Gestação e Assoalho Pélvico: fisioterapia como fator preventivo


Terça-feira, 21 de abril de 2015, às 07h07


Segundo relatório de um programa holandês referência mundial em assoalho pélvico, o Motherfit, uma em cada três mulheres será afetada pela incontinência urinária em toda sua vida. A primeira gravidez e o parto são os fatores que mais contribuem para a disfunção. Para esclarecer sobre prevenção e riscos decorrentes, ouvimos Virginia Roncatti, responsável pelo setor de uroginecologia do Hospital Heliópolis.

 

Problema independe do tipo de parto. Foto ilustrativa: divulgação

Problema independe do tipo de parto. Foto ilustrativa: divulgação

 

Que efeitos a gestação repercute sobre o assoalho pélvico?
Durante a gestação, ocorrem modificações no corpo da mulher, que a prepara para o crescimento do feto, sua acomodação e expulsão: o nascimento. Algumas destas alterações favorecem o relaxamento do assoalho pélvico, causando incontinência urinária, mesmo antes do parto.

Quais medidas podem proteger o assoalho pélvico de disfunções durante e/ou após a gestação?
Evitar o fumo, manter o peso normal antes e durante a gestação, praticar exercícios de baixo impacto, evitar constipação intestinal, além de treinamento da musculatura do assoalho pélvico, pré e pós-parto, que atuam como protetores perineais durante o parto.

Qual o papel da fisioterapia durante a gestação para a proteção do assoalho pélvico?
Ela promove o relaxamento da musculatura e prepara a paciente para fazer um melhor uso dela durante o trabalho de parto. Recomendamos, no mínimo, que ela ocorra em pacientes com histórico anterior ou história atual de incontinência urinária, lembrando que todas as mulheres se beneficiam da fisioterapia no pré-parto.

Qual o impacto do parto vaginal sobre o assoalho pélvico?
A literatura confirma o parto vaginal como principal agente etiológico das disfunções de assoalho pélvico. Mas é necessária a individualização de cada paciente para a determinação do fator de risco responsável.

Quando a fisioterapia deve ser iniciada após o parto vaginal?
É controverso, mas há um consenso que inervação do assoalho pélvico lesada durante o parto se recupera em 6 meses, sendo este o período ideal para o início das atividades para o fortalecimento da região.

A cesariana pode proteger o assoalho pélvico contra a incontinência urinária e o prolapso?
A gestação em si pode desencadear incontinência urinária, independente do parto. Se a paciente já tem uma lesão, o tipo de parto não influenciará o quadro, e a cesárea não deve ser vista como um tratamento nem como prevenção destas lesões.

Em que situações a cesariana deve ser oferecida à paciente para prevenção de disfunções do assoalho pélvico?
De acordo com a literatura, a cesárea deve ser oferecida como fator de proteção quando o feto for macrossômico, a mãe tiver mais de 35 anos, o IMC (Índice de Massa Corpórea) maior do que 35 ou histórico familiar de prolapsos.

Caso exista a indicação de cesariana, em que momento ela deve ser indicada?
Em minha opinião, somente quando ela entrar em trabalho de parto ou se tiver gestação a termo e não entrar em trabalho de parto.

Leia as últimas publicações

Recent Videos

3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
Governo faz a atualização desta terça-feira, 31 de março – assista ao vivo
  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

  • Governo faz a atualização desta terça-feira, 31 de março – assista ao vivo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This