Cantareira chega a 13,6% com inclusão da segunda cota do volume morto
out24
Leia mais
Conheça o trabalho do Instituto Ayrton Senna
out24

Conheça o trabalho do Instituto Ayrton Senna

  Assista o vídeo divulgado pelo instituto sobre educação. Ismael | Boca do Acre/AM Instituto Ayrton Senna Publicado em 27/03/2014 Ismael, de 7 anos, acorda entre 4h e 5h da manhã e faz um percurso de 1 hora de barco para chegar ao colégio. No entanto, ele não se queixa: “Quanto mais a gente estuda, mais a gente está aprendendo”. Determinação e superação, valores cultivados pelo ídolo Ayrton Senna, podem ser observados neste aluno de uma das escolas que fazem parte dos programas educacionais do Instituto Ayrton Senna, no Amazonas. reportagem MAÍRA VILLAMARIN DAVID MOISES edição e finalização MAÍRA VILLAMARIN   Sexta-feira, 24 de outubro de 2014, às 15h22 Os programas do Instituto Ayrton Senna são soluções educacionais que ajudam a combater os principais problemas da educação pública do País. E contemplam três grandes áreas: educação formal, educação complementar e educação e tecnologia. Implementados em grande escala com estratégias e metas pré-definidas, os programas recebem acompanhamento e avaliações sistemáticas para alcançar um único objetivo: o sucesso do aluno na escola. Todos os programas oferecem subsídios para que a criança e o jovem possam desenvolver seus potenciais. Por isso, trabalham as competências pessoais, cognitivas, relacionais e produtivas. Os gestores educacionais e os professores recebem capacitação e uma equipe acompanha o passo a passo dos programas para que qualquer problema possa ser resolvido durante o processo, sem comprometer o aprendizado do aluno. As famílias são mobilizadas a participar da formação de seus...

Leia mais
Livro que relembra o auge dos três títulos mundiais de Senna é lançado
out24
Leia mais
Charutinhos de Repolho
out24
Leia mais
Primeira-dama apresenta SP Carinhosa em Cidade Tiradentes
out23

Primeira-dama apresenta SP Carinhosa em Cidade Tiradentes

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 19h27   SECOM/PMSP – A primeira-dama e coordenadora do programa São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad, apresentou nesta quinta-feira (23) as ações do programa São Paulo Carinhosa para mães e educadoras de Cidade Tiradentes, zona leste. A região, por seus indicadores sociais, é uma das áreas prioritárias das iniciativas, voltadas a crianças de 0 a 6 anos. O evento aconteceu no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes. “Nós levantamos os dados e Cidade Tiradentes é uma área de atendimento prioritário. É um território que tem mais infância e mais vulnerabilidade. O centro da cidade é mais envelhecido e economicamente mais privilegiado. Nas zonas sul e leste temos as famílias mais jovens e que ainda estão começando a vida, com mais dificuldades”, afirmou Ana Estela Haddad. Em Cidade Tiradentes vivem 35 mil crianças de 0 a 9 anos. No Cadastro Único para Programas Sociais, a região registra 5.844 famílias em vulnerabilidade que têm crianças de 0 a 6...

Leia mais
Ciclovias atingem 100 Km em SP
out23

Ciclovias atingem 100 Km em SP

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 19h15 Cidade alcança a marca de 100 quilômetros de ciclovias implementadas neste ano. A marca foi alcançada nesta quinta-feira (23) com a entrega de mais 8,2 quilômetros de via no Jardim Helena, na zona Leste. Circuito é interligado com estação da CPTM. SECOM/PMSP – A cidade de São Paulo alcançou nesta quinta-feira (23) a marca de 100 quilômetros de ciclovias implementados desde junho de 2014, quando teve início o projeto SP 400km, com a entrega de mais 8,2 quilômetros de vias segregadas para bicicletas no Jardim Helena, na zona leste da capital. O percurso se soma a um trecho de 3,7 quilômetros, em funcionamento na região desde o último dia 12. O prefeito Fernando Haddad acompanhou a entrega do novo trecho.     “Já temos muitos ciclistas aqui, mas nós podemos ter ainda mais. São Paulo hoje tem aproximadamente 500 mil ciclistas. Seria razoável que tivéssemos 1,5 milhão de ciclistas. O cidadão não precisa andar de bicicleta todos os dias, mas deveria fazer pelo menos um trajeto, em um ou dois dias por semana, para chegar ao trabalho. A saúde do paulistano vai melhorar, assim como o ar que a gente respira e o tempo de deslocamento das pessoas da casa para o trabalho e do trabalho pra casa”, afirmou Haddad. O circuito na área tem hoje 11,9 quilômetros e proporciona ligações do Jardim Helena com São Miguel Paulista, além de integrar-se com a Estação Jardim Helena – Vila Mara da CPTM. Nos trechos das avenidas Oliveira Freire e Dr. José Artur da Nova, a ciclovia foi instalada sobre as calçadas, que foram alargadas para melhor conforto e segurança tanto dos ciclistas quanto dos pedestres. A obra foi financiada com recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb). Ouça a música e leia a letra criada para o Projeto das Ciclovias na cidade Ciclovias de SP ganham música do grupo Pequeno Cidadão   Segundo a pesquisa Origem/Destino do Metrô, realizada em 2007, o Jardim Helena possui o maior número de usuários de bicicleta do município. A integração intermodal com o sistema metroferroviário é forte característica da região, já que o deslocamento para o trabalho aparece como um dos principais motivos das viagens realizadas. Apesar de não usar o trem com tanta frequência, a artesã e líder comunitária Andreia dos Santos Ribeiro, 48, realiza inúmeros percursos no bairro de bicicleta. “Vou até o posto de saúde, levo meus filhos na escola, vou à padaria e ao açougue, tudo de bicicleta. Trazer a ciclovia para o bairro foi uma ótima medida, pois agora nós conseguimos andar com segurança, agora os motoristas nos respeitam”, disse. A...

Leia mais
Governo deixa de aplicar R$ 131 bilhões na saúde pública desde 2003
out23
Leia mais
MPEduc está avaliando as escolas nos rincões do país
out23
Leia mais
Estação de São Miguel têm novo acesso e bicicletário
out23

Estação de São Miguel têm novo acesso e bicicletário

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 15h39 Entrada pelo lado norte facilita passagem ao polo comercial e a serviços públicos da região. O novo acesso à estação São Miguel Paulista da Linha 12-Safira foi entregue nesta terça-feira, 21, pelo governador Geraldo Alckmin. O lado norte vai interligar o bairro Jardim Lapenna à estação e aproximar o polo comercial e serviços públicos da região, como o Centro de Referência do Idoso, o Hospital e Maternidade São Miguel, a Subprefeitura, postos bancários e igrejas. “É uma estação novinha, com escadas rolantes, elevadores, toda acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida”, disse Alckmin, que também entregou um bicicletário para a estação com capacidade para 210 bicicletas. O governador ainda destacou o funcionamento da passarela 24 horas por dia, facilitando o trajeto da população. Atualmente, circulam pela São Miguel Paulista cerca de 30 mil pessoas por dia útil. Entregue em agosto de 2013, a estação valorizou a região e aumentou a atratividade para a instalação de equipamentos públicos, de prestação serviços e revitalização do comércio. “É uma grande ganho do ponto de vista urbano, do ponto de vista da integração das duas margens da ferrovia, para o comércio e para melhorar a qualidade de vida da população”, acrescentou o governador. Do Portal do...

Leia mais
Dilma e Aécio fazem acordo no TSE para acabar com ataques
out23

Dilma e Aécio fazem acordo no TSE para acabar com ataques

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 05h51 Andre Richter – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado As coordenações jurídicas das campanhas dos candidatos que disputam o segundo turno das eleições presidenciais entraram em acordo ontem (22) para arquivar todas representações que foram protocoladas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todas são referentes às eleições de 2014. O acordo firmado entre as coligações da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) e de Aécio Neves (PSDB) foi homologado por unanimidade pelos ministros do TSE. Com a decisão, as coligações comprometeram-se a priorizar o debate de ideias no espaço horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. O acordo foi acertado entre os advogados das duas coligações após a decisão na qual o tribunal entendeu que a propaganda eleitoral não pode ser usada para ofensas pessoais. O novo entendimento sobre a matéria, firmado na semana passada, provocou suspensões de trechos da propaganda dos dois candidatos. A propaganda eleitoral gratuita veiculadas no rádio e na televisão termina na próxima sexta-feira (24). Também é a data limite para a divulgação da propaganda eleitoral paga na mídia escrita e para os debates. Saiba mais TSE suspende programas de Dilma e Aécio no rádio e na TV...

Leia mais
TSE suspende programas de Dilma e Aécio no rádio e na TV
out23

TSE suspende programas de Dilma e Aécio no rádio e na TV

Quinta-feira, 23 de outubro de 2014 às 05h45 Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil Edição: Armando Cardoso O novo entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre campanhas políticas gerou uma onda de suspensões de trechos de propagandas dos candidatos à Presidência da República. Da última quinta-feira (16) até o dia 20, foram suspensos quatro trechos de propagandas de Aécio Neves (PSDB) e quatro de Dilma Rousseff (PT). Por insistir em propagandas já suspensas, o candidato tucano perdeu dois minutos e 30 segundos do tempo de inserções na televisão, enquanto a candidata petista perdeu um minuto e 12 segundos do horário no rádio, além de quatro minutos de inserções na televisão. Além de trechos suspensos, os dois candidatos perderam tempo em propagandas. Em decisão divulgada hoje, o TSE determinou a perda de dois minutos e 30 segundos da propaganda de Aécio, por relacionar a candidata petista às denúncias de corrupção na Petrobras, quando tal propaganda já havia sido suspensa. O trecho foi exibido em inserções ao longo do dia na televisão. A coligação do tucano perderá esse tempo, fracionado entre as próximas inserções. Durante o tempo suspenso, terá de informar que houve infração da Lei Eleitoral. Por reproduzir no dia 19, no rádio, uma música já suspensa pelo TSE, Dilma Rousseff perdeu 36 segundos em cada uma dos dois blocos reservados ao PT e sua coligação no horário eleitoral no rádio. “Ainda que a propaganda não utilize expressões grosseiras, foi elaborada em tom jocoso, com o claro propósito de enfuscar a imagem do primeiro representante”, ressaltou o ministro Admar Gonzaga. Além disso, a coligação de Dilma perdeu outros quatro minutos na televisão, por informar que Aécio teria “dificuldades em respeitar as mulheres”. Esse tempo também deverá ser fracionado entre as próximas inserções da coligação. No dia 16, o ministro Dias Toffoli declarou que, a partir da decisão de suspender um programa de rádio de Dilma Rousseff , estava sendo criada uma jurisprudência para a questão. Acrescentou que as campanhas políticas deveriam ser “programáticas e propositivas” e não baseadas em ataques entre os candidatos. A propaganda dizia que Aécio intimidava e perseguia jornalistas que criticavam seu governo em Minas Gerais. Essa foi a primeira de uma série de suspensões de propagandas dos dois candidatos. No dia 18 de outubro, liminares do TSE suspenderam outras duas propagandas de Dilma Rousseff, uma no rádio e outra na televisão. Um dos trechos suspensos da coligação de Dilma mostrava, de acordo com a defesa do tucano, a paródia da música “Oh, Minas Gerais” “ridicularizando” Aécio. Em outro trecho, extraído do debate no SBT, foi utilizado, conforme a defesa de Aécio, “fora de contexto e...

