Museu do Índio e UNESCO lançam publicações sobre língua e cultura


Sábado, 16 de maio de 2015, às 13h40

Representantes de etnias receberam nesta sexta-feira (15) dossiês contendo produtos dos projetos de documentação de suas culturas e línguas. O lançamento aconteceu às 11h na Fundação Nacional do Índio (FUNAI) em Brasília.

OUN-BR | O Museu do Índio no Rio de Janeiro e Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Comunicação (UNESCO) no Brasil apresentaram ontem (15) as 12 publicações que marcam o trabalho dos projetos de documentação de línguas indígenas. Os documentos reúnem narrativas tradicionais e autobiográficas, livros de letramento, glossário enciclopédico, documentação etnográfica e registros de música vocal e instrumental. Todo o material foi produzido por pesquisadores indígenas em oficinas de documentação linguística, de editoração, de desenhos, de técnicas de informática, entre outras.

 

Foto: ONU-BR / Divulgação

Foto: ONU-BR / Divulgação

 

Os dossiês linguísticos contêm, além das publicações, todo material de áudio e vídeo produzido durante as viagens a campo pelas equipes de pesquisadores de línguas indígenas com aprovação das comunidades envolvidas. Foram confeccionados dez dossiês para cada Projeto. Os dossiês podem ser distribuídos entres as aldeias e as escolas indígenas, de modo a servir de instrumento de pesquisa e ensino-aprendizagem por parte das comunidades.

Desde 2008, quando o Programa foi lançado em parceria com a UNESCO no Brasil, mais de 30 mil indígenas foram beneficiados pelos 42 projetos de línguas, culturas e acervos desenvolvidos. A formação de pesquisadores indígenas e não indígenas e a criação de arquivos digitais, em centros de documentação nas aldeias e no Museu do Índio, são outros objetivos da iniciativa. O Programa abrange quatro projetos – Prodoclin (de línguas indígenas), Prodocult (de culturas), Prodocerv (de preservação de acervos) e Prodocson (de documentação sonora).

No âmbito dessa prioridade da UNESCO, o projeto “Documentação de línguas indígenas” traz a particularidade de ter envolvido, ao longo de sua execução, indígenas de 35 etnias que participaram como atores, não meros espectadores do processo. Oficinas e inúmeros workshops foram realizados com esse intuito. As 12 publicações são o resultado dos seis anos de trabalho conjunto.

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*