Verticalização acelerada do Tatuapé compromete qualidade de vida dos moradores


Sexta-feira, 28 de agosto de 2015, às 02h25


É o que indica um estudo feito pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Os cientistas adotaram o bairro como exemplo devido à acelerada verticalização que pode comprometer a qualidade de vida dos próprios moradores.

Tatuapé – O bairro já foi taxado como o mais poluído de São Paulo e por aqui nem existiam tantos prédios havia. As medições da Cetesb eram feitas na Avenida Celso Garcia, por onde passavam centenas de ônibus diariamente e ainda algumas fábricas resistiam às investidas financeiras do poderio imobiliário.

Em entrevista ao Alô Tatuapé, no final dos anos 1990, o empresário do setor imobiliário Manoel Gonçalves, explicou que esses dados precisavam ser colhidos em outros pontos do bairro para mais exatidão, que não era justo taxar o Tatuapé como o mais poluído de São Paulo fazendo as medições exclusivamente naquela avenida. Afinal, em pleno crescimento, essa fama não era boa para os negócios. Outros líderes comunitários pressionaram na mesma linha de pensamento, até que a Cetesb passou a fazer as medições em outros pontos, melhorando a classificação do bairro.

 

Segundo o IPT, esse estudo deve continuar ao longo de 2015. Foto: IPT / Divulgação

Segundo o IPT, esse estudo deve continuar ao longo de 2015. Foto: IPT / Divulgação

 

Atualmente, 20 anos depois, os problemas são diferentes e às poucas empresas que atuavam no Tatuapé se juntaram gigantes do ramo imobiliário para explorar a região, com isso o bairro cresce vertiginosamente, trazendo como consequências o trânsito cada vez mais caótico ou a constante agressão ao lençol freático devido ao número excessivo de construções. O Plano Diretor aprovado em 2002 permitiu a essas empresas construírem muitos edifícios de acordo com a oferta de terrenos, onde era possível erguer condomínios com quatro vezes a metragem da área. O novo plano aprovado em 2014, sob pressão de ambientalistas, visando outras prioridades – como construções próximas de acessos aos transportes públicos - reduziu esse coeficiente pela metade.

“Em um terreno de cinco mil metros quadrados de área, por exemplo, a área construída será no máximo de 10 mil metros quadrados”, expõe um estudo, feito num raio de 250 metros próximo à Fatec Tatuapé Victor Civita que fica na esquina da Rua Antonio de Barros com a Radial Leste, como trabalho de graduação pelas estudantes Paula Bregiatto de Oliveira, estagiária do Laboratório de Vazão do IPT, e Roberta dos Santos Astigarraga para conclusão do curso Tecnologia em Construção de Edifícios da Fatec, que teve a orientação de um pesquisador do Instituto, o físico Gilder Nader..


Leia a matéria completa
Mais edifícios, menos ventilação


Mesmo diante dessa redução, o trabalho concluiu que “a verticalização pode ser considerada como uma barreira para o escoamento natural do vento, impedindo a circulação adequada do ar e gerando ilhas de calor e concentração de contaminantes”, explica Paula.

As tecnólogas aplicaram metodologia avançada simulando as situações encontradas atualmente e há 12 anos, utilizando tunel de vento, com prédios variando entre 40 e 25 metros de altura, de acordo com os planos diretores de 2002 e 2014. O resultado final dessa experiência é que ao se permitir a construção de prédios no limite máximo, ocorreu o que chamaram de má ventilação urbana em vários pontos, principalmente na parte Sudoeste das maquetes desenvolvidas para testes. “Esses pontos com má ventilação indicam locais que poderão ter acúmulo de contaminantes e trazer desconforto aos pedestres e moradores dos edifícios, piorando o conforto ambiental do bairro”, concluiu o trabalho.

DSC_0352

Pichação no Largo Nossa Senhora do Bom Parto. Foto: aloimage

Leia mais sobre
BAIRRO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*