Leia mais
Estudos de efeitos optomecânicos podem revolucionar telecomunicação
out22
Leia mais
Vereadores mudam nomes de ruas e munícipes arcam com os custos
out22

Vereadores mudam nomes de ruas e munícipes arcam com os custos

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014 às 11h19 A Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) pretende mudar o nome de 13 logradouros e para isso fez um levantamento das ruas, praças e avenidas, cujos nomes homenageiam torturadores da Ditadura Militar ou seus colaboradores. O assunto já cria polêmica no ambiente da CMSP, já que alguns vereadores não concordam com a medida, no que são contestados pelos proponentes. Contrariedades a parte, o município pretende cobrar dos moradores as taxas pela mudança, que segundo a informação da CMSP, ficaria em torno de R$ 38,48 reais gastos em cartório. Quanto à dor de cabeça e às mudanças subsequentes que o ato acarretará – alterações de todos os endereços de prestadores de serviços, como água, luz, telefone, gás, TV a cabo, entre outros – também ficará por conta do munícipe. “Eu vi uma reportagem sobre uma rua que mudou de nome e as pessoas tiveram um monte de problemas, as correspondências não chegavam, vinha tudo errado. Acho que o Brasil tem muitas outras coisas para se preocupar antes disso”, reclama uma das moradoras da Rua Sérgio Paranhos Fleury. Além disso, no caso da venda do imóvel, a alteração também poderá acarretar custos de escritura, bem maiores. Autor do projeto que propõe a mudança do nome da Rua Sérgio Fleury, o ex-vereador Orlando Silva (PCdoB) – que nas eleições deste mês conseguiu uma cadeira na Assembleia Legislativa – acredita que as preocupações dos moradores são válidas, mas acha essencial combater as heranças do regime militar, entre elas as homenagens a seus apoiadores. “A rua pertence à cidade, não ao morador que está nela”, afirmou Orlando Silva, autor do Projeto de Lei (PL) na Câmara Municipal. Eleito deputado estadual, ocupará uma cadeira na Assembleia Legislativa e só poderá acompanhar seu projeto à distância. Veja os logradouros que poderão mudar de nomes, caso o PL seja aprovado, inclusive um deles localizado no Tatuapé e outro no Belenzinho: – R. Tomaz Paulino de Almeida – Vila Hebe – R. Dr. Sérgio Fleury – Vila Leopoldina – R. Henning Boilesen – Jaguaré – R. Dr. Otávio Gonçalves Moreira Júnior – Jardim Esmeralda – R. Gen. Syzeno Sarmento – Jardim Esmeralda – Av. General Ênio Pimentel da Silveira – Taboão da Serra – Praça Augusto Rademaker Grunewald – Vila Olímpia – Praça Min. Alfredo Buzaid – Vila Nova Conceição – Via Elevado Pres. Artur da Costa e Silva – Vila Buarque – Av. Pres. Castelo Branco, São Paulo – R. Gen. Silvio Corrêa de Andrade – Vila Industrial – Praça Gen. Humberto de Souza Mello – Belenzinho – R. Hely Lopes Meirelles –...

Leia mais
Audiência sobre uso de cobaias acontece em SP
out22
Leia mais
Publicação mapeia os mais promissores projetos em Química Verde no mundo
out22
Leia mais
Estudantes com até 21 anos podem se inscrever em prêmio de Física
out22

Estudantes com até 21 anos podem se inscrever em prêmio de Física

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014 às 10h56 Agência FAPESP – O Instituto de Física Teórica (IFT) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e o ICTP South American Institute for Fundamental Research (ICTP-SAIFR) promovem, no dia 1º de novembro, o 2014 Prêmio IFT-ICTP-SAIFR para Jovens Físicos.     Voltado a estudantes com até 21 anos, o prêmio – que ocorre anualmente – oferece este ano R$ 1.000,00 ao primeiro colocado de uma prova escrita, com três horas de duração. Fazem parte da prova matérias do curso de graduação em Física, como Mecânica Clássica, Mecânica Quântica e Eletromagnetismo. Os outros quatro primeiros colocados também receberão prêmios em dinheiro, de R$ 200,00 a R$ 800,00, conforme a colocação. Durante a prova não será permitido o uso de notas, livros, computador e calculadora. As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de outubro pelo site http://ictp-saifr.org/sis/premiojovensstep0.php. A prova será aplicada às 14h, na capital paulista, no prédio do IFT, que fica na Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271, na Barra Funda. Mais informações em...

Leia mais
Inscrições abertas para pós-graduação no IAC
out22

Inscrições abertas para pós-graduação no IAC

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014 às 10h30 Agência FAPESP – Estão abertas, até o dia 31 de outubro, as inscrições para o processo seletivo do mestrado em Agricultura Tropical e Subtropical do Instituto Agronômico (IAC), em Campinas. O curso tem dois anos de duração e início do ano letivo em março. Há três áreas de concentração: Gestão de recursos agroambientais; Genética, melhoramento vegetal e biotecnologia; e Tecnologia da produção agrícola. Podem se candidatar engenheiros agrônomos, engenheiros agrícolas, biólogos e outros profissionais portadores de diplomas universitários que desenvolvam atividades relacionadas às Ciências Agronômicas e Ambientais. O processo seletivo inclui análise de documentação, análise do currículo, prova escrita específica da área de concentração, prova de inglês e entrevista. A divulgação do resultado será feita em 12 de dezembro. Há vagas também para o curso de doutorado e para o pós-doutorado, cujas inscrições ficam abertas em fluxo contínuo. As inscrições devem ser feitas on-line pelo site www.iac.sp.gov.br, no link Pós-Graduação – Processo Seletivo 2015/2017, e a documentação precisa ser entregue na secretaria de pós-graduação do IAC, no prédio Franz W. Dafert, na Avenida Barão de Itapura, 1481, em Campinas. O edital pode ser conferido em...

Leia mais
Saldo da balança comercial de SP é de US$ 9,13 bilhões
out22

Saldo da balança comercial de SP é de US$ 9,13 bilhões

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014 às 09h30 Complexo sucroalcooleiro, carnes, soja, suco de laranja e produtos florestais responderam por 79,7% das vendas setoriais paulistas. De janeiro a setembro de 2014, as exportações do Estado de São Paulo somaram US$ 38,50 bilhões (22,2% do total nacional), e as importações, US$ 65,00 bilhões (37,3% do total nacional), registrando déficit de US$ 26,50 bilhões. Em relação a janeiro a setembro de 2013, o valor das exportações paulistas caiu 7,7% e o das importações 3,3%, aumentando em 4% o déficit comercial, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O agronegócio paulista apresentou exportações decrescentes (-13,8%), atingindo US$ 13,71 bilhões. As importações aumentaram (+0,9%), somando US$ 4,58 bilhões, e o saldo, de US$ 9,13 bilhões, foi 19,6% menor que o do período de janeiro a setembro do ano de 2013. “Destaque-se que as importações paulistas nos demais setores, excluindo o agronegócio, somaram US$ 60,42 bilhões para exportações de US$ 24,79 bilhões, gerando um déficit externo desse agregado de US$ 35,63 bilhões de janeiro a setembro de 2014. Assim, conclui-se que o comércio exterior paulista seria mais deficitário não fosse o desempenho do agronegócio estadual, afirma o pesquisador José Roberto Vicente, autor do artigo. Os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio paulista, no período de janeiro a setembro de 2014, foram: complexo sucroalcooleiro (US$ 5,03 bilhões, com as exportações de álcool representando 12,4% desse total); carnes (US$ 1,93 bilhão, em que a carne bovina respondeu por 79,9%); complexo soja (US$ 1,44 bilhão); sucos (US$ 1,28 bilhão, dos quais 98,2% referentes a sucos de laranja); e, produtos florestais (US$ 1,24 bilhão). Esses cinco agregados representaram 79,7% das vendas externas setoriais paulistas. A participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado diminuiu 2,5%, enquanto a participação das importações aumentou 0,2%, na comparação dos períodos de janeiro a setembro de 2013 e 2014. A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 0,70 bilhão de janeiro a setembro de 2014, com exportações de US$ 173,63 bilhões e importações de US$ 174,33 bilhões. O déficit comercial diminuiu 60,2%, em função da queda nas exportações (-2,2%) inferior à das importações (-2,8%). Os cinco principais grupos do agronegócio brasileiro nas exportações de janeiro a setembro de 2014 foram: complexo soja (US$ 29,24 bilhões); carnes (US$ 12,84 bilhões); complexo sucroalcooleiro (US$ 7,52 bilhões); produtos florestais (US$ 7,38 bilhões); e café (US$ 4,68 bilhões). Esses cinco agregados responderam por 81,2% das vendas externas do agronegócio nacional. Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo no período de janeiro a setembro de 2014 representaram 18,1%, ou seja,...

Leia mais
Huble capta nova imagem da galáxia LMC
out21
Leia mais
Amazônia perdeu 402 quilômetros quadrados no mês passado
out21

Amazônia perdeu 402 quilômetros quadrados no mês passado

Terça-feira, 21 de outubro de 2014 às 17h23   Os dados são do Boletim do desmatamento da Amazônia Legal (setembro de 2014) SAD, elaborado por Antônio Fonseca, Carlos Souza Jr. e Adalberto Veríssimo do Imazon – Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, que fica no Pará. O SAD detectou 402 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal em setembro de 2014. Isso representou um aumento de 290% em relação a setembro de 2013 quando o desmatamento somou 103 quilômetros quadrados. Foi possível monitorar 93% da área florestal na Amazônia Legal enquanto que em setembro de 2013 o monitoramento cobriu uma área menor (79%) do território. Em setembro de 2014, o desmatamento concentrou em Rondônia (33%), Pará (23%), seguido pelo Mato Grosso (18%) e Amazonas (12%), com menor ocorrência no Acre (10%), Roraima (4%) e Tocantins (1%). As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 624 quilômetros quadrados em setembro de 2014. Em relação a setembro de 2013 houve um aumento de 3.797%, quando a degradação florestal somou 16 quilômetros quadrados. Desde julho de 2012, a detecção de alertas de desmatamento e de degradação florestal vem sendo realizada na plataforma Google Earth Engine (EE), com a nova versão do SAD EE. Esse sistema foi desenvolvido em colaboração a Google e utiliza o mesmo processo já utilizado pelo SAD, com iamgens de reflectância do MODIS para gerar os alertas de desmatamento e degração florestal. O MODIS é um dispositivo da NASA que orbita a Terra enviando imagens de...

Leia mais
Amazônia: uma região inigualável, sob o olhar da cobiça
out21

Amazônia: uma região inigualável, sob o olhar da cobiça

Terça-feira, 21 de outubro de 2014 às 17h07 Gerson Soares O trecho abaixo é sobre o pensamento coletivo de um povo, que há muito tempo vislumbrou uma terra tão rica e bela quanto o Brasil, cada qual com suas belezas naturais, um território localizado no Norte e o segundo no Sul da América. A diferença é que desde os pioneiros, entre os primeiros colonizadores, houve aqueles que entenderam ser muito importante preservar a natureza para que as futuras gerações, não só tivessem a oportunidade de admirá-la, mas também de guardar uma riqueza inestimável e integrante. Leia o trecho do eJournal publicado pelo departamento de Estado dos Estados Unidos da América: – O Serviço Nacional de Parques (NPS) dos EUA administra um sistema que se estende por parques, costas litorâneas, trilhas, monumentos e campos de batalha e que engloba 3,6% de toda a massa continental da nação. A terra e suas formas de vida são reservadas, preservadas e protegidas do asfalto, do crescimento descontrolado e do néon tão disseminados no mundo moderno. As áreas verdes dos parques nacionais – mais de 34 milhões de hectares – devem permanecer inalteradas para as futuras gerações, segundo a lei que criou o Serviço de Parques em 1916. Muitos americanos saem dos parques com a crença certa vez descrita pelo ex-presidente Franklin Delano Roosevelt: “Não há nada tão americano quanto nossos parques nacionais. A paisagem e a vida selvagem são nativas. A idéia fundamental por trás dos parques é nativa. Em resumo, este país é do povo.” A mensagem enleva e apesar de estarem atrasados e vivendo 100 anos depois, os ativistas que trabalham para preservar o Amazonas e também outras áreas do Brasil como o Cerrado, perdem e ganham, ganham e perdem, num vaivém que aos poucos talha porções, destrói árvores centenárias, mata a criação. Cientistas, ecologistas, biólogos, índios, animais, micróbios, plantas e insetos, além de toda a abundância das águas, todos têm alertado há muito tempo sobre a degradação da Amazônia, que sob o olhar da cobiça dos endinheirados ou da ignorância das autoridades, insistem em não lhes dar a atenção necessária. Incansavelmente a natureza se manifesta, através da falta de chuvas em regiões distantes como São Paulo, desertificações, perdas irreparáveis de ecossistemas e bichos. Mas nada parece ser suficientemente claro para que seja compreensível. Por outro lado, a ciência demonstra, através de provas cabais e irrefutáveis, o quanto a região amazônica já foi prejudicada e que mesmo se as degradações cessarem, ainda levará décadas para que a biodiversidade se recupere. Hoje publicamos mais uma reportagem sobre o assunto, a fim de que mesmo polvilhada pelas nuvens, estas informações alcancem o máximo de...

