SP lança projeto para proteger e recuperar mananciais
mar26

SP lança projeto para proteger e recuperar mananciais

Quinta-feira, 25 de março de 2015, às 11h05   Plantio de mudas deu início ao programa Nascentes, “Piracaia I”, de restauração ecológica nas bacias hidrográficas do Sistema Cantareira. Um plantio de mudas de espécies nativas em área ciliar degradada no Sítio Beira-Rio, no município de Piracaia, marcou o inicío do programa Nascentes, “Piracaia I”, nesta sexta, 20. O projeto visa promover a restauração ecológica nas bacias hidrográficas que alimentam o Sistema Cantareira, especificamente a Represa da Cachoeira, com o plantio de mudas nas Áreas de Preservação Permanentes (APPs) hídricas em, no mínimo, dez hectares.     “Aqui está uma das 5 represas do Cantareira, a Represa do Cachoeira. Nós vamos na primeira fase plantar 6,3 milhões de mudas nativas para matas ciliares. Temos já 5 penitenciárias produzindo mudas, temos mais 11 que vão entrar no programa, serão 16 penitenciárias”, disse o governador Geraldo Alckmin, em Piracaia. Está previsto o plantio de mudas em 10,22 hectares de áreas ciliares em seis propriedades rurais, próximas da Represa da Cachoeira. O município de Piracaia fica na Bacia Hidrográfica dos rios Piracicaba/Capivari/Jundiaí (Bacia PCJ). A meta é restaurar cerca de 20 mil hectares de matas ciliares e proteger seis mil quilômetros de cursos-d’água com investimentos públicos e privados. As ações abrangem as bacias hidrográficas do Alto Tietê, Paraíba do Sul e Piracicaba/Capivari/Jundiaí, regiões que concentram mais de 30 milhões de habitantes. Os donos das seis propriedades rurais envolvidas no projeto destinaram, individualmente, áreas de 1,82 ha, 0,89 ha, 2,37 ha, 1,32 ha, 0,89 ha e 2,93 ha, totalizando 10,22 hectares, nas quais o Piracaia I será executado. A iniciativa envolve proprietários locais, prefeitura, sindicato, ONGs, secretarias de Estado, associações e cooperativas com o intuito de aliar conservação da biodiversidade à qualidade da água. Outras instituições envolvidas no projeto “Piracaia I” são a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), da secretaria de Estado da Agricultura, a prefeitura e o sindicato rural de Piracaia. “Piracaia I” é o primeiro projeto de restauração ecológica do Programa Nascentes aprovado pela Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Arte e bom humor contra a crise da água
mar23
Leia mais
Cada gota conta: pequenos detalhes fazem a diferença na economia de água
mar23
Leia mais
Conheça a nova forma de visualização do cálculo do armazenamento de água
mar17

Conheça a nova forma de visualização do cálculo do armazenamento de água

Terça-feira, 17 de março de 2015, às 16h47 Atendendo ao Ministério Público, companhia disponibiliza mais um gráfico que apresentará a situação dos mananciais em São Paulo. A Sabesp disponibiliza, a partir desta terça, 17/3, mais uma forma de visualização do cálculo de medição do armazenamento de água do Sistema Cantareira. Até hoje, no gráfico e no boletim divulgados diariamente, era apresentado o índice que considera como resultado a divisão entre volume útil de água armazenado no dia e o volume útil total do sistema. Como exemplo, hoje (17/03), o índice é de 15,3% (150,6 milhões de metros cúbicos dividido por 982 milhões de metros cúbicos). A partir de agora, a Sabesp vai apresentar também um gráfico considerando o volume útil e o volume útil acrescido dos volumes autorizados, pelo órgão regulador, referentes às reservas técnicas I e II (182,5 milhões de metros cúbicos + 105 milhões de metros cúbicos, respectivamente), especificando o volume total do sistema para cada situação. Como exemplo, nesta terça, o índice é de 11,9% (150,6 milhões de metros cúbicos dividido por 1.269,5 milhões de metros cúbicos).     Na prática, o volume armazenado no Sistema Cantareira não muda: hoje existem 150,6 milhões de metros cúbicos para abastecer a população. O volume útil total do sistema Cantareira é de 982 milhões de metros cúbicos. Considerando as duas reservas técnicas, respectivamente 182,5 milhões e 105 milhões de metros cúbicos, o volume armazenável sobe para 1.269,5 milhões de metros cúbicos. As duas formas de medição podem ser encontradas na página onde são publicadas as informações dos mananciais A iniciativa faz parte da estratégia da Companhia de dar ainda mais transparência às informações sobre índices de mananciais e em atendimento à recomendação do Ministério Público para que fossem detalhados, em formato gráfico, os volumes existentes...

Leia mais
Cantareira volta a ter elevação do nível de água
mar11

Cantareira volta a ter elevação do nível de água

Quarta-feira, 11 de março de 2015, às 12h43 Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil Edição: Valéria Aguiar São Paulo – O Sistema Cantareira ganhou mais 26,6 milímetros (mm) de chuva de ontem (10) para hoje (11), com o nível em elevação pelo quinto dia seguido, passando de 13,3% para 13,7% de sua capacidade total. No mês, a pluviometria desse sistema acumula 127,1 mm, mais da metade da média histórica para esse período (178 mm). O volume de água armazenada nos demais mananciais de abastecimento administrados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo também subiu. No Alto Tietê, o índice aumentou de 19,9% para 20,2%; na Represa do Guarapiranga (de 70,4% para 71,6%); no Alto Cotia (de 51,4% para 52,3%); no Rio Grande (de 92,4% para 92,7%) e no Rio Claro (de 39,6% para...

Leia mais
Comitê de Estudo da Situação Hídrica do Estado faz reunião na Assembleia
mar04

Comitê de Estudo da Situação Hídrica do Estado faz reunião na Assembleia

Quarta-feira, 4 de março de 2015, às 16h19 Da Redação da Alesp Reunidos na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) na manhã desta quarta-feira, os deputados integrantes do Comitê de Estudo da Situação Hídrica do Estado, coordenado pelo deputado Edson Giriboni (PV), discutiram evento que será realizado pelo comitê no dia 8 de abril com a finalidade de apresentar um painel sobre as diversas alternativas técnicas e políticas para solucionar a questão. Os deputados também deliberaram que o comitê irá realizar um levantamento de todos os projetos em tramitação no Legislativo que tratam do tema e colocar em destaque para a apreciação dos deputados aqueles que possam ter impacto positivo na crise hídrica que o Estado atravessa. Estiveram presentes na reunião, além do coordenador do comitê, os deputados Sebastião Santos (PRB), Davi Zaia (PPS), Rita Passos (PSD), André Soares (DEM) e Rodrigo Moraes...

Leia mais
Icesp conta com maior Centro de Simulação Realística do SUS
mar02
Leia mais
Detran muda setor de pontuação e não avisa usuários causando confusão diária
fev28

Detran muda setor de pontuação e não avisa usuários causando confusão diária

Sábado, 28 de fevereiro de 2015, às 07h06 – atualizado às 12h29   A autarquia do Governo do Estado de São Paulo, subordinada à Secretaria de Planejamento e Gestão, efetuou a mudança de endereço, colocou um aviso no site e quem quiser que adivinhe. Gerson Soares Mais uma vez o cidadão é humilhado por aqueles que deveriam dar o exemplo, as autoridades, cujos salários são devidamente pagos por aqueles que desprezam. Isso é um costume arraigado na cultura dos servidores públicos, que para se protegerem de suas próprias inconsequências, ainda criaram leis que obrigam os cidadãos a respeitar suas arbitrárias decisões, remetendo aos tempos da monarquia. Algumas repartições chegam a exibir o aviso de que o funcionário público não pode ser desrespeitado. Mas a ele parece ter sido dado o direito de desrespeitar e uma das piores formas é estar despreparado para o atendimento, colocando toda a arrogância que os cargos públicos lhe conferem para ignorar aqueles que pagam seus salários. Os usuários são ofendidos, humilhados e colocados em filas sem obter informações condizentes com suas necessidades. Como se fossem rebanhos, devem aguardar sem fazer perguntas ou causar constrangimentos aos poderosos servidores. Ontem estivemos no Setor de Pontuação do Detran de São Paulo, na Unidade Armênia, recentemente transferida da Rua João Brícola, sem nenhum aviso. Vimos pessoas aguardando com senhas em bancos colocados a céu aberto logo na entrada. Os serviços são lentos, burocráticos e as filas se acumulam por toda parte. Especificamente no Setor de Pontuação, onde os motoristas são chamados de infratores e assim tratados genericamente, a demora é de mais de 2 horas para serem atendidos, isso se tudo funcionar bem e o cidadão conseguir alinhar a sua necessidade aos trâmites do Detran. Desde o dia 9 de fevereiro, o setor que funcionava na Rua João Brícola, 32 – Centro, passou para a Unidade Armênia, mas a mudança não foi divulgada e não há notícia desse fato na imprensa ou qualquer tipo de comunicação que tenha sido enviada àqueles que haviam agendado o atendimento no antigo endereço, apesar de ser exigido um email para contato e telefone para que o cadastro do motorista seja aprovado. Portanto, se você mora na capital paulista e tiver agendamento com o Setor de Pontuação do Detran, não vai adiantar seguir até a Rua João Brícola, 32, no centro da cidade, o atendimento está sendo feito na Avenida do Estado, 900, caso contrário perderá a viagem. Sem saber da mudança, tendo agendado o horário em dezembro do ano passado, o motorista B., esteve na Rua João Brícola, 32 (Estação São Bento) na manhã de ontem às 9h, horário marcado, e assim...

Leia mais
Alckmin apresenta projetos de lei na área de Segurança Pública
fev26

Alckmin apresenta projetos de lei na área de Segurança Pública

Quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015, às 17h21 Entre as propostas está a urgência na votação do projeto de lei que prevê aumento no tempo de internação de adolescentes autores de crimes hediondos. Com o objetivo de apresentar projetos de lei na área de Segurança Pública para o Estado de São Paulo, o governador Geraldo Ackmin e o secretário de Estado da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, se reuniram na tarde de ontem (25) com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, em Brasília. Entre as propostas apresentadas está a solicitação de urgência na votação do projeto de lei que prevê aumento no tempo de internação de adolescentes autores de crimes hediondos. De autoria do governador Geraldo Alckmin, o projeto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), aumentando para até oito anos o prazo de internação em instituições socioeducativas. Atualmente, o limite máximo é de 3 anos. “A questão hoje do menor reincidente grave é uma preocupação no país inteiro. A questão do código do processo penal é uma burocracia, uma coisa extremamente lenta, cara, custosa, demorada, que pode ser agilizada. Eu diria que as mudanças na legislação ajudarão muito, por isso nós trouxemos quatro propostas”, disse o governador Geraldo Alckmin. Também foi apresentado ao presidente da Câmara um projeto de lei que prevê o agravamento em 50% das penas para quem comete crimes contra agentes de estado. A medida visa reduzir casos de assassinatos de policiais. Um terceiro projeto que foi discutido com Eduardo Cunha prevê o aumento de penas para autores de explosões de caixas eletrônicos. A última proposta foi o pedido de proibição da fabricação de emulsões encartuchadas, as populares bananas de dinamite. A ideia é que sejam substituídas por explosivos modernos já existentes no mercado que são de difícil manipulação para fins criminosos. A mudança depende de decreto presidencial. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Começa obra para aumentar entrada de água no Sistema Alto Tietê
fev18

Começa obra para aumentar entrada de água no Sistema Alto Tietê

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015, às 16h46 Captação no rio Guaió, em Suzano, fará com que o sistema receba mais 1.000 litros de água por segundo, suficiente para abastecer cerca de 300 mil pessoas. A obra que vai aumentar a entrada de água no Sistema Alto Tietê teve início no sábado, 14. Executado pela Sabesp, o investimento vai captar água do rio Guaió, que fica em Suzano, e transferi-la até a represa Taiaçupeba, que faz parte do sistema Produtor Alto Tietê. O trabalho será feito com mão-de-obra própria da companhia e deve estar pronto em maio. A Sabesp vai implantar 9 km de adutoras (grandes tubulações) e uma estação de bombeamento. A obra vai retirar 1.000 litros de água por segundo do Guaió e bombeá-la por tubulação até o ribeirão dos Moraes. Este curso d’água termina no rio Taiaçupeba-Mirim, que então deságua na represa Taiaçupeba, pertencente ao Sistema Alto Tietê. Dessa forma, a água do Guaió será armazenada na represa e depois tratada para ser distribuída à população. Esse volume adicional de 1.000 litros de água por segundo equivale ao consumo de cerca de 300 mil pessoas. O Sistema Alto Tietê abastece parte da zona leste de São Paulo, as cidades de Suzano, Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Itaquaquecetuba e Arujá e parte de Guarulhos. Mais água A importância dessa obra é aumentar a quantidade de água que entra no Sistema Alto Tietê no período de poucas chuvas. O sistema é composto por cinco represas (Ponte Nova, Paraitinga, Biritiba-Mirim, Jundiaí e Taiaçupeba). Elas são alimentadas pela chuva direta e pelos rios que deságuam nelas. Portanto, a entrada de mais um rio (o Guaió) para alimentar as represas vai ampliar o nível de todo o sistema. A captação do rio Guaió é semelhante a duas outras obras da Sabesp para aumentar a entrada de água nos sistemas que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo. No dia 27 de janeiro foi entregue a ampliação da transferência de água do córrego Guaratuba para o Sistema Alto Tietê. A obra, feita em pouco mais de dois meses pela Sabesp, contribuiu para aumentar o volume armazenado nesse sistema. O córrego Guaratuba nasce na serra do Mar e deságua em Bertioga, no litoral. Com a obra, o volume transferido para a Grande São Paulo subiu de 500 litros por segundo de água para 1.000 litros por segundo. A obra teve início no dia 5 de novembro de 2014 e foi feita com mão-de-obra própria da Sabesp. Técnicos da companhia também trabalham para bombear água de um novo manancial, o rio Juquiá, e transportá-la até a represa Guarapiranga. O objetivo é transferir...

Leia mais
Falta de remédios distribuídos pelo Governo causa medo e apreensão aos pacientes
fev14
Leia mais
Alckmin apresenta ações integradas de segurança para o Carnaval
fev12
Leia mais
Governador de SP pede agilidade ao Governo Federal
nov10

Governador de SP pede agilidade ao Governo Federal

Segunda-feira, 10 de novembro de 2014, às 20h25 Alckmin pede agilidade na liberação de recursos federais para obras de mobilidade e solicita R$ 3,5 bi para investimentos no abastecimento de água no Estado de São Paulo. O governador Geraldo Alckmin esteve reunido com a presidente Dilma Roussef em Brasília nesta segunda-feira (10) e houve consenso para criação de um grupo de trabalho que vai se reunir no dia 17 para discutir os detalhes dos projetos apresentados pelo governador. Após a reunião, Alckmin falou sobre os investimentos que reforçarão o abastecimento de água no Estado. “Trouxemos uma relação de investimentos que somam R$ 3,5 bilhões. É um conjunto de obras que vêm sendo trabalhadas pelo Governo do Estado. Tivemos uma boa conversa sobre a possibilidade de recursos do Tesouro ou financiamento”, afirmou o governador. Garantindo não haver risco de desabastecimento de água a curto prazo, o governador de São Paulo disse que a proposta apresentada a Dilma é de novas obras. Segundo ele, várias obras para melhorar o abastecimento estão em andamento. “Nós temos repetido isso desde o início do ano. Nós temos em São Paulo um sistema extremamente forte, nem entramos na segunda reserva técnica do Cantareira. Então, não são obras para amanhã; as obras para amanhã estão sendo feitas. Nós vamos entregar neste mês de novembro mais um metro cúbico por segundo (m³/s) do Guarapiranga. Mais 300 mil pessoas saem do Cantareira”, informou. Obras sugeridas As oito obras sugeridas pelo Governo do Estado são: interligação dos reservatórios Atibainha e Jaguari, construção de dois grandes reservatórios na região de Campinas, adução desses reservatórios com os sistemas distribuidores, duas estações de produção de água de reúso em São Paulo, interligação do Jaguari com a região de Campinas, interligação do Rio Grande com a Billings e poços artesianos na região do Aquífero Guarani para a região de Campinas. “A presidente viu com bons olhos o conjunto das obras, mas nós vamos ter uma conversa mais aprofundada para que ela bata o martelo naquilo que o governo federal ajudará São Paulo”, disse a ministra Miriam Belquior, complementando que, do meio para o fim da semana que vem, poderá haver uma resposta do melhor formato de financiamento. “É comum a presidenta dizer que o montante de recursos, claro, depende da nossa capacidade, mas, fundamentalmente, depende da importância das obras a serem realizadas. Se durante o processo de discussão estiverem claras a importância das obras para o abastecimento da região, nós poderíamos até apoiar tudo”, disse. Rede paulista de transporte sobre trilhos Durante a reunião com Dilma Roussef, Alckmin também fez uma série de reivindicações para dar continuidade à expansão e qualificação da rede...

Leia mais
São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina
out30

São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina

Quinta-feira, 30 de outubro de 2014, às 20h33   Durante abertura do evento, Geraldo Alckmin destacou os avanços do setor no Estado de São Paulo. Teve início nesta quinta-feira, 30, o 28º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. O evento, realizado no Anhembi até dia 9 de novembro, recebe montadoras nacionais e estrangeiras que apresentam as últimas novidades do setor. Na abertura do evento, o governador Geraldo Alckmin destacou os avanços da indústria automobilística no Estado. “São Paulo é a capital da indústria automobilística com quase 43% da indústria. Uma indústria que gera muito emprego, que tem cadeia produtiva longa, que agrega valor e é vanguarda na ciência, no design e na tecnologia”. O governador também falou sobre as expectativas para o setor em 2015 e reforçou o apoio do governo do Estado. “Daremos toda infra-estrutura para que esse setor cresça. É bom que ele cresça porque tem importância social e econômica. Daremos todo apoio por meio do Pró-Veículo, incentivo fiscal, formação de profissionais com as Etecs e Fatecs e infra-estrutura”, finalizou. Do Portal do Governo do Estado Veja mais imagens no alotatuape facebook Assuntos relacionados Saiba como chegar e aproveitar ao máximo o Salão do Automóvel São Paulo recebe maior feira automobilística da América Latina Salão do Automóvel 2014 Salão do Automóvel e GP de F1, juntos até dia 9 na...

Leia mais
Extração de peles de animais é proibida em SP
out29

Extração de peles de animais é proibida em SP

Quarta-feira, 29 de outubro de 2014, às 19h01   São Paulo sanciona lei que proíbe a criação de animais para extração de peles. Lei tem intuito de preservar animais usados na indústria de casacos e acessórios. Com o intuito de preservar os animais usados na indústria de casacos e acessórios, como coelhos, raposas, visons, texugos, focas, coiotes, esquilos e chinchilas, a medida será publicada no Diário Oficial de quarta-feira, 29 Foi sancionada nesta terça-feira, 28, a lei que proíbe a criação ou manutenção de animais para extração de peles. O Projeto de Lei 616 de 2011 foi aprovado no dia 17 de setembro na Assembleia Estadual. Atualmente, o Brasil é um dos maiores produtores e o segundo maior exportador de peles de chinchila do mundo, atrás apenas da Argentina. Com o intuito de preservar os animais usados na indústria de casacos e acessórios, como coelhos, raposas, visons, texugos, focas, coiotes, esquilos, e, em maior número, chinchilas, a medida será publicada no Diário Oficial de quarta-feira, 29. A lei prevê mais de R$ 10 mil de multa, por animal, ou 500 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (UFESP´S) para a empresa que descumprir a lei, e o dobro no caso de reincidência. A regulamentação da lei se dará em regime de urgência. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Saiba como registrar um BO online
out29

Saiba como registrar um BO online

    Quarta-feira, 29 de outubro de 2014, às 18h45   Entenda melhor como e o que é preciso para registrar um Boletim de Ocorrência online. Quanto mais informações lembrar, mais ajudará o andamento das investigações. O Boletim de Ocorrência, também conhecido como BO, é a comunicação entre o cidadão e a autoridade policial para registrar um crime. É possível recorrer ao distrito policial mais próximo ou então registrar pela internet. O procedimento é fácil e simples. Assista ao vídeo e confira quais casos podem ser registrados pela internet e fique atento aos...

Leia mais
Cantareira chega a 13,6% com inclusão da segunda cota do volume morto
out24
Leia mais
Em quatro meses, Cantareira perde o equivalente à reserva técnica
set16

Em quatro meses, Cantareira perde o equivalente à reserva técnica

  Terça-feira, 16 de setembro de 2014, às 16h28 Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger O volume do Sistema Cantareira continua em queda e chegou hoje (16) a 8,9% da capacidade dos reservatórios. Com isso, as represas que abastecem parte da Grande São Paulo e dos municípios do interior atingem praticamente o mesmo nível de 15 de maio (8,2%). A chegada a esse patamar crítico fez com que o sistema começasse a usar a reserva técnica que adicionou 182,5 bilhões de litros de água.       A falta de chuvas tem dificultado a reposição do volume das represas. Foram registrados na região 30,1 milímetros de chuva neste mês. A média histórica é 91,9 milímetros de precipitação ao longo de setembro. Segundo a Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, no entanto, o abastecimento de água está garantido até março de 2015. Além disso, a expectativa é que, até o final do mês, chova regularmente e não haja necessidade de se recorrer à segunda cota da chamada reserva técnica ou volume morto. Essa solução só será utilizada em último caso, segundo o governo paulista. Também, gradativamente, será reduzida a dependência do Sistema Cantareira em relação a outros mananciais. A partir deste mês, o processo de transferência de água para a área abastecida por Cantareira permitirá o bombeamento de mais 500 litros por segundo com a utilização das águas do Rio Grande e, em outubro, mais 1 mil litros por segundo retirados do Rio Guarapiranga. Com esse volume, haverá redução de dependência do Cantareira para o abastecimento de 500 mil moradores. Só neste ano, acrescenta a nota, a estimativa é diminuir de 8,8 milhões para 6 milhões o número de consumidores atendidos por esse sistema. Como medida preventiva, a Sabesp solicitou a retirada de 106 bilhões de litros de água da segunda reserva técnica do Sistema Cantareira. A obra já foi autorizada pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), porém, não há previsão para o...

