Vídeo mostra a principal obra da Sabesp em 2015 para abastecer a Grande SP


Sexta-feira, 24 de abril de 2015, às 13h10


Imagens explicam como será a interligação entre os sistemas Rio Grande e Alto Tietê, que vai diminuir o uso do Cantareira.

Sabesp – Um vídeo produzido pela empresa mostra como será feita a principal obra para garantir o abastecimento da Grande São Paulo neste ano. A interligação entre os sistemas Rio Grande e Alto Tietê vai transferir 4.000 litros de água por segundo ao longo de 11 km de tubulações e de um córrego no leste da Região Metropolitana. Esse bombeamento fará com que regiões que hoje recebem água do Sistema Cantareira possam ser atendidas pelo Alto Tietê, ajudando a aliviar o manancial em crise.

 

Fotoframe do vídeo produzido pela Sabesp, sobre sua principal obra em 2015. Assista mais abaixo.

Fotoframe do vídeo produzido pela Sabesp, sobre sua principal obra em 2015. Assista mais abaixo.

 

A obra começa nos próximos dias e deve estar concluída em agosto. O investimento de cerca de R$ 130 milhões inclui a instalação de quatro bombas para empurrar a água 80 metros acima, superando o morro que divide a região do ABC (onde fica o Sistema Rio Grande) de Suzano (no Alto Tietê). Conta também com as adutoras que vão transportar a água até o córrego Taiaçupeba-Mirim. Por esse curso d’água o volume chegará até a represa Taiaçupeba. É lá que fica a estação de tratamento de água do Sistema Alto Tietê.

Nas imagens, aparecem a estação elevatória, que bombeará a água; a faixa onde será instalada a tubulação tanto no leito do rio Grande quanto em solo (desenhada em azul no vídeo); e a faixa de servidão que hoje já é ocupada por um gasoduto da Transpetro e que será aproveitada pela Sabesp para instalar as adutoras (ilustrada em amarelo).

A apresentação mostra também as duas linhas férreas pelas quais a tubulação passará: a linha 10-Turquesa da CPTM, perto da estação Rio Grande da Serra, e os trilhos de transporte de carga, perto de Ribeirão Pires e Suzano.

A interligação é a mais importante das obras que a Sabesp está executando em 2015. O Sistema Rio Grande chegou a mais de 97% de armazenamento de água no final de março. Para aproveitar esse estoque de água, a Sabesp vai bombear 4.000 litros por segundo para o Sistema Alto Tietê. Essa medida é essencial para garantir o abastecimento da população no período de estiagem, que vai até o fim de setembro. O Alto Tietê tem grande capacidade de tratamento de 15 mil litros por segundo, mas suas represas estão com nível mais baixo. Com o bombeamento, a Sabesp levará a matéria-prima (água disponível na represa Rio Grande) até o local onde existe maquinário para fazer o tratamento (Sistema Alto Tietê).

A importância do Sistema Rio Grande

A importância do Sistema Rio Grande

O Sistema Rio Grande ganhou importância ao longo de 2014 diante da crise hídrica. Mesmo com a seca, esse reservatório registrou boa quantidade de chuva. A adoção do bônus na conta também fez com que o fornecimento para o ABC diminuísse, já que o consumo caiu. Com a água excedente, a Sabesp executou ainda em 2014 obras para que o sistema passasse a chegar até Santo André.

Associado a isso, a companhia aumentou a produção de água potável no Rio Grande. No final do ano passado, a capacidade subiu de 5.000 para 5.500 litros de água potável por segundo. A Sabesp instalou na respectiva estação de tratamento equipamentos de ponta, chamados de membranas ultrafiltrantes. Essa combinação de fatores permitiu que, neste ano, o Sistema Rio Grande passasse a abastecer a capital pela primeira vez desde que foi criado, em 1958.

Drone sobrevoa área onde serão construídas interligações até a represa de Taiaçupeba

Saiba mais: Outras obras

Saiba mais: Outras obras

Além dessa obra, outras duas são essenciais para levar mais água para o Alto Tietê. Uma delas já foi entregue e está em operação desde 27 de janeiro: é a ampliação da transferência de água do córrego Guaratuba para a represa Ponte Nova, que compõe o Sistema Alto Tietê. O investimento, feito em pouco mais de dois meses pela Sabesp, fez com que o volume transferido subisse de 500 litros por segundo para 1.000 l/s. O Guaratuba nasce na serra do Mar e deságua em Bertioga, no litoral. Parte de sua vazão é bombeada em direção ao Alto Tietê.

A importância dessa obra é aumentar a quantidade de água que entra no Sistema Alto Tietê neste período de poucas chuvas. O sistema é composto por cinco represas (Ponte Nova, Paraitinga, Biritiba-Mirim, Jundiaí e Taiaçupeba). Elas são alimentadas pela chuva direta sobre elas e pelos rios que as abastecem. Portanto, a entrada de mais água do Guaratuba amplia o nível de todo o sistema.

Outra intervenção com o mesmo objetivo é a nova captação do rio Guaió. A Sabesp está construindo 9 km de adutoras para ligar o Guaió à represa Taiaçupeba. Orçada em R$ 28,9 milhões, a obra começou em fevereiro e irá até maio. A tubulação levará 1.000 litros de água por segundo para o ribeirão dos Moraes, afluente do rio Taiaçupeba-Mirim que, por sua vez, deságua na represa Taiaçupeba. A obra está sendo implantada no município de Suzano, na divisa com Ferraz de Vasconcelos, com mão-de-obra própria da Sabesp. O Guaió nasce na cidade de Mauá, no ABC, e passa por Ribeirão Pires, Suzano, Ferraz de Vasconcelos e Poá.

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*