Proibido máscaras em manifestações
ago31

Proibido máscaras em manifestações

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 13h09 Sancionada lei de iniciativa parlamentar que proíbe uso de máscaras em protestos. Objetivo da norma é garantir segurança de manifestantes e coibir atos de vandalismo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Foi sancionado nesta sexta-feira, 29/8, o Projeto de Lei 50/2014, que proíbe o uso de máscaras durante manifestações. Proposto por 16 deputados estaduais, o projeto tem por objetivo coibir a destruição do patrimônio público por black blocs e outros mascarados.     Segundo os autores do projeto encabeçado por Campos Machado (PTB), a proibição de paramentos que dificultam a identificação individual visa à segurança das pessoas e do patrimônio, e também garante o livre direito à expressão do pensamento, já que a ação dos black blocs teriam “esvaziado as legítimas manifestações e prejudicado o direito dos demais cidadãos de bem de se manifestarem”. A norma aprovada pela Assembleia no dia 3/7 interpreta ainda a proibição constitucional de portar armas em manifestações e reuniões públicas, incluindo objetos pontiagudos, tacos, bastões, pedras e outros que possam lesionar pessoas e danificar patrimônio. O PL 50/2014 prevê também comunicação antecipada de manifestações em locais e vias públicas às polícias Civil e Militar. A nova lei, que não estabelece punição para quem a infringir, recebeu uma única emenda, elaborada pelo relator Osvaldo Vergínio (PSD), que dá prazo de 180 dias para o Poder Executivo regulamentar a matéria, a contar da data de sua...

Leia mais
Judô: brasileiros garantem prata e bronze
ago31

Judô: brasileiros garantem prata e bronze

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 11h10 – Atualizado às 12h04 Maria Suelen Altheman é prata e Rafael Silva bronze no Mundial 2014 Com quatro medalhas sendo uma de ouro, uma de prata e duas de bronze, o Brasil termina em terceiro lugar no quadro geral de medalhas.   Confederação Brasileira de Judô – Os pesados brasileiros mostraram, mais uma vez, a força da categoria e conquistaram duas medalhas para o Brasil, repetindo o feito do ano passado, neste sábado, dia 30, no Mundial Chelyabinsk 2014. Maria Suelen Altheman chegou novamente à decisão contra a cubana Idalys Ortiz e ficou com a prata. Rafael Silva teve o, agora, heptacampeão mundial Teddy Riner na semifinal e foi derrotado. Voltou para a disputa do bronze contra o holandês Roy Meyer e garantiu seu lugar no pódio por ter tido uma punição a menos que o adversário. David Moura chegou às semifinais, mas não resistiu ao japonês Ryu Shichinohe e também foi para a disputa de bronze. Lutando contra a torcida e um adversário mais alto, acabou derrotado pelo russo Renat Saidov e ficou na quinta colocação em sua primeira participação em Mundiais.     Com as duas medalhas no último dia da competição, o Brasil terminou a competição em terceiro lugar no quadro geral de medalhas, atrás do Japão e da França e à frente de Cuba e Geórgia. Coube ao presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Paulo Wanderley Teixeira, entregar as medalhas para os pesados: Idalys Ortiz, Maria Suelen Altheman, Megumi Tachimoto e Emile Andeol; Teddy Riner, Ryu Shichinohe, Renat Saidov e Rafael...

Leia mais
Mundial Chelyabinsk 2014 de Judô: equipes
ago31

Mundial Chelyabinsk 2014 de Judô: equipes

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 11h47 Brasil fica em quinto no Mundial por Equipes Masculino Com a ausência de Victor Penalber, homens acabam sendo derrotados pela Geórgia por três a dois. Confederação Brasileira de Judô – O Brasil terminou a participação no Mundial Por Equipes com o quinto no lugar no masculino depois de ser derrotada pela Geórgia por três a dois na disputa do bronze. Victor Penalber, que havia sentido o joelho direito durante a competição individual, foi para o sacrifício nas duas primeiras lutas, mas não conseguiu disputar a repescagem contra Cuba e nem o terceiro lugar contra a Geórgia.     Começar perdendo por um a zero não foi fácil, mas o Brasil equilibrou bem as ações com Charles Chibana vencendo Shalva Kardava com um lindo ippon de ura-nague. Na sequencia foi a vez de Alex Pombo contra Nugzari Tatalashvili. A luta foi muito equilibrada. O brasileiro buscou a luta quando vencia de um yuko e chegou a ficar na frente por uma punição, mas faltando 10 segundos para o fim também foi punido. A luta foi para o golden score e Pombo conseguiu projetar o Tatalashvili, mas a arbitragem não deu nada. Numa tentativa do georgiano, o árbitro entendeu que Pombo se apoiou com a cabeça no chão para não sofrer o golpe, colocando sua integridade física em risco e o eliminou da luta (hansuko-make). Avtandili Tchkrishvili entrou no tatame apenas para receber a vitória já que o Brasil não teve representante no meio médio. Com dois a um para a Geórgia, Tiago Camilo precisava, então, vencer Varlam Lipertaliani, número um do mundo. Mas o campeão do mundo em 2007 não conseguiu encaixar seu poderoso uchi-mata e acabou sendo derrotado por ippon. Assim, a Geórgia garantiu a medalha. Rafael Silva entrou para encerrar a participação de forma honrosa e venceu Adam Okruashvili pela diferença de três punições. “Se o Victor tivesse participado, acredito que o panorama teria sido diferente porque é sempre um atleta muito forte. Mas numa decisão é possível tudo acontecer. Não esperava que o Tiago Camilo perdesse da maneira que perdeu, enfim, faz parte da competição. A disputa por equipe é uma competição difícil de apontar favoritismo”, disse Ney Wilson, gestor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). “A equipe da casa leva vantagem porque nenhum outro país traz 10 atletas, cinco titulares e cinco reservas. No campeonato mundial, atletas se lesionam e você acaba lutando desfalcado ou com o atleta fazendo sacrifício como foi o caso do Victor. Ele contribuiu muito pra gente ter chegado na disputa de terceiro. Mostrou um espírito de equipe, de superação...

Leia mais
Sanduíche de Peito de Peru defumado com Maçãs
ago31

Sanduíche de Peito de Peru defumado com Maçãs

Receita deliciosa do chef Jorge Nascimento.

Leia mais
Capuccino gelado
ago31
Leia mais