Leia mais
Proibido máscaras em manifestações
ago31

Proibido máscaras em manifestações

Domingo, 31 de agosto de 2014 às 13h09 Sancionada lei de iniciativa parlamentar que proíbe uso de máscaras em protestos. Objetivo da norma é garantir segurança de manifestantes e coibir atos de vandalismo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Foi sancionado nesta sexta-feira, 29/8, o Projeto de Lei 50/2014, que proíbe o uso de máscaras durante manifestações. Proposto por 16 deputados estaduais, o projeto tem por objetivo coibir a destruição do patrimônio público por black blocs e outros mascarados.     Segundo os autores do projeto encabeçado por Campos Machado (PTB), a proibição de paramentos que dificultam a identificação individual visa à segurança das pessoas e do patrimônio, e também garante o livre direito à expressão do pensamento, já que a ação dos black blocs teriam “esvaziado as legítimas manifestações e prejudicado o direito dos demais cidadãos de bem de se manifestarem”. A norma aprovada pela Assembleia no dia 3/7 interpreta ainda a proibição constitucional de portar armas em manifestações e reuniões públicas, incluindo objetos pontiagudos, tacos, bastões, pedras e outros que possam lesionar pessoas e danificar patrimônio. O PL 50/2014 prevê também comunicação antecipada de manifestações em locais e vias públicas às polícias Civil e Militar. A nova lei, que não estabelece punição para quem a infringir, recebeu uma única emenda, elaborada pelo relator Osvaldo Vergínio (PSD), que dá prazo de 180 dias para o Poder Executivo regulamentar a matéria, a contar da data de sua...

Leia mais
ALESP aprova vagão feminino
jul04

ALESP aprova vagão feminino

Sexta-feira, 4 de junho de 2014 às 15h39 Foi aprovado hoje no Plenário da Assembléia Legislativa de São Paulo, o Projeto de Lei nº 175/2013 de autoria do deputado estadual Jorge Caruso (PMDB-SP) que destina pelo menos um vagão em cada composição dos trens e metrô para uso exclusivo das mulheres. Além delas, crianças acompanhadas pelas mães também poderão embarcar. “Sabemos que, infelizmente, grande parte da população feminina é obrigada a conviver com abusos pela falta de espaço nas composições”, justificou.     O PL segue agora para a sanção do governador Geraldo Alckmin que terá 30 dias para aprovar ou vetá-lo. Se aprovado deverá ser implantado em até 90 dias pelas companhias. “Essa situação é constrangedora para quem é obrigada a utilizar esses meios de transportes para ir e vir do trabalho, da escola, pois, na falta de espaço nos vagões, as mulheres não tem outra opção senão ‘aguentar’ esse constrangimento durante todo o percurso, que muitas vezes é longo”. Segundo o deputado, a inspiração surgiu ao tomar conhecimento de uma lei semelhante existente no Rio de Janeiro desde...

Leia mais
Idosos podem ter VidAtiva
jul04

Idosos podem ter VidAtiva

Sexta-feira, 4 de junho de 2014 às 9h32   Programa oferece cartão pré-pago a pessoas da terceira idade de baixa renda para uso de academias e clubes credenciados. Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ) – O governador Geraldo Alckmin entregou, nesta quinta-feira, 3, mais 400 cartões do programa VidAtiva a idosos da capital e dos municípios de Suzano, São Caetano do Sul, Arujá, Biritiba Mirim e Mairiporã. O programa permite o uso de academias e clubes por pessoas da terceira idade por meio de um cartão magnético com valor pré-pago de R$ 57 ao mês. É dada prioridade de inscrição aos idosos em situação de vulnerabilidade social ou que tenha prescrição médica indicando a prática de atividade física como medida preventiva ou curativa. “Estamos entregando novos cartões do programa VidAtiva para que os idosos façam ginástica de graça em academias e clubes inscritos em todo o Estado. Isso significa mais saúde e maior longevidade para as pessoas da terceira de idade”, disse Alckmin. Com este lote, o Governo totaliza 2.004 cartões entregues desde o começo do programa, em dezembro de 2013, sendo 811 só na capital, e 112 clubes e academias inscritos em todo o Estado. A meta é chegar a 3.000 idosos participantes até o fim de julho e 5.000 mil neste ano, com investimento total de R$ 2,1 milhões em 2014. Segundo informações da SELJ, quando lançado, o programa tinha cinco pólos de atuação, hoje em plena atividade, cada um com 600 vagas destinadas: Santos, São José do Rio Preto, Bauru, Grande São Paulo e Capital. Atualmente, estão sendo estruturados novos pólos em São José dos Campos, Campinas, Sorocaba, Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Marília, Araçatuba e Presidente Prudente. Condições para participar do programa: I – ter no mínimo 60 (sessenta) anos de idade. II – ter renda familiar mensal não superior a três salários mínimos (R$ 2.172,00). III – não ser proprietário, titular de aquisição, herdeiro, legatário ou usufruir de bens móveis, imóveis ou direitos, cujos valores ultrapassem a quantia equivalente a R$ 96.850,00. IV – não possuir recursos financeiros em aplicações ou investimentos em valor superior a 12 (doze) salários mínimos federais (R$ 8.688,00). Os idosos interessados devem comparecer às Inspetorias ou Diretorias de Esporte e Lazer de sua cidade levando originais e cópias de RG, CPF e comprovantes de renda e residência. As academias, por sua vez, devem enviar para a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude a seguinte documentação: cartão do CNPJ, cópia simples do contrato social ou estatuto, cópia simples do RG e do CPF do responsável legal pela academia ou clube que consta no contrato social/estatuto e ficha de inscrição preenchida....

Leia mais
Governo de SP estará à frente da tecnologia
jul03

Governo de SP estará à frente da tecnologia

Quinta-feira, 3 de julho de 2014 às 7h47 Governador anuncia gestão do Parque Tecnológico do Estado de São Paulo. Parque Tecnológico na capital será o primeiro a ser administrado integralmente pelo Estado. SDECTI – O governador Geraldo Alckmin assinou ontem (2), a autorização para que o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo seja administrado diretamente pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), por meio de sua Subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Na cerimônia, realizada no núcleo do parque, situado na região do Jaguaré, na capital, também foi assinado um protocolo de intenções com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), que prevê a instalação de uma aceleradora de empresas. “Aqui nasce o Parque Tecnológico Jaguaré, com 88 mil m². Estamos entregando hoje a primeira etapa. Com certeza muitas empresas terão interesse em vir para o Parque Tecnológico Jaguaré, porque aqui é o ambiente de inovação e pesquisa”, ressaltou Alckmin.     De acordo com o secretário da SDECTI, Nelson Baeta Neves Filho, o documento firmado vai orientar a criação de um Conselho Estratégico para gestão do parque, que deverá ser formado pela SDECTI, Universidade de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). “Em seu primeiro mandato, o Conselho será presidido pela USP, o que contribuirá para a interação da comunidade acadêmica, institutos de pesquisas e iniciativa privada”, explicou. Sobre o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo Localizado na zona oeste da capital, o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo está instalado no entorno da Avenida Engenheiro Billings, junto ao maior polo de Ciência, Tecnologia e Inovação da América Latina (USP, IPT, Ipen e Butantan). O complexo é voltado aos setores de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Saúde, Nanotecnologia, Novos Fármacos e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em acessibilidade, usabilidade e comunicabilidade para pessoas com deficiências e outros. O empreendimento terá área total superior a 200 mil m², contando com terrenos do Governo do Estado (46 mil m²), da USP (40 mil m²) e do IPT (200 mil m²).     De acordo com as informações da SDECTI, na área correspondente ao Governo, já está implantado e equipado o prédio do núcleo, com 6 mil m², que recebeu mais de R$ 18 milhões em recursos para obras e equipamentos. A edificação está preparada para abrigar empresas, centros de inovação, laboratórios de pesquisa, escritórios de financiadoras de projetos, serviços de administração, apoio, disponibilizando ainda espaços para eventos, com auditórios e locais para exposições. Outros R$ 5,4 milhões são investidos no entorno do parque, que compreende jardinagem, paisagismo e estacionamento. As adequações estão em fase de...

Leia mais
Regulamentada gratuidade para idosos nos transportes
jul02

Regulamentada gratuidade para idosos nos transportes

Quarta-feira, 2 de julho de 2014 às 17h54 – Atualizado às 20h44 Alckmin regulamenta gratuidade para idosos no Metrô, CPTM e EMTU/SP. Benefício será concedido mediante cadastro prévio dos usuários interessados nos postos autorizados. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira, 2, a ampliação da gratuidade às pessoas maiores de 60 anos nos transportes públicos Metrô, CPTM e EMTU/SP. Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin assinou o decreto que regulamenta a Lei 15.187 que beneficia os idosos. “Trata-se de uma política pública importante para os idosos gastarem menos, poderem ter mais lazer e viajar, até mesmo para o trabalho. É uma importante notícia a locomoção deles de forma gratuita”, ressaltou Alckmin.     O decreto traz as regras para o cumprimento da legislação, sancionada em outubro do ano passado. O benefício será concedido mediante cadastro prévio dos usuários interessados nos postos autorizados das operadoras de transportes de passageiros e o acesso será válido por 180 dias. Para o sistema metroferroviário, formado pela CPTM e Metrô, o benefício será operacionalizado pelos sistemas do Cartão Bom Sênior e do Bilhete Único, que podem ser encontrados nos postos autorizados do CMT (Consórcio Metropolitano de Transportes) ou da Prefeitura de São Paulo, respectivamente. O Bilhete Único Especial Idoso fornecido pela São Paulo Transporte – SPTrans – também poderá ser utilizado no sistema metroferroviário assim como o Bilhete Sênior, do sistema metropolitano de ônibus operado pela EMTU. Esse bilhete também deverá ser utilizado para o serviço de transporte coletivo regular de passageiros, por ônibus, da Região Metropolitana de São Paulo. A partir do dia 7 de julho, o atendimento com horário marcado poderá ser agendado pelo telefone 0800-7711800 em um dos sete postos localizados em São Paulo, Arujá, Guarulhos, Osasco, São Bernardo do Campo, Suzano e Taboão da Serra. As instruções para o cadastramento e a indicação de postos autorizados estão disponíveis nos sites: – Metrô – Companhia do Metropolitano de São Paulo: www.metro.sp.gov.br – CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos: www.cptm.sp.gov.br – EMTU/SP – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S.A.: www.emtu.sp.gov.br – CMT – Consórcio Metropolitano de Transportes: www.cmtsp.com.br – SPTrans – São Paulo Transporte: www.sptrans.com.br O benefício exclusivo para os trilhos também pode ser obtido nas estações Marechal Deodoro e Barra Funda do Metrô. Vale lembrar que, enquanto estava sendo regulamentada a lei, os usuários acima de 60 anos já podiam usufruir do benefício e viajavam gratuitamente no Metrô e CPTM, bastando, para tanto, a apresentação do RG ou do Bilhete Único Especial do Idoso.     Bilhete Único Especial Idoso – Onde é aceito: Metrô, CPTM e ônibus municipais da capital – Quem emite: SPTrans –...

Leia mais
Bom Prato no Limão
jul01

Bom Prato no Limão

Terça-feira, 1º de julho de 2014 às 18h06   Alckmin inaugura 46ª unidade do Bom Prato no bairro do Limão. Nova unidade servirá 1,5 mil refeições diárias de segunda a sexta-feira. Secretarias de Desenvolvimento Social (SDS) e de Gestão Pública (SGP) – O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta terça-feira, 1º de julho, a 46ª unidade do Bom Prato, no bairro do Limão, zona norte da capital. Atualmente existem 45 unidades no Estado, sendo 21 localizadas na capital e as demais na Grande São Paulo, no interior e no litoral. A rede de restaurantes Bom Prato serve diariamente 77,7 mil refeições, entre almoço e café da manhã. “É com muita alegria que estamos inaugurando mais uma unidade do Bom Prato, o programa social melhor avaliado do Governo. O melhor remédio que existe é uma alimentação saudável e aqui a população encontra uma alimentação nutritiva, de qualidade e a um preço acessível”, afirmou Alckmin. “Tem o café da manhã por R$ 0,50 e almoço por R$ 1. Desde sua inauguração, o programa já serviu mais de 120 milhões de refeições”, informou. O Governo do Estado investiu R$ 350 mil para adequação do imóvel e instalação de equipamentos, além de garantir R$ 1,52 milhão em subsídio da alimentação durante 24 meses. Os recursos estaduais somam R$ 1,87 milhão, assegurando alimentos balanceados e nutritivos a um baixo custo para o usuário. De segunda a sexta-feira, serão servidos 300 cafés da manhã (das 7h às 9h) por R$ 0,50 ao usuário e 1.200 almoços (das 10h30 até o término da cota) por R$ 1. O valor da refeição é o mesmo desde o lançamento do programa Bom Prato, em 2000.     Sobre o Bom Prato O programa de segurança alimentar do Governo do Estado de São Paulo foi criado em dezembro de 2000 com o objetivo de oferecer, à população de baixa renda, refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível. O almoço, com 1.200 calorias, feito de arroz, feijão, salada, legumes, farinha de mandioca, um tipo de carne, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época) tem custo de R$ 1 para o usuário. Já o café da manhã tem leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem 400 calorias em média e custa R$ 0,50. O serviço foi implantado em todos os restaurantes do Estado em setembro de 2011. Desde a implantação do Programa Bom Prato, já foram servidas mais de 123 milhões de refeições e investidos mais de R$ 279 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização das unidades. Novo posto do Acessa São Paulo...

Leia mais
Obras da Linha 6-Laranja começam no segundo semestre
jun27

Obras da Linha 6-Laranja começam no segundo semestre

Sexta-feira, 27 de junho de 2014 às 16h32 Metrô – Com o início da construção da linha que liga Brasilândia a São Joaquim, serão cinco grandes empreendimentos em execução simultânea para expansão da rede metroviária. De acordo com a Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, o Consórcio Move São Paulo vai iniciar as obras de implantação da Linha 6-Laranja no segundo semestre de 2014. O Move São Paulo – composto pelos grupos Odebrecht, Queiroz Galvão, UTC Participações e pelo Fundo Eco Realty – foi o vencedor da licitação que concretizou a primeira PPP integral de metrô do Brasil. O contrato com o Governo do Estado, assinado em dezembro de 2013, tem vigência de 25 anos, contando os seis para implantação da linha e mais 19 para operação e manutenção (incluindo o pátio de manobra, aquisição de sistemas operacionais e a compra de uma frota de 23 trens).     O governador Geraldo Alckmin e o presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, assinaram contrato de financiamento de R$ 1,7 bilhão que irá compor os 50% do aporte financeiro do Estado de São Paulo. O valor global do empreendimento é de R$ 9,6 bilhões, sendo que R$ 8,9 bilhões são divididos entre o Governo do Estado (50%) e o consórcio (50%). Os outros R$ 673 milhões são referentes às desapropriações que serão executadas pelo Estado. “A Linha 6 é importante e será uma das maiores de São Paulo. Esse financiamento assinado hoje é importantíssimo porque vai nos ajudar a cumprir a nossa parte na PPP”, disse Alckmin, ao se referir ao fato dessa linha ser construída por meio de PPP (Parceria Público Privada). A Linha 6 vai ligar a Vila Brasilândia, na zona norte da capital, à estação São Joaquim (Linha 1-Azul), com 15,9 quilômetros de extensão e 15 estações (Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Sesc Pompeia, Perdizes, PUC-Cardoso de Almeida, Angélica-Pacaembu, Higienópolis-Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista e São Joaquim). A Linha Laranja vai se integrar com as linhas 7 e 8 da CPTM, na futura estação Água Branca; Linha 4, na futura estação Higienópolis-Mackenzie; e Linha 1, na estação São Joaquim. O percurso todo será feito em apenas 27 minutos. A demanda prevista para este ramal é de 633,6 mil passageiros/dia, beneficiando ainda grandes centros educacionais, como Unip (Universidade Paulista), PUC (Pontifícia Universidade Católica), Faap (Fundação Armando Álvares Penteado), Mackenzie e FMU (Faculdade Metropolitanas Unidas). Por essa razão, já é conhecida como a “linha das universidades”. Obras de expansão simultâneas São Paulo vive um momento histórico em que contabiliza quatro grandes empreendimentos de...

Leia mais
Governador anuncia reforço da segurança na porta das escolas
jun24

Governador anuncia reforço da segurança na porta das escolas

Terça-feira, 24 de junho de 2014 às 18h09 Projeto inovador aumenta a segurança em 775 escolas estaduais com 1.550 policiais militares.  Secretarias da Edução e Segurança Pública — O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 24, um reforço da segurança na porta das escolas estaduais com a volta às aulas. Pais, alunos e professores contarão com 1.550 policiais militares em um projeto inovador do Governo do Estado de São Paulo. Fruto de parceria entre as secretarias da Educação e da Segurança Pública, as unidades de ensino ganharão, a partir da segunda quinzena de julho, duplas de PMs nas portas de 775 escolas estaduais do Estado: 226 na capital, 437 na Grande São Paulo, 58 na região de Campinas e 54 na Baixada Santista. “Esse convênio visa o fortalecimento para proteção das escolas e dos arredores. Uma dupla de policiais fará a ronda, com uma viatura, nas imediações das escolas para prevenir todo tipo de ação criminosa. Foram escolhidas as regiões de maior vulnerabilidade”, explicou Alckmin. No total, serão 1.550 policiais militares por dia empregados na ação. Os PMs vão atuar voluntariamente em suas folgas por meio da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM), com direito a uma remuneração adicional. Esses policiais militares irão realizar patrulhamentos nas escolas estaduais durante dias úteis, em turnos de oito horas. O principal objetivo é minimizar os conflitos na porta e entorno e dar continuidade às ações preventivas já aplicadas, como a Ronda Escolar, o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) e, principalmente, o Sistema de Proteção Escolar. Esse último, implantado na rede em 2009, promove estratégias para a melhoria das relações e segurança do ambiente escolar. O investimento previsto será de R$ 5,5 milhões. O reforço visa contribuir com a sensação de segurança da população e com o combate à criminalidade. A localização geográfica e os índices criminais do Estado foram os critérios para a escolha das unidades que receberão o programa. Reforço na segurança O projeto faz parte da ampliação da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar. Com ela, a medida levará às ruas do Estado um total de 3.550 PMs a mais em dias úteis. A iniciativa foi lançada em abril, com mil policiais militares a mais, por dia, no patrulhamento. Em maio, a quantidade inicial passou para 2 mil PMs, sendo 100 bombeiros, que começaram a atuar este mês. A Diária Especial agora estará presente em 89 municípios. Com a ampliação, a distribuição de policiais da DEJEM em dias úteis passa a ser de 1.187 policiais na capital, 1.209 na Grande São Paulo, 308 na Baixada Santista e 266 na região de Campinas....

Leia mais
CPTM inicia obras de reconstrução da estação Engenheiro Goulart
jun24

CPTM inicia obras de reconstrução da estação Engenheiro Goulart

Terça-feira, 24 de junho de 2014 às 17h55 Durante a obra, com previsão de conclusão em 18 meses, a estação ficará fechada e os usuários deverão utilizar a estação USP Leste CPTM —  A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informa que, a partir desta segunda-feira, 23, começam os trabalhos para construção da nova estação Engenheiro Goulart, na Linha 12-Safira, que atenderá também a futura Linha 13-Jade, em implantação. Durante a obra, com previsão de conclusão em 18 meses, essa estação ficará fechada e os usuários deverão utilizar a estação USP Leste. A CPTM disponibilizará, gratuitamente, ônibus exclusivos para o trajeto entre as estações Eng. Goulart e Usp Leste, durante o horário de operação dos trens, entre 4h e meia-noite. A interdição é necessária para a realização das obras de implantação da Linha 13-Jade, que ligará o Aeroporto Internacional de Guarulhos à capital paulista. A Estação Engenheiro Goulart será totalmente reconstruída e fará a conexão entre as linhas 12-Safira [Brás – Calmon Viana] e 13-Jade [Aeroporto de Guarulhos – São Paulo]. A nova estação terá arquitetura moderna, banheiros públicos e para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, além de escadas rolantes e todos os itens de acessibilidade, como elevador, rampa, corrimão, piso tátil e comunicação em braile entre outros. Nos dias úteis, a Linha 12-Safira transporta cerca de 220 mil passageiros. Já a média de usuários que embarcam pela estação Engenheiro Goulart é de cerca de quatro mil. Os usuários estão sendo informados da interdição por meio de folhetos e cartazes, nas estações, via SMS, redes sociais e anúncios em veículos de comunicação, como jornais e rádios. Linha 13-Jade A Linha 13-Jade terá 12,2 km de extensão com três estações: Engenheiro Goulart e as novas Guarulhos-Cecap e Aeroporto Guarulhos. O investimento é de R$ 1,8 bilhão e a estimativa é que sejam transportados cerca de 120 mil...

