BNDES: A caixa mais escura que se abre ao conhecimento popular


Terça-feira | 23 de julho, 2019 | 14h


POLÍTICA



Publicitário João Santana, marqueteiro das campanhas do PT: “1 milhão de dólares é pra campanha pequena”.

Publicitária Mônica Moura, marqueteira das campanhas do PT: “Não entendi a pergunta da senhora”.

Deputada Paula Belmonte (PSL), repetindo a pergunta mais diretamente, na Comissão que investiga o BNDES na Câmara dos Deputados: “Projeto de poder para que acontecesse não só no Brasil a perpetuação, mas que outros países tivessem...?

Mônica Moura: “Sim, claro. Todos percebiam porque era uma questão... Por exemplo, neste momento, nós estamos falando de 2006, 2007, 2008, 2010, a senhora sabe disso, quase todos, vários presidentes da América do Sul eram de esquerda. Na época estava o Chaves, o Hugo Morales, no Equador o Rafael Correia. O Lula fazia parte deste movimento da esquerda para esse projeto de poder. Isso é uma coisa visível, clara.”

Gerson Soares

Ainda bem que não conseguiram concretizar o que fatalmente levaria o Estado à falência completa. Os exemplos desse tipo de ideologia são claros.

Venezuela: Assassinatos de civis, fome, desespero da população que foge para países vizinhos. E a transformação de um país rico em exemplo de pobreza e decadência.

Brasil: Uma das mais emblemáticas situações provocadas por esse projeto de nefasto poder é o saldo de 14 milhões de desempregados deixados após a queda de Dilma Roussef. Insegurança, quea da produtividade industrial e comercial, endividamento das empresas e populacional.

 

CPI do BNDES. Ilustração: aloart

 

Com a ascensão de Jair Bolsonaro à presidência, ouve uma reversão e um estancamento da sangria que durante anos a fio essas ideologias estranhas à vontade popular apoiaram, com tanto que levassem vantagens, traduzidas em cargos nos mais altos escalões do governo. Mas há tantas deformações na sociedade brasileira provocadas pela ambição esquerdista que seria necessário um livro para descrevê-las. Suas manobras estão sendo reveladas.

É revoltante lembrar das construções de estádios monumentais para a Copa do Mundo enquanto o povo clamava por saúde e hospitais. Pessoas aguardando meses para fazer uma ressonância magnética na rede pública hospitalar, o SUS, enquanto os deputados federais mandavam construir uma enfermaria anexa ao Congresso com um equipamento semelhante para uso exclusivo dos parlamentares e seus protegidos. Detalhe: pago com o dinheiro arrecadado, via impostos, desse mesmo povo, privado dos alcances da medicina. As mazelas trazidas principalmente pelos 13 anos de governo petista são incalculáveis. Precedidos por Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma, superdimensionaram o poder da corrupção.

Apesar do mérito das bolsas e da distribuição de dinheiro, casa e comida para poucos, por outro lado o que se viu foi a queda da qualidade do ensino e a degeneração da mente juvenil que ainda perdeu a liberdade de pensamento, ficando atolada em teses que lhes transmitiam terem eles todos os direitos possíveis, mas omitiram-lhes a prisão ideológica a que estavam sendo conduzidos, sonegaram-lhes as informações do que significam deveres morais e cívicos, de patriostismo. Lembrando que o dinheiro sempre emanou do povo brasileiro, seja para ajudar os necessitados ou financiar esquemas de corrupção.

Os depoimentos de Mônica Moura, demonstram que havia um grande aparelhamento de blindagem da corrupção promovida pelo Partido dos Trabalhadores (PT), enquanto esteve exercendo plenamente o poder. Jornalistas que acompanham o dia a dia da política nacional, comprometidos com a verdade, apesar de inúmeras, percebem que ainda não foram criadas palavras adequadas o suficiente para externar o tamanho do prejuízo, da nocividade, da malignidade promovida para manter determinadas pessoas nos mais altos escalões do poder governamental brasileiro. Elas se espalham até hoje pelas instituições, órgãos e legislações. O BNDES, assim como a Petrobras, são instituições vitimadas por corruptos.

Assista ao vídeo e ouça revelações sobre as facetas que envolveram o maior esquema de corrupção da atualidade, que após anos ainda está sendo desmantelado pela Operação Lava Jato. Analise se a defesa promovida pelo PT e seus aliados no Congresso Nacional e nas comissões que examinam projetos para o desenvolvimento do país é compatível com aquilo que estão deixando como legado. A história, clara ou escura, está sendo escrita diariamente.

Com informações da Folha Política

BNDES: Pressionada por deputada e delegado, marqueteira entrega 'podres' de PT, Lula e Dilma

Publicado em 23 de jul de 2019

André Luiz Mendonça da AGU: "Retomar dinheiro de corrupto funciona mais que prisão". Foto: Divulgação/TV Brasil

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*