho, emprego e renda. Os veículos estão equipados com duas salas de atendimento, netbooks com roteador e pontos de internet, impressoras multifuncionais (digitalização de documentos e fotocópias), geradores de energia, ar condicionado, projetor externo para telão, toldo, 50 cadeiras, copa e banheiro adaptados para a acessibilidade de pessoas com deficiência.

Prefeito Fernando Haddad, fazendo o lançamento da campanha "Quem ama abraça". Foto: Fernando Pereira/SECOM

Prefeito Fernando Haddad, fazendo o lançamento da campanha “Quem ama abraça”. Foto: Fernando Pereira/SECOM

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*