Tatuzão chega à futura estação Hospital São Paulo da Linha 5-Lilás do Metrô


Terça-feira, 30 de junho de 2015, às 16h31


Equipamento instala o revestimento estrutural do túnel, com anéis de concreto e fibras de aço, ao mesmo tempo em que perfura o solo.

O shield, também conhecido como “tatuzão”, chegou nesta quinta-feira, 25, à futura estação Hospital São Paulo, da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo. Ao mesmo tempo em que perfura o solo, o equipamento instala o revestimento estrutural do túnel, com anéis de concreto e fibras de aço. “Nós temos dois shields para trás, vindo de Santo Amaro, que são menores. Cada um abre um túnel. Aqui temos um shield grande com mais de dez metros de largura. Então, ele abre o túnel que tem duas linhas de Metrô, ida e volta”, explicou o governador Geraldo Alckmin.

 

Shield instala o revestimento estrutural do túnel, com anéis de concreto e fibras de aço, ao mesmo tempo em que perfura o solo. Foto: Gilberto Marques/A2img

Shield instala o revestimento estrutural do túnel, com anéis de concreto e fibras de aço, ao mesmo tempo em que perfura o solo. Foto: Gilberto Marques/A2img

 

A Linha 5 é a primeira de Metrô no Brasil que possui três tuneladoras trabalhando simultaneamente. A maior delas, o Megatatuzão, possui uma roda de corte de 10,5 metros de diâmetro e escava um túnel único. Ao todo, mais de 3.300 metros de túneis em direção à estação Chácara Klabin, na interligação com a Linha 2-Verde, já foram construídos pela máquina, desde setembro de 2013.

A estação Hospital São Paulo terá quatro pavimentos internos, com 36 metros de profundidade, além de um edifício para as salas técnicas, totalizando 12.403 metros quadrados de área construída. Contará com banheiros públicos, portas de plataforma, 17 escadas rolantes, 5 elevadores e um bicicletário. Os acessos serão feitos pelas ruas Pedro de Toledo e dos Otonis.

Para a expansão da Linha 5-Lilás, o Governo faz um investimento de R$ 8,7 bilhões, incluindo a compra de 26 novos trens. Esse empreendimento gera 5.500 empregos diretos. Após a estação Adolfo Pinheiro, entregue em 2014, serão mais 10 km de extensão e outras 10 estações: Alto da Boa Vista; Borba Gato; Brooklin; Campo Belo; Eucaliptos; Moema; AACD-Servidor; Hospital São Paulo; Santa Cruz e Chácara Klabin. A previsão é que 781 mil passageiros sejam transportados diariamente nessa linha quando a operação for plena.

Do Portal do Governo do Estado
Metade dos veículos comete infrações nos cruzamentos de SP, aponta pesquisa da CET.  Na imagem a Avenida 23 de Maio. Foto: Oswaldo Corneti / Fotos Públicas

Metade dos veículos comete infrações nos cruzamentos de SP, aponta pesquisa da CET. Na imagem a Avenida 23 de Maio. Foto: Oswaldo Corneti / Fotos Públicas

Leia mais sobre
MOBILIDADE URBANA

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*