Leia mais
Expresso Leste da Linha 11-Coral da CPTM ganha duas novas composições
jun20

Expresso Leste da Linha 11-Coral da CPTM ganha duas novas composições

Sexta-feira, 20 de junho de 2014 às 17h28 Linha também atende o novo serviço “Expresso da Copa”, que transporta torcedores até a Arena Corinthians, em Itaquera, nos dias de jogos da Copa do Mundo Secretaria dos Transportes Metropolitanos – Para reforçar a frota de trens do Expresso Leste, na Linha 11-Coral da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), foram entregues nesta terça-feira, 17, mais duas novas composições – outras quatro já haviam sido entregues. Elas fazem parte de um plano de substituição da frota antiga, que inclui 9 novas composições e atendem o Expresso da Copa, que transporta torcedores até a Arena Corinthians, em Itaquera, nos dias de jogos da Copa do Mundo.     “Acabamos de entregar mais dois trens: o 101º e o 102º. Mais dois virão agora em julho e o último será em agosto. Com isso, nós completaremos a compra de 105 trens da CPTM. É um trem de última geração, que contém alta tecnologia, conforto e segurança. Além desses 105 trens, o Governo de São Paulo já anunciou outros 65, que serão entregues no começo de 2015”, disse o secretário de Transportes Metropolitanos Jurandir Fernandes. Jurandir lembrou ainda que atualmente, 76% da frota de trens já possui ar-condicionado. Os novos trens possuem salão contínuo de passageiros, que permite passagem livre dos passageiros entre os vagões, são monitorados por câmeras na parte interna e externa, além de contar com acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência, que incluem sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, mapa dinâmico e espaço para cadeirantes. Nos dias de jogos da Copa do Mundo, tanto a CPTM como o Metrô, trabalham com esquemas especiais para o transporte de torcedores. Os trens do Expresso Copa, que entram em circulação três horas antes dos jogos, percorrem o trecho entre as estações Luz e Corinthians-Itaquera em 19 minutos, sem paradas nas estações...

Leia mais
Polícia Civil parou duas horas por melhorias
jun17

Polícia Civil parou duas horas por melhorias

Terça-feira, 17 de junho de 2014 às 11h11   Alerta Vermelho da Polícia Civil suspendeu as atividades das Unidades Policiais por duas horas, ontem. Nesta segunda-feira (16), Delegados e Policiais Civis de todo o Estado de São Paulo acenderam o Alerta Vermelho com a suspensão das atividades das Unidades Policiais por duas horas. O Alerta Vermelho, movimento organizado pela ADPESP, contou com a adesão de 87% das mais de 2 mil Delegacias de Polícia do Estado. Durante o período de mobilização, Delegados e Policiais Civis modificaram suas rotinas para atender o cidadão visando o esclarecimento sobre as principais dificuldades enfrentadas pela Polícia Investigativa para o desempenho de suas atividades no combate ao avanço da criminalidade. De acordo com a Associação dos Delegados de Polícia, o ato de protesto promoveu, por meio do diálogo, a união da Polícia Civil junto à Sociedade na forma de conscientização sobre a necessidade de reivindicar melhorias para o aumento da qualidade de vida de todos, especialmente quando os índices de criminalidade atingem o limite da tolerância. A presidente da ADPESP, Dra. Marilda Pansonato Pinheiro, salienta que a Polícia Civil vem sendo, ano a ano, sucateada pela falta de políticas assertivas para a Segurança Pública. “Somos a Polícia Investigativa e não conseguimos investigar devido à falta de investimento e a redução de recursos humanos, especialmente porque a cada nove dias um Delegado de Polícia abandona a carreira para atuar em outras carreiras jurídicas ou, ainda, em outras Unidades da Federação, considerando que o Estado de São Paulo, a maior economia do Brasil, ocupa a vigésima sexta posição no ranking salarial nacional da categoria entre os 27 entes federados”, esclarece Marilda Pansonato. Ainda segundo a presidente, a continuidade de ações semelhantes ao Alerta Vermelho realizado nesta segunda-feira estão diretamente condicionadas ao posicionamento do Governo do...

Leia mais
Museu Pelé, em Santos
jun16
Leia mais
Em São Vicente, é apresentado o 1º VLT do Estado de SP
jun15

Em São Vicente, é apresentado o 1º VLT do Estado de SP

Domingo, 15 de junho de 2014 às 10h29 Alckmin apresenta o 1º VLT do Estado de SP e anuncia melhorias no transporte metropolitano da Baixada Santista. Evento também marcou a conclusão de obras civis de cinco estações do VLT, a entrega do Viaduto Emmerich e de 75 novos ônibus intermunicipais que vão operar na região.       O governador Geraldo Alckmin apresentou na sexta-feira, 6, o primeiro VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) do Estado de São Paulo, que será testado com passageiros, em São Vicente, já no segundo semestre de 2014. Em março de 2015, está previsto o início da operação comercial do VLT com 10 veículos no trecho entre Barreiros, em São Vicente, e o Terminal Porto, em Santos. A demanda prevista para o trecho é de 70 mil usuários/dia, segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU. A apresentação ocorreu durante visita à Estação Nossa Senhora das Graças. Alckmin destacou as diferenças do novo sistema de transporte. “O VLT é uma grande inovação, ele tem alta capacidade de transporte, conseguindo levar até 400 pessoas, é elétrico, portanto não poluente, é silencioso e, além de tudo, vai ser importante para a revitalização das regiões por onde vai passar, trazendo novos empreendimentos, serviços e comércio”, afirmou o governador. O 1º VLT desembarcou no porto de Santos em 22 de maio e chegou à Estação Nossa Senhora das Graças cinco dias depois. Lá a composição foi montada e agora passa por testes intensivos antes de receber passageiros em caráter experimental. Marginal da Rodovia Ayrton Senna Dois depois de apresentar o VLT, Alckmin inaugurou a nova marginal da Ayrton Senna com seis meses de antecedência. Conforme informou a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a nova pista marginal deve facilitar o acesso aos bairros de Guarulhos.     “Nós estamos inaugurando 5,8 km da marginal, São Paulo sentido interior, saindo da ligação do aeroporto e indo até o Trevo dos Pimentas. Marginais, com duas faixas, segregando o trânsito local do trânsito da Ayrton Senna. Um grande ganho”, afirmou Alckmin. Também são beneficiados os motoristas que saem do Aeroporto Internacional de Guarulhos e acessam a Ayrton Senna sentido Vale do Paraíba pela Rodovia Hélio Smidt (SP-19). Com a segregação do tráfego local e de longa viagem, é aumentada a fluidez, reduzindo o tempo de viagem, e ampliada a segurança da rodovia naquele trecho, por onde passam diariamente 73,4 mil...

Leia mais
Governador inaugura novo Copom da capital
jun13

Governador inaugura novo Copom da capital

Sexta-feira, 13 de junho de 2014 às 20h01   A modernização do Centro de Operações da PM aumentará a capacidade de atendimento do 190 e a integração com serviços públicos. SSP-SP – O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, inauguraram nesta quarta-feira, 11, a nova sede do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) da capital. Foram investidos R$ 85,1 milhões nas obras do prédio e aquisição de equipamentos que permitirão a ampliação do serviço de emergência. O novo Copom foi construído para aumentar a capacidade de recebimento das ligações ao 190. A mudança permite à PM quase quadruplicar as posições de atendimento do setor, que antes contava com 56 pontos e agora passa a ter 208. O novo espaço tem 10.645 m² e possui seis pavimentos. O edifício funciona como um Centro Integrado de Comando e Controle, pois possibilita a integração com outros órgãos prestadores de serviço público, como Metrô, CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), SPTrans e Vivo. A ação conjunta facilita o planejamento, coordenação e acompanhamento de atividades conjuntas entre os envolvidos. “Nós já fizemos a licitação e contratamos a empresa que será responsável pelo atendimento, desta forma conseguiremos liberar 280 policiais militares para atuarem em outras funções”, explicou o governador, ressaltando que “o atendimento vai ser feito por civis, mas o despacho (decisão quanto à ação a ser adotada) será feita por policiais militares”. O espaço tem um videowall (telão) com 95 monitores de 55 polegadas. Ele permitirá, em tempo real, a análise inteligente da dinâmica criminal por meio de imagens de câmeras de videomonitoramento, mapas georreferenciados com posicionamento das ocorrências e da localização em tempo real das viaturas. No videowall, será possível monitorar as imagens das 352 câmeras em pontos estratégicos da capital para realizar o patrulhamento e o planejamento policial. Tecnologia Uma inovação da nova sede do Copom é a rede de dados totalmente dedicada para os seus serviços. Isso permite o recebimento e transmissão de imagens e informações em tempo real com os demais COPOMs e COBOMs (Centros de Operações de Bombeiros) do Estado, além de outras centrais de emergência. No primeiro andar do edifício funciona a sala do “Olho de Águia”, um sistema que permite aos policiais ter acesso ao vivo a imagens captadas pelas câmeras dos helicópteros e motocicletas da PM durante o acompanhamento de ocorrências. Por meio da ferramenta, as imagens são capturadas e retransmitidas à sala do “Olho de Águia” do Copom. A sede conta com sistemas de gravação de áudio do atendimento 190 e de despacho por rádio, o que viabiliza o controle e auditoria de qualidade. O Copom da capital recebe 40...

Leia mais
O esvaziamento da greve dos metroviários
jun10

O esvaziamento da greve dos metroviários

Terça-feira, 10 de junho de 2014 às 8h03 – atualizado às 9h56 Gerson Soares Desde sábado, quando atingiu momentos de tranquilidade e tensão, a greve dos metroviários foi sendo esvaziada. na sexta-feira, o governo já informava que os alguns estavam voltando ao trabalho. No domingo, depois de o TRT-2 ter julgado a paralisação abusiva, a greve praticamente só deixava dúvidas aos milhões de usuários que utilizam o transporte. Praticamente os funcionários esvaziavam a tentativa de conseguir alguns benefícios extravagantes, baseados no aumento do trabalho, se justos ou não, não caberia à população pagar por isso, sendo que na verdade já paga pelos inúmeros benefícios da categoria, que emerge como uma das melhores dentre os brasileiros que padecem no próprio sistema de transportes oferecido pelo governo, que só agora – depois destes sete anos de suplício ouvindo falar da Copa do Mundo que ninguém entendeu porque veio a acontecer num Brasil sem condições de realizá-la – recebe alguma atenção.   No transporte público de São Paulo, trabalhadores, jovens e idosos se amassam como sardinhas em lata – até elas vivem melhor em suas latinhas, mais espaçosas. As mulheres sofrem ainda mais com a falta de pudor e caráter exercida sordidamente por aproveitadores nas lotações, e este assunto gerou diversos tipos de consequências e campanhas contra o assédio contra elas, inclusive dos metroviários que conhecem bem o assunto. Há razão no que alegam, de que o transporte praticamente quadruplicou o número de usuários nos últimos 14 anos com menos funcionários, mas essa abordagem deveria ser interna, feita pela diretoria e o sindicato, a população poderia ser preservada de mais esse transtorno, já que não são poucos os que enfrentam diariamente, no quesito mobilidade urbana e suas parcas opções. Por fim, hoje (10) os grevistas voltam ao trabalho sem nenhuma conquista, conseguiram alguma coisa nos vales de alimentação, mas o aumento proposto foi aceito. Ao Sindicato dos Metroviários coube o saldo de 42 demitidos por justa causa, 500 mil reais de multa, a ira de 5 milhões de usuários. A seu favor, alguns juristas que alegam não ter sido respeitado o direito de greve. Contra si, os metroviários ainda terão a ira das famílias dos demitidos, a penhora dos bens e contas do sindicato para garantir o pagamento da multa e o peso do olhar da sociedade paulistana muito conhecida pela vontade e necessidade que tem de trabalhar, sendo que a greve causou cinco dias de confusão, sob vários aspectos. Ainda ontem recebemos o texto em curto artigo de um advogado que acusa “o governo de não ser bom patrão”. Acrescentamos a isso que também não é bom gestor, guardadas as exceções....

Leia mais
Metrô: TRT-2 declara greve dos trabalhadores abusiva
jun10

Metrô: TRT-2 declara greve dos trabalhadores abusiva

Terça-feira, 10 de junho de 2014 às 9h52 TRT-2 – Na manhã do último domingo (8), o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região julgou o caso envolvendo o Metrô e os sindicatos dos engenheiros e metroviários. O TRT declarou a abusividade da greve dos trabalhadores e estabeleceu o índice de reajuste salarial para 8,7%. A Seção de Dissídios Coletivos (SDC) também analisou o cumprimento da liminar que previa o funcionamento total do efetivo nos horários de pico, o pagamento da multa arbitrada, a estabilidade dos grevistas, o piso salarial dos engenheiros, entre outros temas. Além disso, caso a greve persista após o julgamento, foi arbitrada multa adicional de R$ 500 mil por dia. A greve foi considerada abusiva por unanimidade. “O direito de greve não pode ser balizado em autoritarismo ou no exercício arbitrário de escolhas subjetivas. Não houve atendimento mínimo à população, gerando grande transtorno, inclusive no âmbito da segurança pública”, resumiu o desembargador Rafael Pugliese, presidente da SDC e relator do caso. O julgamento concluiu pela autorização do desconto pelos dias parados, além de não assegurar a estabilidade dos grevistas. Conforme informa a assessoria do TRT-2, ficou decidido também, que a multa já arbitrada pela desembargadora Rilma Aparecida Hemetério, vice-presidente judicial do TRT-2, permanece em vigor, no valor de R$ 100 mil por dia de paralisação, a ser paga solidariamente pelos sindicatos dos trabalhadores. O montante, que já soma o valor de R$ 400 mil neste domingo, será revertido para o Hospital do Câncer do Estado de São Paulo. Caso os metroviários decidam pela continuidade da greve na assembleia de hoje, serão acrescidos R$ 500 mil por dia. Quanto ao reajuste salarial, o último valor proposto pelo sindicato dos metroviários foi de 12,2%, já o Metrô ofereceu 8,7%. A não concordância de propostas fez com que o TRT-2 analisasse as justificativas das partes e do Ministério Público do Trabalho para, então, decidir: 8,7%. Cabe recurso desse julgamento ao Tribunal Superior do Trabalho (TST).As reinvindicações dos metroviários também incluíam reajustes em valores de benefícios para a categoria. O colegiado estabeleceu o valor do vale-alimentação mensal para R$ 290,00, mais parcela extra anual; e o vale-refeição diário para R$ 669,16. Outra definição importante do julgamento refere-se ao piso salarial dos engenheiros no valor de R$ 6.154,00. Os temas Participação nos Lucros e Resultados (PLR), jornada de trabalho e plano de carreira continuarão a ser discutidos no Núcleo de Conciliação de Coletivos (NCC), em pauta específica. Assim, os trabalhadores poderão participar de forma mais ativa na solução dos impasses em torno dos assuntos.O julgamento do caso dos metroviários teve revisão do desembargador Davi Meirelles. O órgão colegiado contou com...

Leia mais
Nota do Metrô
jun10

Nota do Metrô

Terça-feira, 10 de junho de 2014 às 9h47 O Metrô emitiu nota, às 22h30 da noite de ontem, esclarecendo sobre a greve dos metroviários. Metrô esclarece Diante da decisão do Tribunal Regional do Trabalho, o Metrô de SP reafirma sua posição de assegurar o emprego dos trabalhadores que retornarem às suas funções. A greve foi julgada abusiva e, portanto, deve ser definitivamente encerrada. Como tem feito nos últimos dias, o Metrô de SP não poupará esforços para assegurar o direito de ir e vir dos seus 4,6 milhões de passageiros. Nesta segunda-feira, o Metrô iniciou a operação às 4h51 com a abertura da Linha 5 Lilás. Às 5:31 a linha 3 vermelha começou a operar entre as estações Bresser e Santa Cecília. Na sequência foi iniciada a operação da Linha 1 azul, a partir das 6:20, entre as estações Paraíso e Luz. Às 7:46 a linha 2 verde iniciou a operação entre as estações Ana rosa e clínicas. Ao longo do dia, com o retorno ao trabalho dos empregados que haviam aderido ao movimento do sindicato, o Metrô ampliou consideravelmente sua operação. No período da tarde, mais de 50% dos 1044 empregados escalados retomaram a seus postos retomando a operação de 50 das 65 estações do sistema. Linha 1 azul – operação parcial entre Jabaquara e Luz Linha 2 verde – operação integral entre Vila Prudente e Vila Madalena Linha 3 vermelha – operação parcial entre Penha e Marechal Deodoro Linha 4 amarela – operação integral Butantã e Luz (operada pela iniciativa privada) Linha 5 lilás – operação integral entre Capão Redondo e Largo Treze   Leia mais Nota do Sindicato dos Metroviários Nota do Metrô Metrô: TRT-2 declara greve dos trabalhadores abusiva O esvaziamento da greve dos...

Leia mais
Nota do Sindicato dos Metroviários
jun10

Nota do Sindicato dos Metroviários

Terça-feira, 10 de junho de 2014 às 9h36 Esta é a nota do Sindicato dos Metroviários que pode ser vista hoje no site da categoria: Greve é suspensa. Nova assembleia no dia 11/6. Greve no dia 12/6! A assembleia realizada na noite de segunda-feira (9/6) decidiu pela suspensão da greve. Foi agendada uma nova assembleia para quarta-feira (11/6) com indicativo de greve para quinta-feira (12/6), data do início da Copa do Mundo de Futebol. Estamos em Estado de Greve. Continua a mobilização nas áreas. Vamos fazer a maior assembleia da história da categoria no dia 11. Esse deve ser o desafio do metroviário! Queremos negociar a volta dos metroviários demitidos. Ninguém vai ficar para trás. Todos na assembleia quarta-feira, dia 11/6, às 18h30, no Sindicato.       Leia mais Nota do Sindicato dos Metroviários Nota do Metrô Metrô: TRT-2 declara greve dos trabalhadores abusiva O esvaziamento da greve dos...

Leia mais
Mais uma parte do Complexo Viário Polo Itaquera é entregue
jun09

Mais uma parte do Complexo Viário Polo Itaquera é entregue

Segunda-feira, 9 de junho de 2014 às 15h50 Alckmin entrega as obras do Complexo Viário Polo Itaquera. DERSA utilizou tecnologia inovadora na construção dos cinco viadutos do complexo viário, garantindo agilidade nas obras e segurança na execução. O governador Geraldo Alckmin entregou neste domingo, 8, as obras do Complexo Viário Polo Itaquera. Na ocasião, foram liberadas para circulação a passarela de pedestres sobre os trilhos do Metrô e da CPTM e as Avenidas Radial Leste e José Pinheiro Borges. Também foi entregue a alça viária que interliga as Avenidas Radial Leste e Jacu Pêssego. As vias concluem o conjunto de obras do novo sistema viário da região, gerenciado pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A. O valor total investido no empreendimento é de R$ 610,5 milhões. “É um dia histórico, estamos a cinco dias da Copa do Mundo, um dos eventos de maior visibilidade do mundo. Entregamos, hoje, a primeira alça da Radial Leste com a Jacu Pêssego, que a prefeitura desapropriou e nós fizemos as obras, que é a alça de quem vai para o aeroporto. Então, melhora muito a ligação de quem vai para o aeroporto de Cumbica com a Radial Leste”, ressaltou Alckmin. “E entregamos a passarela. A maior de São Paulo, sobre a Radial, sobre o Metrô, sobre o Trem, 185 metros de extensão, seis metros de largura, 100% coberta e laterais em vidro temperado, fazendo a ligação Norte-Sul. Ela vai fazer com que as pessoas deixem de andar 2,5 km, facilitando o acesso ao Polo de Itaquera”, afirmou o governador. Segundo a governo do Estado, as intervenções realizadas em Itaquera proporcionam maior mobilidade ao bairro e beneficiam diretamente os moradores da região Leste da cidade. A passarela, sobreposta aos trilhos do Metrô e da CPTM e as Avenidas Radial Leste e José Pinheiro Borges, facilita a circulação dos pedestres e o acesso em segurança aos empreendimentos que estão sendo implantados no Polo e à Arena Corinthians. A passagem, com 185 metros de comprimento, liga ainda os bairros A.E Carvalho à Cohab José de Anchieta. A alça viária que interliga a Avenida Radial Leste à Avenida Jacu Pêssego, no sentido do aeroporto de Guarulhos, também foi liberada. O novo viaduto facilita o deslocamento dos motoristas que saem do estádio e seguem para o aeroporto ou para as rodovias Dutra e Ayrton...

