Corredor Norte-Sul e Radial Leste têm iluminação revitalizada
mar28

Corredor Norte-Sul e Radial Leste têm iluminação revitalizada

Além de tornar a cidade mais bela, nova iluminação quer garantir mais qualidade de vida ao cidadão paulistano. Principal ligação viária entre as regiões Norte e Sul da cidade, o trecho compreendido entre a Praça Campo de Bagatelle e o Aeroporto de Congonhas, que engloba vias como Avenidas Santos Dumont, Tiradentes, 23 de maio e Washington Luiz, além do Vale do Anhangabaú, terá a iluminação pública remodelada até 15 de maio. Dividida em duas partes, a obra, que está sendo coordenada pelo Departamento de Iluminação Pública (Ilume), faz parte das metas do Programa de Iluminação traçado para 2014, que tem como objetivo aumentar os níveis de iluminação da cidade. No primeiro trecho, de 17 quilômetros, que vai do Aeroporto ao Vale do Anhangabaú, serão substituídos 453 postes, que receberão 688 luminárias com tecnologia LED 280 Watts no lugar das atuais lâmpadas de vapor de sódio de 400 Watts. No segundo, os 3,5 quilômetros que fazem a ligação do Vale do Anhangabaú à Praça Campo de Bagatelle, 500 lâmpadas de vapor de sódio 400 Watts serão substituídas por de vapor metálico (luz branca) de igual potência. Outro importante corredor que está sendo revitalizado é a Radial Leste, que cruza todo o eixo leste da cidade até o centro (Parque Dom Pedro II). Em uma extensão de 24 quilômetros, que compreende trecho da Avenida Alcântara Machado, Rua Melo Freire e as Avenidas Conde de Frontin, Antônio Estevão de Carvalho, Luís Ayres e José Pinheiro Borges, 1.289 lâmpadas de vapor de sódio serão trocadas por de vapor metálico.Além disso, a via será contemplada com a instalação de outros 24 pontos de iluminação, que abrigarão 35 luminárias com lâmpadas de vapor metálico. “A iluminação dos principais corredores faz parte do compromisso de tornar a nossa cidade mais iluminada e, por conseguinte, mais bela, contribuindo, dessa maneira, para a ampliação da qualidade de vida de seus habitantes”, afirma Simão Pedro, secretário de...

Leia mais
São Paulo na TV – Ciclovidas
mar28

São Paulo na TV – Ciclovidas

Assista o vídeo postado pela Prefeitura de São Paulo no Youtube. Você também pode enviar a sua história.

Leia mais
Sistema Cantareira chega a 13,8%, o mais baixo desde que foi criado
mar28

Sistema Cantareira chega a 13,8%, o mais baixo desde que foi criado

O volume de água armazenado no Sistema Cantareira alcançou hoje (28) mais um recorde negativo, ficando, pela primeira vez, abaixo dos 14%. O nível da água do reservatório caiu, de ontem para hoje, mais 0,2 ponto percentual e chegou a 13,8%. Esse é o nível mais crítico desde que o sistema foi criado, na década de 1970. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de chuva, em São Paulo, até a próxima terça-feira (1º), mas o volume não será suficiente para melhorar a situação do Cantareira. “Essa chuva ajuda a diminuição a evaporação, mas não deve resolver o problema”, avaliou Helena Balbino, meteorologista do Inmet. Ela explicou que a precipitação ocorrerá com a chegada de uma frente fria vinda do Uruguai em direção ao Oceano Atlântico. Ao encontrar um canal de umidade proveniente da Amazônia, ocorrem as chuvas. Helena esclarece que o outono, que começou na quinta-feira (20), e o inverno são estações tradicionalmente mais secas. O diretor presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo, avaliou, em audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo, na última terça-feira (25), que 2014 será um ano “bastante difícil” para a população paulista. “Essa crise deve continuar durante todo o ano”, ressaltou ele, que ainda defendeu a utilização do volume morto do Cantareira como medida de curto prazo para ajudar na solução da crise de desabastecimento. Ele defendeu mudanças nas regras de renovação da outorga do Sistema Cantareira, maior complexo de abastecimento de água de São Paulo. A outorga deve ocorrer em agosto deste ano. “A nova outorga precisará ter regras. E aí, não importa de que partido é o governo. Aconteceu tal coisa, a população deve saber, porque existe um cuidado das empresas de saneamento de não passar risco ou intranquilidade [para a população]”, declarou. Fonte: Agência Brasil por Camila Maciel: Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos...