Leia mais
Parque do Piqueri recebe evento sobre medicalização
out21
Leia mais
Preços agropecuários fecham setembro em alta de 0,88%
out21
Leia mais
Nível do Sistema Cantareira está em 3,5%
out21

Nível do Sistema Cantareira está em 3,5%

Terça-feira, 21 de outubro de 2014 às 05h43 Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos Chagas O nível do Sistema Cantareira, chegou em 3,5% ontem (20), de acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Até domingo (19), o reservatório estava com 3,6% de seu nível. No final da semana passada, a Sabesp informou que restavam apenas 40 bilhões de litros de água da primeira cota da reserva técnica do Cantareira que começou a ser retirada no dia 16 de maio.     Durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sabesp, na Câmara dos Vereadores, a presidente da companhia, Dilma Pena, admitiu que, se não chover nos próximos dias, a primeira parte da reserva técnica pode acabar em meados de novembro. A alternativa seria utilizar a segunda cota do volume morto, autorizada pela Agência Nacional de Águas (ANA) no último dia 17. De acordo com a Sabesp, a segunda cota acrescentará mais 106 bilhões de litros ao sistema. Mas a ANA determinou que o uso dessa cota obedeça regras que garantam o abastecimento da região metropolitana de São Paulo, até abril de 2015, sem prejuízo à bacia hidrográfica dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ). A proposta de retirada gradual da reserva foi encaminha ao órgão federal no dia 10 de outubro, pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (Daee). A retirada de água da segunda cota do volume morto chegou a ser vetada por uma liminar judicial, mas a decisão foi suspensa pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), desembargador federal Fábio Prieto, a pedido da Sabesp e do Daee. A ação foi proposta pelos ministérios públicos estadual de São Paulo e o federal (MPF), com a intenção de garantir que a primeira parte do volume morto não se esgotasse antes de 30 de...

Leia mais
Petroquímica de Suape é investigada pelo TCU
out21

Petroquímica de Suape é investigada pelo TCU

Terça-feira, 21 de outubro de 2014 às 05h01 Pernambuco 247 – Não é só a construção da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial e Portuário de Suape, em Pernambuco, que está sendo alvo de investigação. O Tribunal de Contas da União (TCU) também teria identificado falhas na construção do Complexo Petroquímico que está sendo implantado no local, ao lado da refinaria.     Segundo matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo, o TCU estaria investigando os prazos para a implantação do complexo e os gastos com obra, cujo orçamento passou de R$ 2 bilhões para cerca de R$ 5,5 bilhões. A entrega do complexo estava prevista inicialmente para 2009, mas o projeto só foi finalizado neste exercício. O órgão fiscalizador teria feito vistorias entre 2012 e 2013. Na ocasião os fiscais teriam apontado aumentos de até 100% nos gastos com mão de obra. Além disso, a empreiteira Odebrecht teria sido contratada sem licitação, o que apesar de permitido pela legislação não costuma ser feito pela Petrobras, responsável pela implantação do...

Leia mais
Rio Pinheiros em fotos – A história do antigo Jeribatiba
out20
Leia mais
Carros antigos: Grégoire 12/14-HP Coupé de Voyage
out20
Leia mais
Polêmica: Vereadores querem mudar nomes de ruas ligados à ditadura
out20
Leia mais
Debates à presidência se tornaram repetitivos
out20
Leia mais
Ibirapuera suaviza o calor do paulistano
out19
Leia mais
Túnel ligará Parque Dom Pedro à Alcântara Machado
out19
Leia mais
Eleições 2014: reta final a uma semana das urnas
out19
Leia mais
Condição adversa faz célula normal da pele se transformar em melanoma
out18
Leia mais
Catálogo on-line registrará acervo cultural de fazendas paulistas
out18
Leia mais
Aécio beija as mãos de Marina e demonstra gratidão
out17

Aécio beija as mãos de Marina e demonstra gratidão

Sexta-feira, 17 de outubro de 2014 às 19h43 No primeiro encontro oficial, candidato diz que acatará sugestões da ex-ministra. Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, confirmou hoje (17) que vai incorporar medidas sugeridas pela ex-senadora Marina Silva, do PSB, que ficou em terceiro lugar no primeiro turno. Entre as propostas de Marina, estão a consolidação e ampliação das políticas sociais do atual governo, como o Bolsa Família, e o desenvolvimento econômico com sustentabilidade.       No primeiro encontro oficial dos dois, em um espaço empresarial, no bairro da Lapa, sem o seu tradicional coque e penteada com um rabo de cavalo que deixou à mostra os longos cabelos cacheados, Marina Silva causou impacto entre os presentes, em sua maioria líderes, do PDSB, PSB e das siglas que estão apoiando Aécio no segundo turno. Brincando, ela justificou que, por estar com gripe, não pôde prender os cabelos como de costume. Aécio disse que o apoio de Marina o deixa em uma condição mais confortável na disputa com a candidata do PT, Dilma Rousseff. “Estou hoje vivendo um momento muito, mas muito marcante, eu diria histórico, desta caminhada”. Ele, no entanto, evitou comentar se a ex-ministra o acompanhará em comícios e atos públicos. “A forma como Marina vem participando é a melhor possível. É em torno de um projeto. Estou extremamente agradecido à generosidade da Marina, que não fez qualquer tipo de exigência. Apenas propôs o aprofundamento de algumas questões de que nós já tratávamos”, acrescentou o candidato. Ele reafirmou que há convergências entre sua plataforma e a da ex-ministra. O tucano comparou a união partidária ao momento vivido no país, há 30 anos, quando seu avô, o presidente Tancredo Neves obteve a adesão de siglas de todas as tendências em torno da intenção em encerrar um ciclo autoritário. Tancredo adoeceu antes de tomar posse e morreu em março de 1985, sem assumir o cargo. “Essa aliança foi vitoriosa. Infelizmente, o destino não permitiu que meu avô, Tancredo, assumisse a Presidência da República, mas as instituições estão aí, sólidas, e cada brasileiro pode escolher o seu destino. Fizemos a travessia em uma união de forças de pensamentos distintos”, lembrou ele. Com críticas à sua adversária no segundo turno, Dilma Rousseff, Aécio lamentou o tom do debate de ontem (16), no SBT, e disse que apenas procurou se defender dos ataques. “Eu propus, todas as vezes que pude, o debate em torno de temas. Sugeri à presidenta que falasse de segurança pública, que falasse de educação, mas a estratégia dela, ou de seu marqueteiro, não foi essa....

Leia mais
CET dá resposta desconexa sobre questões importantes para o bairro
out17
Leia mais
Aterro possui 7 milhões de pneus e pode ser visto do espaço
out17
Leia mais
MS e ANS criam normas para reduzir cesarianas
out17
Leia mais
Ministério da Saúde abre consulta pública sobre doenças raras
out17

Ministério da Saúde abre consulta pública sobre doenças raras

Sexta-feira, 17 de outubro de 2014 às 15h30 Agência FAPESP – Está aberta, até 20 de outubro, consulta pública do Ministério da Saúde para priorização das doenças raras que serão objeto de novos protocolos clínicos no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2015. A iniciativa tem o objetivo de colaborar com o trabalho da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, na elaboração dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras. A medida atende a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras, instituída em janeiro, que prevê a incorporação e o uso de tecnologias voltadas à promoção, à prevenção e ao cuidado integral na área, incluindo no âmbito do SUS a disponibilização de tratamento medicamentoso e de fórmulas nutricionais quando indicados. De acordo com a Conitec, a previsão é publicar em 2015 doze protocolos de condições raras, com um eixo genético, que corresponde a 80% das doenças, e outro não genético. Para facilitar a consulta, o Ministério da Saúde disponibilizou um relatório de oficina realizada com 60 especialistas no tema. O material pode ser acessado no Portal da Saúde. Interessados em participar da consulta pública podem submeter sua contribuição on-line no FormSUS.   Assuntos relacionados Ministério da Saúde abre consulta pública sobre doenças raras Pesquisa pode abrir caminho para novas drogas contra ELA Um gênio sob a raridade de ELA...

Leia mais
Privilégios e estação inacabada põe em dúvida ciclovias no bairro
out17
Leia mais
Discussão Rosa no Senado
out16
Leia mais
Como explicar um coração tão dividido
out16

Como explicar um coração tão dividido

Quinta-feira, 16 de outubro de 2014 às 20h57 Por Carlos Fioravanti Revista Pesquisa FAPESP – Pequenos peixes de listras horizontais mantidos em um aquário no Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), em Campinas, estão mostrando muito sobre a formação e a evolução do coração das pessoas. No final de junho, depois de meses examinando os mecanismos de ativação de genes nos músculos do coração do minúsculo zebrafish, José Xavier Neto e sua equipe concluíram uma série de experimentos que reforçaram sua hipótese de que a estrutura do coração dos seres humanos, com quatro câmaras internas divididas por válvulas que regulam o fluxo do sangue, poderia ter aparecido há pelo menos 500 milhões de anos, bem antes do surgimento da própria espécie humana, há 2 milhões de anos. O coração do homem, portanto, teria nascido antes mesmo do homem.       As implicações dessa conclusão são um pouco desconcertantes. “Nosso coração é praticamente o mesmo, em termos evolutivos, que o da lampreia”, assegura Xavier. Em vista da importância e dos significados do coração humano, não é muito confortável pensar nessa semelhança, já que a lampreia é um peixe alongado e primitivo, facilmente considerado muito feio, sem nadadeiras nem maxilar, e cuja boca é uma ventosa circular com o diâmetro do corpo. Xavier parece não se importar com a proximidade. “Do ponto de vista da cladística”, diz ele, referindo-se ao sistema de classificação dos seres vivos que se baseia na relação evolutiva entre as espécies, “nunca deixamos de ser peixes. Somos peixes modificados, as nadadeiras se transformaram em braços e pernas”. Peixes primitivos como a lampreia já apresentam um coração de quatro cavidades, mas organizadas em sequência, e não em um bloco único, como no coração humano. Em outra espécie evolutivamente muito antiga, que pode ter surgido há cerca de 400 milhões de anos, a piramboia, um peixe encontrado na Amazônia (há um exemplar também no laboratório de Campinas), alongado como uma cobra e dotado de pulmões, o coração já é mais refinado, com uma divisão interna que separa o sangue rico em oxigênio do rico em gás carbônico. Para Xavier, o mais importante, a despeito da forma, é que o trajeto do fluxo do sangue no coração já forma uma espécie de S, mais pronunciado nos peixes e mais sutil nas pessoas. Por meio de experimentos em zebrafish, também chamados de paulistinhas e bem mais simpáticos que a lampreia, em camundongos, codornas e galinhas, a equipe de Campinas tem examinado a formação das câmaras internas do coração – átrios ou ventrículos, essenciais para o armazenamento ou distribuição do sangue que circula pelo organismo. Quase duas décadas de trabalho fizeram concluir...

Leia mais
Direito à maternidade preservado
out16

Direito à maternidade preservado

Quinta-feira, 16 de outubro de 2014 às 20h   O juíz Renato de Abreu Perine, da 17ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, sentenciou a Mediservice Administradora de Planos de Saúde a arcar com os custos de endometriose aguda da paciente Claudia Zappalenti. O tratamento recomendado pelo seu médico tinha sido a fertilização in vitro, mas a operadora tinha indeferido o pedido, em uma clara situação de falta de análise do caso – o que tem sido cada vez mais recorrente. Já há algum tempo, temos acompanhado repetidos casos em que planos de saúde negam tratamentos a pacientes de forma incorreta. Tais operadoras agem, antes de mais nada, como empresas que visam exclusivamente o lucro, deixando o bem estar dos usuários e o direito à vida em segundo plano. O plano de saúde negou o pedido de Cláudia com base em uma cláusula válida, que exclui métodos de inseminação artificial do rol dos procedimentos cobertos por planos de saúde, com a intenção de evitar que se use o tratamento como meio de planejamento familiar. No entanto, a cláusula abre precedentes para interpretação, uma vez que em casos como o de endometriose severa a fertilização funciona como um tratamento médico para a doença. Além disso, a paciente corria o risco de ficar infértil e, ainda estando em idade de reprodução, isso violaria o direito garantido pela Constituição da mulher constituir uma família. Cláudia, portanto, não requeria o tratamento por simples vontade de ter um filho, mas sim por motivos de saúde. A endometriose severa causa sangramento excessivo, cólica aguda e possibilidade de perda do sistema reprodutivo e a fertilização in vitro é apontada como a única forma de tratar essa doença. Como poderia, então, um plano de saúde, cuja função é propiciar tratamentos de saúde aos seus associados, negar tal procedimento? “Aplicar a vedação estabelecida em lei para o único tratamento apto a curar a doença ofenderia a dignidade da pessoa humana, fundamento da República Federativa do Brasil”, disse o juíz em sua sentença. Afirmando que a dignidade da pessoa humana é o fundamento básico da Constituição, classificou como sendo de má fé uma interpretação literal do artigo 10, inciso II, da Lei no 9656, e ordenou que a operadora arcasse com os custos, ainda que o médico não fosse conveniado, sob pena de multa. O caso da paciente era tão claro, que qualquer pessoa, ainda que leiga, pode perceber o erro na atitude do plano de saúde. A sentença do juíz só evidencia os interesses da operadora e as recorrentes ações de má fé. Certamente o caso de Cláudia não é o primeiro e nem será o...

