Wi-Fi grátis chega ao Mercadão
mar10

Wi-Fi grátis chega ao Mercadão

No total, 120 praças e parques ganharão pontos de internet sem fio gratuitos e de qualidade. A Prefeitura apresentou na quinta-feira (6) o plano Wi-Fi livre no Mercado Municipal, no Centro. Em testes desde o fim de janeiro, a conexão gratuita no Mercadão foi lançada pelo prefeito Fernando Haddad. A ação faz parte do projeto Praças Digitais, que levará internet de qualidade, gratuita e sem fio para 120 locais da cidade até o fim do semestre. O ponto turístico é o terceiro espaço de São Paulo contemplado com o serviço – o Pateo do Collegio e a praça Dilva Gomes Martins, em Arthur Alvim, já oferecem o wi-fi gratuito à população. Às 18h30, o prefeito visitará a praça na Zona Leste. Inaugurado em 25 de janeiro de 1933, o Mercadão recebe até 50 mil pessoas por dia e é um dos pontos turísticos mais importantes da cidade. “A ideia do Wi-Fi Livre é trazer um público novo para ocupar os espaços públicos da cidade e, por meio da diversificação, mudar a cara de São Paulo. Isso deve alterar a maneira como o paulistano usa as praças”, afirmou o prefeito Fernando Haddad, durante a inauguração do Wi-Fi livre no Pateo do Collegio. A praça Dilva Gomes Martins fica dentro da Cohab de Arthur Alvim, onde residem mais de 46 mil pessoas. A instalação deste ponto na Zona Leste reafirma o princípio de universalidade e descentralização que norteia o projeto desde a sua concepção. “O objetivo não é somente oferecer um sinal de Internet gratuito e de qualidade, mas incentivar o cidadão a ocupar, de forma acolhedora, o espaço público, para que ele, além de navegar em seus sites preferidos, possa contribuir para a criação de uma sociedade mais justa, por meio de debates”, afirmou o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro. Novos pontos Após as implantações de Wi-Fi Livre no Pátio do Colégio, Mercadão e praça Dilva Gomes Martins, os próximos locais a receberem o projeto Praças Digitais são o vão livre do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp), as praças Benedito Calixto, em Pinheiros, e Fortunato da Silveira, em São Miguel Paulista (Zona Leste). No total, serão implantados 120 pontos de internet Wi-Fi livre, sendo 36 na Zona Leste, 28 na Zona Sul, 23 no Centro, 18 na Zona Norte e 15 na Zona Oeste. Entre os pontos mais conhecidos que receberão o serviço estão o Parque Dom Pedro II, a Praça da Sé, o Parque da Independência (Ipiranga) e a praça Silvio Romero, no Tatuapé. [nggallery...

Leia mais
Prevenção é o presente mais precioso para a mulher.
mar10

Prevenção é o presente mais precioso para a mulher.

Levantamento feito pelo Delas no portal Datasus – banco de dados eletrônico abastecido por todos os hospitais do País (públicos e privados) – mostra que nos últimos dois anos 3.712 mulheres com menos de 50 anos foram vítimas de AVC (popularmente chamado de derrame). Entre um ano e outro, o aumento de casos foi de 5,6% (de 1.802 para 1.910). Adriana Fóz, aos 32 anos, foi vítima de AVC hemorrágico e hoje aos 46 comemora sua reabilitação e superação. E mais, divide sua experiência no livro de sua autoria “A Cura do Cérebro”, com o intuito de sensibilizar, informar e compartilhar seus aprendizados, tão preciosos para a prevenção da doença, quanto para sua superação. “Hoje a mulher que é cada vez mais exigida e exigente, sobrecarregada de tarefas e estresse deve ficar atenta a sua qualidade de vida”, conclui a especialista. Trecho de “A Cura do Cérebro: “Foi marcante e doloroso aquele dia em que eu retornei para casa depois de quase um mês de hospital, entre UTI, semi-UTI e quarto. Quase um mês desde o momento em que minha médica me deu a notícia na sala de ressonância: – Seu cérebro está sangrando… Você está tendo um derrame”. Como alguém de apenas 32 anos conceberia a ideia de ter um derrame cerebral? O derrame havia afetado algumas áreas do meu cérebro, como a região hipocampal, os núcleos da base e a região do tálamo. Fazendo uma analogia com o computador, meu processador central e meu HD haviam sofrido uma pane. Conhecimentos, palavras, lembranças e tudo o mais que estava armazenado na memória continuava ali; entretanto, o meu cérebro não fazia as conexões necessárias para recuperar e dar sentido às informações. Iniciava-se uma fase de muito sofrimento e, por outro lado, de surpresas e aprendizado. Hoje estou recuperada, com sequelas mínimas. Minha reabilitação surpreende a maioria das pessoas, já que é usual que as vítimas de derrames fiquem com sequelas para o resto da vida. Mas, longe de ser um milagre, em meu caso a recuperação foi possível graças a uma capacidade natural do cérebro: a “plasticidade cerebral”. O que faz essa tal plasticidade? A plasticidade neural refere-se à capacidade do Sistema Nervoso Central (S.N.C.) de alterar algumas de suas propriedades morfológicas e funcionais em resposta às alterações do ambiente (Oliveira e cols, 2000). No caso de uma lesão cerebral, em que um grupo de neurônios é danificado e a pessoa perde a capacidade de realizar certas funções, o sistema plástico do cérebro as transfere para um grupo saudável de neurônios, permitindo novamente sua execução. Se essa incrível capacidade de recuperação do cérebro fosse apenas uma esperança para quem...

Leia mais
Pesquisadora do IEA Samira Aoun é premiada
mar10

Pesquisadora do IEA Samira Aoun é premiada

O prêmio foi entregue pelo melhor trabalho em curso da Escola Superior de Agricultura Luis de Queiroz (ESALQ). Samira Aoun, pesquisadora científica do Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) recebeu o prêmio de melhor monografia do período 2011/2013 do curso de MBA (Master in Business Administration) em Agronegócio ministrado pela Esalq (Escola Superior de Agricultura Luis de Queiroz), com o trabalho: “Efeito da subvenção ao prêmio de opção de venda sobre a receita dos produtores do milho no Estado de São Paulo”. O curso é fruto de uma parceria entre a Esalq e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), que cedeu o espaço. “Depois de 25 anos de cursos presenciais no campus da Esalq, em Piracicaba, notamos que estava cada vez mais difícil ao profissional se deslocar até a cidade para acompanhar as aulas. Decidimos então levar os programas de MBA para todo o país com as ferramentas de ensino a distância”, informou Pedro Marques, coordenador do Pecege, núcleo da Esalq que gerencia os MBAs. Marques afirma que existem polos de ensino a distancia espalhados em todas as regiões do Brasil, tendo formado centenas de alunos. Em 2013, 57 alunos concluíram o curso na turma ED11-1. “O critério de avaliação dos trabalhos foi comparativo. A monografia da Samira Aoun destacou-se pelo conteúdo, tema abordado e estrutura textual”, afirmou o coordenador do Pecege. Financiamento do custeio agropecuário atrelado a contrato de opção é tema de pesquisa de Samira Aoun. Seu artigo, Projeto Paulista Financiamento do Custeio Agropecuário Atrelado a Contrato de Opção, está disponível no site do IEA (http://www.iea.sp.gov.br/out/verTexto.php?codTexto=12657). Em breve, o artigo com os resultados do trabalho apresentado a Esalq será...

Leia mais