Nasa descobre como se formam as Estrelas Zumbis
set27

Nasa descobre como se formam as Estrelas Zumbis

Sábado, 27 de setembro de 2014, às 08h29 – Atualizado às 10h45 Edição: Alô São Paulo Telescópio espacial Hubble da NASA, encontra estrela supernova relacionada com potencial estrela zumbi (“Star Zombie”). Usando o telescópio espacial Hubble, uma equipe de astrônomos da Nasa, detectou um sistema estelar que poderia ter deixado para trás uma “estrela zumbi” depois de uma explosão de supernova invulgarmente fraco.     A supernova geralmente oblitera a estrela anã branca que explode, ou morre. Nesta ocasião, os cientistas acreditam que essa explosão pode ter deixado para trás uma parte sobrevivente da estrela anã – uma espécie de estrela zumbi. Ao examinar imagens do Hubble tiradas anos antes da explosão estelar, os astrônomos identificaram uma estrela companheira azul, alimentando uma anã branca, um processo que desencadeou uma reação nuclear e lançou esta fraca explosão de supernova. Esta supernova, tipo IAX, é menos comum do que sua prima mais brilhante, tipo Ia. Astrônomos identificaram mais de 30 destas mini-supernovas que podem deixar para trás uma anã branca sobreviver. “Os astrônomos têm procurado por décadas pelos sistemas estelares que produzem explosões de supernovas do Tipo Ia”, disse o cientista Saurabh Jha, da Universidade de Rutgers, em Piscataway, New Jersey. “As estrelas do Tipo Ia são importantes porque elas são usadas para medir grandes distâncias cósmicas e da expansão do universo. Mas temos muitas restrições para saber sobre a forma como todas as anãs brancas explodem. Esta descoberta nos mostra a maneira como são obtidas a explosão da anã branca”. A fraco supernova, apelidada de SN 2012Z, foi encontrada na galáxia NGC 1309, que está a 110 milhões de anos-luz de distância. Ela foi descoberta no Lick Observatory Supernova Search em Janeiro de 2012. Felizmente, o Hubble observou a galáxia NGC 1309, por vários anos antes da explosão da supernova, o que permitiu aos cientistas comparar o antes e depois das imagens. Curtis McCully, um estudante de graduação da Universidade Rutgers e principal autor da descoberta pela sua equipe, aguçou as imagens pré-explosão do Hubble e notou um objeto estranho perto da localização da supernova. “Fiquei muito surpreso ao ver alguma coisa diferente no local da supernova. Nós esperávamos que o sistema original seria muito fraco para ser visto, como em pesquisas anteriores para progenitores normais de supernovas Tipo Ia. É emocionante quando a natureza nos surpreende “, disse McCully. Depois de estudar as cores do objeto e comparando com simulações de computador do tipo possível de sistemas IAX progenitores, a equipe concluiu que estavam vendo a luz de uma estrela que tinha perdido o seu invólucro de hidrogênio exterior, revelando seu núcleo de hélio. A equipe planeja usar o...