Leia mais
Parabéns, aos professores
out15

Parabéns, aos professores

Quarta-feira, 15 de outubro de 2014, às 21h21   Parabenizamos os professores neste dia, que apesar de ser feriado, é mais um dos que são pouco lembrados e comemorados. Mas há de se ter o consolo, os hinos à República, à Bandeira, o Hino Nacional e até a Independência, também estão sendo esquecidos. Esse processo de inversão de valores morais e cívicos precisa ser revisto, para que o país volte a se valorizar. Ninguém melhor do que os professores, aqueles dos tempos das maçãs, para lembrar-nos das nossas responsabilidades e também dos momentos em que deixamos de ser crianças e nos tornamos...

Leia mais
Você quer o 14º e o 15º salários?
out15
Leia mais
Clima e os plantios mais precoces
out15
Leia mais
Anomalia climática afeta plantio em SP
out15

Anomalia climática afeta plantio em SP

Quarta-feira, 15 de outubro de 2014 às 18h33 IEA discute anomalia climática e seus impactos sobre as culturas paulistas O risco e a incerteza incidente nos negócios agropecuários estão intrinsecamente vinculados à variável clima. Divulgou-se amplamente que, no primeiro trimestre de 2014, incidiu sobre as lavouras e pastagens a denominada anomalia climática, caracterizada por escassez de precipitações, elevada temperatura média (dia e noite) e alta radiação solar. Em seu conjunto, esses fatores climáticos trouxeram importantes perdas econômicas para os cultivos em plena fase de desenvolvimento e frutificação, ressalta o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Iniciada a temporada de plantio da safra de verão e retomado o manejo agronômico das culturas perenes (café, laranja, cana e pastagens), “os tomadores de decisão da agropecuária paulista se deparam com novo distúrbio climático, caracterizado pelo atraso no retorno das precipitações ou de sua incidência, porém, de forma irregular e em baixos volumes, incapazes ainda de destravar o início do plantio”, afirmam Celso Vegro, José Roberto da Silva, Katia Nachiluk, Marisa Zeferino Barbosa, Maximiliano Miura, Rosana Pithan e Priscilla Fagundes, pesquisadores do IEA, responsáveis pelo artigo. As previsões das variáveis climáticas ao longo da primavera no Centro-Sul, especificamente no território paulista, formuladas pelas principais agências de meteorológicas, indicam a retomada das precipitações com alguma irregularidade e variação nos volumes para o mês de outubro, devendo se elevar em termos de frequência e quantidade nos meses de novembro e dezembro. Quanto à temperatura, há relativa unanimidade de que as médias se situarão acima dos patamares históricos para o período. O retorno das precipitações por si só traz consigo dias nublados que, por sua vez, diminuem o impacto da radiação solar. O déficit hídrico acumulado até setembro de 2014 não foi zerado pelo irregular regime de precipitações que se iniciou com a chegada da primavera (excetuando-se a sub-região do Vale do Ribeira), não se prevendo que ocorram volumes significativos de precipitações ao longo da primeira quinzena de outubro (massa de ar seco bloqueando a subida das frentes frias). A baixa umidade do solo associada à exigência de substanciais volumes para recuperar a capacidade de campo constituem obstáculos imediatos para o êxito de decisões de plantios mais precoces.   Assuntos relacionados Clima e os plantios mais precoces Anomalia climática afeta plantio em SP...

Leia mais
Microalgas transgênicas são mais eficientes na fotossíntese
out15
Leia mais
Dilma e Aécio travam batalha verbal pelo voto
out15
Leia mais
Mário Quintana, amenidades
out15
Leia mais
Casa de Cultura Mario Quintana e o Hotel Majestic
out15
Leia mais
Band realiza debate entre Aecio e Dilma
out14
Leia mais
Zona Oeste inicia projeto piloto de entrega noturna de cargas
out14
Leia mais
CDH encerra ciclo de debates sobre a maconha
out14
Leia mais
Adicional de periculosidade para mototaxistas já está valendo
out14

Adicional de periculosidade para mototaxistas já está valendo

Terça-feira, 14 de outubro de 2014 às 21h31   Agência Senado – O Ministério do Trabalho e Emprego publicou nesta terça-feira (14), no Diário Oficial da União, portaria regulamentando as situações de trabalho com utilização de motocicleta que geram direito ao adicional de periculosidade. instituído pela Lei 12.997/2014, o direito ao adicional foi incluído no § 4º ao art. 193 da Consolidação das Leis do Trabalho ( CLT). O adicional de periculosidade corresponde a 30% do salário do empregado, sem os acréscimos resultantes de gratificações, prêmios ou participações nos lucros da empresa. A lei considera como perigosas aquelas atividades que, “por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem o contato permanente com inflamáveis ou explosivos em condições de risco acentuado”. Agora os mototaxistas, motoboys, motofretes e mesmo quem presta serviço comunitário de rua, como a ronda noturna, terão direito ao benefício. O projeto original (PLS 193/2003), aprovado no Senado em 2011, foi motivado por relatório do Corpo de Bombeiros de São Paulo que apontou a ocorrência de grande número de acidentes envolvendo motocicletas e veículos similares, com vítimas fatais ou sérias lesões. O texto que seguiu para sanção, depois de aprovação final no Senado em 28 de maio, foi um substitutivo ao projeto do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ). Para discutir o adicional de periculosidade, o Ministério do Trabalho e Emprego constituiu um grupo técnico que elaborou a proposta de texto do anexo da NR-16 o qual foi submetido à consulta publica pelo período de 60 dias. Com informações do site do Ministério do...

Leia mais
Prefeitura estuda mudar Ceagesp da zona oeste
out14
Leia mais
Contribua com a reciclagem de lixo, é bacana e fará bem para a cidade
out14
Leia mais
Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental
out14

Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental

Terça-feira, 14 de outubro de 2014 às 12h54 Cidade de São Paulo ocupa posição pioneira em reciclagem de resíduos sólidos. Com a inauguração das duas primeiras centrais mecanizadas de triagem da América Latina e ampliação da coleta seletiva, cidade iniciou processo inédito. Meta é aumentar o percentual de reciclagem de 2% para 10%, até 2016. SECOM / PMSP – São Paulo iniciou um processo inédito na reciclagem de resíduos sólidos com a instalação das duas primeiras centrais mecanizadas de triagem da América Latina, que vão permitir triplicar a capacidade de processamento de recicláveis e a ampliação da coleta seletiva de lixo com a aquisição de 11 caminhões. A meta é aumentar o percentual de reciclagem em São Paulo de 2% para 10%, até 2016, conforme as informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura da cidade de São Paulo. De acordo com a secretaria, com a abertura das duas centrais mecanizadas, uma em Santo Amaro e outra em Ponte Pequena, e investimentos nas cooperativas, a capacidade de reciclagem chega a 7% dos resíduos gerados na cidade. Hoje a cidade produz, no total, 10,5 mil toneladas de resíduos por dia. Deste montante, os orgânicos são 50%, cerca de 35% é resíduo seco com possibilidade de ser reciclado e um porcentual de 18% é rejeito. Por isso, se considerarmos somente a porcentagem de resíduos secos, com as quatro centrais a cidade irá processar cerca de 45% dos recicláveis produzidos. Na agenda ambiental da cidade está ainda a reutilização dos resíduos orgânicos por compostagem, para redução da quantidade de materiais enviados aos aterros sanitários. Um projeto-piloto distribuirá 2.000 composteiras domésticas e levantará informações para a ampliação dessa política. Os avanços no manejo adequado do lixo integram um conjunto de melhorias do meio ambiente da cidade, que inclui ainda a implantação de 400 quilômetros de ciclovias até 2015, a qualificação do transporte público e a adoção das lâmpadas de LED para a iluminação pública.   Assuntos relacionados Cidade de SP caminha para cumprir Agenda Ambiental Contribua com a reciclagem de lixo, é bacana e fará bem para a cidade Prefeitura lança projeto inédito de compostagem doméstica...

Leia mais
Roberto Amaral volta-se para Dilma e o PT
out14
Leia mais
Cobertura Dourada
out14
Leia mais
Pensar o futuro, assim se fará o Brasil das próximas gerações
out14
Leia mais
Um gênio sob a raridade de ELA
out13

Um gênio sob a raridade de ELA

  Segunda-feira, 13 de outubro de 2014, 21h05 Stephen Hawking é o famoso físico teórico e cosmólogo britânico e um dos mais consagrados cientistas da atualidade. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano de matemática na Universidade de Cambridge, onde hoje encontra-se como professor lucasiano emérito, um posto que foi ocupado por Isaac Newton, Paul Dirac e Charles Babbage. Atualmente, é diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica (DAMTP) e fundador do Centro de Cosmologia Teórica (CTC) da Universidade de Cambridge. Recentemente foi anunciada sua cinebiografia sem título em português, The Theory of Everything (que traduzindo ficaria A Teoria de Tudo). O filme será estrelado por Eddie Redmayne (um dos protagonistas da série Os Pilares da Terra) como Professor Hawking e Felicity Jones como Jane Hawking. O filme mostra a história do mais brilhante e famoso físico do nosso tempo e Jane, desde a primeira reunião em Cambridge, no ano de 1964, com sucessos acadêmicos posteriores de Stephen e sua deficiência aumentando. O lançamento do filme está programado para o dia 07 de novembro de 2014 nos Estados Unidos e no Reino Unido no dia 1 de Janeiro de 2015. Pouco se esperava de Stephen Hawking, um estudante brilhante da cosmologia, mas a quem foram dados apenas dois anos de vida, após o diagnóstico de uma doença fatal aos 21 anos de idade: ELA (esclerose lateral amiotrófica). Apesar de seu amor por Jane, ser chamado de o sucessor de Einstein e dos seus três filhos, ao longo dos anos seu corpo sucumbiu à doença, mas sua fama como cientista aumentou e ambos os fatos alteraram drasticamente seu relacionamento com a esposa. Nascido no dia 8 de janeiro de 1942, casou-se pela primeira vez em julho de 1965 com Jane Wilde, separando-se em 1991. Casou depois com sua enfermeira Elaine Mason em 16 de setembro de 1995. Hawking continua combinando a vida em família (seus filhos e um neto) e sua investigação em física teórica junto com um extenso programa de viagens e conferências aos 72 anos.   Assunto relacionado Ministério da Saúde abre consulta pública sobre doenças raras Pesquisa pode abrir caminho para novas drogas contra ELA Um gênio sob a raridade de ELA...

Leia mais
Pesquisa pode abrir caminho para novas drogas contra ELA
out13
Leia mais
Projeto Caminhada no Complexo Tatuapé
out13

Projeto Caminhada no Complexo Tatuapé

Segunda-feira, 13 de outubro de 2014, 18h52 Todo dia é dia da melhor idade no Complexo Tatuapé. Projeto Caminhada está com vagas abertas no Shopping Metrô Boulevard Tatuapé. O pessoal da terceira idade pode correr para fazer suas inscrições no Complexo Tatuapé e participar do Projeto Caminhada que está com inscrições abertas. Segundo a assessoria do empreendimento, a comprovação de que “a terceira fase da vida continua tão ativa quanto a dos jovens de hoje, pode ser vista todas as manhãs no Projeto Caminhada, que é promovido há 16 anos no Complexo Tatuapé”. O projeto tem como objetivo incentivar seus participantes à convivência saudável por meio da prática de exercícios físicos. De acordo com os organizadores do projeto, afirmam que mais de 10 mil pessoas já participaram das caminhadas matinais no interior dos shoppings Metrô Tatuapé e Boulevard Tatuapé, lembrando que a participação é gratuita.     “São homens e mulheres que se reúnem, entre 7h e 10h, enquanto os shoppings se preparam para abertura ao público, e praticam caminhada, ginástica, alongamento, dança e artesanato em um lugar confortável, seguro e limpo, longe do frio e da chuva. As atividades têm o acompanhamento de profissionais de educação física, que auxiliam no alongamento e nos exercícios com bolas, bastões e pesos. A ação também oferece palestras sobre os mais variados assuntos, como nutrição, direitos da melhor idade e saúde”, informa a assessoria do Complexo Tatuapé. As vagas disponíveis são para o Projeto Caminhada do Shopping Metrô Boulevard Tatuapé. Os interessados devem se dirigir ao Balcão de Informações, localizado no primeiro piso. Atualmente, o Projeto Caminhada atende 750 participantes no Complexo Tatuapé. A faixa etária para participação é acima de 55 anos. Conforme divulgado, em 2013, o Projeto Caminhada despertou o interesse do Itaú Viver Mais – outra iniciativa com foco no bem-estar de idosos – que devido à sinergia dos projetos e a fim de melhorar ainda mais as atividades dentro dos shoppings, tornou-se parceiro do Projeto Caminhada que acontece de segunda a sexta das 7h às 10h. O Shopping Metrô Boulevard Tatuapé fica na Rua Gonçalves Crespo, esquina com a Rua Tuiuti (integrado à Estação Tatuapé do metrô). Tel.: (11)...

