Ultrapassa 53,8 mil, os itens encontrados nos primeiros meses de 2024 na CPTM, EMTU e Metrô. Prazos para retiradas de objetos esquecidos ou perdidos vão de 60 a 90 dias. Saiba os endereços e meios de contato.


Em 2021, quando havia 46 anos desde que fora criada, entre janeiro e maio, 18% dos 21.276 objetos encontrados no Metrô, já haviam retornado aos seus donos. A Central de Achados e Perdidos da companhia vai completar 50 anos em 2025 e só neste ano já foram encontrados 53,8 mil objetos.

Chega a ser engraçado o que pode ser esquecido ou perdido durante as locomoções nos transportes coletivos de São Paulo. As imagens aqui mostram próteses de pernas, guarda-chuvas, instrumentos musicais, fotografias e uma infinidade de coisas. Diz a ‘simpatia’ popular que quando perdemos algo, podemos invocar o São Longuinho repetindo seu nome duas vezes que auxilia para encontrar os objetos perdidos. Mas depois de encontrar é necessário dar três pulinhos para completar a simpatia e não ficar devendo nada ao santo. Mas, parece que até mesmo o São Longuinho já foi esquecido, como mostra a imagem de destaque desta matéria, fotografada em 2017 no Metrô.

Busca ativa

Mas não só as estações do metropolitano possuem setores de Achados e Perdidos para catalogar e guardar esses objetos. De maneira geral as Centrais de Achados e Perdidos (CAPs) das empresas ligadas à Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) registraram 53.864 objetos esquecidos pelos passageiros só este ano. Graças ao trabalho de busca ativa desenvolvido pelas CAPs da CPTM, do Metrô e da EMTU, 16.188 desses itens já foram devolvidos a seus donos.

Em comparação, 146.697 objetos foram encontrados nos transportes metropolitanos ao longo de todo o ano de 2023. Ou seja, cerca de 402 itens em média foram esquecidos diariamente nos trens e estações da CPTM e do Metrô e também nos ônibus e terminais gerenciados pela EMTU. Desses, 44.260 foram devolvidos a seus donos.

Na CPTM, por exemplo, a busca ativa consiste em uma tarefa investigativa que envolve cruzamento de informações, por meio de sites e bancos de dados diversos, visando à identificação de um possível contato do proprietário.

 

Foto: Portal do Governo de SP / Alexandre Carvalho / Arquivo

 

Itens diversos esquecidos

Em 2023, os principais objetos esquecidos foram cartões diversos, bilhetes de transporte, documentos pessoais, carteiras e crachás. A lista permaneceu igual nos primeiros meses deste ano, com o acréscimo de itens como chaves e celulares.

Porém, a lista de itens inusitados não para de crescer, incluindo muletas, lavatórios, malas de viagem, carrinhos de bebê e até de supermercado, dentaduras, cadeiras de rodas, muletas, cédulas do mundo inteiro e cédulas antigas, medalhas, discos antigos, livros raros, mala de viagem com roupas, luvas de box, maca de massagem, objetos sexuais e instrumentos musicais diversos.

A CAP da CPTM foi criada em outubro de 1999, mas passou a contabilizar os dados em maio de 2006. Até maio de 2024, a central registrou 1.286.353 itens esquecidos por passageiros e foram devolvidos 420.431 para seus donos. Já no Metrô, desde 2010, quando o sistema de sua CAP foi informatizado, foram encontrados 1.122.662 objetos nos trens e estações. Desses, 304.996 foram recuperados por seus donos.

Como recuperar os pertences

Os itens esquecidos ficam guardados por 60 dias nas centrais do Metrô e da CPTM, e por 90 dias nas centrais do Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira (Campinas), do Corredor Metropolitano ABD (São Mateus-Jabaquara) e dos ônibus e VLT da Baixada Santista. Após esse período, os documentos são entregues ao órgão emissor, outros objetos são doados a instituições ou ao Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSP) e os cartões bancários são destruídos por segurança.

O passageiro que tenha perdido algum pertence deve comparecer à Central de Achados e Perdidos correspondente e comprovar que o item é de sua propriedade. As consultas de documentos e objetos podem ser realizadas por telefone e presencialmente nos endereços abaixo. No caso do Metrô, também é possível realizar a consulta de objetos identificados pelo site (acesse este link).