Leia mais
Vale do Paraíba e Litoral Norte recebem 36,9 mi para o turismo
jun08
Leia mais
Governador Alckmin inicia obras nos lotes 3 e 4 da Nova Tamoios Contornos
jun08
Leia mais
Metroviários continuam em greve e população sofre
jun06

Metroviários continuam em greve e população sofre

6 de junho de 2014 às 6h55 – atualizado às 7h31 Audiência no TRT-2 termina sem acordo, mas Desembargadora determina contingente mínimo de funcionamento e marca nova audiência entre as partes. SECOM – TRT-2 Edição final – Alô São Paulo Terminou sem acordo a audiência entre metroviários e o Metrô de São Paulo, realizada na tarde desta quinta-feira (05), no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. Conduzida pela desembargadora Rilma Aparecida Hemetério, vice-presidente judicial do TRT-2, a audiência teve duração de duas horas e meia e, após intensa discussão, os trabalhadores não aceitaram a proposta de reajuste de 8,7%, mantida pelo Metrô. O reajuste pretendido pela categoria dos metroviários baixou para 12,2%. Dentre os assuntos discutidos, os principais foram o reajuste salarial, o plano de carreiras, os valores do vale-alimentação e vale-refeição, a jornada de trabalho e o piso salarial dos engenheiros. As negociações continuarão para definir tais pontos. Além disso, os sindicatos dos metroviários propuseram o desconto de um dia de trabalho com as catracas liberadas, ideia rejeitada pelo Metrô, que alegou não poder renunciar a recurso público – receita diária de R$ 5,5 milhões. Outra novidade apresentada na reunião foi a oferta do Metrô em estender o auxílio-creche para os trabalhadores homens que têm filhos. A empresa também assegurou o adicional de risco de vida imediato para os bilheteiros e o reenquadramento dos cargos. Alguns pontos de discussão com maior desdobramento, como o plano de carreira e a jornada de trabalho, poderão ser discutidos em encontros posteriores no Núcleo de Conciliação de Coletivos. Nesta quinta-feira, o Metrô ajuizou dois novos dissídios coletivos no TRT-2, um de greve e o outro econômico. Dessa forma, foi concedido o prazo de 24 horas para os sindicatos dos trabalhadores se manifestarem. O julgamento do dissídio está previsto para esta sexta-feira, às 14h30, sob a condução da Seção de Dissídios Coletivos, presidida pelo desembargador Rafael Pugliese, que será o relator do caso. Na ocasião, serão decididas as questões relacionadas à greve (abusividade e descontos) e econômicas (reajuste salarial e outros). O TRT-2 já havia concedido liminar que determina a manutenção de 100% de funcionamento do Metrô nos horários de pico (6h às 9h e 16h às 19h) e 70% nos demais horários, sob pena de multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento e esta foi mantida. Segundo informou o Sindicato dos Metroviários de São Paulo, a categoria aderiu quase totalmente à greve e quem está operando as linhas é o pessoal de contingência do próprio Metrô. A proposta de catracas abertas enquanto a decisão judicial não é apontada foi rejeitada. Questionado, sobre a própria população estar sofrendo com a paralisação...

Leia mais
Metroviários x Metrô = Greve
jun05

Metroviários x Metrô = Greve

5 de junho de 2014 às 16h30   Decididos pela greve, os metroviários pararam à 0h desta quinta-feira, por tempo indeterminado. Segundo o Sindicato dos Metroviários de São Paulo, o Metrô ofereceu apenas 8,7% de reajuste em audiência nesta quarta-feira (4), no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) e após várias negociações com a companhia e o governo estadual, a assembleia dos metroviários realizada no dia 4/6 confirmou a greve. Uma nova assembleia está marcada para as 17h, na sede do sindicato no Tatuapé, a fim de avaliar o movimento. A assembleia acontecerá após a audiência de conciliação entre o sindicato e o Metrô, agendada para as 15h30 de hoje no Tribunal Regional do Trabalho. Vejas as reivindicações dos metroviários: – 35,47% de reajuste (7,95% de Inflação + 25,5% de aumento real); – Reajuste de 13,25% para o vale refeição (VR); – Vale alimentação (VA) de R$ 379,80 (atual é R$ 247,69); – Plano de carreira para as gerências de Manutenção (GMT*) e Operação (GOP); – Metrus Saúde para aposentados; – Reposição do quadro de funcionários; – Participação nos resultados (PR) igualitária; – Além das principais reivindicações dos cargos ligados à operação (OTMs 1) estação, dos agentes de segurança (ASMs 1), dos OTMs 2 e 3 tráfego, dos serralheiros e pintores, dos oficiais de instalação, dos técnicos, do pessoal dos cargos de gerência (GLG), da obra e da administração. A depredação da estação Itaquera foi uma das consequências da greve. Por volta das 7h30 desta manhã, a Radial Leste se transformou num imenso estacionamento de carros, praticamente parada com alguns pontos de avanço. A greve deixa milhões de pessoas sem saber como fazer para ir e vir na cidade. O metrô transporta 4,8 milhões de pessoas diariamente. Neste momento acontece a reunião conciliatória no TRT-2. Segundo o Metrô, a empresa deve pedir ilegalidade da greve. O governador Geraldo Alckmin considera a greve abusiva e política. Conforme o último boletim da secretaria de Transportes Metropolitanos, às 11h, o metrô opera parcialmente com as seguintes linhas: Linha 1 – Azul: de Luz a Ana Rosa; Linha 2 – Verde: de Ana Rosa a Vila Madalena; Linha 3 – Vermelha: de M.Deodoro a Bresser; Linha 4 -Amarela (Via Quatro): toda a linha; Linha 5 – Lilás: toda a...

Leia mais
Governador inaugura base comunitária na Nova Luz
jun04

Governador inaugura base comunitária na Nova Luz

4 de junho de 2014 às 19h20 O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta terça-feira, 3, a Base Comunitária de Segurança (BCS) Aliança, na região da Nova Luz, no centro da capital. A unidade, que fica no Largo Coração de Jesus, reforçará o policiamento na área.  Além da base fixa, também foi revitalizada a praça em que ela está instalada, com parquinho infantil, duas quadras reformadas, coreto coberto e mesas de jogos.   “Instalamos, junto com a Prefeitura, a base fixa da Polícia Militar. A Polícia Comunitária é muito importante, porque o policial sabe o nome das pessoas e está muito próximo da comunidade. Essa revitalização contribui com a sensação de segurança e tem o intuito de fazer com que as pessoas voltem a morar na Luz”, ressaltou o governador. As informações são da secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP), informando que o monitoramento no entorno da base também será reforçado por 16 câmeras de segurança, que foram instaladas na parte interna e externa da base e no seu entorno. A BCS Aliança será subordinada à equipe da PM responsável pela Operação Nova Luz, que atua no combate ao tráfico de drogas e a outros crimes na região central. Seguindo a diretriz de polícia comunitária, a base vai integrar ainda mais PMs, moradores e trabalhadores locais. A unidade de 122 m² foi cedida pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) à Secretaria da Segurança Pública (SSP). Por meio dela, a PM estenderá seu apoio a projetos sociais como o Recomeço, do Governo do Estado, e o Braços Abertos, da Prefeitura de São Paulo. Na base, atuarão 24 policiais com o apoio de quatro viaturas. Além disso, o efetivo contará com unidades especializadas da PM, como as Rondas Ostensivas com Apoio de Motos (Rocam) e a Ronda Escolar Antidrogas, que orienta alunos de sete escolas do Centro sobre drogas e direitos humanos. Em toda a área da Nova Luz atuam 121 policiais. Ações Os PMs da região já possuem uma rotina de visitas comunitárias aos moradores e pessoas que convivem no bairro da Luz para detectar problemas e propor soluções. Segundo a SSP/SP, desde 2010, Governo do Estado e Prefeitura atuam para revitalizar a área e desestruturar o tráfico de drogas. Até agora, 1.143 pessoas foram presas em flagrante, 326 procurados foram capturados e 694 adolescentes apreendidos. A ação das polícias reduziu os índices criminais na região. Comparando-se o primeiro trimestre deste ano com o mesmo período do ano passado, houve 17,29% de queda nos furtos, 22,29% nos roubos, 41,67% nos roubos de veículos e 60% nos homicídios dolosos. Investimento O Estado de São Paulo conta com 483 bases...

Leia mais
“De Braços Abertos”, de volta ao trabalho
jun04
Leia mais
Ponto turístico, mas o entorno é para espantar turistas
jun02

Ponto turístico, mas o entorno é para espantar turistas

02/06/2014 – 19h26 Gerson Soares Repugnante, esta palavra seria amena, diante do cenário que pode ser visto neste sábado (31/05) no entorno do Mercado Municipal de São Paulo. A aparência da Avenida do Estado, sob o viaduto Diário Popular, na Rua Cavalheiro Basílio Jafete e nas duas esquinas que antecedem o Mercadão, como é conhecido, tinham um aspecto decadente. Nauseabundo, isto é o que se poderia falar sobre o odor na Rua Cavalheiro Basílio Jafete, ao lado do viaduto Diário Popular que faz a ligação entre a Avenida Mercúrio e o Parque Dom Pedro. A menos de 200 metros do maior entreposto municipal da cidade e em frente a diversos pontos de comércio de hortifrutis, esta palavra mal traduz a situação que se encontra ao lado de um dos pontos turísticos mais famosos de São Paulo, o Mercadão. Se não fosse com estes termos, deveríamos arranjar outros, para designar o odor das fezes a céu aberto, esgoto, galerias expostas, sujeira, poças de urina que formavam rios no último sábado. O caso se torna ainda mais extremo, quando a maior cidade do país e da América Latina recebe pessoas de vários países e aponta esse local para visitação turística durante a Copa do Mundo. Do outro lado do rio que separa as marginais da Avenida do Estado, está o Palácio das Indústrias, antiga sede da prefeitura da cidade. Ao chegarmos, por volta das 9h30, nos páteos internos do Mercadão não havia lugar para estacionar e a maioria dos estacionamentos do entorno já estavam lotados. Isso nos fez seguir em frente pela Rua Cantareira, já que um agente do CET impedia a conversão à esquerda contornando o Mercado pela Rua Com. Assad Abdala: “Só sei que estou mandando seguir em frente”, disse ele sem saber explicar o porquê. Seguindo o indicado, a cada momento diversos flanelinhas cercavam os carros tentando arranjar-lhes vagas e foi assim que tivemos de ceder àquela demanda, já que não havia onde estacionar. Fomos levados até a Rua Cavalheiro Basílio Jafete e ao chegarmos orientados a estacionar o carro em cima da calçada. Havia em torno de dez flanelinhas ou mais naquele local guardando vagas para vender. Com carros estacionados estrategicamente para garantir o acesso às calçadas e outros pontos embaixo do viaduto, além das ruas, demarcadas com zona azul, eles cobravam em torno de 20 reais adiantados. O cheiro de fezes que exalou ao abrirmos as portas do carro quase nos fez retroceder. Vimos um rapaz que andava com uma mulher, ambos caminhavam na ponta dos pés para não pisar nos dejetos e nas poças de urina. Lama, lixo, folhas de hortaliças, frutas estragadas e um...

Leia mais
História — Palácio das Indústrias e Parque Dom Pedro II
jun02

História — Palácio das Indústrias e Parque Dom Pedro II

02/06/2014 – 20h12 Leia algumas poucas linhas do já se escreveu sobre estes dois marcos da cidade, assim descritos no livro “Lembranças de São Paulo”, de João Emilio Gerodetti e Carlos Cornejo. A Várzea do Carmo, região alagada pelo Rio Tamanduateí, foi ajardinada e transformada no Parque Dom Pedro II, com lago, ilha e alamedas, para as celebrações do Centenário da Independência. Concluídaem 1925, assim o descreveu Gustavo Werner, em São Paulo, a nova metrópole sul-americana: “O Parque central mais lindo é o Dom Pedro II, que separa da city os bairros industriais. Daí se lobrigam as silhuetas dos arranha-céus, dos monumentos, o rendilhado do Palácio das Indústrias, o curso sinuoso do Tamanduateí, tudo envolto num ambiente de barulho decorrente dos veículos e das atividades da multidão que anima os seus arredores.” O Palácio das Indústrias, foi assim descrito com orgulho no Livro de Ouro do estado de São Paulo, 1889–1914: “Este monumento, cuja primeira pedra foi colocada em 1910, deve-se à iniciativa do Dr. Padua Salles, antigo Secretário da Agricultura, e é destinado à exposição permanente dos produtos agrícolas e de todas as indústrias do estado. Se ergue na Várzea do Carmo, mesmo à entrada do populoso bairro do Brás. Sua arquitetura é de muito bom gosto, num estilo um tanto rústico.” Leia mais Ponto turístico, mas o entorno é para espantar turistas Imperador Dom Pedro II Parque Dom Pedro II,...

Leia mais
Imperador D. Pedro II
jun02

Imperador D. Pedro II

02/06/2014 – 20h Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga. Hoje um exagero, mas à sua época este é o nome completo do Imperador Dom Pedro II, alcunhado o Magnânimo, foi o segundo e último monarca do Império do Brasil, tendo reinado o país durante um período de 58 anos. Nascido no Rio de Janeiro, no dia 2 de dezembro de 1825, foi o filho mais novo do Imperador Dom Pedro I do Brasil e da Imperatriz Dona Maria Leopoldina de Áustria e, portanto, membro do ramo brasileiro da Casa de Bragança. A abrupta abdicação do pai e sua viagem para a Europa tornaram Pedro imperador com apenas cinco anos, resultando em uma infância e adolescência tristes e solitárias. Obrigado a passar a maior parte do seu tempo estudando em preparação para imperar, ele conheceu momentos breves de alegria e poucos amigos de sua idade. Suas experiências com intrigas palacianas e disputas políticas durante este período tiveram grande impacto na formação de seu caráter. Pedro II cresceu para se tornar um homem com forte senso de dever e devoção ao seu país e seu povo. Por outro lado, ele ressentiu-se cada vez mais de seu papel como monarca. Herdando um Império no limiar da desintegração, Pedro II transformou o Brasil numa potência emergente na arena internacional. A nação cresceu para distinguir-se de seus vizinhos hispano-americanos devido a sua estabilidade política, a liberdade de expressão zelosamente defendida, respeito aos direitos civis, a seu crescimento econômico vibrante e especialmente por sua forma de governo: uma funcional monarquia parlamentar constitucional. O Brasil também foi vitorioso em três conflitos internacionais (a Guerra do Prata, a Guerra do Uruguai e a Guerra do Paraguai) sob seu reinado, assim como prevaleceu em outras disputas internacionais e tensões domésticas. Pedro II impôs com firmeza a abolição da escravidão apesar da oposição poderosa de interesses políticos e econômicos. Um erudito, o Imperador estabeleceu uma reputação como um vigoroso patrocinador do conhecimento, cultura e ciências. A ele devemos o advento da fotografia e outros inúmeros avanços. Ganhou o respeito e admiração de estudiosos como Graham Bell, Charles Darwin, Victor Hugo e Friedrich Nietzsche, e foi amigo de Richard Wagner, Louis Pasteur e Henry Wadsworth Longfellow, dentre outros. Apesar de não haver desejo por uma mudança na forma de governo da maior parte dos brasileiros, o Imperador foi retirado do poder num súbito golpe de Estado que não tinha maior apoio fora de um pequeno grupo de líderes militares que desejavam uma república governada por um ditador. Pedro II havia se cansado da posição de Imperador e se tornado desiludido...

Leia mais
Parque Dom Pedro II, hoje
jun02

Parque Dom Pedro II, hoje

02/06/2014 – 20h05 É inconcebível não valorizar os heróis da pátria. O Parque Dom Pedro II, que assim foi nomeado para homenagear este ilustre personagem da história brasileira, está relegado ao abandono. É mais uma obra medonha, do descaso, da insensatez, do desgoverno. Desde a ponta extrema onde se mantêm um quartel que até 1992 abrigou o 2º Batalhão de Guardas do II Exército Brasileiro, cercado por histórias de escravos, de soldados e dos Dragões da Independência até a obra magnífica do escritório do arquiteto Ramos de Azevedo na outra extremidade com o cruzamento da Av. Mercúrio, se perde a cada dia um pouco da dignidade e da honra, que cercaram tantos esses monumentos quanto todos os nomes aqui citados. Constrange-nos, ao seguirmos para outros países e vermos a organização dos poderes e regularidade das coisas. O constrangimento não é por sermos brasileiros, pois por essa pátria muitos dariam a vida hoje e novamente, mas por termos sido aviltados de nossa coragem e força de vontade, em mantermos desgovernos tão serenos. Desde as 8h30, desta segunda-feira, 2 de junho, procuramos a secretaria municipal da Saúde, a sempre rígida Vigilância Sanitária, órgão ligado a essa secretaria e também a secretaria de Abastecimento da Prefeitura da cidade de São Paulo, para obtermos simples respostas sobre se eles tinham conhecimento da situação descrita nesta reportagem, a região do Mercadão de São Paulo, e o que pretendiam fazer a respeito. Leia mais Ponto turístico, mas o entorno é para espantar turistas História — Palácio das Indústrias e Parque Dom Pedro II Imperador Dom Pedro II A assessoria da secretaria municipal de Abastecimento, respondeu que iria encaminhar a demanda, às 12h39. Estamos aguardando a resposta e divulgaremos assim que a recebermos. Enquanto isso, esperamos que os estrangeiros não voltem para casa pensando que São Paulo pouco mudou em 105 anos, desde que um certo Emile, assim descrito no livro “Lembranças de São Paulo”, descreveu a cidade num cartão-postal enviado à França. (…) Assim sucede com uma série de cartões-postais coloridos, com vistas como a do Largo São Bento ou da Rua Boa Vista, enviados por um certo Emile, em 26 de junho de 1909, à Madame Socley, 17, Quai Gauthey à Dijon Côte d’Or, França, que, entre outras impressões, comenta: Já lhe falei que choveu durante seis dias seguidos, mas, agora, recomeçou a chover todos os dias. É o que chamam verão… No inverno, às vezes, não chove durante meses e o vento arrasta a poeira, mas há boa temperatura, quase nada de frio e nada de neve. A vegetação e os insetos continuam a prosperar: desde aqui vejo os beija-flores revoando de flor em flor à procura...

Leia mais
Mercadão – Nota da Subprefeitura Sé
jun02

Mercadão – Nota da Subprefeitura Sé

20h48 NOTA DA SUBPREFEITURA SÉ A Subprefeitura Sé informa que o entorno do Mercado Municipal recebe, diariamente, dez varrições e duas lavagens. Para contribuir com o serviço de limpeza em decorrência de feira que acontece durante a madrugada no entorno do Mercado, o início do horário da varrição foi antecipado das 6h para as 5h da manhã, com a utilização da varrição mecanizada. Além disso, foram implantados equipamentos para descarte de lixo: 20 containeres de 1m3 cada e 11 caixas de 5 m3 cada. Com relação à feira realizada no local, a Subprefeitura Sé, em parceria com outras secretarias municipais (Serviços; Segurança Urbana; Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo; Transporte) está trabalhando pela regulamentação do comércio de hortifrutigranjeiros e pela implantação de ações de reestruturação urbana no local. O objetivo é orientar quanto ao uso do espaço público e garantir um ambiente harmonioso, organizado e limpo para toda a população, bem como para os...

Leia mais
Bombeiros terão poder de polícia
maio29

Bombeiros terão poder de polícia

Diária Especial é ampliada e reforça policiamento no Estado com mais 900 PMs. Durante o anúncio, o governador encaminhou para a Alesp o projeto que concede poder de polícia administrativa ao Corpo de Bombeiros. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 29, o reforço do policiamento no Estado de São Paulo com mais 900 policiais militares, que irão trabalhar voluntariamente em suas folgas, com direito à Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM). Além disso, 100 bombeiros também irão fazer parte do programa. Com essa ampliação, o efetivo empregado pela Diária Especial chegará a 2 mil PMs em 83 cidades. O governador ressaltou a importância da medida. “A sociedade também ganha porque a população passa a contar com uma presença maior da polícia nas ruas”, afirmou Alckmin. “Além do mais, o policial vai trabalhar fardado, armado e sob o comando da Polícia Militar, onde se faz mais necessário”, completou. Durante o evento, o governador assinou o envio à Assembleia Legislativa do Projeto de Lei Complementar (PLC) que cria o Código Estadual de Proteção Contra Incêndios e Emergências. O código concede ao Corpo de Bombeiros o poder de polícia administrativa – que atualmente só é empregado por agentes municipais -, ou seja, permite aos Bombeiros advertir, notificar e multar um infrator e também interditar ou embargar obras, serviços, habitações e locais públicos ou privados sem condições de segurança. O código permite aos Bombeiros advertir, notificar e multar infratores, além de interditar ou embargar obras, habitações e locais sem condições de segurança. Foto: Diogo Moreira Diária Especial é ampliada e reforça policiamento no Estado com mais 900 PMs. Foto: Diogo Moreira...