Leia mais
Especialistas apontam soluções para cidades latino-americanas
out13
Leia mais
Clima e outros fatores tornam voláteis as cotações do café
out13

Clima e outros fatores tornam voláteis as cotações do café

Segunda-feira, 13 de outubro de 2014, 12h25 IEA aponta padrão volátil na curva futura das cotações do café. Agronegócios – Em setembro, os mercados de dólar e juros futuros na BM&F-Bovespa tiveram variações positivas. O mercado acredita que o FED (Federal Reserve System ou o equivalente ao Banco Central brasileiro) deverá antecipar a elevação da taxa básica de juros da economia ainda no primeiro trimestre, motivando a maior procura pela moeda. Assim, a curva de câmbio exibiu desvalorização do real (mais de 9% de perda no mês), informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Na Bolsa de Nova York, nos contratos de café arábica (em segunda posição), houve declínio nas cotações do produto na comparação das médias semanais, embora a trajetória futura aponte para alta nas cotações. “As cotações para dezembro de 2014, registradas na primeira semana do mês, alcançavam US$¢203,06/lbp, declinando para US$¢183,55/lbp na quarta semana. O registro de queda nas exportações brasileiras de café verde em agosto (-13,7%) não foi suficiente para deter o movimento baixista”, afirmam Celso Vegro, pesquisador do IEA e Félix Schouchana, economista e consultor de Mercados Futuros, autores do artigo. Aparentemente, dois fatores propiciaram tal baixa nas cotações: retorno das precipitações (ainda que esparsas e em baixos volumes) e divulgação no princípio do mês, por parte de instituição pública, de previsão para safra brasileira 2015/16 acima das 48 milhões de sacas. A média de preços recebidos pelos cafeicultores em setembro de 2014 na região de Franca (principal polo da cafeicultura paulista) foi de R$430,08/sc., segundo dados do IEA/CATI, representando incremento de 1,06% frente ao registrado no mês anterior. Grandes incertezas pairam sobre o potencial da safra brasileira 2015/16 e consultorias internacionais estimam colheita inferior a 40 milhões de sacas, quantidade insuficiente para atender as demandas interna e externa. Esse cenário de escassez trará mais incerteza ao mercado que, ademais, percebe no padrão climático vigente, nos principais cinturões de cultivo da rubiácea, fator de agudização das anomalias registradas no primeiro semestre do...

Leia mais
Câmara abre a I Semana de Ciência, Tecnologia & Inovação
out12

Câmara abre a I Semana de Ciência, Tecnologia & Inovação

Domingo, 12 de outubro de 2014, 13h21 Da redação | CMSP – Na próxima segunda-feira (13/10), a Câmara Municipal sediará a abertura da I Semana Nacional de Ciência, Tecnologia & Inovação, cujo tema será ‘Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social’. O evento, que terá palestras em locais como o Centro Cultural São Paulo e a Universidade Presbiteriana Mackenzie, se estenderá até a sexta-feira (17/10) e contará com a presença de especialistas, universidades, representantes de institutos de pesquisa e da sociedade civil. Entre os assuntos que serão abordados no decorrer da semana estão o papel da ciência e da tecnologia no desenvolvimento social e econômico; a inovação para os microempreendedores individuais, médias e pequenas empresas e empreendimentos de economia solidária e contribuições para um Sistema Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação. A iniciativa é do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia & Inovação (CMCT&I), que por sua vez, é composto de representantes de instituições públicas de pesquisa, universidades, gestores públicos, parlamentares e Instituições de fomento à pesquisa. A abertura da 11º Semana Nacional de Ciência será realizada no Salão Nobre da Câmara, das 14h às 17h, e terá a participação do secretário de Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, Arthur Henrique da Silva Santos, e do presidente da Câmara, vereador José Américo (PT). Para mais informações e programação acesse: Semana de Ciência, Tecnologia &...

Leia mais
Istoé/Sensus aponta Aécio 17 pontos à frente de Dilma
out12
Leia mais
Dia da Padroeira do Brasil
out12
Leia mais
Rússia sedia pela primeira vez o GP de F1
out12
Leia mais
Pesquisas sobre Amazônia são tema de simpósio nos Estados Unidos
out11
Leia mais
Mais conforto para os frequentadores da Igreja do Divino
out11

Mais conforto para os frequentadores da Igreja do Divino

Sábado, 11 de outubro de 2014, às 07h30 O programa “São Paulo mais iluminada” implantou no acesso à Paróquia do Divino Espírito Santo, em Arthur Alvim (zona Leste), 24 pontos de iluminação que abrigam 28 lâmpadas de vapor metálico.     Parte integrante da história do bairro, a paróquia está localizada à Rua Andréa Feliciano, ao lado da Cohab 1. Geralmente usadas em grandes avenidas, praças e parques, as lâmpadas de vapor metálico duram, em média, 5 mil horas, emitem luz branca, proporcionam boa reprodução de cores e possuem maior luminância em comparação às de vapor de sódio. Entre os locais iluminados com esse tipo de lâmpada, destacam-se: Avenida Radial Leste e entorno da Arena Corinthians (cerca de 2 mil pontos), segundo trecho do Corredor Norte-Sul, que vai Anhangabaú a Praça Campos de Bagatelle (748 pontos), duplicação da Avenida Belmira Marin (634 pontos), Parque do Carmo (422 pontos), Praças do Forró e Mãe Preta (São Miguel...

Leia mais
Sampaio Moreira, clube do Tatuapé com 85 anos, inaugura sala de troféus
out11
Leia mais
Aécio sobre o escândalo: “É algo institucionalizado”, disse
out10

Aécio sobre o escândalo: “É algo institucionalizado”, disse

Sexta-feira, 10 de outubro de 2014, às 20h50 Aécio Neves, considera “algo institucionalizado”, a corrupção na estatal, falando sobre denúncia de ex-diretor da Petrobras. Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, disse hoje (9) que as declarações do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef sobre irregularidades na estatal apontam para “algo institucionalizado” na empresa. “O que parece nas denúncias de hoje é que sim [ao ser questionado sobre se a corrupção era institucionalizada]. Porque segundo, não a oposição, segundo alguém que fazia parte desse esquema”, disse. “Aquilo que era chamado pelo governo de malfeito, de desvio de conduta, de caráter, do que quer que fosse, agora chega de forma institucional a um partido político”, acrescentou em entrevista coletiva, na sede de campanha do partido. Em depoimento à Justiça Federal, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, disse que empreiteiras repassavam 3% do valor de contratos superfaturados da empresa ao PP, PT e...

Leia mais
É a lama, é a lama, é a lama…
out10

É a lama, é a lama, é a lama…

Sexta-feira, 10 de outubro de 2014, às 19h15 – Atualizado às 19h43 Mais uma vez, o país dos boeings da Embraer e dos mosquitos da dengue, se vê petrificado, agora com as declarações de um ex-diretor da Petrobras. Público, gravado e na internet o depoimento à Justiça parece ter surtido algum efeito. Gerson Soares A comparação entre os boeings e o mosquito foi feita durante uma reportagem publicada pela revista Veja, há algum tempo, mas sempre nos lembramos disso quando as situações assumem diferenças tão gritantes quanto aquela. Qualquer brasileiro, que tenha o mínimo de envolvimento político, sabe que a Petrobrás é uma mãe, para cujos braços não faltam candidatos. Algumas das empresas citadas em depoimento pelo ex-diretor José Roberto Costa, na quarta-feira (8), amplamente divulgado, são conhecidas não só pela longevidade, mas pelo envolvimento com escândalos, maiores ou menores, em vários níveis governamentais há décadas. Resguardamo-nos, da citação desses nomes – apesar de nos áudios divulgados estarem bem claros – em favor da ética. Sobre os depoimentos apresentados, o que mais assusta são os detalhes, pois o fato de empresas ganharem concorrências, privilégios em troca de propinas e pagamentos a setores do governo e partidos, isso já é conhecido de longa data e motivo de tamanha mobilização da imprensa. Os meandros da iniquidade corruptiva na política são tão medonhos que décadas passam antes que venham totalmente à tona, como agora. Aécio Neves, concorrente ao Palácio do Planalto, diz ser esse fato uma instituição; Dilma disse que ela mesma demitiu José Roberto Costa. Mas condena a exposição dos depoimentos que tomam a dimensão de uma bomba atômica, bem nos dias que precedem o segundo turno da eleição que pode lhe dar um segundo mandato. Num dos países das chamadas repúblicas das bananas, nome que já não cabe ao Brasil em razão de sua evolução industrial – que apesar da insistência de corruptos e corruptores, se ergue a cada dia trabalha e produz honestamente –, mas com escândalos como este fica sem rivais na América Latina, em matéria de o quanto ainda pode ser corrupto. Dilma dizer que seu partido empreende uma luta sem trégua contra os corruptos, ora senhoras e senhores, isso é balela! Se a divulgação dos áudios é justa e se irá prejudicá-la, este peso não pode ser jogado totalmente contra a oposição. O Ministério Público está agindo de acordo com a lei, tão utilizada à exaustão pelos advogados dos envolvidos no Mensalão, a ponto de os réus terem privilégios e foros jamais imaginados por alguém que furta um pedaço de pão ou um pote de margarina (não custa nada lembrar) para matar a fome – que...

Leia mais
Zavascki nega acesso à delação de Paulo Roberto Costa
out10

Zavascki nega acesso à delação de Paulo Roberto Costa

Sexta-feira, 10 de outubro de 2014, às 19h15 CPI Mista da Petrobras terá de esperar, mas a bomba já foi acionada. Agência Senado – O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou à CPI Mista da Petrobras o acesso às declarações sigilosas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa à Justiça prestadas em razão de delação premiada. O pedido havia sido feito e reiterado pelo presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB).     O argumento do senador era de que, com a homologação, no final da semana passada, do acordo de delação firmado pelo ex-funcionário da estatal, a comissão poderia ter acesso às informações, que estão protegidas por segredo de justiça. No despacho em que negou o pedido, o ministro afirma que os dados ainda estão protegidos pelo sigilo previsto na Lei 12.850/2013. De acordo com Zavascki, o acordo de colaboração premiada só deixa de ser sigiloso assim que recebida a denúncia, o que ainda não ocorreu. Em entrevista na quarta-feira (8), o relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS), disse que, mesmo com uma possível negativa, a CPI continuaria trabalhando. Para ele, no entanto, a delação traria elementos novos que, ausentes, podem prejudicar a elaboração do relatório. – Nós não poderemos produzir um relatório se nós não tivermos acesso a essa delação premiada. Ele será falho, não vai ter todos os elementos do processo de investigação – avaliou. Preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa confessou envolvimento em negociatas na estatal. Para diminuir as penas e livrar seus familiares de processos, Paulo Roberto devolveu dinheiro e fez um acordo de delação premiada com a Justiça Federal, revelando nomes de políticos, diretores da Petrobras e executivos de empreiteiras envolvidos em esquemas de corrupção relacionados a inúmeros contratos da...