Leia mais
Pesquisa indica que 69% dos pais conversam com os filhos sobre dinheiro
mar28

Pesquisa indica que 69% dos pais conversam com os filhos sobre dinheiro

Para educador financeiro do Serviço de Proteção ao Crédito, um dos desafios é mostrar aos filhos pequenos que dinheiro “não dá em árvore”. É bastante expressivo o número de pais que afirmam dialogar com os filhos sobre a situação financeira familiar. Segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), sete em cada dez entrevistados (69%) conversam em casa sobre assuntos relacionados a dinheiro. Esse percentual só não é maior pois 12% dos pais avaliam que os filhos ainda são muito jovens (menos de cinco anos) para participar da conversa. Apenas 19% dos entrevistados admitem que não mantêm esse tipo de diálogo. A informações do portal “Meu Bolso Feliz” do SPC Brasil, e o estudo indica, ainda, que os pais que sabem controlar seus gastos e só fazem compras quando realmente têm condições, tendem a conversar mais sobre dinheiro com os filhos. Entre os pais que sempre avaliam sua situação financeira antes de comprar um produto, 75% conversam com seus filhos sobre como lidar com dinheiro. Por outro lado, entre os que nunca ou somente às vezes avaliam sua situação financeira antes das compras, apenas 59% orientam os filhos sobre como lidar com dinheiro. “Coerentemente, os pais que têm um bom conhecimento sobre suas próprias finanças, como, por exemplo, saber o valor das contas do próximo mês, são os que mais conversam com os filhos sobre como lidar com o dinheiro. Filhos de pais com pouco conhecimento de suas próprias finanças tendem a conversar menos com os filhos sobre dinheiro, o que dificulta a vida financeira futura dessas crianças”, afirma José Vignoli, educador financeiro do portal Meu Bolso Feliz – iniciativa lançada pelo SPC Brasil para disseminar a educação financeira entre os consumidores. O percentual de 69% dos que dialogam sobe para 75% entre os que têm bom conhecimento sobre suas finanças e cai para 64% entre os que têm baixo ou nenhum conhecimento sobre sua vida financeira. Outra constatação do levantamento é que o hábito de conversar com os filhos não se mostrou diretamente relacionado à renda domiciliar. Entre os entrevistados com renda domiciliar de até R$ 1.950,00, 63% conversam com seus filhos. O número não é estatisticamente diferente dos 72% dos pais com renda acima de R$ 1.950 que afirmam manter algum tipo de diálogo sobre dinheiro com os filhos. Na avaliação do educador financeiro do portal Meu Bolso Feliz – iniciativa lançada pelo SPC Brasil – os conceitos da educação financeira devem ser inicializados desde cedo e praticados dentro de casa. “As crianças, jovens e adolescentes precisam ter noção do valor do dinheiro, para que possam ter uma vida financeira mais sustentável e equilibrada....

Leia mais
Combate a Tubercoluse foi tema mundial nesta semana
mar28

Combate a Tubercoluse foi tema mundial nesta semana

Ministério da Saúde começa a entrega de equipamentos para teste rápido de tuberculose. O Ministério da Saúde começou nesta semana a distribuição de 50 equipamentos de teste rápido de tuberculose aos estados de Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, além do Distrito Federal. Até maio, todos os estados brasileiros devem receber os equipamentos, possibilitando a introdução do teste no Sistema Único de Saúde (SUS) ainda neste primeiro semestre do ano. A oferta do diagnóstico, que tem capacidade de detectar a presença do bacilo causador da doença em duas horas, foi anunciada nesta segunda-feira (24), pelo secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde Jarbas Barbosa, durante cerimônia alusiva ao Dia Mundial contra a Tuberculose. A previsão é que os testes, denominados “Gene Xpert”, já estejam disponíveis na rede de saúde, dos cinco estados e do Distrito Federal, a partir desta semana. Além de detectar a presença do bacilo causador da doença em duas horas, o novo equipamento identifica se há resistência ao antibiótico rifampicina, usado no tratamento da doença. Durante o evento, o secretário Jarbas Barbosa ressaltou a importância do novo teste para o controle da tuberculose. “Em duas horas a pessoa já recebe o resultado, sendo que o diagnóstico tradicional pode levar de um a dois meses”, observou. Segundo ele, além de ser mais preciso, o teste rápido indica se a pessoa tem resistência ao medicamento da tuberculose, permitindo ao médico ajustar o esquema terapêutico do paciente ao resultado. O secretário explicou que, embora o Brasil tenha apresentado uma redução importante nos últimos 10 anos, a tuberculose ainda merece atenção especial por parte das autoridades de saúde, principalmente em algumas localidades ou públicos específicos. “A pessoa que apresente tosse por mais de três semanas, deve procurar um médico porque pode ser tuberculose. Se a doença for identificada rapidamente e o tratamento começar de imediato, o paciente, certamente, não evolui para uma forma grave, parando de transmitir”, alertou o secretário. Ao apresentar o novo boletim epidemiológico, durante o evento desta segunda-feira, o coordenador do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, Dráurio Barreira, destacou a redução de 20,3% na incidência da doença de 2003 a 2013. “Estamos mantendo esta queda de cerca de 2% ao ano. Mas, esperamos que, a partir de agora, possamos acelerar ainda mais esta redução, tanto da incidência de casos quanto de óbitos por tuberculose”, projetou. CASOS – No ano passado, a taxa de incidência foi de 35,4 por 100 mil habitantes, contra 44,4/100 mil em 2003. Foram registrados – em 2013 – 71.123 casos novos de tuberculose. Em 2012, ocorreram 4.406 mortes pela doença, taxa de mortalidade de 2,3...