Leia mais
Alckmin alcança 51% dos votos em SP
set27

Alckmin alcança 51% dos votos em SP

Sábado, 27 de setembro de 2014, às 21h09 O candidato à reeleição ao governo do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), venceria no 1º turno do pleito se a eleição fosse hoje, conforme pesquisa do Datafolha.       O último levantamento feito no dia 10 de setembro, Alckmin tinha 49% dos votos e agora está com 51%, enquanto seu concorrente mais próximo, Paulo Skaf (PMDB) manteve os 22%. Alexandre Padilha (PT) está com 9%; brancos e nulos somam 16%. Durante o debate realizado ontem pela Rede Record de Televisão, Alckmin disse ter sofrido ataques paralelos dos dois concorrentes, mas não fez perguntas a eles, que reclamaram de não terem a chance de se defender. Antes do debate os candidatos avaliaram o encontro. Perguntado se os 51% garantiam a eleição, o candidato do PSDB disse que a eleição só está ganha após a apuração. “Mas quero agradecer a confiança, é com enorme humildade que a gente recebe esse resultado”, afirmou. Skaf disse que “todo debate é sempre e uma oportunidade para que os candidatos possam expor suas ideias”. Questionado sobre o debate Padilha aproveitou para atacar. “Acho que é um primeiro debate, já que o candidato Alckmin vem fugindo dos debates anteriores, nós desafiamos ele para estar presente e discutir abertamente”. Na avaliação final, o debate seguiu a previsão de críticas e ataques ao candidato Geraldo Alckmin. Foram levantadas questões sobre a crise da água e segurança pública, transportes, saúde e educação. Além dos pretendentes ao governo de São Paulo, já citados, também participaram Gilberto Natalini (PV), Gilberto Maringoni (PSOL), Laércio Benko (PHS) e Walter Ciglioni...

Leia mais
Corinthians campeão de 77, narrado por Osmar Santos
set27

Corinthians campeão de 77, narrado por Osmar Santos

Sábado, 27 de setembro de 2014, às 11h28 ‘Ripa na chulipa!’, pois Osmar Santos continua com a bola toda Por Rafael Carneiro da Cunha Da redação – CMSP A “gorduchinha” rolava solta na Copa do Mundo de 1994, e mais uma vez a Rádio Globo fazia a cobertura do torneio, que acontecia nos Estados Unidos. A rotina era intensa, mas sempre que sobrava um tempinho a equipe aproveitava para conhecer a terra do Tio Sam. Em um dos passeios, o comentarista Paulo Morsa e o supervisor técnico Mauro de Lima resolveram passear no famoso bondinho de São Francisco. Dentro de um carro estava Osmar Santos, que, rindo, propôs aos dois pularem do bonde em movimento na curva de uma ladeira. Brincalhão, humilde e irreverente, o locutor não era só o “Pai da Matéria”, mas de todos que trabalhavam com ele.       “Muitas vezes você nem sentia saudades de casa porque estava com ele”, diz Lima, que o acompanhou em diversas viagens. O mundial de 94 não foi o único que Osmar narrou. Ele também esteve na Argentina, em 1978, na Espanha, em 1982, no México, em 1986, e na Itália, em 1990. A sua paixão pelo rádio vem desde cedo. Osmar nasceu em Osvaldo Cruz, no interior de São Paulo, e passou a infância na também paulista Marília. Quando garotinho, sempre escutava escondido do seu pai os jogos de futebol em um radinho de pilha. Mais velho dentre os quatro filhos de Romeu e Clarice, ele chegou a ter problemas de gagueira, mas isso foi logo superado, tanto que fez da voz seu ganha-pão. O primeiro emprego como locutor foi na Rádio Clube de Osvaldo Cruz. De lá, ainda passou pela Rádio de Marília antes ser contratado pela Jovem Pan. “Sou oito anos mais novo que o Osmar e, especialmente quando eu estava perto da adolescência, fiquei mais próximo dele. Nossa família era, e ainda é, muito unida” afirma o irmão Oscar Ulisses, que também se tornou locutor esportivo. Segundo Oscar, ele e o irmão já trabalharam juntos várias vezes. A primeira foi em um campeonato infanto-juvenil organizado por Osmar, em Marília. Já conhecido no meio, Osmar Santos assinou em 1977 um contrato com a Rádio Nacional, futuramente Rádio Globo. A estreia na nova casa não poderia ser mais emocionante: uma final do Paulistão entre Corinthians e Ponte Preta. Na época, o campeonato tinha um sistema diferente do atual e a decisão era disputada em três jogos. No fim, o Corinthians sagrou-se campeão, acabando com um jejum de 23 anos sem títulos. A narração da última partida é considerada uma das melhores do locutor. Ouça a antológica...

Leia mais
Marina e Dilma empatadas no 2º, Aécio corre por fora
set27
Leia mais
Osmar Santos é homenageado no Dia do Rádio
set27
Leia mais