Leia mais
1932: Um relato inédito
out10
Leia mais
ONU divulga relatório sobre acidificação dos oceanos
out09
Leia mais
Tatuapé no Outubro Rosa 2014
out09

Tatuapé no Outubro Rosa 2014

Quinta-feira, 9 de outubro de 2014, às 12h03 – Atualizado às 13h12 Ponte do Tatuapé está iluminada com a cor rosa para lembrar a campanha contra o câncer de mama e colo do útero. Desde o dia 1º deste mês, o Outubro Rosa tem iluminado os prédios públicos mais famosos do país, além de monumentos e pontes. Vários países estão empenhados na campanha, que promove a conscientização de que a população feminina mundial deve se precaver contra males do câncer de mama e colo do útero.       Em 1998, a revista Alô Tatuapé entrevistou a doutora Albertina Duarte, então assessora da Organização Mundial da Saúde para colaborar na divulgação do assunto às mulheres do bairro. Uma das constatações mais preocupantes na época era o preconceito masculino quanto à coleta de material para o exame de papanicolau, para o qual a médica chamava a atenção do público masculino. “Se você quer que a sua mulher tenha saúde, deve deixar que ela faça os exames periódicos”, disse a especialista há 16 anos. Durante o Outubro Rosa 2014, o alotatuape se engaja diariamente na campanha, passando as cores do design do site para o pink durante todas as noites do mês de outubro. A ideia é acompanhar o movimento noturno das cidades espalhadas pelo Brasil e no mundo, em São Paulo e também no Tatuapé, com a iluminação da Ponte Padre Adelino. Essa ponte estaiada, em particular – sabiamente chamada pela prefeitura de Ponte Padre Adelino, apesar de o nome oficial ser outro –, marca a história jornalística do Alô Tatuapé e hoje pode ser iluminada para ajudar na campanha do Outubro Rosa.   Asssuntos relacionados Padre Adelino, 10 anos depois Outubro Rosa em Curitiba Tatuapé no Outubro Rosa 2014...

Leia mais
O rosa chega a São Paulo: Outubro Rosa 2014
out09
Leia mais
Astrobiologia: saiba mais sobre o assunto
out09

Astrobiologia: saiba mais sobre o assunto

    Quinta-feira, 9 de outubro de 2014, às 09h47   Astrobiologia é tema de workshop internacional no Brasil e também para a América Latina, integrando os grupos brasileiros e latino-americanos que trabalham nesse tipo de estudos que possui ampla diversidade de temas a serem explorados. O brasileiro Douglas Galante, do grupo focal sobre termodinâmica, desequilíbrio e evolução (TDE) do Nasa Astrobiology Institute, fala sobre o evento que reuniu 160 pesquisadores no Centro Nacional de Pesquisa em Campinas, São Paulo. Assista o vídeo com a entrevista e saiba mais sobre esse interessante tema da...

Leia mais
Doutorado sobre atmosfera da Grande São Paulo é premiado
out09
Leia mais
Instituto de Saúde abre concurso para pesquisador científico
out09

Instituto de Saúde abre concurso para pesquisador científico

Quinta-feira, 9 de outubro de 2014, às 10h37 Agência FAPESP – O Instituto de Saúde, órgão da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, abriu inscrições para um concurso público que busca preencher 13 vagas de pesquisador científico da instituição. O candidato deve ter curso superior completo nas áreas de Saúde, Educação, Comunicação, Economia, Estatística ou outras correlatas e experiência comprovada de, no mínimo, um ano em atividades de pesquisa no campo da saúde coletiva. Quatro das vagas são para o Núcleo de Serviços e Sistemas de Saúde do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento para o SUS-SP; três para o Núcleo de Análise e Projetos de Avaliação de Tecnologias de Saúde do Centro de Tecnologias de Saúde para o SUS-SP; duas para o Núcleo de Fomento e Gestão de Tecnologias de Saúde do Centro de Tecnologias de Saúde para o SUS-SP; duas para o Núcleo de Formação e Desenvolvimento Profissional; e duas para o Núcleo de Comunicação Técnico-Científica. O salário inicial é de R$ 4.173,85, para uma carga horária de 40 horas semanais. A taxa de inscrição para o concurso é de R$ 66,46. As inscrições vão até 21 de outubro. O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis no site da Secretaria da...

Leia mais
PSB decide apoiar Aécio Neves no segundo turno
out08

PSB decide apoiar Aécio Neves no segundo turno

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 20h47 Mariana Jungmann – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado A Executiva Nacional do PSB decidiu apoiar a candidatura de Aécio Neves (PSDB) para a Presidência da República, no segundo turno. Após cerca de três horas de reunião, os 22 membros da executiva votaram pelo apoio a Aécio, 7 pela neutralidade e apenas o senador João Capiberibe (AP) votou pelo apoio a Dilma.     Os que votaram pela neutralidade foram a senadora Lídice da Mata (BA), o senador Antônio Carlos Valadares (SE), Katia Born, o secretário de Juventude, Bruno da Mata, o presidente do partido Roberto Amaral, a deputada Luiza Erundina (SP) e o secretário da Área Sindical, Joílson Cardoso. Ao tomar conhecimento da decisão, Aécio Neves foi até a sede do PSB, em Brasília, e ouviu dos pessebistas que a aliança será condicionada a acordos programáticos no plano de governo. “Esta indicação de apoio fica condicionada a acordo a ser discutido e firmado sob bases programáticas, considerando a urgência de se criar o ambiente necessário a um novo ciclo de desenvolvimento”, disse o presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, ao anunciar a decisão. O candidato estava acompanhado do senador eleito Tasso Jereissati (PSDB-CE), que chefiará a equipe responsável pela formulação do plano de governo. Aécioo ressaltou que a aliança com o PSB será mantida pelos próximos quatro anos, caso seja eleito. “Este apoio que aqui recebo da direção nacional do PSB, de governadores, de senadores e deputados, fortalece muito a minha candidatura que, a partir deste instante, deixa de ser uma candidatura do meu partido e de um grupo de aliados, e passa a ser a candidatura do amplo sentimento de mudança que hoje permeia a sociedade brasileira”, disse. Ele também mencionou o ex-presidente do PSB e ex-candidato do partido à Presidência da República Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo em agosto deste ano. Aécio destacou a honra de levar adiante os ideais de Campos de fazer “uma nova política”. “Os seus sonhos, Eduardo, passam a ser os meus sonhos. Os seus compromissos, meus compromissos. a partir de agora caminharemos juntos”, disse em discurso. Amanhã (9) os demais partidos que se coligaram com o PSB no primeiro turno – PPS, PSL, PHS, PPL e PRP – se reunirão para decidir se também apoiarão o candidato do...

Leia mais
Haddad está mudando o estilo da cidade e o Tatuapé faz parte
out08

Haddad está mudando o estilo da cidade e o Tatuapé faz parte

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 15h43 – Atualizado às 18h56 Gerson Soares O jeitão da cidade aos poucos vai mudando e parece ser esse o objetivo do prefeito Fernando Haddad. A impressão que fica é a de que será possível enxergar, dentro de pouco tempo, o horizonte de uma nova mentalidade administrativa. É o que se espera.     Faixas vermelhas com sinalização abundante já fazem parte da cidade, são as ciclovias. No lugar o cinza, palhaços e cadeiras de praia, crianças brincando. Ao invés de caminhos desviados pelas drogas, jovens se empenham nos esportes na virada esportiva e a cultura retoma o seu devido lugar. Será que São Paulo pode ficar mais colorida, iluminada e alegre? Claro que sim. Na agenda desta quarta-feira (8) do prefeito da cidade estava o Centro Esportivo e Recreativo dos Trabalhadores, mais conhecido como Ceret, que apesar da troca de nomenclatura – atualmente denomina-se Parque Esportivo dos Trabalhadores (PET) – continua sendo o lugar onde milhares de pessoas se exercitam, correm ou apenas caminham pelas alamedas, há poucos meses duramente criticadas pela falta de investimentos da prefeitura.     Segundo Haddad, a prefeitura recebeu o parque precariamente por 20 anos e devido à legislação não podia investir. “Então o que eu fiz, fui até o governador e ele cedeu a administração do parque à prefeitura por 99 anos. Com esse entendimento nós começamos a planejar os investimentos. Agora, por 99 anos, o parque é da cidade e isso nos permite planejá-lo por décadas”, explicou o prefeito. Lembrando a nova iluminação recém-inaugurada, Haddad disse que o Ceret vai estar no mesmo nível dos outros parques municipais, uma reivindicação mais do que antiga dos frequentadores e moradores. “Isto aqui não ficar devendo nada para Ibirapuera, Parque do Carmo e tudo o que está sendo feito nos parques municipais vai ser feito no Ceret”, afirmou comparando.     Haddad foi acolhido carinhosamente pelas moradoras que o abraçaram e pousaram para fotos. Uma das anciãs da qual não foi possível saber o nome, disse que veio só para vê-lo. “Já que não teve exercício eu vim só para cumprimentá-lo”. Os selfies também não faltaram. Foi registrada a presença do superintendente da Associação Comercial do Tatuapé, José Sampaio Teixeira que cumprimentou Haddad, além de outros moradores conhecidos do bairro e amigos das caminhadas matinais que prestigiaram a presença de Haddad e seus secretários. “Os equipamentos da terceira idade, o Celso já se comprometeu a multiplicar e reparar, porquê? Eu vim a saber que aqui a frequência é tão grande que chega a fazer fila para usar os equipamentos”. O prefeito afirmou que a cidade está sendo pensada...

Leia mais
Haddad fala das ciclovias e estações de bikes no Tatuapé
out08

Haddad fala das ciclovias e estações de bikes no Tatuapé

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 14h56 – Atualizado às 18h39 A cidade está passando por mudanças promovidas pela Prefeitura. Mobilidade urbana ligada ao transporte público, iluminação, ocupação de ruas e praças com eventos, virada cultural e esportiva. Estes são alguns exemplos de ações interessantes e que merecem destaque positivo. Outra iniciativa em prol dos munícipes, mas que ainda tem opositores, até mesmo entre quem pratica exercícios regularmente são as ciclovias.     Em sua visita ao bairro, na manhã desta quarta-feira (8), o prefeito Fernando Haddad declarou que não há nada contra os carros, mas que é a favor de mudanças e demonstra entusiasmo quando fala da implantação das faixas exclusivas para bicicletas. Ao nos dirigirmos para o evento que ocorria na entrada do Parque Esportivo do Trabalhador (PET – muito mais lembrado pelo antigo nome Ceret), logo no início desta reportagem, encontramos Sueli que observadora não se conteve em dizer: “A ciclovia termina aqui. Quando vai ficar pronta?”, ao perceber que a lente de nossa câmera estava voltada para o final da faixa exclusiva das bikes, na esquina da Rua Nello Bini com a Rua Eleonora Cintra, em frente ao Ceret. Sueli disse mora no bairro desde que nasceu e contou sobre seu filho que precisa ir até a faculdade. “Existe uma faixa de ciclovia na Praça Ituzaingó, mas não tem continuidade. Precisaria descer pela Rua Coelho Lisboa, Rua Serra de Bragança”, exemplificou. Apesar da nova modalidade em transporte ser o assunto do momento, Sueli afirma que são necessárias outras linhas de ônibus para o centro. “Nós não temos como ir do Tatuapé para o Centro, só há uma linha de ônibus, que sai da Silvio Romero, e o Metrô. Meu filho estuda na Consolação e gostaria de usar a ciclovia como alternativa”. Sobre as ciclovias o Prefeito reafirmou nesta manhã no encontro com a imprensa e diversos usuários do parque que até o final de 2015 todas as estações e ciclovias estarão interligadas. “São 400 quilômetros. Essa distância dá para ir até o Rio de Janeiro”, exagerou ao perguntarmos sobre as estações que estão sendo instaladas no bairro. “Todas as estações serão interligadas”, disse ao questionarmos as obras nas ruas Emílio Mallet e Euclides Pacheco. Portanto, os adeptos ao uso da bicicleta como meio de transporte terão de aguardar mais um tempo. Mas, segundo nos informou Haddad, onde há estações também haverá ciclovias.   Assuntos relacionados Haddad fala das ciclovias e estações de bikes no Tatuapé Haddad está mudando o estilo da cidade e o Tatuapé faz parte Prefeitura entregará nova iluminação no...