 

Foto: Portal do Governo de SP / Alexandre Carvalho / Arquivo

 

Centrais de Achados e Perdidos

CPTM – Linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade
Local: Estação Palmeiras-Barra Funda
Horário: segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, exceto feriados
Contato: 0800 055-0121 ou pelo e-mail passageiro@cptm.sp.gov.br

Metrô – Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, Linha 4-Amarela e 15-Prata
Local: Estação Sé
Horário: segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, exceto feriados.
Contato: 0800-770 7722, ou pelo site do Metrô (Link) – As consultas de documentos e objetos identificados podem ser realizadas por meio destes canais.

EMTU
Central Achados e Perdidos Região Metropolitana de Campinas
Local: Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira
Endereço: R. Dr. Ricardo, 233 – Centro, Campinas
Horário: das 8h às 12h, e das 13h às 17h, de segunda a sábado
Telefone: (19) 3231-8590

Central de Achados e Perdidos do Corredor ABD (EMTU/Next Mobilidade)
Local: Terminal Metropolitano Ferrazópolis
Endereço: Rua Pedro Henry, n.º 250 – Vila Olga, São Bernardo do Campo/SP
Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Telefone: (11) 4335-3232

Terminais Metropolitanos da EMTU na região de Guarulhos (Cecap, Taboão e Vila Galvão)
– Terminal Metropolitano Cecap (Av. Pres. Tancredo de Almeida Neves, 2903, Guarulhos)
– Terminal Metropolitano Taboão (Av. Natalia Zarif, S/N.º Taboão – Guarulhos)
– Terminal Metropolitano Vila Galvão (Avenida Sete de setembro, S/N, Vila Galvão – Guarulhos)


Fonte: STM


Destaque – Achados e perdidos do Metrô de São Paulo. Foto: Portal do Governo de SP / Alexandre Carvalho / Arquivo


Publicação:
Sexta-feira | 7 de junho, 2024


Leia outras matérias desta editoria

Vacina contra a dengue já está disponível nos postos, acesse o Busca Saúde

A Prefeitura de São Paulo, avisa que a segunda dose da vacina contra dengue começou a ser aplicada desde sábado (13/07) na faixa etária entre 10 e 14 anos. Imunizante estará disponível nas 474 UBSs, de segunda a sexta, das 7h às 19h, e, aos sábados, nas...

Festival do Japão deste ano terá muitas atrações e novidades, conheça

Ainda dá tempo de participar e conhecer a maior festa da cultura japonesa do Brasil que acontece no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center até 13 de julho, uma realização da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil – KENREN....

8º Batalhão da PM completa 54 anos com festa e outorga de medalhas, vídeo

Um dos batalhões mais antigos da região Leste de São Paulo, localizado à Rua Vilela, no bairro Tatuapé, a Unidade da Polícia Militar e seu contingente de policiais militares têm a função de cuidar da segurança de parte da população que habita essa área da...

Dia da Pizza e São Paulo convida a todos para a festa

Já se falou tanto sobre pizzas que fica repetitivo. Ah! Vamos falar sério, isso deixa de ser uma verdade, pois é ótimo falar de pizza!!! Falar e pensar nas redondas, para muita gente, já traz uma sensação de prazer. Para os paulistanos o hábito de comer...

Faixa Azul para motociclistas na zona leste abrangem avenidas Salim Maluf e Aricanduva

O anúncio foi feito na sexta-feira (05/07) e essa é a maior extensão dessa sinalização entregue em 2024, o que faz julho começar com 145,7 km de novas faixas. A Prefeitura de São Paulo implantou mais dois trechos de sinalização da Faixa Azul em duas...

Dia da Pizza terá ação especial destinada à população vulnerável

Chamada de Pizza Amiga, serão entregues três mil pizzas para população de rua nas imediações do Largo do Paissandu, assistidas pelo Banho Solidário Sampa e outras entidades. A ação será realizada no centro da capital paulista. O próximo Dia da Pizza,...

Recreio nas Férias começa dia 10 de julho, avisa Prefeitura

Programa da Prefeitura está em sua 44ª edição, oferece refeições diárias, atividades recreativas, passeios culturais em 132 polos para atender bebês, crianças de 0 a 14 anos e vai até o dia 19 de julho. Devido à dificuldade das famílias com a compra de...

Verticalização está aumentando a segregação socioespacial em SP, afirmam especialistas

Em acelerado processo, em vez de abrigarem apartamentos acessíveis, prédios cada vez mais altos, construídos ao redor de estações de trem, metrô e corredores de ônibus, estão se tornando enclaves de alta renda, empurrando populações de menor poder...