Cartão Paulistano de Saúde é aprovado na CMSP


Sexta-feira, 3 de julho de 2015, às 09h56


Quando vontade política e causa justa se encontram, o fluxo de ideias é rápido e facilmente entendido. Em breve, o munícipe poderá receber o Cartão Paulistano de Saúde, um avanço que pode se tornar ainda melhor.

Gerson Soares

A vontade política ocorreu na Câmara Municipal de São Paulo e a iniciativa partiu do vereador Valdecir Cabrabom (PTB), com isso a aprovação do Projeto de Lei nº 32/2015, foi prontamente votada em primeira análise pelos vereadores e ontem (2), o PL foi aprovado em definitivo na segunda votação, tramitando agora para sanção do prefeito Fernando Haddad.

 

Cabrabom  durante explanação do PL que cria o "Cartão Paulistano de Saúde", no plenário da Câmara Municipal de São Paulo. Foto: Divulgação

Cabrabom durante explanação do PL que cria o "Cartão Paulistano de Saúde", no plenário da Câmara Municipal de São Paulo. Foto: Divulgação

 

Com a criação do “Cartão Paulistano de Saúde”, que vai armazenar eletronicamente os dados dos prontuários médicos dos pacientes atendidos na rede municipal de saúde, a vida dos usuários será facilitada e produzirá mais rapidez nos atendimentos. “O cartão tem que funcionar para que o médico, através de uma senha, tenha todo o prontuário, quais exames foram feitos, quem receitou determinado medicamento, para que ele tenha no momento de uma consulta o prontuário médico todo”, afirmou Cabrabom.

Segundo o autor do PL, o “Cartão Paulistano de Saúde” beneficiará milhões de paulistanos. “Será uma Lei que ficará marcada na história do desenvolvimento da nossa cidade, garantindo um palpável salto de qualidade para os Paulistanos e gerações futuras”, informa a página do vereador na internet.

De acordo com o site, o novo cartão será de uso facultativo pela população paulistana, com a finalidade de armazenar dados pessoais, atendimentos ambulatoriais de média e alta complexidade e outras informações essenciais do paciente estabelecidas em regulamento.

Os cartões serão ofertados em toda a rede pública municipal de saúde, nos centros de educação infantil, creches conveniadas, escolas de educação infantil e de ensino fundamental da rede pública municipal de ensino, para apresentação em consultas, pelos seus usuários, serão alimentados pelo médico ou profissional da saúde que os atender (preservado o sigilo médico) e o titular do cartão poderá solicitar a impressão do seu prontuário a qualquer tempo, que deverá ser providenciada por meio da rede pública municipal de saúde.

Com informações da redação da Câmara Municipal de São Paulo
Foto ilustrativa: Divulgação

Foto ilustrativa: Divulgação

Leia mais sobre
SAÚDE

 

São Paulo concentrou capacidades de comando sem perder completamente a produção industrial. Foto: Leo Ramos

São Paulo concentrou capacidades de comando sem perder completamente a produção industrial. Foto: Leo Ramos

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
Mensagem do Presidente ao Congresso Nacional
Veja como foi a festa e a distribuição do bolo dos 465 anos no Bixiga
  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

  • Mensagem do Presidente ao Congresso Nacional

  • Veja como foi a festa e a distribuição do bolo dos 465 anos no Bixiga

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*