Leia mais
TJ cassa liminar que permitia sacolas plásticas no comércio de SP
out08

TJ cassa liminar que permitia sacolas plásticas no comércio de SP

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 20h28 Da redação – CMSP O Tribunal de Justiça de São Paulo cassou a liminar que permitia aos estabelecimentos comerciais de São Paulo fornecerem sacolas plásticas a seus clientes. A proibição às “sacolinhas” havia sido instituída pela Lei Municipal 15.374, sancionada em maio de 2011, mas foi suspensa por uma liminar obtida em junho daquele ano pelo Sindiplast (Sindicato da Indústria Material Plástico do Estado São Paulo). A Câmara Municipal é uma das rés da ação, juntamente com a prefeitura. Na ação, o Sindiplast alega que o município não teria competência para legislar sobre o assunto, argumento rejeitado pelo Órgão Especial do colegiado estadual, composto por 25 magistrados. Ainda cabe recurso ao sindicato, que pode tentar interpor embargos de declaração no próprio TJ ou derrubar a decisão no STF (Supremo Tribunal Federal). A proposta, de autoria do vereador Claudinho de Souza (PSDB), originalmente vedava o uso de quaisquer embalagens plásticas para o acondicionamento de produtos comercializados em São Paulo. No entanto, o substitutivo aprovado em plenário restringiu a proibição às sacolas...

Leia mais
Pesquisadores do IEA avaliam emprego formal agropecuário em SP
out08

Pesquisadores do IEA avaliam emprego formal agropecuário em SP

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 16h30 – Atualizado às 19h48 IEA – O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou em agosto de 2014 o desempenho do emprego formal brasileiro de 2013. Os dados são provenientes da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), que organiza as declarações prestadas por todos os estabelecimentos com vínculos ativos e carteira assinada, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Em 2013, constatou-se que o Brasil teve um crescimento de 3,1% na geração de empregos em comparação ao ano anterior. Os setores de serviços e comércio foram os que tiveram maior crescimento, 3,8% e 3,1%, respectivamente, e juntos concentraram 72,7% do total de empregos com carteira assinada. Já a agropecuária teve o menor desempenho dentre todos os setores, com aumento de 0,9% no número de postos de trabalho formais. O Estado de São Paulo tem importância significativa na geração de empregos com carteira assinada, afirmam Carlos Eduardo Fredo e Alceu de Arruda Veiga Filho, pesquisadores do IEA e Thiago Lisboa, assistente agropecuário da Codeagro (Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios), autores do artigo. São Paulo representa 28,7% do total de empregos formais e registrou crescimento de 1,7%. A geração de empregos foi impulsionada principalmente pelo setor de serviços, que teve um aumento de 130.476 vagas formais (+1,8%), e pelo de comércio, com 58.812 (+2,2%). “O setor agropecuário paulista foi o único que apresentou retração na geração de empregos, com perda de 15.620 postos de trabalho (-4,5%). Registre-se que foi o segundo ano consecutivo de queda no emprego formal neste setor”, esclarecem os autores. Estudo do Instituto de Economia Agrícola, publicado em abril de 2014, avaliou o desempenho mensal, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) para o ano de 2013. Por meio desta base, é possível avaliar o número de admissões e desligamentos mensais em todos os setores econômicos, ou seja, a flutuação do emprego formal. Nesse estudo, constatou-se a perda de postos de trabalhos formais no setor agropecuário para o ano de 2013, diminuindo em 15.200 empregos. Verificou-se, também, que a atividade econômica responsável para essa perda tinha sido o cultivo de laranja. O custo com mão de obra nas etapas de colheita e tratos culturais bem como a saída de muitos produtores do setor citrícola foram alguns fatores influentes na perda de emprego do setor...

Leia mais
Modelo matemático para diluir agrotóxicos diminui risco de ambiental
out08

Modelo matemático para diluir agrotóxicos diminui risco de ambiental

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 10h – Atualizado às 19h36 Por Diego Freire Agência FAPESP – A mais recente edição da Spanish Journal of Agricultural Research, revista científica do Instituto Nacional de Investigación y Tecnologia Agraria y Alimentaria do Ministério de Economia e Competitividade espanhol, traz um modelo matemático capaz de estimar o volume de água cinza necessário para diluir misturas de agrotóxicos na água e minimizar os riscos ao ambiente aquático. A novidade foi desenvolvida por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O termo “água cinza” é usado para se referir à água residual de diferentes processos, desde a que foi utilizada no banho até a da produção industrial. Na agricultura, é um dos componentes da pegada hídrica, a soma de todo o consumo de água envolvido na produção, incluindo a verde, vinda da chuva e contida no solo, a azul (da irrigação) e a cinza, que assimila a carga de pesticidas e fertilizantes. O artigo A mathematical model to estimate the volume of grey water of pesticide mixtures, de Lourival Paraíba, Ricardo Pazianotto, Alfredo Luiz, Aline Maia e Claudio Jonsson, da Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna (SP), apresenta cálculos com valores de concentrações letais de diversos agrotóxicos em organismos indicadores da qualidade hídrica, como algas, peixes e microcrustáceos, chegando aos volumes de água necessários para diluir a carga dos pesticidas e minimizar os riscos para a vida aquática e o homem. O desenvolvimento do modelo contou com apoio da FAPESP na pesquisa “Alterações Bioquímicas, Hematológicas e Acúmulo em Tilápia pela Exposição a Misturas de Herbicidas da Cultura Canavieira”, fornecendo subsídios teóricos para a estimativa da água cinza de herbicidas usados em cultivos de cana-de-açúcar para a produção de açúcar e álcool. Para os pesquisadores, a contaminação das fontes de água doce naturais está resultando em um passivo ambiental elevado que põe em perigo os ecossistemas terrestres. Além disso, o crescimento da produção agrícola por conta da expansão da produção global de recursos de energia biológica evidencia o risco de escassez de água. “Em qualquer sistema agrícola sustentável, para a manutenção da vida em todas as suas dimensões, é necessário manter a qualidade de água doce”, disse Paraíba. O modelo da Embrapa calcula os valores adequados para diluição de agrotóxicos sem prejuízo à água. Tradicionalmente, para fazer esses cálculos é necessário conhecer a carga de pesticidas usada no cultivo e os limites máximos de resíduos na água. Mas nos cultivos agrícolas brasileiros são utilizados vários pesticidas cujos limites permitidos em água não estão definidos. Além disso, o procedimento clássico não considera em seus cálculos o efeito dessa água residual em organismos aquáticos. O modelo...

Leia mais
Prefeitura entregará nova iluminação no Ceret
out08

Prefeitura entregará nova iluminação no Ceret

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 15h43 – Atualizado às 18h47 A coletiva de imprensa, com a participação de inúmeros usuários do parque já havia começado, quando uma senhora interrompeu o Prefeito: “Nós precisamos de mais equipamentos de ginástica”, causando ao mesmo tempo surpresa e risos. Não demorou muito e mais uma interrupção. “Eu estou aqui para falar por aqueles que não podem falar”, disse a mulher de cabelos grisalhos. “Mas aqui todo mundo pode falar”, brincou o prefeito. “É que eu quero falar pelos cachorrinhos…”.     Assim começou a manhã desta quarta-feira (8) do prefeito da cidade no Tatuapé, recebendo sugestões, sendo interrompido pelas senhores e senhores de cabelos brancos que lhe faziam pedidos, aos quais aderiu. “Bom, então nos vamos fazer uma comissão tripartite: eu quero WiFi livre para o parque, a senhora quer acesso aos cachorros e a senhora mais equipamentos de ginástica”, disse Haddad, pedindo providências ao seu secretariado, mas deixando claro que algumas precisavam seguir as normais existentes. Pouco antes o prefeito havia cobrado do secretário Simão Pedro, a instalação do WiFi livre no Ceret. “Não é possível que um parque como este não esteja na programação de WiFi da cidade”. De bom humor, disse que a internet é um vício e que então o internauta poderia ir ao parque e aproveitar para fazer exercícios, ver os amigos e sociabilizar saindo de casa.     O encontro com o Prefeito da cidade marcou a remodelação da iluminação do Ceret com lâmpadas de vapor de sódio (LPS) que faz parte do programa São Paulo Mais Iluminada. “Até o dia 30 de setembro nós trocamos 185 mil lâmpadas da iluminação pública da cidade de São Paulo. Agora o parque vai poder ficar aberto até mais tarde ou durante a noite porque vai receber mais de 600 lâmpadas novas em 300 pontos de iluminação, em substituição às cento e poucas lâmpadas que nós temos aqui hoje”, enfatizou o secretário de Serviços, Simão Pedro, durante sua fala. Pertencendo à Subprefeitura Aricanduva/Formosa/Carrão, o parque do Tatuapé – bairro que absurdamente não possui uma subprefeitura própria, estando subordinado também à Mooca – contou com a presença do subprefeito Quintino Simões Pinto. Entre os convidados estavam o vereador Paulo Frange (PTB-SP), o diretor da Ilume José Alberto Serra Almeida e o administrador do Ceret Mohamed Mourad e o engenheiro Marco Antonio Melro da Porte Construtora. “O Marco vai colocar, sem nenhuma contra-partida, todo o gradil de toda a Eleonora Cintra, vai dar mais ou menos um quilômetro de gradial para o parque ficar com cara de parque”, disse o secretário municipal de Esportes Celso Jatene, referindo-se ao empresário da construção,...

Leia mais
Obra inacabada na Emílio Mallet será estação de bikes
out08

Obra inacabada na Emílio Mallet será estação de bikes

Quarta-feira, 8 de outubro de 2014, às 15h29 – Atualizado às 18h32 Na última quinta-feira (2) resolvemos investigar do que se tratava a obra inacabada, deixada há mais de 15 dias (até aquela data) sem nenhuma sinalização e causando estranheza aos pedestres e motoristas que passavam pela esquina das ruas Francisco Marengo e Emílio Mallet e se deparavam com o fato. Em contato com a Subprefeitura Mooca, a assessoria de comunicação do órgão da Prefeitura, respondeu tratar-se da construção de uma estação de bicicletas – obra do Banco Itaú em parceria com a Secretaria Municipal de Transportes. Recomendando mais informações com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), órgão responsável pelo projeto. Alertada pela reportagem, a Subprefeitura Mooca enviou notificação à empresa contratada para regularização da sinalização e melhoria do isolamento. Nesta manhã (8), estivemos novamente no local para ver como estava uma semana depois da matéria e já constatamos a mobilização para finalizar a estação.           Assuntos relacionados Haddad fala das ciclovias e estações de bikes no Tatuapé Privilégios e estação inacabada põe em dúvida ciclovias no bairro Obra inacabada causa transtornos em cruzamento do Tatuapé Obra inacabada na Emílio Mallet será estação de bikes...

Leia mais
Eclipse lunar
out07
Leia mais
Drones servem comida em Cingapura
out07

Drones servem comida em Cingapura

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 17h32 Cingapura – Drone carrega até 5 kg para entregar comida na mesa dos clientes provocando risos, mas há muita seriedade quando o assunto é tecnologia. Os drones, vistos mais como robôs de guerra, entram aos poucos no cotidiano das pessoas. Os visitantes de uma feira em Cingapura estão passando por essa divertida experiência e sendo servidos pelos robôs voadores. Na foto o Drone Infinium da empresa de mesmo nome, que divulga seu produto com o apelo de poder aumentar a produtividade nos restaurantes quando não é possível contratar pessoas suficientes ou escassez de mão de obra. A Infium ainda apresenta as seguintes vantagens sobre a utilização dos seus drones: • velocidade de entrega rápida; • economiza espaço (já que pode utilizar o espaço aéreo acima da altura humana); • adapta-se a disposição do restaurante; • fácil de instalar; • totalmente autônomo; • seguro, confiável e eficiente; • sensível a obstáculos; • não participa de greves de trabalhadores. Por último, a empresa ressalta: Nunca será necessário dar aumento de...

Leia mais
Ricardo Izar é reeleito com votação superior ao primeiro mandato
out07

Ricardo Izar é reeleito com votação superior ao primeiro mandato

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 16h54 Considerado um dos melhores do país, volta às atividades no Congresso e no Conselho de Ética. O deputado federal Ricardo Izar (PSD) foi reeleito com mais de 113,5 mil votos, um aumento de aproximadamente 30%, perante a primeira vez em que se candidatou em 2010. Filho de Ricardo Izar, conhecido cidadão tatuapeense que presidiu o Conselho de Ética durante o Mensalão, a maior crise política enfrentada pelo país e protagonizada por líderes e aliados do governo petista. A família Izar pode ser considerada uma das mais antigas do Tatuapé, sendo Chucri Curi, bisavô do atual presidente do Conselho de Ética, o primeiro cônsul Libanês do país. A sede consular ficava em sua própria residência, à Rua Felipe...

