ETIs oferecem oito horas de estudos
fev26

ETIs oferecem oito horas de estudos

Escolas de Tempo Integral (ETIs) têm mais de 200 mil alunos da rede pública. Estudantes passam oito horas por dia na escola e recebem três refeições. Mais de 200 mil jovens recebem educação em tempo integral no Estado de São Paulo. Estes alunos da rede pública de ensino passam oito horas por dia na escola e recebem três refeições, preparadas por nutricionistas. O Governo do Estado também inova criando o Vence, programa que permite ao aluno conciliar o Ensino Médio no período matutino e Ensino Técnico à tarde. Ao todo, 64 mil alunos já receberam certificado técnico, garantindo qualificação para o mercado de trabalho. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Copa SP 14 incentiva prática esportiva
fev26

Copa SP 14 incentiva prática esportiva

A posição da revista e do site Alô Tatuapé não mudou quanto à realização da Copa Mundial de Futebol no Brasil, somos contra até que diversas questões ligadas à qualidade de vida dos brasileiros sejam resolvidas e os gastos com o evento tivessem sido organizadamente distribuídos para tanto. Mas uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo ligada a Copa 2014, mostra o quanto é possível fazer com tão pouco, usando apenas o que há disponível no aparato esportivo público. Acompanhe a notícia. Copa do Mundo: 572 garotos já estão em campo Cada subprefeitura montou uma seleção para disputar o campeonato que fará homenagem aos países que estarão na Copa do Mundo A partir desta semana, 572 garotos de 13 e 14 anos estarão no clima da Copa do Mundo. Organizada pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, a copa de futebol entre subprefeituras receberá até sexta-feira (28) as inscrições dos atletas, selecionados desde o início de janeiro em peneiras e jogos preparatórios nos campos de várzea cidade. Projeto inscrito no comitê oficial da cidade para a Copa do Mundo (SPCopa), o campeonato será disputado entre 15 de março e 3 de maio. Cada uma das 32 subprefeituras representará um dos 32 países que disputarão o mundial de futebol a partir de 12 de junho. O campeonato, apelidado como Copa SP14, tem por objetivo unir a prática esportiva, o bom desempenho escolar — todos os jogadores devem estar regularmente matriculados e terem frequência comprovada em alguma instituição de ensino — e o aspecto cultural, já que cada subprefeitura terá o envolvimento com uma nação. Dois critérios foram utilizados para definir qual subprefeitura iria representar cada país: afinidade com a colônia e sorteio. A Mooca, tradicional bairro italiano, por exemplo, vai jogar com a camisa da Squadra Azzurra. A Sub Santo Amaro, que vai defender as cores da camisa alemã, também tem relações históricas com imigrantes alemães. No final do século 19, germânicos e escandinavos se instalaram no Alto da Boa Vista, bairro de Santo Amaro. Nas demais situações, os atletas e a população local terão a oportunidade de conhecer mais sobre a cultura de outros países. Os jovens de São Miguel Paulista, por exemplo, serão informados sobre as peculiaridades do Uruguai, campeão mundial que já mandou uma série de materiais informativos sobre o turismo e a cultura locais. Já os meninos de Santana/Tucuruvi vão receber os folhetos enviados pelo Consulado da Bélgica. Locais dos Jogos — Cada subprefeitura utilizou uma forma diferente para montar sua seleção. Em Ermelino Matarazzo, zona leste, os garotos interessados em defender a Holanda participaram de peneiras. No Campo Limpo foram promovidas eliminatórias entre as equipes...

Leia mais
Inclusão para dependentes químicos
fev26

Inclusão para dependentes químicos

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 25, a inclusão de dependentes químicos, em tratamento, no Programa Emergencial de Auxílio Desemprego (Frente de Trabalho). Em parceria com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania irá oferecer reinserção social aos interessados, com tratamento, trabalho e capacitação profissional, dando ao participante a oportunidade de uma nova vida. “O tratamento do dependente é essencial e precisa de acompanhamento”, ressaltou Alckmin. O programa disponibilizará, inicialmente, 40 vagas da Frente de Trabalho para a contratação de interessados que aderiram ao Programa Recomeço. As primeiras 13 pessoas que já se inscreveram no projeto estão em tratamento no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas (Cratod). Os participantes irão trabalhar nos prédios da Secretaria da Justiça, como auxiliares de serviços gerais e administrativos, ou no Cratod, oferecendo apoio a novos usuários em busca de tratamento/ajuda. Desde a criação do Programa Frente de Trabalho, é a primeira vez que as vagas são disponibilizadas a dependentes químicos em tratamento. O contrato da Frente de Trabalho terá duração de nove meses e prevê uma ajuda de custo mensal de R$ 395 (vale transporte e vale refeição). Os dependentes irão trabalhar de segunda a quinta-feira, seis horas por dia, devendo manter-se em tratamento no Cratod. Na sexta-feira, deverão participar de curso de capacitação profissional. Balanço O Programa Recomeço foi criado pelo Governo do Estado de São Paulo, no ano passado, para tratar dependentes químicos e familiares. Ações integradas entre as secretarias da Justiça e da Defesa da Cidadania, Saúde, Assistência Social e Emprego e Relações do Trabalho são oferecidas para tratamento de saúde, reinserção social, apoio familiar e frente de trabalho. De acordo com o grupo gestor do Programa Recomeço, atualmente existem 2.359 vagas de acolhimento social e saúde, com previsão de abertura de mais 848 vagas nos próximos meses. Após a implantação do Plantão Judiciário no Cratod, em 21 de janeiro do ano passado, 3.230 dependentes químicos foram internados até 21 de janeiro de 2014. Dessas internações, a maioria ocorreu de forma voluntária, totalizando 2.873 casos. As involuntárias, que ocorrem a pedido de parentes ou terceiros, somam 353 casos e as compulsórias, que são por decisão judicial, totalizaram...

Leia mais