Leia mais
Metroviários entram em greve dia 5 de junho em São Paulo
maio28
Leia mais
São Paulo lança Selo Parceiros do Recomeço
maio27

São Paulo lança Selo Parceiros do Recomeço

O intuito é também estabelecer parcerias com iniciativas privadas para contratar pessoas que saem do Programa Recomeço. O governador Geraldo Alckmin lançou nesta terça-feira, 27, o Selo Parceiros do Recomeço. A iniciativa estabelece parcerias com a iniciativa privada para o desenvolvimento de projetos aos dependentes químicos em reabilitação no Programa Recomeço – uma ação integrada entre diversas secretarias do Governo do Estado, o Poder Judiciário, o Ministério Público, a Defensoria Pública e a sociedade civil. “Ao fazer parceria com essas empresas nós estamos dando um passo muito importante para a reinserção dos nossos pacientes no mercado de trabalho”, declarou o governador Geraldo Alckmin. Segundo a secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania (SJDC), o Selo será concedido a organizações públicas, privadas e da sociedade civil que desenvolvam programas, projetos ou ações de prevenção, tratamento, reinserção social, acesso à justiça e cidadania e de redução de situações de vulnerabilidade social e de saúde a dependentes químicos, especialmente do crack, e seus familiares, em seus ambientes e em suas áreas de atuação. A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania será a responsável pela gestão das parcerias. O Programa Recomeço já reinseriu no mercado de trabalho, por meio de um projeto-piloto, 51 pessoas, que foram capacitadas e empregadas pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, pelo Instituto Bairral de Psiquiatria e pela SPFW e o ateliê do estilista Samuel Cirnansck. Etapas A instalação de um Plantão Judiciário no Cratod, que une saúde e Justiça no mesmo espaço, em janeiro de 2013, foi o embrião do Programa Recomeço. Nesse período, houve no local mais de 13 mil atendimentos. Destes, 4.367 resultaram em internações. A maioria das internações ocorreu de forma voluntária, totalizando 3.898 casos. Além destes, outros 31.966 pacientes foram internados na rede estadual para tratamento da dependência química. “O Programa tem um trabalho de prevenção feito pelo Proerd, pela Polícia Militar; um trabalho de abordagem, no qual nós temos mais de 80 agentes nas ruas conversando com dependentes químicos; e o tratamento, que é feito em unidades do Cratod, do Caps, e internações”, explicou o governador. Atualmente, o Governo de São Paulo tem 2.373 vagas que abrangem tratamento de saúde em clínicas e hospitais e acolhimento terapêutico. A meta do programa é oferecer 3.000 vagas até o fim deste ano. Conforme as informações da SJDC, o Programa Recomeço instalou um serviço na esquina das ruas Helvétia e Dino Bueno, voltada à assistência de dependentes químicos. Uma equipe formada por 80 profissionais da área de saúde e social fazem abordagem e prestam atendimento no espaço. A ação foi iniciada em dezembro de 2013, realizou mais de 10 mil...

Leia mais
Governador visita Centro Integrado de Comando da Copa do Mundo
maio26

Governador visita Centro Integrado de Comando da Copa do Mundo

O governador Geraldo Alckmin visitou nesta segunda-feira, 26, o Centro de Comando Integrado de Monitoramento, na Luz, centro da Capital. O órgão funcionará como um centro de coordenação da Operação de Segurança da Copa do Mundo, integrando e monitorando informações de pelo menos 41 órgãos. O imóvel onde foi instalado o Centro pertence à Secretaria Estadual de Planejamento e recebeu um investimento de R$ 2,25 milhões do Governo do Estado para reforma e adequação. Os equipamentos e mobiliário foram adquiridos pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça. “O Centro já está funcionando desde a última sexta-feira. Teremos aqui quatro áreas importantes, uma de segurança e defesa, uma de defesa civil e bombeiros, uma de agências e uma de mobilidade e trânsito. Cada uma dessas áreas com inúmeros agentes, seja do governo federal, do estado ou do município”, ressaltou o governador. “A partir do dia 10 de junho, o Centro estará funcionando 24 horas, 7 dias por semana. Ele fará monitoramento das áreas do entorno do estádio, das áreas de acesso, das fun fest e de maior concentração do público. Quero destacar a integração dos órgãos do estado – polícias civil, militar e científica, com a polícia federal, forças armadas, agências de inteligência e órgãos municipais. Ressaltar ainda o ótimo exemplo de legado. Quando acabar a Copa do Mundo, esse centro ficará como centro de inteligência para o Estado”, concluiu Alckmin. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, o Centro irá operar, por meio de um videowall, 30 câmeras instaladas no entorno da Arena Corinthians e em outros pontos principais. Além disso, a Capital receberá cinco Centros de Controle Móveis – três carretas e duas plataformas de observação elevada, para que a Polícia Militar monitore jogos, Fan Fests e outros eventos relacionados à Copa. Desde sexta-feira, 23, estão em funcionamento a sala de operações (NOC – Network Operations Center), de atendimento, de armazenamento de dados (Datacenter), de crise, planejamento, escolta e administração e os equipamentos do Centro. Atualmente, o Centro conta com 53 assentos na sala de operações para órgãos públicos e empresas parceiras ligadas à operação do evento mundial, com possibilidade de ampliação para 60 assentos. Dentre eles, estão a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as polícias Militar, Civil e Técnico-científica, o Corpo de Bombeiros, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entre outros. Segundo o governo do Estado, após a Copa do Mundo, o Centro deixará como legado o trabalho integrado entre as várias forças de segurança federais, estaduais e municipais, além de órgãos de regulação e controle e outras instituições que atuam em grandes eventos, como da área de saúde e defesa civil....

Leia mais
Aeroporto Internacional de Guarulhos recebe novo Terminal de Passageiros
maio21

Aeroporto Internacional de Guarulhos recebe novo Terminal de Passageiros

O novo Terminal de Passageiros (TPS3) do Aeroporto Internacional de Guarulhos – a segunda maior cidade do Estado de São Paulo – foi inaugurado nesta terça-feira, 20. Com capacidade para receber 12 milhões de pessoas por ano nesta primeira fase, o novo terminal, dividido em dois blocos com cinco níveis, tem área de 192 mil m² e tecnologias utilizadas nos melhores aeroportos do mundo. “Este passa a ser o maior aeroporto do hemisfério sul. Ele deve passar este ano de 40 milhões de passageiros e é uma cidade de empregos, uma cidade média, quase 40 mil pessoas trabalhando”, disse o governador Geraldo Alckmin. As empresas aéreas serão transferidas para o novo terminal em fases. O processo teve início neste mês e se estende até setembro deste ano. Até a Copa do Mundo, no próximo dia 12 de junho, oito companhias aéreas já estarão operando no Terminal 3 de Guarulhos. Quando estiver finalizado, 80% dos voos internacionais serão realizados neste espaço. Alckmin destacou que um dos maiores indutores de desenvolvimento de uma região é o aeroporto: “é o modal que mais cresce, mais de 15% ao ano, é impressionante”, disse o governador, lembrando ainda que o Governo do Estado está implantando a Linha 13 da CPTM, que levará os passageiros até o Aeroporto Internacional de Guarulhos. “Estamos trazendo a Linha 13 da CPTM para o Aeroporto. Ela sai lá do Brás, na Zona Leste, tem a Cecap e aqui o Aeroporto. E em Congonhas chegará a Linha 17, o monotrilho, que está quase pronto. Então nós vamos ter os dois aeroportos integrados pelo sistema metroferroviário. E já licitamos a Linha 2 do Metrô, que sai de Vila Prudente e vem para Guarulhos, até o Shopping Internacional”, completou o governador. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Liberado tráfego em Itaquera
maio19

Liberado tráfego em Itaquera

Novo sistema viário que integra a Radial Leste às regiões norte e sul de Itaquera foi liberado. O governador Geraldo Alckmin liberou ao tráfego na manhã desta segunda-feira, 19, a interligação norte-sul e o conjunto de viadutos sobre as linhas da CPTM, do Metrô e a Radial Leste – Complexo Viário Polo Itaquera. O novo sistema viário facilitará a integração dessas duas regiões do bairro e encurtará o trajeto em cerca de 60%. Segundo a assessoria do governo, o conjunto de obras do Complexo Viário Polo Itaquera, empreendimento gerenciado pela Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A, proporcionam maior mobilidade ao bairro e beneficiam diretamente os moradores da região leste da cidade. “A região está recebendo seis grandes obras que vão melhorar o trânsito em toda a região. Agora, só falta a passarela, que será a maior de São Paulo e que nós entregaremos em, no máximo, 12 dias”, afirmou Alckmin. O viário atende também às demandas atuais e futuras geradas pela instalação de centros de ensino, como a Fatec e o Senai, uma nova rodoviária e a Arena Corinthians, sede dos jogos da Copa do Mundo em São Paulo. Foram abertas à circulação as seguintes vias que integram o Complexo Viário Polo Itaquera: – Nova avenida no sentido norte e sul, que interliga as Avenidas José Pinheiro Borges e Radial Leste à Avenida Itaquera, eliminando a necessidade da volta pela Av. Líder; – Conjunto de viadutos, conhecido como “Chuveirinho”, sobrepondo os trilhos do Metrô, CPTM e Avenida Radial Leste, que permitirá a transposição fácil da porção norte à porção sul do bairro; – Nova avenida ligando a Avenida Itaquera à Avenida Miguel Inácio Curi, que facilitará o acesso da Radial Leste e da estação Corinthians-Itaquera a partir da Avenida Itaquera e Avenida Líder; – Adequação viária no cruzamento das avenidas Miguel Inácio Curi e Engenheiro Adervan Machado. A liberação definitiva dessas ligações aguardava a conclusão de outras obras realizadas na região. No último dia 29, foi entregue ao tráfego a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), o “Mergulhão”, que também faz parte do conjunto de obras do Complexo Viário. A nova via expressa segrega o trânsito local do de passagem, ordenando o tráfego e melhorando a mobilidade na região. Conforme noticiado pela Secretaria de Logística e Transportes, a próxima entrega será a passarela de pedestres, que ligará duas regiões importantes do bairro: a porção norte ao futuro Polo Institucional e ao estádio, sobrepondo os trilhos do Metrô e da CPTM e as Avenidas Radial Leste e José Pinheiro Borges. A passagem facilitará a circulação dos pedestres na região e o acesso em segurança dos moradores aos equipamentos...

Leia mais
Governo e Sabesp iniciam captação de água da reserva técnica do Cantareira
maio15

Governo e Sabesp iniciam captação de água da reserva técnica do Cantareira

Segundo nota do Governo do Estado, bombeamento permitirá que volume seja enviado para a estação de tratamento do sistema e depois para os moradores, comércio e indústria da Grande SP; obra foi concluída em dois meses. O governador Geraldo Alckmin acompanhou nesta quinta-feira, 15 de maio, o início da captação de águas da reserva técnica da represa Jaguari/Jacareí. A operação permitirá levar a água da reserva técnica para a estação de tratamento do Guaraú. Com isso, o nível do Sistema Cantareira será acrescido de 182,5 bilhões de litros de água, o que fará com que o nível do sistema suba 18,5% a partir desta sexta-feira, 16. O projeto de instalação de bombas para captação de águas da reserva técnica conta ainda com uma segunda etapa de equipamentos em fase de instalação na represa Atibainha. “O Governo de São Paulo não está esperando São Pedro para resolver o problema da seca. Nós estamos trabalhando 24 horas por dia com todo o empenho, engenharia e técnica para garantir o abastecimento de água à população. Para isso, inúmeras medidas foram tomadas e eu quero iniciar agradecendo a população da Região Metropolitana de São Paulo, que tem aumentado, mês a mês, o uso racional da água. Chegamos à primeira quinzena de maio com um índice de 84% de redução no consumo”, afirmou Alckmin. A reserva técnica é o volume que está abaixo do nível mínimo da estrutura de captação de água nas represas. O complexo de bombas fará a elevação da água até o nível das estruturas de captação, para que possa ser aproveitada. O conjunto é composto por 17 bombas flutuantes. A função delas é retirar o volume de água abaixo da comporta de captação das represas e encaminhá-lo aos túneis, seguindo o trajeto normal até a Estação de Tratamento de Água Guaraú, na zona norte de São Paulo. Na estação, a água recebe tratamento dentro dos rígidos padrões de qualidade seguidos pela Sabesp. A água distribuída à população respeita a portaria 2.914 do Ministério da Saúde e é analisada nos laboratórios da companhia, que seguem as normas NBR ISO/IEC-17025 e são certificados pelo Inmetro. O volume da reserva técnica é formado pela mesma água do atual volume útil do sistema. A reserva técnica já é utilizada pelas cidades da região de Campinas para abastecimento, já que é a água desse volume que é liberada das represas pelos rios que seguem até a...

Leia mais
Estado de SP e Reino Unido anunciam parceria contra corrupção
maio13

Estado de SP e Reino Unido anunciam parceria contra corrupção

Fundo do governo britânico vai investir R$ 700 mil em projeto para a administração paulista ampliar suas bases de dados na internet, melhorar a acessibilidade dos portais e estimular a criação de novos aplicativos, serviços e negócios. O Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 12 de maio, no Palácio dos Bandeirantes, uma parceria inédita com o Reino Unido, para incrementar seu ambiente de negócios por meio da ampliação da transparência pública, maior oferta de dados abertos e aperfeiçoamento das políticas de prevenção e combate à corrupção. O projeto prevê investimentos de R$ 1,65 milhão na melhoria dos portais Transparência SP (www.transparencia.sp.gov.br) e Governo Aberto SP (www.governoaberto.sp.gov.br) e na capacitação de funcionários estaduais para aplicação da recém-aprovada legislação anticorrupção no país. Os recursos para implantação do programa virão do fundo britânico Prosperity Fund, no valor de R$ 700 mil reais (185 mil libras), com a contrapartida de R$ 950 mil do governo paulista. O anúncio desta parceria foi feito em conjunto pelo secretário estadual Julio Semeghini (Planejamento e Desenvolvimento Regional) e pelo ministro da Justiça do Reino Unido, Chris Grayling. “É com grande satisfação que lanço esse novo projeto, hoje, para compartilhar experiências com nossos parceiros em São Paulo e prosseguir com nossa forte cooperação bilateral no combate à corrupção e ampliação dos mecanismos de transparência”, disse o ministro. Na audiência, Grayling explicou o duplo desafio deste projeto. “Combater a corrupção de forma a contribuir com o desenvolvimento econômico e trabalhar com uma agenda transparente, o que resulta em melhores serviços para o público e melhores oportunidades para empresas trabalharem com o governo, ajudando a sociedade. Um governo de melhor qualidade é o que a transparência traz. Estamos muito entusiasmados com o trabalho conjunto de nossos governos, que desejamos estender a outros Estados”, concluiu. O secretário Semeghini destacou que a parceria visa promover melhorias em cinco principais pontos. “Primeiro vamos aprimorar e estruturar o Governo de São Paulo no combate à corrupção. Também é prioridade abastecer com esse banco de dados abertos as áreas de Segurança Pública, Saúde, Educação e a Economia, para promover avanços socioeconômicos. O Governo do Estado também se compromete com o Reino Unido a auxiliar na expansão das práticas para outras regiões do país”. De acordo com o presidente da Corregedoria Geral da Administração, Gustavo Ungaro, a possibilidade de complementar as ferramentas já existentes, em termos de transparência na gestão pública e combate à corrupção no Estado de São Paulo, com a experiência do Reino Unido, representa um grande avanço. “O Portal da Transparência do Estado de São Paulo é o melhor do Brasil, mas podemos avançar a partir deste patamar de excelência tendo como...

Leia mais
São Paulo ganha mais de 900 policiais
maio13

São Paulo ganha mais de 900 policiais

Os primeiros policiais do São Paulo Contra o Crime começam a atuar. O governador Geraldo Alckmin participou nesta segunda-feira, 12, da formatura de 559 novos policiais, com 302 agentes policiais, 117 agentes de telecomunicações, 22 auxiliares de necropsia, 42 médicos legistas e 76 peritos criminais. Outros 360 investigadores também foram empossados e iniciarão o curso de formação. Com isso, o efetivo das Polícias Civil e Técnico-Científica do Estado de São Paulo recebe o reforço de 919 novos policiais, que serão destinados a unidades de todas as regiões do Estado – capital, Grande São Paulo e interior. “Hoje é um dia histórico na vida de cada um dos formandos e empossados. Quero dar os parabéns e cumprimentá-los por estarem ingressando na melhor polícia do Brasil que é a Polícia de São Paulo. É um dia histórico para o nosso Estado, para os 42 milhões de brasileiros paulistas que também dependem do trabalho de cada um de vocês que vão fazer a diferença para salvar vidas, para preservar a vida das pessoas, a liberdade de ir e vir e principalmente servir ao nosso Estado. Vocês são homens e mulheres de coragem, que colocaram a profissão para servir aos 42 milhões de paulistas. Polícia não é lugar para amadores, é profissionalismo, cada vez mais inteligência, equipamento, um time para poder fazer a diferença. Nós estamos muito felizes”, ressaltou Alckmin. O Governo, por meio do programa São Paulo Contra o Crime, lançado em maio do ano passado, está fazendo contratações recordes para as Polícias Civil e Técnico-Científica, com 3.981 novas vagas. O investimento anual com todas as contratações do programa será de R$ 305 milhões. As informações são da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo. Os 559 policiais recém-formados serão destinados à capital (157), Grande São Paulo (79) e interior (323). Saiba mais Corrupção: SP e Reino Unido anunciam parceria Mobilidade: Obras concluídas na Estação Domingos de...

Leia mais
Modernização da estação Domingos de Moraes da CPTM
maio13

Modernização da estação Domingos de Moraes da CPTM

Com a adequação do prédio, usuários contam com acessibilidade e mais conforto. Governo do Estado investiu R$ 10 milhões nas melhorias da estação de trem. CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – O governador Geraldo Alckmin entregou nesta terça-feira, 13, as obras de modernização da estação Domingos de Moraes, na Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi-Amador Bueno) da CPTM. A adequação da estação garante aos usuários mais conforto e acessibilidade. “As estações da CPTM estão sendo reformadas e a de Domingos de Moraes está entre as beneficiadas. A modernização contempla acessibilidade, rampa, elevador, comunicação em braile, sinalização e comunicação com câmeras de vídeo para garantir a segurança dos usuários”, destacou Alckmin, que frisou ainda que todos os trens da Linha 8-Diamante têm ar condicionado, são novos e têm maior motorização. Com investimento de R$ 10 milhões, o edifício conta agora com elevador de acesso à plataforma, nova comunicação visual e em braile, sala de apoio ao usuário na plataforma, banheiros públicos comuns e adaptados para pessoas com deficiência, bancos na plataforma comuns e para obesos, sistema de combate a incêndio e gerador de energia. Os itens de segurança também foram reforçados: as bilheterias são blindadas e foram instalados novos sistemas eletrônicos para monitoramento e comunicação, como circuito fechado de TV, vídeo e sonorização. Foi refeito todo o paisagismo no entorno da estação. Obras de modernização A CPTM está modernizando suas seis linhas. Na Linha 8, estão em execução obras de modernização da infraestrutura, com a implantação de novos equipamentos de via permanente, sistemas de sinalização e energia, rede aérea e modernização nas estações. Além da estação Domingos de Moraes, a CPTM está licitando obras de readequação para as estações Jardim Belval, Jardim Silveira e Quitaúna, e obras de reconstrução das estações Imperatriz Leopoldina, Com. Sampaio e Gen. Miguel Costa. A previsão é iniciar as obras no segundo semestre deste ano. Saiba mais  Corrupção: SP e Reino Unido anunciam parceria Segurança: São Paulo ganha mais 900...

Leia mais
Sinalização nas estradas será dilema para motoristas estrangeiros
maio13

Sinalização nas estradas será dilema para motoristas estrangeiros

A sinalização nas estradas é confusa. Esta é a conclusão, quanto aos acessos às regiões compreendidas pelo Rodoanel Mário Covas na região Oeste. A dificuldade, também encontrada em outras regiões é apontada pelos usuários brasileiros, os turistas sofrerão mais. A falta de placas indicando, previa e corretamente, os pontos de conversão e roteiros para quem utiliza o Rodoanel em São Paulo, certamente trarão dificuldades aos turistas que resolverem alugar um automóvel e visitar os pontos turísticos da cidade e interior – como uma visita a Embu das Artes em Itapecerica da Serra, ainda na grande São Paulo, e dali à Estrada do Vinho em São Roque, por exemplo. O motorista pode ser desviado para uma cidade diferente e não terá muitas opções de retorno em diversos pontos das estradas paulistas como Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Régis Bittencourt ou Raposo Tavares. O assunto é recorrente e essas rodovias são citadas como exemplo. Os investimentos estão voltados para o controle da velocidade e multas, esquecendo-se porém de sinalização adequada àqueles que nunca viajaram para Sorocaba, Bauru ou Jundiaí, dentre outras cidades abrangidas por essas rodovias e terão de cruzar as interligações do Rodoanel, que ao invés de facilitar acaba atrapalhando devido à falta de placas antecipando as rotas e conversões para que os motoristas possam chegar aos seus destinos com segurança. A Copa do Mundo pretende atrair turistas, esta é uma reafirmação contínua por parte dos envolvidos no evento. Mas, conforme destacou nesta manhã, o Bom Dia São Paulo, jornal diário da Rede Globo, falta placas de sinalização para chegar aos pontos turísticos da cidade. Por outro lado, existe um esforço da prefeitura e do governo paulista em produzir novas placas indicativas voltadas ao evento mundial que será realizado, visando os turistas que São Paulo receberá. Porém, como o programa mostrou, apesar de recém-instalados, vários painéis encontram-se pichados e depredados no centro velho da...

Leia mais
Coronel José Roberto assume Casa Militar do governo em São Paulo
maio12

Coronel José Roberto assume Casa Militar do governo em São Paulo

Na Polícia Militar desde 1985, Cel José Roberto ocupava há um ano a chefia de gabinete da Casa Militar. O militar foi nomeado pelo governador Geraldo Alckmin na quinta-feira (8), como secretário da Casa Militar, substituindo o Coronel Marco Aurélio, que estava à frente da pasta desde 2013. Com longa dedicação à corporação, o Coronel José Roberto desempenhou diversas funções na Polícia Militar. Foi Comandante de Pelotão Operacional em Osasco, Oficial de Operações no Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), Oficial Precursor e de Segurança Pessoal do Governador; Ajudante de Ordens do Governador e ocupava atualmente a chefia de gabinete da Casa...

