Você sabe o que fazer para ajudar quando encontrar uma pessoa cega?


Sábado, 27 de junho de 2015, às 15h20


Fundação Norina Nowill

No Brasil, segundo o IBGE, há mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual – cegas ou com visão abaixo de 20% (baixa visão). Há também milhões de brasileiros solidários e que querem ajudar quando encontra uma dessas pessoas na rua, mas muitas vezes não sabem como fazer.

 

Fundação Norina Nowill, que vai completar 70 anos. Foto: Divulgação

Fundação Norina Nowill, que vai completar 70 anos. Foto: Divulgação

 

Com base no relato de pessoas que frequentam a instituição, a Fundação Dorina listou algumas dicas que abordam de que maneira deve-se abordar e auxiliar uma pessoa com deficiência visual. A primeira delas é: pergunte se ela precisa de ajuda, mas há algumas outras listadas abaixo.

Ainda existem muitos mitos quanto à convivência e ajuda à pessoa com deficiência visual. Em um país em que 6,5 milhões de pessoas são cegas ou têm baixa visão, o convívio deve ser natural, pois estas pessoas estudam, trabalham e podem ser autossuficientes, independentes e profissionais competentes em diversas áreas.

A Fundação Dorina Nowill para Cegos segue rumo aos 70 anos de trabalho para a inclusão de cegos ou pessoas com baixa visão no Brasil e dá algumas dicas de abordagem para quem enxerga lidar quando encontrar uma pessoa cega e que apresenta as mesmas características de qualquer ser humano, ou seja, pode conviver socialmente. As informações foram retiradas de relatos das pessoas com deficiência visual que frequentam a instituição junto a profissionais da área.


Ao auxiliar a pessoa cega a atravessar a rua, antes lhe pergunte se ela necessita de ajuda. Em alguns casos, ela pode estar esperando por alguém ou decidindo o que fazer.

Deficiente Visual, utizando uma bengala, caminha frente a fachada da sede da Fundação Dorina. Foto: Divulgação

Deficiente Visual, utizando uma bengala, caminha frente a fachada da sede da Fundação Dorina. Foto: Divulgação

Caso ela aceite o auxílio na travessia de rua, atravesse-a em LINHA RETA, senão ela poderá perder a orientação e a leve para a direção que ela indicar;

Ao andar com uma pessoa cega deixe que ela segure em seu braço ou em seu ombro. Não a empurre: pelo movimento de seu corpo, ela saberá o que fazer;

Ao estar com ela durante a refeição, explique-lhe a posição dos alimentos no prato e pergunte se ela quer auxílio para cortar a carne, o frango, para temperar os alimentos ou adoçar o café;

Se ela estiver sozinha IDENTIFIQUE-SE SEMPRE ao aproximar-se dela. Nunca empregue brincadeiras como: “adivinha quem é?”;

Ao orientá-la a sentar-se coloque a mão da pessoa cega sobre o braço ou encosto da cadeira e ela será capaz de sentar-se facilmente;

Ao observar aspectos inadequados quanto à sua aparência não tenha receio em avisá-la discretamente a respeito de sua roupa (meias trocadas, roupas pelo avesso, zíper aberto, etc.);

Estúdio de gravação dos livros falados - Fundação Dorina Nowill para Cegos. Foto: Divulgação

Estúdio de gravação dos livros falados - Fundação Dorina Nowill para Cegos. Foto: Divulgação

Ao orientá-la, dê direções de modo mais claro possível. Diga DIREITA ou ESQUERDA, de acordo com o caminho que ela necessite. NUNCA use termos como “ali”, “lá”;

Se conviver com uma pessoa cega, NUNCA deixe uma porta entreaberta. As portas devem estar totalmente abertas ou completamente fechadas. Conserve os corredores livres de obstáculos e sempre avise quando a mobília for mudada de lugar;

Se você for a um lugar desconhecido com a pessoa cega, diga-lhe, muito discretamente, onde as coisas estão distribuídas no ambiente e quais são as pessoas presentes. Se estiver uma festa, veja se ela encontra pessoas para conversar de modo que se divirta tanto quanto você;

Ao apresentá-la a alguém faça com que ela fique de frente para a pessoa apresentada impedindo, por exemplo, que a pessoa cega estenda a mão para o lado contrário em que se encontra essa pessoa;

Fachada da Fundação Norina Nowill, mais recente. Foto: Divulgação

Fachada da Fundação Norina Nowill, mais recente. Foto: Divulgação

Ao conversar com uma pessoa cega fale sempre diretamente com ela e NUNCA com o seu companheiro. A pessoa cega pode ouvir tão bem, ou melhor que você, então não há a necessidade de falar mais alto ou gritar. Além disso, ela pode responder às perguntas e participar de um diálogo;

NÃO EVITE as palavras “ver” e “cego”: use-as sem receio;

Ao afastar-se da pessoa cega, AVISE-A PARA QUE ELA NÃO FIQUE FALANDO SOZINHA.


Sobre a Fundação Dorina Nowill para Cegos

A Fundação Dorina Nowill para Cegos há 69 anos facilita a inclusão de crianças, jovens e adultos cegos e com baixa visão, por meio de serviços gratuitos e especializados de reabilitação, educação especial, clínica de visão subnormal e programas de empregabilidade. Por ano, mais de 1100 pessoas cegas ou com baixa visão passam pelos Serviços de Apoio à Inclusão. A instituição é referência na produção de livros e revistas acessíveis nos formatos Braille, falado e Daisy que são distribuídos gratuitamente para pessoas com deficiência visual e para mais de 2500 mil escolas, bibliotecas e organizações em todo o Brasil. Acesse: www.fundacaodorina.org.br

Prancha do Método de Rorschach. Imagem: O Método de Rorschach em Adolescentes Brasileiros: Atlas e Dicionário

Prancha do Método de Rorschach. Imagem: O Método de Rorschach em Adolescentes Brasileiros: Atlas e Dicionário

Leia mais sobre
COMPORTAMENTO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo
Telescópio Gigante Magalhães, vídeo
Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce
Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d
Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia
Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo
Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar
Animação sobre a prevenção do câncer de mama
  • Acompanhe a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, ao vivo

  • Telescópio Gigante Magalhães, vídeo

  • Catálogo on-line reunirá informações de 2,3 mil espécies de peixes de água doce

  • Faça um passeio pelo “solo alienígena” do exoplaneta TRAPPIST-1d

  • Video: Venha com a gente para as profundezas dos Corais da Amazônia

  • Desmatamento dispara na Amazônia, vídeo

  • Benefícios da caminhada e da bicicleta superam malefícios da poluição do ar

  • Animação sobre a prevenção do câncer de mama

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*