Leia mais
Tecnologia
mar28
Leia mais
Artrite Reumatóide: os alimentos tratam e podem curar
mar28

Artrite Reumatóide: os alimentos tratam e podem curar

“A doença me ensinou que os alimentos também são remédios” Por Rosanne Martins A minha história e experiência com a doença começou em abril de 2009 após acordar, uma manhã, com dores terríveis em diversas articulações do corpo e ser diagnosticada, posteriormente, com Artrite Reumatóide. Portanto, em breve, estarei comemorando cinco anos de aprendizados com a enfermidade que transformou a minha vida para melhor. Sim, é isso mesmo que você entendeu. Embora a Artrite Reumatóide seja considerada uma doença autoimune, degenerativa e crônica, cujos prognósticos, por vezes, são assustadores, decidi seguir meu próprio protocolo ao descobrir que os tratamentos de praxe, oferecidos pela medicina tradicional, traziam riscos à saúde maiores do que a própria doença. “A sua esposa é muito rebelde” – falou para o meu marido o médico reumatologista quando me recusei a tomar os remédios conhecidos como controladores e modificadores da doença. Estes, além de tratar somente os sintomas podem levar os pacientes até mesmo ao óbito. Pois ao suprimir, em parte, o funcionamento de células defensoras do organismo deixam o corpo a mercê de doenças como a tuberculose. É o caso do medicamento metotrexato e outros. Infelizmente, os chamados avanços no tratamento da Artrite Reumatóide preconizam o uso imediato de medicamentos que além de não tratar as causas da doença e não resolver 100% os efeitos devastadores da enfermidade, essas drogas podem comprometer e acelerar ainda mais uma condição conhecida como a Síndrome do Intestino Permeável. Segundo o pesquisador, médico e diretor do Centro de Pesquisas e Tratamentos da Doença Celíaca, Dr. Alessio Fasano, a permeabilidade do trato digestivo seria uma precondição para o surgimento das doenças autoimunes. Portanto, de acordo com as mais recentes descobertas do pesquisador, para que a Artrite Reumatoide se manifeste o paciente, entre outros aspectos, também seria portador de um trato digestivo permeável e comprometido. A ingestão de drogas antirreumáticas, conhecidas como DMARDs, pode levar a um maior comprometimento desse trato digestivo e, com o tempo, consequente agravamento da doença autoimune. Aqui tem início uma nova vertente de médicos, pesquisadores e cientistas que muito lutam para trazer ao público leigo pesquisas e conhecimentos capazes de mudar por completo a história do tratamento de doenças como AR. No entanto, para que esses estudos sejam considerados científicos e aprovados é preciso muitos anos. Enquanto isso, considerados alternativos, estes trabalhos não conseguem ganhar espaço ou eco numa sociedade movida por interesses econômicos. Com a doença aprendi que os alimentos também são remédios, porém com uma grande diferença das drogas fabricadas pelo homem, além de não causar efeitos colaterais, quando usados com sabedoria dão ao corpo os nutrientes necessários para que este faça o que...

Leia mais
Aprenda como se faz uma história em quadrinhos
mar28

Aprenda como se faz uma história em quadrinhos

A novidade chega no dia 26 de abril na Biblioteca Cassiano Ricardo, no Tatuapé. Aprenda como se faz uma história em quadrinhos, desde o roteiro e a criação de personagens até a finalização para publicação. Como criar as melhores cenas, dar movimento e ação à sua história. Tudo isso com a melhor equipe de professores. Ao final, cada turma monta um fanzine com produções dos participantes. O programa foi reconhecido no 24º troféu HQ Mix, na categoria Grande Contribuição. Esta é uma oportunidade para quem curte HQ. As aulas da Oficina serão ministradas pelo professor Daniel Esteves (quadrinista independente, professor nos cursos de Roteiro, História em Quadrinhos, Mangá e diretor da Escola HQEMFOCO), sob a coordenação de Camila Vieira Braido. A Biblioteca Cassiano Ricardo foi inaugurada em 9 de Julho de 1952 e além do acervo geral, conta com um acervo de música impresso e sonoro, disponível para consultas, empréstimos e audição em um local especialmente dedidicado à Música, o Espaço Itamar Assumpção, em funcionamento desde 2007. O espaço está localizado ao lado da Biblioteca Hans Christian Andersen, que também vale ser visitada. Seu nome homenageia o famoso escritor dinamarquês,. Seus contos de fadas mais famosos são “O Patinho Feio” e “A Pequena Sereia”, “O Rouxinol”, e “A Roupa Nova do Imperador”, entre outros, emprestando inspiração aos autores de todo o mundo através dos tempos. Ambas as bibliotecas são também temáticas – a Cassiano em Música, a Hans em Contos de Fadas – e foram as primeiras da região Leste da cidade. Serviço: Fanzines nas Zonas de Sampa Biblioteca Pública Cassiano Ricardo Av. Celso Garcia, 4200 – Tatuapé Tel. 2092-4570 / 2942-9952 As inscrições podem ser feitas na biblioteca ou através do email:...

Leia mais