Leia mais
Zona Norte terá carreta da mamografia por 15 dias
maio12

Zona Norte terá carreta da mamografia por 15 dias

Publicado em 12 maio de 2014, às 08h38   Acesse uma atualização deste asssunto   Veículo equipado com mamógrafo e ultrassom ficará no bairro por 15 dias, para atender mulheres a partir dos 50 anos sem necessidade de pedido médico. O governador Geraldo Alckmin acompanhou ontem (11), a chegada da carreta-móvel do programa Mulheres de Peito à Freguesia do Ó, zona norte da capital. A carreta oferece mamografia grátis sem necessidade de pedido médico para mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Após passar por nove cidades do Estado, quatro na Grande São Paulo, quatro no interior e uma na Baixada Santista, o veículo volta à capital e ficará em frente ao Hospital Geral de Vila Penteado, na avenida Ministro Petrônio Portela, 1.642, por um período de pelo menos 15 dias. “É muito importante a prevenção do câncer de mama, o principal vilão da saúde das mulheres. Por isso o governo do Estado lançou o programa Mulheres de Peito, com as cinco carretas percorrendo a capital e todo o Estado de São Paulo”, destacou o governador. “Na carreta, a paciente faz tudo: faz a mamografia, se precisar já faz o ultrassom. Se der algum problema, e a estatística diz que isso acontece em 1,2% das pacientes, a mulher já é encaminhada para o tratamento”, explicou Geraldo Alckmin. A iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo tem como objetivo ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em todo o Estado. Para isso, as carretas-móveis percorrem os municípios paulistas desde o início deste ano. A previsão é que, por meio das unidades móveis, cerca de 60 mil mamografias a mais sejam realizadas por ano. No total, o investimento do governo do Estado é de R$ 14 milhões. Para as mulheres entre 50 e 69 anos de idade, não há necessidade de pedido médico de mamografia para a realização do exame nas unidades móveis. Pacientes fora dessa faixa etária também poderão realizar os exames, desde que tenham em mãos um pedido médico, que pode ter sido emitido tanto pela rede pública quanto particular. No evento na Freguesia do Ó, o governador Geraldo Alckmin também destacou outro importante programa de prevenção da Secretaria da Saúde, este voltado para os homens: é o Filho que Ama Leva o Pai ao AME (Ambulatório Médico de Especialidades). “No caso dos homens, os grandes vilões são o coração e o câncer de próstata. E homem que é mais rebelde. Com o programa, pelo mesmo telefone 0800-779-0000, ele marca o atendimento. Num sábado, agendado por telefone, ele vai ao AME e faz exame...

Leia mais
Carreta conta com mamógrafo, ultrassom e equipes de saúde
maio12

Carreta conta com mamógrafo, ultrassom e equipes de saúde

Publicado em 12 maio de 2014, às 08h34 Acesse uma atualização deste asssunto   As carretas do programa Mulheres de Peito possuem 15 metros de comprimento, 4,10 metros de altura e, quando abertas, 4,90 metros de largura. Além de mamógrafo, cada veículo é equipado com aparelho de ultrassom, conversor de imagens analógicas em digitais, impressoras, antena de satélite, computadores, mobiliários e sanitários. As unidades móveis de mamografia contam com uma equipe multidisciplinar composta por técnicos em radiologia, profissionais de enfermagem, funcionários administrativos e um médico ultrassonografista. No interior das carretas, as mulheres poderão fazer exames de mamografia de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h, e aos sábados, das 9h às 13h. As imagens captadas pelos mamógrafos serão encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), serviço da Secretaria que emite laudos à distância, na capital paulista. O resultado sairá em até 48 horas após a realização do procedimento.   Saiba mais Zona Norte terá carreta da mamografia por 15 dias 0800 complementa serviço da carretas da...

Leia mais
0800 complementa serviço da carretas da mamografia
maio12

0800 complementa serviço da carretas da mamografia

Publicado em 12 maio de 2014, às 08h33   Acesse uma atualização deste asssunto   Mulheres paulistas com idades entre 50 e 69 anos, que nasceram em ano par e fazem aniversário em abril já podem marcar seus exames de mamografia sem necessidade de pedido médico, gratuitamente, pelo SUS (Sistema Único de Saúde).   Esta é uma iniciativa complementar às carretas-itinerantes, que tem como objetivo rastrear ativamente o câncer de mama e incentivar a realização de exames preventivos para detecção precoce da doença. Para fazer o agendamento da mamografia, basta ligar para o callcenter da Secretaria, pelo número 0800-779-0000. O serviço telefônico está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Neste caso, os exames não serão realizados nas carretas, e sim em uma das 300 serviços com mamógrafo do SUS paulista. Essa primeira fase do programa é destinada a quem nasceu em ano par, mas, caso a mulher tenha nascido em ano ímpar e esteja há mais de dois anos sem fazer o exame, também poderá fazer o agendamento no mês de seu aniversário, ainda este ano. As mulheres nascidas em ano ímpar e que realizaram o exame recentemente terão a oportunidade agendar a mamografia no próximo ano, também no mês do aniversário, em unidades como AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), hospitais e clínicas. Doze mil mamografias a mais serão ofertadas na rede com o programa. A previsão é que a mamografia seja realizada ainda no mês de aniversário da paciente ou, no máximo, em 45 dias após a solicitação do exame. Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, de acordo com cada caso. Saiba mais   Zona Norte terá carreta da mamografia por 15 dias Carreta conta com mamógrafo, ultrassom e equipe de...

Leia mais
Sorocaba é a mais nova Região Metropolitana do Estado de São Paulo
maio08

Sorocaba é a mais nova Região Metropolitana do Estado de São Paulo

Depois de quatro Regiões Metropolitanas (RM) e duas Aglomerações Urbanas (AU), Sorocaba é a quinta Unidade Regional (UR) e já nasce com mais de 1,7 milhões de habitantes. O governador Geraldo Alckmin sancionou nesta quinta-feira, 8, o Projeto de Lei 1/2014, aprovado por unanimidade na Assembleia e que cria a Região Metropolitana de Sorocaba. A região está estrategicamente situada entre duas outras importantes regiões metropolitanas do país: São Paulo e Curitiba, além de manter limite territorial e processo de conurbação com a Região Metropolitana de Campinas. “São 26 municípios de uma das regiões que mais crescem no Estado de São Paulo. A transformação em Região Metropolitana é uma ferramenta para integração, sinergia e desenvolvimento da região, além da melhoria na qualidade de vida da população”, afirmou Alckmin. O governador aproveitou para dizer que vai encaminhar para a Assembleia Legislativa o projeto criando a Agência de Desenvolvimento e o Fundo de Desenvolvimento Metropolitano de Sorocaba. “Vamos ter um ganho importante em benefício de uma região que é uma das mais prósperas de São Paulo”, finalizou. A Região Metropolitana de Sorocaba concentrará uma população aproximada de 1,7 milhão de habitantes e contará com um Conselho de Desenvolvimento, composto pelos prefeitos dos municípios de Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim. Sorocaba destaca-se em âmbito nacional por intensa e diversificada atividade econômica, caracterizada por produção industrial altamente desenvolvida, com predominância dos setores metalmecânico, eletroeletrônico, têxtil e agronegócio (cana-de-açúcar). A região possui 11 municípios localizados no eixo das rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, com economias baseadas em atividades industriais. Destes, cinco apresentam especial importância na economia do Estado: Sorocaba, Itu, Salto, Cerquilho e Votorantim. É a maior produtora agrícola entre as regiões metropolitanas, com elevada diversidade. Tem papel relevante na produção estadual de minérios, como cimento, calcário, rocha ornamental, pedra brita, argila, complexos carbonatíticos e tungstênio. Com Produto Interno Bruto (2011) de R$ 46,7 bilhões, é equivalente a 3,46 % do PIB gerado no Estado e ocupa a 11º posição da economia estadual. Este porcentual é próximo ao da RM de Santos (3,88%), superado apenas pelos das RMs do Vale do Paraíba e Litoral Norte (4,68%), Campinas (7,84%) e de São Paulo (56,32%). Apresenta a atividade industrial voltada à inovação e ao desenvolvimento científico e tecnológico. Abriga o Parque Tecnológico de Sorocaba, inaugurado em 2012. Conta com a Agência de Inovação e a Incubadora Tecnológica, laboratórios e convênios com mais de 10 universidades nacionais e internacionais, Centro Experimental de...

Leia mais
Sabesp e supermercados querem reduzir consumo de água nas lojas
maio07

Sabesp e supermercados querem reduzir consumo de água nas lojas

Governador Geraldo Alckmin anunciou parceria com a Associação Paulista de Supermercados durante evento promovido pelo setor. A Sabesp e a Apas (Associação Paulista de Supermercados) vão realizar uma parceria para reduzir o consumo de água nos mais de 8 mil supermercados da Região Metropolitana de São Paulo. Os funcionários dos supermercados serão treinados pela Sabesp para fazerem uso racional da água e identificarem possíveis vazamentos. Um dos objetivos é fazer com que os funcionários dos supermercados atuem como multiplicadores da conscientização. “A Apas vai, junto com sua equipe e o acompanhamento da Sabesp, fazer um trabalho de uso racional da água dentro dos supermercados com o objetivo de atingir 20% [de economia de água] e ter o bônus de 30% [na conta]”, anunciou o governador Geraldo Alckmin. Alckmin participou da 30ª Feira Apas, na capital, a maior feira do setor em todo o mundo. O governador destacou a importância dos supermercados para a economia de São Paulo e do Brasil, “um time campeão de emprego, que tem grande importância social e econômica. Só aqui no estado de São Paulo, gera mais de meio milhão de empregos diretos, fora os indiretos”. Decreto assinado pelo governador prorroga por 30 dias o prazo de recolhimento do ICMS relativo às operações realizadas durante a feira. “Quero destacar o compromisso de São Paulo para criarmos as melhores condições para o crescimento do setor”, disse Alckmin. Foi assinado ainda um protocolo de intenções entre a Apas e a Secretaria de Desenvolvimento Social com o objetivo de divulgar aos consumidores a possibilidade de doação de créditos da Nota Fiscal Paulista a entidades assistenciais. Fonte: Portal do Governo de...

Leia mais
Complexo Viário Polo Itaquera
maio01

Complexo Viário Polo Itaquera

Foi liberada a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), próxima ao estádio do Corinthians. O governador Geraldo Alckmin visitou na terça-feira, 29, o Complexo Viário Polo Itaquera e liberou ao tráfego a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), o “Mergulhão”. Trata-se de uma nova via expressa, sob a principal avenida da região, que segregará o trânsito local do de passagem, ordenando o tráfego e melhorando a mobilidade na região. O Mergulhão está localizado em frente às estações do Metrô e da CPTM e próximo ao estádio do Corinthians. A passagem faz parte do conjunto de obras do Complexo Viário Polo Itaquera, gerenciadas pela Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A. “Aqui havia um semáforo que interrompia o trânsito na Radial Leste. Agora, com o túnel, [o tráfego] vai direto, e em cima continua o trânsito local”, destacou o governador Alckmin. “Ganha quem está na Radial, que passa pelo túnel sem interrupção, e ganha o trânsito local, que será feito por cima do túnel.” O Complexo Viário Polo Itaquera terá um papel importante na mobilidade do bairro, atendendo demandas atuais e futuras, como aquelas advindas da instalação de novos equipamentos públicos e privados na região: Fatec, Senai, uma nova rodoviária e a Arena Corinthians, sede dos jogos da Copa do Mundo em São Paulo. O novo viário permitirá também a integração das regiões norte e sul de Itaquera, separadas atualmente pelas linhas do Metrô e da CPTM, encurtando o trajeto atual em cerca de 60%. Além do Mergulhão, integram o Complexo Viário as seguintes vias, as quais aguardam a conclusão de outras obras realizadas na região para serem definitivamente liberadas ao tráfego: – Nova avenida no sentido norte e sul, que interliga as avenidas José Pinheiro Borges e Radial Leste à avenida Itaquera, eliminando a necessidade da volta pela avenida Líder; – Conjunto de viadutos sobrepondo os trilhos do Metrô, CPTM e avenida Radial Leste, que permitirá a transposição fácil da porção norte à sul do bairro; – Nova avenida ligando a avenida Itaquera à avenida Miguel Inácio Curi, que facilitará o acesso da Radial Leste e da estação Corinthians-Itaquera a partir das avenidas Itaquera e Líder. O investimento total no empreendimento é de R$ 548,5 milhões. As obras foram viabilizadas por meio de convênio entre Governo do Estado, que investiu R$ 397,9 milhões para cobrir as obras e o projeto, e a Prefeitura de São Paulo, que colabora com R$ 150,6 milhões direcionados à desapropriação e compensações ambientais.       Saiba mais Nova faixa da Bandeirantes está liberada para o...

Leia mais
Nova faixa da Bandeirantes está liberada para o feriadão
maio01

Nova faixa da Bandeirantes está liberada para o feriadão

Governador inaugura a quinta faixa da Rodovia dos Bandeirantes. Os motoristas que saírem para o feriadão já poderão contar com a nova faixa. São 62 quilômetros de novas faixas, somando os dois sentidos da rodovia; com investimento de R$ 160 milhões, obra vai melhorar a fluidez e proporcionar maior conforto ao motorista O governador Geraldo Alckmin entregou nesta quarta-feira, 30, as obras da quinta faixa de rolamento da Rodovia dos Bandeirantes entre o km 16 e o km 47 (de São Paulo a Jundiaí), em ambos os sentidos. A intervenção, que teve início há um ano, beneficia cerca de 3,5 milhões de habitantes de cidades da Região Metropolitana de São Paulo e do município de Jundiaí e seus vizinhos, além de, indiretamente, a Região Metropolitana de Campinas, proporcionando mais conforto ao motorista e fluidez ao tráfego. Além disso, beneficiará a economia no Estado, principalmente no eixo Campinas – São Paulo, melhorando as condições do transporte de cargas nesse importante corredor de escoamento de mercadorias. “Hoje é um dia histórico, já que são poucas as rodovias do Brasil com cinco faixas. Estamos entregando, antes do prazo e do feriado, a quinta faixa da Bandeirantes, entre Jundiaí e São Paulo, nessa que é uma das melhores rodovias do país. São 31 km de cada lado”, disse o governador Alckmin. A construção dos 62 quilômetros de quinta faixa (31 km em cada sentido) teve investimento de R$ 160 milhões, verba proveniente da cobrança de pedágio, e fiscalizada pela Artesp – Agência de Transporte do Estado de São Paulo. Para a construção das novas faixas, foram necessárias intervenções em obras de arte especiais de engenharia (como alargamento de cerca de quatro metros em viadutos e pontes instaladas no trecho), além da implantação de novas sinalizações vertical e horizontal. Uma das principais ligações da capital com o interior do Estado, a Bandeirantes – que nos dois últimos anos foi considerada a melhor rodovia do Brasil em pesquisa realizada pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) – terá sua capacidade de fluxo ampliada em 25% no trecho que passou por obras, por onde trafegam diariamente 112 mil veículos, em média. Saiba mais Mobilidade urbana: Complexo Viário Polo...

Leia mais
Agrishow 2014: IEA e SMA avaliam os sete anos do protocolo agroambiental
abr29

Agrishow 2014: IEA e SMA avaliam os sete anos do protocolo agroambiental

“Protocolo Ambiental – Panorama de 2007 a 2014” é o tema do painel que será apresentado pela pesquisadora Marli Dias Mascarenhas Oliveira, diretora do Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento e Isabel Fonseca Barcellos, diretora do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, na próxima quarta-feira, 30 de abril, em evento promovido pelo Canal Rural, na Agrishow 2014. São Paulo é o maior produtor de cana de açúcar do país, respondendo por 55% da produção nacional, o que lhe garante a primeira posição na produção e exportação de açúcar e etanol. O mais importante produto da agropecuária paulista, que em 2013 atingiu quase 47% do VPA (Valor da Produção Agropecuária), conforme levantamento realizado pelo IEA, também está na mira dos ambientalistas e procura se adequar às diretivas do Protocolo Agroambiental e melhorar as condições de trabalho. Os dados apontam uma grande mudança desde o início do protocolo na safra 2006/2007, quando mais de 65% da cana colhida em São Paulo era submetida à queima. No ano de 2013, mais de uma centena de unidades agroindustriais e milhares de fornecedores de cana, por meio de suas associações, obtiveram o Certificado Etanol-Verde. As signatárias do Protocolo são responsáveis por aproximadamente 94% da produção paulista e 48% da produção nacional de etanol. Estas e outras informações, além de um diagnóstico do setor e avaliação de todos os aspectos que envolveram os sete anos de implantação do Protocolo Ambiental serão abordadas pelas pesquisadoras. Após a apresentação, haverá um debate sobre o tema. Os participantes do evento também poderão conhecer as publicações do Instituto de Economia Agrícola e obter mais informações sobre os produtos e serviços do IEA, basta comparecer ao estande da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Serviço: Painel: Protocolo Ambiental – Panorama de 2007 a 2014 Data: 30/04 Horário: 9h30min Local: Auditório do estande do Canal Rural na Agrishow. Rua B1A1 – próximo à portaria principal.   Saiba mais sobre a Agrishow Agrishow 2014 foi aberta pelo governador de SP Alckmin promete mais recursos para a agricultura estadual...

Leia mais

Agrishow 2014 foi aberta pelo governador de SP

Alckmin anuncia licitação do Museu da Agricultura e investimentos para o setor na Agrishow 2014. Na abertura do evento, ocorreu ainda o lançamento da PTV Eletrônica e o anúncio oficial da campanha de vacinação contra a febre aftosa. O governador Geraldo Alckmin anunciou ontem (28), em Ribeirão Preto, a licitação do Museu da Agricultura, que será instalado entre a Agrishow e a Estação Experimental da Agricultura, do Governo do Estado. Com projeto de R$ 16 milhões, o museu terá edital publicado em 30 dias. As informações são da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA), segundo o órgão estadual, o futuro espaço será interativo, abrigará exposições e contará com acervo composto por máquinas, implementos e equipamentos, além de material histórico, numa parceria com a Secretaria da Cultura. “O museu mostrará toda a história da evolução tecnológica do setor. E será também virtual, possibilitando às pessoas do país inteiro e do exterior acessarem”, informou Alckmin. “Não é um museu na acepção da palavra, que dá uma sensação de coisa estática e passada. Ele tem características diferentes, por ser essencialmente interativo, dinâmico e de olhar para o futuro. Cada instalação tem de dar um ensinamento ou criar uma perplexidade”, descreveu Sérgio Silva de Freitas, presidente do Catavento e responsável pelo Museu da Agricultura. O projeto é assinado pela arquiteta Lara Grimaldi Pereira Rojas. Segundo Freitas, a ideia é abranger a agricultura em todos seus aspectos, além do econômico, como o social, o de sustentabilidade e o tecnológico. Também haverá exibição de maquinário antigo. “Queremos mostrar a evolução desse setor, o que foi feito no passado e o quanto está crescendo. Mas não é para agrônomos, é para não-agrônomos! Imagino dois tipos de público: nos fins de semana, famílias; durante a semana, estudantes.” A próxima etapa é a construção do prédio, que ocorre em paralelo com o “recheio”, ou seja, a criação das instalações por uma equipe composta por cenógrafos, decoradores e os executores. O projeto executivo do prédio está pronto, deve ser licitado em 30 dias e a obra concluída em um ano e meio, salvo dificuldades extraordinárias. Nesse período, as instalações também ficarão prontas. O sucesso do Catavento, com cinco anos de existência e público entre dois e três mil visitantes por dia, foi o que motivou o governador a convidar Freitas para encabeçar o novo projeto. “É essa experiência e as parcerias de sucesso que vamos trazer ao Museu da Agricultura”, disse o responsável pelo Museu.   Saiba mais sobre a Agrishow Alckmin promete mais recursos para a agricultura estadual Agrishow 2014: IEA e SMA avaliam os sete anos do protocolo...

Leia mais
Alckmin anuncia inscrições para o primeiro vestibular da Universidade Virtual do Estado de SP
abr24

Alckmin anuncia inscrições para o primeiro vestibular da Universidade Virtual do Estado de SP

Serão oferecidas 3.330 vagas para novos cursos de engenharia e licenciatura na primeira instituição pública de ensino superior à distância do país. O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 24, a abertura das inscrições para o primeiro vestibular da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp). Serão oferecidas 3.330 vagas para seis novos cursos – duas engenharias (Produção e Computação) e quatro licenciaturas (Química, Física, Biologia e Matemática). Os cursos serão ministrados, em média, 80% à distância, pela internet, e 20% presencialmente, em polos localizados em todo o Estado. A Univesp é a primeira instituição pública de ensino à distância do país. As inscrições poder ser feitas de 28 de abril a 16 de maio no site www.univesp.br/vestibular. O candidato deve escolher uma das duas formações. São 1.296 vagas para engenharias e 2.034 para licenciaturas. Todos os cursos são gratuitos e as aulas começam no segundo semestre. Também é preciso optar por dois polos de apoio presencial. O vestibular será realizado no dia 8 de junho. As aulas começam em 26 de julho. “Isso possibilitará a muitas pessoas que não teriam condições de fazer o curso superior conseguirem se formar em licenciatura, para ser professor, ou em engenharia, podendo estudar à distância. Farão o curso pela internet e por meio de aulas presenciais, com todo material didático preparado e apoio das melhores universidades de São Paulo e do Centro Paula Souza”, afirmou o governador. Criada em 2008, inicialmente como um programa, a Univesp foi institucionalizada como a quarta universidade pública paulista por meio da Lei no 14.836, de 20 de julho de 2012. Com isso, o Governo do Estado pretende ampliar o acesso ao ensino superior público de qualidade, fazendo uso de tecnologias e modernas metodologias de ensino e aprendizagem. Serão oferecidas bonificações na nota final (redação + prova objetiva) para candidatos que se enquadrarem nos perfis descritos abaixo, na ordem de: I – Candidatos que se autodeclarem, no ato da inscrição, pretos, pardos ou índios (PPI) e que cursaram todo o Ensino Médio ou equivalente em escola pública no Brasil – 20%; II – Candidatos que não se autodeclararam PPI e que cursaram todo o Ensino Médio ou equivalente em escola pública no Brasil – 15%; III – Candidatos formados há pelo menos 10 (dez) anos no Ensino Médio ou equivalente – 10%; IV – Candidatos que se autodeclarem PPI – 5%. Cursos Os cursos de engenharia têm duração de cinco anos e serão oferecidos em 18 polos distribuídos em oito cidades do Estado: Barretos, Diadema, Franca, Jaú, Santos, São José dos Campos, São Paulo e Tarumã. As licenciaturas têm duração de 4 anos e serão oferecidas...

