No que deu a CPI da Petrobras? Pelo jeito nada, mas não pergunte para a raposa…


Terça-feira, 20 de outubro de 2015, às 16h48


Tentando, sem sucesso, denegrir a Operação Lava Jato da Polícia Federal, a CPI da Petrobras gastou verbas públicas para chegar a nenhuma conclusão. Pudera, colocaram a raposa para cuidar do galinheiro.

Gerson Soares
Operação Lava Jato que investiga o escândalo de corrupção conhecido como Petrolão. Ilustração: aloart

Ilustração: aloart

O relator da CPI da Petrobras, Luiz Sérgio (PT/RJ) conclui que nenhum político está envolvido no escândalo da Petrobras, muito menos o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Roussef. Tampouco, os ex-presidentes da companhia José Sérgio Gabrielli e Graça Foster. Por fim, o petista criticou a Operação Lava Jato que apresenta ao país um dos maiores escândalos de corrupção da história, punindo peixes grandes com a privação de liberdade.

E não há nenhuma novidade nisso, o que ocorre é que a raposa ficou o tempo todo tomando conta dos interesses do galinheiro (leia-se o relator e a Petrobras). Mas parece que sua conclusão não agradou vários deputados que participaram da investigação.

Brasilia - O relator da CPI da Petrobras, deputado Luiz Sergio (PT-RJ), lê o relatório final da CPI da Petrobras, elaborado por ele no qual o seu partido é o maior envolvido no escândalo. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Brasilia - O relator da CPI da Petrobras, deputado Luiz Sergio (PT-RJ), lê o relatório final da CPI da Petrobras, elaborado por ele no qual o seu partido é o maior envolvido no escândalo. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Como sempre, ficou para outro dia a conclusão final, se haverá ou não indiciados. De acordo com os insatisfeitos no mínimo 60 pessoas deveriam ser indiciadas, inclusive a presidente Dilma e Graça Foster, indicada por ela, ambas por responsabilidade. Os possíveis nomes citados serão conhecidos na próxima quinta-feira (22), quando será apresentada ou não, uma relação sobre esses indiciamentos e o relatório final deverá ser votado.

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP), disse que vai apresentar um relatório à parte sobre a CPI, já Bruno Covas (PSDB-SP) e outros sub-relatores não concordam com o relatório de Luiz Sergio e querem o indiciamento de vários envolvidos como Pedro Barusco, Paulo Roberto Costa, Renato Duque e outros personagens conhecidos ao longo dos depoimentos prestados.

O presidente da CPI deputado Hugo Motta (PMDB-PB), disse sem dizer nada, que na sua avaliação o trabalho não acabou em pizza. “Na minha avaliação a CPI não acaba em pizza, mas em muita investigação”, afirmou coisa nenhuma ou evidentemente aquilo que todos imaginavam que deveria ter sido feito.

 

A raposa (Luiz Sérgio), sai de fininho, deixando o fazendeiro (o presidente da CPI da Petrobras, Hugo Mota) com cara de patrão enganado, que fingindo estar ofendido, no fundo ficou aliviado por se livrar dela, a raposa... Até a próxima fábula. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A raposa (Luiz Sérgio), sai de fininho, deixando o fazendeiro (o presidente da CPI da Petrobras, Hugo Mota) com cara de patrão enganado, que fingindo estar ofendido, no fundo ficou aliviado por se livrar dela, a raposa... Até a próxima fábula. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

 

A CPI da Petrobras, que se arrastou por oito meses, com viagens e despesas pagas pelos contribuintes, ainda pode ser prorrogada se o Plenário da Câmara aprovar requerimento apresentado pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e pelo menos outros 20 deputados de seis partidos, que ainda não estão satisfeitos com as investigações. Lorenzoni gostaria de ouvir novamente o deputado Eduardo Cunha (PMSB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados.

Talvez ele pergunte: Vossa Excelência mentiu ou não sobre suas contas na Suíça?

E nós perguntamos: no que deu a CPI da Petrobras, após a divulgação do relatório pelo deputado Luiz Sérgio?

Apesar de tantas evidências, para a raposa não há nada errado em comer alguns ovos e matar algumas galinhas, contanto que o estoque seja mantido para o próximo ataque. Mesmo com notória bagunça no galinheiro, ninguém é culpado, nem a raposa. O Brasil é uma fábula.

Sessão do Congresso Nacional para a análise de trinta vetos presidenciais. Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Sessão do Congresso Nacional para a análise de trinta vetos presidenciais. Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Leia mais sobre
POLÍTICA

 

Em pronunciamento, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Em pronunciamento, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
Mensagem do Presidente ao Congresso Nacional
Veja como foi a festa e a distribuição do bolo dos 465 anos no Bixiga
Segundo dia do presidente no Fórum Econômico Mundial
  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

  • Mensagem do Presidente ao Congresso Nacional

  • Veja como foi a festa e a distribuição do bolo dos 465 anos no Bixiga

  • Segundo dia do presidente no Fórum Econômico Mundial

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*