Leia mais
Plenário retoma votações com MP e projeto trancando a pauta
out07

Plenário retoma votações com MP e projeto trancando a pauta

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 14h52 Medida provisória que reestrutura as carreiras da Polícia Federal e proposta que muda a legislação sobre pesquisa científica são os únicos itens da pauta. Líderes se reúnem às 14h30 para definir votações da semana. Agência Câmara de Notícias Reportagem – Murilo Souza Edição – Marcos Rossi O Plenário da Câmara dos Deputados voltou a se reunir hoje, às 14 horas, para a primeira sessão deliberativa ordinária após o primeiro turno das eleições. Estão na pauta a Medida Provisória (MP) 650/14, que reestrutura as carreiras da Polícia Federal (PF); e o Projeto de Lei (PL) 7735/14, que altera a legislação sobre pesquisa científica e exploração do patrimônio genético de plantas e animais nativos. Tanto a MP quanto o PL trancam a pauta de votações. A sessão marcará a reinauguração do Plenário Ulysses Guimarães após as obras de acessibilidade concluídas no início deste mês. Não foi incluída na pauta a proposta que pretende anular a Política Nacional de Participação Social (PDC 1491/14). Ela causou impasse entre líderes partidários e inviabilizou as votações na semana de esforço concentrado da Câmara no início de setembro. Desde então, não houve mais sessões para votação no Plenário. Neste momento, os líderes partidários estão reunidos na presidência da Câmara para definir quais projetos poderão ser votados ao longo da semana. Polícia Federal No caso da MP 650/14, será analisado o texto original enviado pelo Executivo e aprovado pela comissão mista do Congresso que o analisou. Relator da medida, o senador José Pimentel (PT-CE) rejeitou as 42 emendas apresentadas ao colegiado. Segundo Pimentel, o objetivo é evitar que novas discussões impeçam a aprovação da MP, na Câmara e no Senado, até o dia 28 de outubro, data em que perde a validade. O relator não descarta, no entanto, acolher no Plenário algumas das emendas apresentadas, desde que haja consenso. A MP concede reajustes de 15,8% a agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal. O texto também concede aumento aos peritos federais agrários, reajustando a tabela da gratificação de desempenho de atividade (Gdapa). Conforme o texto, os reajustes nas remunerações estão condicionados à dotação orçamentária, ou seja, à aprovação do projeto de créditos adicionais (PLN 5/14), que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em vigor (Lei 12.919/13). Além de alterar as remunerações, a MP atualiza a legislação, passando a classificar os cargos de agente, escrivão e papiloscopista como categorias de nível superior. Na prática, os concursos públicos para as três carreiras já exigem nível superior desde 1996. Por fim, a MP elimina as idades mínima, de 21 anos, e máxima, de 30 (nível médio) e de 35 anos (superior),...

Leia mais

Dança com a cia. Jant-bi – École des Sables

  Assista o vídeo e conheça a Jant-bi Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 13h10 Sesc Pinheiros Endereço: Rua Paes Leme, 195 Tel.: 11 3095.9400 Horário de funcionamento da Bilheteria: Terça a sexta das 10h às 21h. Sábados das 10h às 21h, domingos e feriados das 10h às 18h. Estacionamento com manobrista (vagas limitadas): Veículos, motos e bicicletas. Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas (para veículos e motos): Para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 6,00.   Dança Cia. Jant-Bi Jigeen [Senegal] Afro-Dites / Kaddu Jigeen! é a primeira criação da companhia Jant-Bi Jigeen. A coreografia conta a história de nove jovens mulheres senegalesas de olhar afiado que falam e dançam suas vidas a partir de sua visão sobre a sociedade moderna do Senegal, abordando a alegria e o amor, a ironia e o senso de humor, por meio de um olhar cáustico sobre hábitos e costumes de seu país. O espetáculo foi criado na École des Sables, localizada na vila Toubab Dialaw (Senegal), um centro internacional dedicado à dança africana tradicional e contemporânea, sob direção artística de Germaine Acogny e Patrick Acgony. Duração: 70 minutos Local: Teatro Paulo Autran Não é permitida a entrada após o início do espetáculo Venda limitada a quatro ingressos por pessoa...

Leia mais
Instituto Italiano promove mesa redonda sobre 1ª Guerra Mundial
out07
Leia mais
HPV: tomar a segunda dose é essencial
out07

HPV: tomar a segunda dose é essencial

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 10h03 Ministério da Saúde reforça a importância da segunda dose da vacina contra HPV. Adolescentes imunizadas podem ser a primeira geração praticamente livre do risco de morrer do câncer do colo do útero. A vacina continua disponível nos postos de saúde de todo o país para a segunda dose, que já atingiu 900 mil meninas. Agência Saúde – No primeiro mês de vacinação contra o HPV (Papiloma Vírus Humano), 914 mil meninas já tomaram a segunda dose da vacina, o que garante a proteção contra o vírus até que recebam a dose de reforço, em cinco anos. O número representa 18,4% do público-alvo, formado por 4,9 milhões de meninas de 11 a 13 anos. A vacinação da segunda dose começou no dia 1º de setembro.     O ministro da Saúde, Arthur Chioro, reforça a importância da segunda dose para a proteção contra o HPV e, consequentemente, contra o câncer do colo do útero – terceiro tumor mais frequente na população feminina e terceira causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. “A primeira dose sozinha não protege contra o vírus. Por isso, a segunda dose é essencial. Com isso, é fundamental que as famílias busquem saber se haverá vacinação nas escolas das adolescentes. Se não tiver, levem suas filhas a um posto de vacinação mais próximo de casa. A vacina é segura e é uma estratégia importante na prevenção do câncer do colo do útero. Ela só terá eficácia se as meninas tomarem todas as doses”, alerta o ministro. A vacina contra HPV faz parte do calendário nacional e está disponível nas mais de 36 mil salas de vacinação espalhadas pelo país. Cada adolescente deverá tomar três doses para completar a proteção: a segunda, seis meses depois da primeira e a terceira, de reforço, cinco anos após a primeira dose. Neste ano, são vacinadas as adolescentes do primeiro grupo, de 11 a 13 anos. Em 2015, a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de nove a 11 anos e, em 2016, as meninas de nove anos. Desde 10 de março, quando a imunização passou a ser ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS), 4,5 milhões de meninas receberam a primeira dose, o que representa 92,6% do público-alvo. O SUS oferece a vacina quadrivalente, que confere proteção contra quatro subtipos do vírus (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia. Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo mundo e os subtipos 6 e 11 por 90% das verrugas anogenitais. Segurança Atualmente, a vacina...

Leia mais
Pesquisadores europeus desenvolvem Nanotermômetro luminescente
out07

Pesquisadores europeus desenvolvem Nanotermômetro luminescente

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 08h39 Por Elton Alisson, de João Pessoa (PB) Agência FAPESP – Os termômetros convencionais utilizados hoje para medir a temperatura corpórea poderão ser substituídos, em breve, por dispositivos em escala nanométrica (da bilionésima parte do metro) capazes de medir as variações de temperatura em nível molecular. Um grupo de pesquisadores do Centro de Pesquisa em Cerâmicas e Materiais Compósitos (Ciceco) da Universidade de Aveiro, em Portugal, em colaboração com colegas do Instituto de Ciência de Materiais de Aragón da Universidad de Zaragoza, na Espanha, desenvolveu um protótipo de um nanotermômetro luminescente com possíveis aplicações biomédicas. Descrito em artigo publicado na revista Advanced Materials, o dispositivo foi apresentado no 13º Encontro da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais (SBPMat), realizado de 28 de setembro a 2 de outubro em João Pessoa, na Paraíba. “Já submetemos uma patente do dispositivo na Europa e nos Estados Unidos, e algumas empresas se interessaram pela ideia”, disse Luis António Dias Carlos, pesquisador do Ciceco e um dos autores do protótipo, à Agência FAPESP. De acordo com Dias Carlos, o dispositivo é baseado no conceito do uso de materiais luminescentes (emissores de luz) – como nanopartículas de íons lantanídeos trivalentes európio (Eu3+), térbio (Tb3+), itérbio (Yb3+) e érbio (Er3+) – para medir a temperatura. Ao serem excitados por radiação ultravioleta – com energia mais elevada –, os íons Eu3+ e Tb3+ emitem luz nas regiões espectrais do vermelho e do verde com intensidades que variam de acordo com a temperatura do material sobre o qual estão dispersos. Dessa forma, é possível medir a temperatura analisando as variações de intensidade da emissão de luz dos íons a distância, sem a necessidade de contato físico entre o termômetro e o material que se pretende analisar, uma vez que a luz se propaga no espaço. Como os íons lantanídeos podem ser dissolvidos ou dispersos em fluidos biológicos (como sangue, por exemplo), o nanotermômetro pode ser utilizado em meios líquidos, segundo o pesquisador português. Dias Carlos já realizou pesquisa na área em colaboração com colegas do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Araraquara, com apoio da FAPESP. “O nanotermômetro luminescente permite medir a temperatura de uma forma não invasiva com alta resolução espacial”, avaliou o pesquisador. “Fomos um dos primeiros grupos de pesquisa no mundo a propor o conceito de nanotermometria baseado na emissão de luz de íons lantanídeos.” O protótipo do nanotermômetro luminescente desenvolvido pelos pesquisadores é uma placa em escala micrométrica composta por camadas sobrepostas de nanopartículas de íons Eu3+ e Tb3+ dispersas em filmes poliméricos, cobertas por uma camada de óxido de silício (SiO2) e...

Leia mais
Cientistas criam vetor viral para fortalecer imunidade contra o câncer
out07

Cientistas criam vetor viral para fortalecer imunidade contra o câncer

Terça-feira, 7 de outubro de 2014, às 08h23 Por Karina Toledo, de Caxambu Agência FAPESP – Pesquisadores de Campinas trabalham no desenvolvimento de um vetor viral capaz de modificar o funcionamento de determinadas células de defesa e, dessa forma, estimular o sistema imunológico a combater o câncer com mais eficiência. A pesquisa está sendo realizada com apoio da FAPESP no Laboratório de Vetores Virais (LVV), instalado no Laboratório Nacional de Biociências do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (LNBio/CNPEM). Dados preliminares foram apresentados pelo coordenador do LVV, Marcio Chaim Bajgelman, durante a 29ª Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), realizada em agosto em Caxambu (MG). “Além da mutação genética que desencadeia o câncer, há uma série de outros eventos que ocorrem paralelamente no organismo e podem favorecer ou não a proliferação das células tumorais. Um desses eventos é a própria resposta imunológica do indivíduo, que nós estamos tentando modular”, disse Bajgelman à Agência FAPESP. De acordo com o pesquisador, dados da literatura científica indicam que portadores de câncer costumam apresentar concentrações elevadas de um tipo de linfócito conhecido como célula T reguladora (Treg), cujo papel é inibir a proliferação de outros linfócitos que poderiam atacar as células tumorais. Em uma situação fisiológica, as células Treg têm a importante missão de trazer equilíbrio ao sistema imune, para que tecidos do organismo não sejam atacados desnecessariamente. Mas, em portadores de câncer, explicou Bajgelman, elas podem ajudar a proteger o tumor. “As células tumorais produzem substâncias que atraem todos os tipos de células T. Quando as Treg migram para o sítio tumoral, elas interagem com as chamadas células T CD4 efetoras e as desarmam. Se conseguirmos inibir a atuação da Treg, ou talvez até convertê-las em TCD4 efetoras, poderíamos potencializar a imunidade antitumoral”, disse Bajgelman. O grande desafio dessa proposta terapêutica, segundo Bajgelman, é conseguir diferenciar uma Treg de uma célula TCD4 efetora, uma vez que morfologicamente os dois tipos de linfócitos são muito parecidos e possuem, inclusive, o mesmo marcador na superfície da membrana celular: o receptor CD25. “Existem estratégias de inibição de células Treg que usam anticorpos contra o receptor CD25. Mas essa abordagem inibe tanto as Treg quanto as TCD4 efetoras. Nesse caso, ficam ativos apenas os linfócitos TCD8, que também têm atividade antitumoral. Na literatura científica, há resultados controversos sobre a eficácia desse tipo de terapia. Nós estamos tentando inibir as células Treg de forma mais seletiva”, contou Bajgelman. A saída encontrada pelos pesquisadores foi escolher como alvo do vetor viral a proteína FOXP3, um fator de transcrição existente no núcleo das células Treg que é, justamente, o responsável pelo fenótipo imunossupressor....

Leia mais