Leia mais
CGM e MP de Contas do TCE-SP, juntos contra a corrupção
abr23

CGM e MP de Contas do TCE-SP, juntos contra a corrupção

Controladoria Geral do Município e Ministério Público de Contas do TCE-SP firmam parceria de combate à corrupção. Órgão terá acesso ao software de declaração patrimonial, sistemas de filtro e metodologia de análise desenvolvidos pela CGM para identificar suspeitos de enriquecimento ilícito. Procuradores querem fortalecer os controles internos dos 644 municípios. A Controladoria Geral do Município (CGM) e o Ministério Público de Contas, que atua junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, firmaram nesta terça-feira (22), na sede da Prefeitura, um termo de cooperação para o desenvolvimento de ações conjuntas para prevenir e combater a corrupção. “Essa parceria tem como objetivo o desenvolvimento de uma série de operações de interesse comum, com destaque para a questão da transferência do conhecimento relativo à metodologia da análise patrimonial como forma de combate à corrupção”, afirmou Mário Spinelli, secretário da Controladoria Geral do Município. Ele destacou ainda que hoje no país não existe uma cultura que utilize a análise patrimonial como ferramenta de combate à corrupção. “Muitas vezes, essas declarações de bens e rendas são entregues em envelopes lacrados e eles assim permanecem; às vezes nunca são abertos”, disse. Por meio da parceria, a CGM compartilhará com o Ministério Público de Contas não só a metodologia utilizada para a análise da evolução patrimonial, mas também ferramentas para a identificação de possíveis casos de enriquecimento ilícito, o que inclui a produção de informações estratégicas e de inteligência, a utilização de matrizes de risco, o cruzamento de dados e uso de processos de análise de fluxos de caixa. O Ministério Público de Contas também terá acesso ao código-fonte do Sistema de Registro de Bens dos Agentes Públicos, sistema desenvolvido pela Controladoria do Município – com colaboração da Prodam – com o objetivo de efetuar a análise da evolução patrimonial dos agentes públicos. “Acho que o grande fator deste termo de cooperação é que ele traz a experiência de controle interno (da Prefeitura), somada à vivência do controle externo no Ministério Público de Contas, com a identificação dos principais problemas que impedem a comunicação da transparência”, disse Celso Augusto Matuck Feres Júnior, procurador geral do TCE. O uso da metodologia de análise patrimonial dos servidores públicos permitiu à Controladoria do Município identificar, no ano passado, servidores municipais com patrimônio incompatível com a sua remuneração em decorrência de um esquema de cobrança de propina no ISS-Habite-se. O TCE pretende aplicar o modelo utilizado pela Prefeitura aos demais 644 municípios paulistas e a todos os órgãos do Estado que têm de prestar contas ao TCE. Entre as iniciativas previstas, estão a digitalização e regularização da declaração de bens dos servidores públicos de São Paulo. Ainda...

Leia mais
Remédio fracionado gera economia de R$ 380 mi para o Estado de SP
abr23

Remédio fracionado gera economia de R$ 380 mi para o Estado de SP

Medida adotada em farmácias estaduais geridas pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) também proporcionou maior adesão de pacientes ao tratamento. Um modelo de gestão farmacêutica baseado no fracionamento de remédios de alto custo, distribuído na rede pública de Saúde de São Paulo, gerou economia de R$ 380 milhões nos últimos oito anos para os cofres públicos. O levantamento é da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), que administra quatro grandes farmácias de medicamentos especializados da Secretaria de Estado da Saúde, na capital paulista, Guarulhos e Campinas. A medida tem como objetivo fornecer aos pacientes a quantidade suficiente de remédios para o período de 30 dias, evitando desperdícios e garantindo a adesão ao tratamento. Antes da implantação do sistema, eram entregues à população caixas fechadas dos medicamentos, sem a quantidade exata para o tratamento. Na maioria das vezes, o número era maior do que o prescrito. Com o fracionamento, o paciente começou a receber a quantidade suficiente para o período de 30 dias. A economia gerada pela medida foi calculada com base no valor unitário dos produtos dispensados. Pelo sistema, os medicamentos são separados cuidadosamente, permanecendo na embalagem (blister), que não é violada, garantindo sua integridade. Logo após, são etiquetados com informações como data de validade e entregues para o paciente em uma embalagem especial. Segundo Nacime Salomão Mansur, superintendente de instituições afiliadas à SPDM, a segurança do paciente também aumenta com esse processo. “Com o fracionamento, temos a redução das perdas de medicamentos por mau armazenamento pelo paciente e também da automedicação, muito perigosa e que pode acontecer pelo fato da pessoa ter uma quantidade do remédio estocada. Outro dado que importante é que esse processo garante também o retorno do paciente à farmácia, fazendo com que ele dê continuidade ao tratamento”, diz Nacime, que reforça: “este é um exemplo de gestão, a serviço da saúde da população”. Sobre a SPDM Fundada em 1933, a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina) é uma das maiores entidades filantrópicas de saúde do Brasil, atuante em seis estados brasileiros, com aproximadamente 40 mil funcionários e com a vocação de contribuir para a melhoria dos serviços médicos prestados à população. Gerencia unidades hospitalares e ambulatoriais construídas e equipadas pelo Estado e por alguns municípios, tendo como objetivo levar o que há de mais avançado em conhecimento...

Leia mais
Governo parcela débitos tributários com descontos
abr22
Leia mais
Conheça o Centro de Saúde do Homem, referência na América Latina
abr17

Conheça o Centro de Saúde do Homem, referência na América Latina

  Atualizado quinta-feira, 17 de setembro de 2015, às 08h40   Primeiro hospital do Estado dedicado à saúde do homem, hospital é considerado o maior centro de saúde especializado. Com mais de 3 mil consultas e 310 cirurgias por mês, o Centro de Referência da Saúde do Homem realiza um trabalho que atua diretamente na autoestima de muitos homens, como o paciente Luis Mafilho Campinho Viana, que garante ser um novo homem. “Estou muito feliz, está tudo muito bom, vou ficar mais feliz depois que eu tiver o primeiro relacionamento com minha mulher.” São Paulo foi o primeiro Estado a criar um centro de saúde com atendimento voltado para o público masculino. O hospital é considerado o maior centro de saúde especializado da América Latina e é referência nacional no tratamento de cálculo renal e do aumento benigno da próstata. “Atualmente o serviço conta com mais de 30 médicos urologistas. Nossa maior demanda são os pacientes com problemas de próstata, que são operados com materiais e equipamentos de última geração”, afirmou o médico coordenador do centro, Claudio Murta. Saiba mais: Centro de Saúde do Homem: atendimento só através de encaminhamento Conheça o Centro de Saúde do Homem, referência na América Latina Assista ao vídeo publicado em 2014 junto com a matéria governamental Assista ao vídeo e conheça o importante trabalho da equipe do Centro de Saúde do Homem, o único em toda rede SUS que utiliza equipamentos de laser para operar os tumores da próstata. 60% dos homens só vão ao médico com doença em estágio avançado Levantamento foi realizado pelo Centro de Referência da Saúde do Homem; maior parte dos pacientes não sabia da doença e ignorava os sintomas iniciais Preconceito e vergonha. Esses são os principais motivos que mantêm os homens afastados dos consultórios médicos. Segundo o Centro de Referência da Saúde do Homem, 60% dos pacientes do sexo masculino só procuram tratamento quando a doença está em estágio avançado. De acordo com o órgão da Secretaria de Estado da Saúde, todos os meses 1,5 mil homens chegam ao hospital com problemas mais adiantados e que necessitam de intervenção cirúrgica. A maior parte dos pacientes não sabia da doença e ignorava os sintomas iniciais. “Estes pacientes acreditam que o provedor da casa não pode ficar doente e nem deve sair da rotina de trabalho para visitar o especialista”, avalia o coordenador de urologia do Centro, Cláudio Murta. “É na consulta de rotina que o médico detecta doenças comuns e que demoram a apresentar sintomas, como aumento benigno da próstata, recorrente a partir dos 50 anos.” O diagnóstico precoce permite tratamentos menos agressivos, mais baratos, rápidos e com...

Leia mais
Governador apresenta sistema inteligente de monitoramento de crimes
abr16

Governador apresenta sistema inteligente de monitoramento de crimes

Ferramenta paulista será pioneira fora de Nova Iorque, onde foi idealizada pela Microsoft para ações de contraterrorismo e no combate a delitos. O governador Geraldo Alckmin apresentou nesta quarta-feira, 16, a nova etapa do Detecta, moderno sistema que constrói um “mapa do crime” dinâmico e que faz parte do programa SP Contra o Crime. Em parceria com a Microsoft e seguindo o modelo existente há sete anos em Nova Iorque, o novo sistema de monitoramento inteligente é uma ferramenta de tecnologia de ponta que ajudará no patrulhamento, investigação, planejamento de combate a crimes e identificação dos padrões de delitos em cada localidade.   “Teremos um grande avanço para a segurança pública de São Paulo. Uma inovação muito importante contra o crime. É a primeira vez que esse modelo de sistema, com alarme e monitoramento inteligente, sai dos Estados Unidos e vamos implantá-lo aqui em São Paulo. Esperamos que ele esteja operando em 120 dias. É um software extremamente inteligente que integra informações, buscas, alarmes, ou seja, uma ferramenta importantíssima para o combate ao crime”, frisou Alckmin. O Detecta será aprimorado para ser o mesmo sistema utilizado pela polícia de Nova Iorque, que foi desenvolvido pela Microsoft em parceria com a polícia da cidade. A ferramenta foi idealizada para ações de contraterrorismo na cidade americana e passou também a ser utilizada no trabalho contra outros tipos de crimes. Esta é a primeira vez em que o sistema será utilizado fora de Nova Iorque. “Este sistema vai permitir um salto de qualidade na investigação policial e também na prevenção e no policiamento ostensivo”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira. “O novo Detecta é algo pioneiro, que tenho certeza será utilizado futuramente em escala nacional, de maneira integrada com outros Estados.” Alarmes Com o Detecta, serão emitidos alarmes automáticos para ajudar no trabalho policial. Isso permite que PMs e policiais civis recebam informações de inteligência sem que seja necessário operar o sistema a todo momento. Por exemplo, um suspeito foge em um carro vermelho em que só se sabe parte do número da placa. Com apenas isso, o sistema pode ser configurado para localizar todos os veículos com aquele número parcial, da mesma cor, e apresentar essas localizações em um mapa. Além disso, a viatura mais próxima será alertada dessa ocorrência. Essas localizações podem ser feitas por sensores de leitura de placas ou por câmeras que também têm essa capacidade. Isso também pode ser feito para o caso de um procurado pela polícia. Toda vez em que as características desse procurado forem inseridas em algum dos sistemas das polícias, um alerta será acionado e apresentará o histórico desse procurado....

Leia mais
Alckmin dá início às obras da PPP que aumentará a oferta de água para a Grande São Paulo
abr13

Alckmin dá início às obras da PPP que aumentará a oferta de água para a Grande São Paulo

Novo sistema vai tratar 4.700 litros por segundo e abastecer 1,5 milhão de moradores de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. O governador Geraldo Alckmin anunciou, nesta quinta-feira 10, o início das obras da PPP (Parceria Público-Privada) do Sistema Produtor de Água São Lourenço, em Vargem Grande Paulista. A obra vai ampliar a capacidade de produção de água tratada para a Região Metropolitana de São Paulo em 4.700 litros por segundo. Atualmente, a Sabesp tem capacidade instalada para produzir 73 mil litros de água tratada a cada segundo. Com a entrada do sistema São Lourenço, esse volume chegará a 77.700 L/s. Serão beneficiados diretamente 1,5 milhão de moradores de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. A iniciativa também trará benefícios indiretos para toda a Região Metropolitana de São Paulo, já que o novo sistema produtor aumentará a oferta de água e será interligado a outros sistemas existentes. “Hoje nasce um novo sistema produtor de abastecimento de água que será importante para toda a metrópole, porque vai aliviar o Sistema Cantareira. Para chegar até aqui, foram mais de dois anos e meio de trabalho, com planejamento, projeto funcional, projeto executivo, outorgas, audiências públicas, licenciamento, preparação da PPP, assinatura de contrato e agora o início das obras”, afirmou Alckmin durante o evento. O investimento de R$ 2,21 bilhões será feito integralmente pela empresa vencedora da licitação. Batizada de Sistema Produtor São Lourenço S.A., ela é uma parceria entre as construtoras Camargo Correa e Andrade Gutierrez. A expectativa é que sejam criados 2.000 empregos diretos e indiretos. A entrada em operação do sistema está prevista para 2017. Com o investimento, a Sabesp vai captar água na represa Cachoeira do França (Ibiúna), que é formada pelo rio Juquiá. É uma obra de grande porte e complexa. Um dos pontos principais é o bombeamento da água para superar o desnível de 300 metros da Serra de Paranapiacaba. A tubulação que levará a água até as residências inclui ainda um túnel de 1.100 metros pela serra e uma passagem por baixo da rodovia Raposo Tavares, por meio de método não destrutivo. Ou seja, não será necessário interromper o tráfego para a execução dessa travessia. Em parte do trajeto, os tubos chegam a ter 2,10 metros de diâmetro. Serão instalados também uma Estação de Tratamento de Água, estações de bombeamento, 83 km de adutoras (grandes tubulações), além de reservatórios para armazenar um total de 110 milhões de litros de água. A nova água vai abastecer o oeste e sudoeste da Grande São Paulo, onde mais cresce a população na metrópole. Serão beneficiados condomínios residenciais...

Leia mais
Abastecimento de água em São Paulo
abr13

Abastecimento de água em São Paulo

Política O governador Geraldo Alckmin nomeou na última quarta-feira, 9, o novo secretário de Saneamento e Recursos Hídricos. O engenheiro Mauro Arce substitui Edson Giriboni, que estava à frente da pasta desde 2011. Com longa dedicação ao serviço público, Mauro Arce tem carreira destacada na Companhia Energética de São Paulo (CESP), onde ocupava a presidência desde 2011. Antes, foi secretário de Estado entre 1998 e 2010, tendo comandado as pastas de Energia, Saneamento e Recursos Hídricos (1998 a 2006) e dos Transportes (2007 a 2010). Também ocupou a presidência da Sabesp entre novembro de 2002 e maio de 2003.   Política O governador Geraldo Alckmin nomeou na última quarta-feira, 9, o novo secretário de Saneamento e Recursos Hídricos. O engenheiro Mauro Arce substitui Edson Giriboni, que estava à frente da pasta desde 2011. Com longa dedicação ao serviço público, Mauro Arce tem carreira destacada na Companhia Energética de São Paulo (CESP), onde ocupava a presidência desde 2011. Antes, foi secretário de Estado entre 1998 e 2010, tendo comandado as pastas de Energia, Saneamento e Recursos Hídricos (1998 a 2006) e dos Transportes (2007 a 2010). Também ocupou a presidência da Sabesp entre novembro de 2002 e maio de 2003. Ministério Público MPE investigará gestão hídrica em São Paulo. Sistema Cantareira passa pela pior crise desde 1970. Promotores do Meio Ambiente decidiram instaurar um inquérito civil para investigar a responsabilidade do governo paulistano pela atual crise hídrica do sistema Cantareira, que ameaça mais de 14 milhões de pessoas de racionamento na Grande São Paulo e na região de Campinas. O Ministério Público Estadual quer apurar também como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) fez uso da outorga renovada em 2004 para captar água do principal manancial paulista e distribuir na Região Metropolitana. De acordo com reportagem do Estadão, o inquérito foi distribuído para o promotor José Eduardo Ismael Lutti, que já havia manifestado interesse em esclarecer se a Sabesp ou o governo podem ser responsabilizados pela pior seca dos cinco reservatórios que formam o Cantareira. Fonte: Direito...

Leia mais
Anália Franco terá interligação do Metrô em frente ao shopping
abr12
Leia mais
Governo do Estado anuncia publicação do edital da extensão da Linha 2-Verde
abr12
Leia mais
Linha Verde do Metrô: Governador anuncia licitação
abr10

Linha Verde do Metrô: Governador anuncia licitação

Publicado no dia 10 de abril de 2014 Alckmin anuncia licitação da extensão da Linha 2-Verde do Metrô até Guarulhos. Com 15,5 km de extensão e 13 estações, extensão da linha será em sistema de metrô convencional; propostas serão abertas em maio O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 10, a publicação do edital da obra civil para extensão da Linha 2-Verde, de Vila Prudente até Dutra, no município de Guarulhos. A licitação está divida em oito lotes e contempla a contratação do projeto executivo, a obra civil e da via permanente. A publicação estará disponível no Diário Oficial do Estado e no site do Metrô (www.metro.sp.gov.br), a partir desta sexta-feira, 11 de abril. A previsão para a abertura das propostas comerciais é 10/05/2014. Alckmin ressaltou que a extensão da Linha 2-Verde do Metrô representa um grande ganho para São Paulo, Guarulhos e toda a Região Metropolitana. “A linha será toda enterrada, com capacidade para um milhão de passageiros/dia. Também será a primeira que sairá da cidade de São Paulo, com 13 estações e 15,5 km de extensão”, informou. – Veja mapa da extensão Vila Prudente – Dutra da Linha 2-Verde do Metrô: http://saopaulo.sp.gov.br/usr/share/documents/511.jpg A extensão da Linha 2-Verde, que contempla o trecho Vila Prudente – Dutra, terá 15,5 km de extensão e 13 estações (Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva, Penha, Penha de França, Tiquatira, Paulo Freire, Ponte Grande e Dutra). Serão 14,4 km do trecho Vila Prudente – Dutra e mais 1,1 km de extensão operacional à oeste da estação Vila Madalena. Quando completa, de Vila Madalena até Dutra, a Linha 2-Verde transportará um milhão de usuários por dia. O novo trecho funcionará no mesmo padrão existente na Linha 2-Verde entre Vila Prudente e Vila Madalena, em sistema de metrô convencional. A operação será realizada pela Companhia do Metrô e não por consórcios privados. Serão adquiridos mais 35 trens novos. A expectativa é que as obras desse empreendimento sejam iniciadas no final do 2º semestre de 2014. O investimento estimado para essa linha é de R$ 10,1 bilhões. Implantação O Metrô informa que o projeto funcional e o projeto básico para a obra civil já foram concluídos. Também já foram publicados os quatro primeiros Decretos de Utilidade Pública, que correspondem aos trechos Vila Prudente-Aricanduva e Aricanduva-Paulo Freire. Esses decretos não contemplam o trecho do município de Guarulhos, que terá duas estações (Ponte Grande e Dutra). Com o prolongamento, a Linha 2-Verde terá interligação com a Linha 3-Vermelha do Metrô, na estação Penha, e com a futura Linha 6-Laranja (na estação Anália Franco) e também com três linhas da CPTM: 11-Coral, na...

Leia mais
Roteiros turísticos no Estado de São Paulo para o período da Copa
abr10

Roteiros turísticos no Estado de São Paulo para o período da Copa

Disponível em três idiomas, o guia traz 55 passeios em 49 municípios próximos à capital. O governador Geraldo Alckmin lançou nesta quarta-feira, 9, no Museu do Futebol, um guia de roteiros turísticos para promover o Estado de São Paulo durante a Copa do Mundo. O guia Roteiros Paulistas tem dicas de praias paradisíacas, belos cenários nas montanhas, lugares históricos e variadas opções de turismo de aventura que podem ser encontrados a poucos quilômetros da capital. “Há a expectativa de que tenhamos mais de 250 mil turistas estrangeiros durante a Copa e 1,2 milhão de turistas de dentro do país. São Paulo vai receber 15 das 32 seleções que vão disputar o mundial. Eles ficarão na capital, região metropolitana, litoral e interior e nós queremos que os turistas que virão pra cá tenham a oportunidade de conhecer melhor o Estado, nossas praias, gastronomia, cultura, atividades de lazer. Enfim, temos todo tipo de turismo no Estado. E temos, no DNA, a visão cosmopolita de receber bem a todos”, frisou Alckmin. Os passeios são definidos de acordo com o perfil dos turistas das Copas e o curto período que terão disponível entre os jogos. São 55 roteiros em 49 municípios a até 300 quilômetros da capital, com opções de até três dias, que mostram a variedade dos destinos paulistas muito além dos negócios. São quatro temas: sol e praia, cultura e lazer, comer e beber e aventura e natureza. Disponível em três idiomas – português, inglês e espanhol –, o guia Roteiros Paulistas será enviado a multiplicadores de informação para os visitantes, como agências e órgãos de turismo, companhias aéreas, consulados e federações de futebol dos países participantes da Copa do Mundo, prefeituras paulistas e à imprensa. São Paulo é o Estado brasileiro que mais recebe turistas: cerca de 50 milhões por ano, 13 milhões deles somente na capital. No entanto, há ainda muito espaço para crescimento do número de visitantes a lazer e consequente geração de empregos e renda neste setor. São Paulo receberá 15 seleções em seus centros de treinamento. Com o guia, a expectativa é aproveitar a Copa do Mundo para incentivar ainda mais o turismo e a atividade econômica, como já tem sido feito por meio de programas como Roda SP, Turismo do Saber, Festival Gastronômico Sabor SP, Melhor Viagem SP e o Caminha SP. Entre os 55 roteiros estão: uma visita à histórica Santos, na Baixada Santista, em um dia; dois dias de requinte em um passeio gastronômico em Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal, na Serra da Mantiqueira; e três dias de aventura nas cachoeiras e praias preservadas de Ilhabela e São Sebastião, no...

