Após tratativas no Bandeirantes, caminhoneiros encerraram greve no Porto de Santos


Sexta-feira, 1 de junho de 2018 às 18h12


Governador Márcio França recebeu representantes de três grandes associações, que congregam cerca de 1.600 caminhoneiros autônomos.

O governador Márcio França recebeu no Palácio do Bandeirantes, na noite desta quinta-feira, 31/05, representantes de três grandes associações, que congregam cerca de 1.600 caminhoneiros autônomos, em busca de soluções para o fim da greve no Porto de Santos. Ao final da reunião, o grupo decidiu descer a serra para promover uma assembleia e às 22h, no Retão da Alemoa, foi decidido o fim da greve no Porto de Santos que ainda persistia mesmo depois de todos os acordos feitos com a categoria.

 

Candidato à reeleição para o governo do Estado de São Paulo e aliviado com o final da greve dos caminhoneiros, categoria com a qual assumiu importante papel de negociador, Márcio França discursou ontem (31/05), durante a 26ª Marcha para Jesus. Foto: Governo do Estado de São Paulo

 

“Com a volta ao trabalho no Porto de Santos, o país retorna à normalidade. Os caminhoneiros e o Governo do Estado de São Paulo fizeram do diálogo o caminho para a solução de um problema que afetou o Brasil. Isso é a prova de que a boa política representa o melhor caminho para enfrentar as crises”, ressaltou Márcio França. O governo estadual não precisará repor as perdas às concessionárias, com a liberação do pedágio quando o terceiro eixo estiver suspenso. No lugar prorrogará a validade dos contratos de concessão.

Veja os pontos finais, concedidos aos caminhoneiros para liberarem o Porto de Santos:

1) Sancionar – para entrada em vigor tão logo seja aprovado – o projeto de lei de autoria do deputado Caio França em tramitação na Assembleia Legislativa que autoriza o parcelamento do IPVA em 6 vezes.

2) Criar 6 pontos de parada em rodovias paulistas – 4 no rodoanel e 2 em locais que os caminhoneiros escolherão. Mário Covas, em seu governo, assumira o compromisso de fazer 12; foram feitos 6. Agora, o governador Márcio França conclui a iniciativa, implantando os pontos que faltavam.

3) Formar um grupo de estudo para possibilitar a criação de dispositivo legal que permita aos caminhoneiros autônomos ter direito a crédito de ICMS ao comprar diesel. Os créditos poderão ser usados na aquisição de novos caminhões, a exemplo do que já ocorre com os empresários.

As informações são do Portal do Governo do Estado de São Paulo

Durante a reunião, lideranças da categoria apresentaram mais um pleito: a inclusão dos caminhões que transportam combustível na lista daqueles que têm livre circulação na capital paulista (produtos perigosos). Foto: Governo do Estado de São Paulo

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

Categorias

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This