Leia mais
Preços agropecuários sobem 5,74% em março
abr09

Preços agropecuários sobem 5,74% em março

Essa é a estimativa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento – Instituto de Economia Agrícola do Estado de São Paulo. Mas a alta dos preços nas feiras livres e supermercados parecem muito maiores e afetam também as hortaliças. Leia a notícia. O IqPR – Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista registrou alta de 5,74% no mês de março, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Tomate para mesa (95,53%), banana nanica (85,41%), batata (80,49%), feijão (42,54%), ovos (28,64%) e o café (27,94%) foram os produtos que apresentaram as maiores altas. No caso do tomate para mesa, a alta é conseqüência do aumento da temperatura no começo do verão, que propiciou à produção do tomate a campo e em estufa um ciclo de tempo muito curto, levando a escassez nos meses de fevereiro e março. A expectativa é que para o mês de abril, parte da produção volte à normalidade e com quedas nas cotações. O mesmo ocorreu para a batata e o feijão, que com o efeito do forte calor também tiveram suas produções afetadas, diminuindo-se assim suas ofertas e elevando seus preços, explicam os pesquisadores José Alberto Angelo, Danton Bini, Humberto Araújo e Luis Carlos de Almeida. O expressivo aumento no preço da banana nanica foi resultado da conjunção de dois fatores. O primeiro, relacionado ao aumento natural da demanda com início das aulas e o segundo foi o resultado de um longo período de estiagem e altas temperaturas nos meses de janeiro e fevereiro que comprometeu não só a safra em andamento, pela queima dos cachos formados, como também retardou a formação de novos cachos. Essa situação contribuiu para reduzir sensivelmente a oferta desse produto em momento de alta demanda. Na sequência, os ovos também se destacam pela ascensão bastante elástica no mês de março, após o elevado nível de descarte de aves realizado pelo setor em janeiro que diminuiu a oferta e aumentou o preço do produto recebido pelos granjeiros. Adiciona-se o período da quaresma com demanda aquecida e do aumento dos preços da soja e milho que eleva o custo de produção com a ração mais cara, repassando ao valor final dos ovos essa ascensão. A falta de chuva no período de desenvolvimento dos grãos dá indícios de uma menor produção de café para a safra 2013/14, com inicio da colheita no mês de abril/2014. Com a evolução da colheita, os números dessa perda da produção serão mais consistentes. Outros sete produtos apresentaram alta em março de 2014: milho (13,77%), carne de frango (8,48%), amendoim (7,34%), trigo (7,07%), carne bovina (6,25%), soja...

Leia mais
Médicos podem ganhar até 17,7 mil, com novo plano de carreira do governo
abr07

Médicos podem ganhar até 17,7 mil, com novo plano de carreira do governo

Alckmin sanciona lei que garante vencimento de até R$ 17,7 mil para médico que trabalhar em regiões de periferia. Pagamento será de até 30% a mais aos profissionais que atuarem em regiões distantes; ganhará bônus quem tiver mestrado, doutorado ou pós-doutorado. O governador Geraldo Alckmin sancionou nesta segunda-feira, 7 de abril, o projeto de lei que estabelece salário de até R$ 17,7 mil por mês para médicos que trabalharem em hospitais estaduais de administração direta localizados em regiões de periferia, como Taipas, Guaianases e São Mateus, na capital paulista, e Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. O valor é 30% superior em relação ao salário-base dos profissionais que atuam em regiões mais centrais. “Hoje é um dia muito especial para a população do Estado de São Paulo, que é a principal beneficiada com o aprimoramento do plano de carreira dos médicos”, afirmou o governador. O aumento, 22,5% maior do que o previsto inicialmente na lei que instituiu o Plano de Carreira dos médicos da rede estadual em 2013, foi aprovado na última semana pela Assembleia Legislativa. No evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin destacou o empenho do Governo na questão da saúde. “Hoje temos mais de 50 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), que fazem o atendimento secundário, estamos ampliando a rede hospitalar, avançamos no combate ao câncer com a Rede Hebe Camargo e no atendimento a pessoas com deficiência, com a Rede Lucy Montoro”, afirmou Alckmin. Além de garantir o aumento da remuneração dos médicos que atuam em unidades de saúde de difícil fixação, as alterações realizadas na lei vigente garantem também um bônus, que varia de R$ 1.330 a R$ 1.957,50, aos profissionais que possuírem títulos de mestrado, doutorado e pós-doutorado. O objetivo é atrair profissionais altamente qualificados para a rede pública de saúde. A lei estabelece três classes: Médico I (até cinco anos de serviço público), Médico II (mais de cinco anos até 10 anos) e Médico III (acima de 10 anos). O valor da remuneração de até R$ 17,7 mil será para o profissional de classe III com carga horária semanal de 40 horas, que receba o teto do Prêmio de Produtividade Médica, além de outras gratificações, trabalhe em unidades de saúde Periféricas e tenha título de pós-doutorado. Esse prêmio será pago conforme avaliação da produtividade, resolutividade, assiduidade, qualidade dos serviços prestados, responsabilidade e eficiência na execução das atividades profissionais. O valor do prêmio será computado para o cálculo de férias e décimo-terceiro salário. Os médicos enquadrados na classe III receberão, com teto de produtividade e demais critérios relacionados à localidade e à especialização, até R$ 9,5 mil por jornada de 24 horas semanais,...

Leia mais
Alckmin inaugura nova sede da Secretaria de Agricultura e Abastecimento
abr04
Leia mais
Governador recebe deputada venezuelana María Corina Machado
abr04
Leia mais
Governador dá início a reforço de mil policiais militares nas ruas por dia
abr03

Governador dá início a reforço de mil policiais militares nas ruas por dia

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta quarta-feira, 2, o início da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar (DEJEM), que colocará mil policiais militares por dia a mais nas ruas da Região Metropolitana de São Paulo, da Baixada Santista e de Campinas. A Diária Especial permite aos policiais militares trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito a uma remuneração adicional. Nesta primeira etapa, três mil policiais aderiram à DEJEM, o que irá possibilitar a distribuição de mil PMs por dia. “Vamos ter maior número de policiais e nos pontos mais críticos. Estamos começando com mais de três mil PMs, o que vai garantir mil policiais por dia nas ruas. Eles vão para onde o registro de análise gerencial de crimes indicar, por exemplo o ladeirão e o CPA/M-9, na zona leste. É um ganha-ganha: ganha o policial que vai receber a mais por mês e ganha a população por ter maior números de policiais nos pontos mais críticos”, ressaltou o governador. Os policiais trabalharão fardados, com equipamentos adequados e respaldo do comando da corporação. O efetivo, que também será empregado aos finais de semana, vai ajudar no combate à criminalidade ao reforçar o policiamento preventivo e ostensivo. Cada PM poderá trabalhar até 8 horas diárias fora da jornada normal, por até 10 dias no mês – um total de 80 horas -, para que o serviço extraordinário não prejudique o seu descanso. O Governo investirá, por mês, cerca de R$ 4,8 milhões para pagar as diárias especiais de R$ 193,34 para oficiais e de R$ 161,12 para praças. Até o final do ano, o gasto será de R$ 44,5 milhões. Os primeiros locais de implantação da DEJEM foram estabelecidos de acordo com planejamento do Comando da Polícia Militar, com foco nas áreas com mais demanda de policiamento no Estado. A Diária Especial foi instituída por meio da Lei Complementar 1.227/13, sancionada pelo governador em dezembro do ano passado. Distribuição Na Região Metropolitana de São Paulo, 650 policiais atuarão por meio da Diária Especial. Além disso, o aumento de efetivo nas ruas será de 200 PMs na Baixada Santista e de 150 PMs na cidade de Campinas. Valorização Além do DEJEM, a Polícia Militar recebeu, em dezembro, quatro outras medidas que beneficiam a corporação. A primeira foi a criação de 5 mil cargos de oficiais administrativos, que substituirão gradativamente soldados temporários ao fim de seus contratos. Com as nomeações, policiais que atuam nas ruas não precisarão ser remanejados para as funções administrativas. Os oficiais administrativos serão civis, uma inovação na gestão da Polícia Militar. As contratações se darão por meio de concurso público, que foi autorizado em fevereiro...

Leia mais
Metrô de São Paulo – Expansão da Linha 2 – Verde
abr01
Leia mais
Sistema Cantareira chega a 13,8%, o mais baixo desde que foi criado
mar28

Sistema Cantareira chega a 13,8%, o mais baixo desde que foi criado

O volume de água armazenado no Sistema Cantareira alcançou hoje (28) mais um recorde negativo, ficando, pela primeira vez, abaixo dos 14%. O nível da água do reservatório caiu, de ontem para hoje, mais 0,2 ponto percentual e chegou a 13,8%. Esse é o nível mais crítico desde que o sistema foi criado, na década de 1970. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de chuva, em São Paulo, até a próxima terça-feira (1º), mas o volume não será suficiente para melhorar a situação do Cantareira. “Essa chuva ajuda a diminuição a evaporação, mas não deve resolver o problema”, avaliou Helena Balbino, meteorologista do Inmet. Ela explicou que a precipitação ocorrerá com a chegada de uma frente fria vinda do Uruguai em direção ao Oceano Atlântico. Ao encontrar um canal de umidade proveniente da Amazônia, ocorrem as chuvas. Helena esclarece que o outono, que começou na quinta-feira (20), e o inverno são estações tradicionalmente mais secas. O diretor presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo, avaliou, em audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo, na última terça-feira (25), que 2014 será um ano “bastante difícil” para a população paulista. “Essa crise deve continuar durante todo o ano”, ressaltou ele, que ainda defendeu a utilização do volume morto do Cantareira como medida de curto prazo para ajudar na solução da crise de desabastecimento. Ele defendeu mudanças nas regras de renovação da outorga do Sistema Cantareira, maior complexo de abastecimento de água de São Paulo. A outorga deve ocorrer em agosto deste ano. “A nova outorga precisará ter regras. E aí, não importa de que partido é o governo. Aconteceu tal coisa, a população deve saber, porque existe um cuidado das empresas de saneamento de não passar risco ou intranquilidade [para a população]”, declarou. Fonte: Agência Brasil por Camila Maciel: Repórter da Agência Brasil Edição: Marcos...

Leia mais
Governo e Prefeitura de SP investem nas linhas do Metrô
mar14

Governo e Prefeitura de SP investem nas linhas do Metrô

Governo firma convênio com município para investimento nas linhas 15 e 17 do Metrô. Ações conjuntas serão destinadas à execução das obras de adequação viária e demais serviços necessários à implantação do Monotrilho. As informações são do portal do O Governo do Estado de São Paulo. Foi firmado nesta sexta-feira, 14, convênio com a prefeitura do município para a execução das obras do Monotrilho das linhas 15-Prata e 17-Ouro do Metrô. Na ocasião, a prefeitura anunciou investimento de R$ 360 milhões para utilização do Governo do Estado nas duas linhas. As ações conjuntas serão destinadas à execução das obras de adequação viária e demais serviços necessários à implantação. Quando inaugurada, a Linha 15-Prata será o primeiro Monotrilho do Brasil e o de maior capacidade no mundo. “Hoje estamos dando um importante passo com duas linhas do Monotrilho. É um trabalho importante e é um grande desafio à mobilidade urbana”, anunciou o governador Geraldo Alckmin. Monotrilho A Linha 15-Prata terá 26,6 km de extensão em vias elevadas e ligará o bairro do Ipiranga à Cidade Tiradentes. Contará com 18 estações e atenderá cerca de 500 mil passageiros por dia. A primeira viagem-teste entre a futura Estação Oratório e o Pátio Oratório foi feita em janeiro deste ano. A linha terá integração com a Linha 2-Verde do Metrô e com a Linha 10-Turquesa da CPTM. Já a Linha 17-Ouro terá 17,6 km e ligará o aeroporto de Congonhas ao bairro do Morumbi. Contará também com 18 estações e terá conexão com a Linha 1-Azul, Linha 4-Amarela e Linha 5-Lilás do Metrô e Linha 9-Esmeralda da...

Leia mais
Governo amplia esforços para garantir abastecimento de água
mar06

Governo amplia esforços para garantir abastecimento de água

Quinta-feira – 06 março 2014 – 19h40 Adesão da população à campanha da Sabesp reduziu o consumo de água em 3 mil litros por segundo O uso racional de água foi o grande responsável pela economia de 3 m³ por segundo (3 mil litros por segundo) de água do Sistema Cantareira em fevereiro deste ano. No primeiro mês de campanha da Sabesp, que oferece bônus a moradores da Grande São Paulo que reduzirem o consumo de água em pelo menos 20%, a utilização de água do Sistema Cantareira caiu de 33 m³ por segundo para pouco menos de 30 m³ por segundo. “São Paulo foi o único Estado do Brasil que deu prêmio. Quem economizar 20% ganha mais 30% de bônus e economiza 50% na conta de água”, afirmou o governador Geraldo Alckmin, que também parabenizou os paulistas: “A população é extremamente solidária e deu uma resposta super positiva”, disse. “Não há necessidade de racionamento, uma vez que nós temos um sistema de compensação pelos outros sistemas de abastecimento, e de outro lado uma boa economia da população”, afirmou Alckmin. A partir do dia 10 de março, por determinação dos órgãos reguladores, a captação de água do Sistema Cantareira será de 27,9 m³ por segundo. Saiba quais são as medidas adotadas pelo Governo do Estado, por meio da Sabesp, para assegurar o abastecimento da população. Confira: – O sistema de bônus será mantido. A medida já é um sucesso, não só pela economia da conta, mas pela consciência cívica do paulista. Os programas de conscientização e economia de água, como o Pura (Programa de Uso Racional da Água) também continuarão. – Sistemas de abastecimento integrados: manejo eficiente e inteligente entre os sistemas integrados, do Guarapiranga e do Alto Tietê, de forma que aquele que esteja mais cheio forneça água para áreas que são abastecidas por reservatórios mais vazios. – Redução de perdas de água: São Paulo já tem um dos menores índices de perda de água do Brasil e a Sabesp está empenhada em reduzir ainda mais este patamar. – Indução de chuvas no Cantareira: os voos que resultaram em 8 chuvas induzidas, localizadas, devem continuar. – Obras para o eventual aproveitamento de 200 milhões de m³ da reserva estratégica do Sistema Cantareira (represas Jacareí e Atibainha) serão iniciadas na próxima semana. Do Portal do Governo do...

Leia mais
Alckmin inaugura primeiro pôlder da marginal Tietê
mar06

Alckmin inaugura primeiro pôlder da marginal Tietê

Obra, que fica sob a ponte da Vila Maria, é a primeira de um conjunto de equipamentos que tem objetivo de minimizar inundações nas marginais do rio. O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta quinta-feira, 6, o pôlder localizado na margem direita da ponte da Vila Maria, na marginal Tietê. A obra incrementará os resultados das ações realizadas no combate às enchentes na Região Metropolitana de São Paulo, pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica). O pôlder dispõe de um sistema composto por um dique (muro de contenção), reservatório, dutos e bombas. “Esses equipamentos darão uma garantia muito grande para prevenir as enchentes. Com esse sistema, a água que parar embaixo das pontes será imediatamente drenada para o reservatório e depois devolvida ao rio”, explicou o governador. Este é o primeiro de um conjunto de pôlderes que estão sendo implantados na Marginal Tietê, junto às pontes da Vila Maria (margem esquerda 50% executado), Aricanduva (margem direita 82% executado e esquerda 40% executado), Vila Guilherme (margem esquerda 50% executado) e Limão (margem direita, muro pôlder concluído, aguarda liberação ambiental para retirada de árvores para construção reservatório). Incluindo o pôlder da Vila Maria (margem direita), o pacote representa um investimento de R$ 61,6 milhões. Com esse sistema de pôlderes será possível aumentar em 20% a vazão máxima do rio Tietê. A iniciativa do DAEE repercutirá em efeito semelhante ao alteamento dos pontos mais baixos, o que significa que a vazão do rio poderá ser aumentada em até 20% sem risco de extravasamento, ampliando em 200 m³/s na região do Cebolão. Pôlderes Os pôlderes são estruturas hidráulicas artificiais, uma das mais clássicas técnicas de drenagem para controle de enchentes em locais de baixa altitude próximos a rios, áreas ribeirinhas em geral e o mar. A construção do sistema de pôlderes na Marginal Tietê se faz necessária devido à altitude variável da região que compreende o rio. Essa característica foi agravada pelo rebaixamento realizado na via ao longo das últimas décadas, com o objetivo de possibilitar a passagem de veículos altos por baixo das pontes existentes, vulnerabilizando o tráfego e a população circunvizinha quando ocorrem grandes precipitações.   NOTA DE PESAR Falecimento de Sérgio Guerra Perdemos hoje uma grande liderança nacional. Deputado e senador de destaque, Sérgio Guerra dedicou sua vida à causa pública e aos brasileiros. Sentiremos muita falta de sua personalidade agregadora, de sua visão de país e de sua capacidade de dialogar com todos os segmentos da sociedade. O Brasil se despede de alguém que entendia nossa nação e que usou toda sua energia para melhorar o país. Geraldo Alckmin Governador...

Leia mais
Veículos apreendidos serão compactados
fev18

Veículos apreendidos serão compactados

Publicado em 18 de fevereiro de 2014 Alckmin inicia compactação de veículos apreendidos na capital. Liberação dos pátios permitirá a melhora da logística da apreensão e, consequentemente, a fiscalização de veículos. “Fizemos um leilão para a empresa que fará a compactação de 13.500 veículos, dos quais 62% já estão liberados. E temos uma licitação aberta para mais 32 mil. Chegaremos a 45 mil veículos”, afirmou Alckmin. O governador destacou que essa medida se soma à Lei dos Desmanches, que combate o roubo de veículos, pois quebra a cadeia econômica em torno do crime ao endurecer as exigências para a venda de peças usadas. Na Argentina, lei semelhante reduziu em 50% os roubos de carros e motos. “Isso tem dupla importância para a segurança pública, pois inibe o roubo de carros para tirar peças e o latrocínio. Por outro lado, libera os pátios para a polícia poder fazer uma ação vigorosa e recolher carros e motos que estejam irregulares. E também é bom para o meio ambiente porque nos permite separar óleos, fluidos, catalisadores, baterias, pneus e dar a tudo isso o encaminhamento correto”, disse o governador. O roubo de veículos tem forte vínculo com os latrocínios: 50% dos casos ocorrem numa tentativa do ladrão de roubar um carro ou uma moto. A medida é o primeiro passo para resolver um passivo de mais de 25 anos de veículos apreendidos criminalmente, que foi causado por entraves judiciais que impediam a liberação desses veículos dos pátios. Em maio do ano passado, a Justiça autorizou que fossem realizados leilões dos 45 mil veículos apreendidos em pátios na cidade de São Paulo, atendendo a um pedido da Secretaria da Segurança Pública (SSP). O leilão dos veículos apreendidos no Pátio Santo Amaro aconteceu no dia 16 de janeiro. Os veículos foram arrematados por R$ 808.839,35, em lote único, pela empresa Trufer Comércio de Sucatas Ltda., responsável pela descontaminação, compactação e trituração das carcaças. A empresa vencedora tem autorização para vender o material para reciclagem. Não há custo para a SSP para a realização do processo. Após a autorização para a realização do leilão, também é necessária a autorização de cada juiz responsável pelos processos a que os veículos estão vinculados para que seja feita a compactação. A permissão é necessária pois esses veículos são provenientes de apreensões criminais, ou seja, resultam de ocorrências de roubo, furto, estelionato etc. O processo total está previsto para acontecer em 180 dias. Para preservar o meio ambiente, o processo segue exigências de órgãos reguladores e fiscalizadores do setor, inclusive descontaminando as áreas onde os veículos estão apreendidos. A iniciativa é a primeira etapa do projeto para desocupar os...

Leia mais
Governador apresenta trem do primeiro monotrilho do Brasil
out30

Governador apresenta trem do primeiro monotrilho do Brasil

O governador Geraldo Alckmin apresentou nesta quarta-feira, 30, o trem que vai circular no primeiro monotrilho do Brasil. O trem, da Linha 15-Prata do Metrô, vai ligar as estações Ipiranga e Hospital Cidade Tiradentes.

Leia mais