TCU repudia declarações contra o órgão e relator Augusto Nardes


Segunda-feira, 5 de outubro de 2015, às 18h13


Tribunal de Contas da União

Nota à imprensa do ministro Augusto Nardes
04/10/15 19:28

O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), repudia as declarações do Advogado-Geral da União divulgadas pela imprensa acerca de sua atuação na relatoria do processo de apreciação das Contas de Governo do exercício de 2014.

Esclarece, em relação à sessão prevista para 7 de outubro, que não antecipou sua opinião final acerca da apreciação dessas contas. Apenas disponibilizou, na quinta-feira passada, minuta de relatório e do parecer prévio aos demais ministros, uma vez que o Regimento Interno do TCU exige que a distribuição dessas peças aos seus pares se faça em até cinco dias antes da data da sessão.

Eventuais declarações coletadas junto à imprensa estão relacionadas a acórdãos públicos já prolatados pelo TCU, a exemplo do Acórdão 825/2015 - TCU-Plenário, que tratou de adiantamentos realizados pelos bancos oficiais para cobertura de despesas da União com programas sociais, e do Acórdão 1.464/2015 - TCU-Plenário, sobre a análise preliminar das contas de governo, no qual o tribunal comunicou ao Congresso Nacional que as referidas contas não estavam em condições de serem apreciadas naquele momento, em virtude dos indícios de irregularidades constatados que demandavam a apresentação de contrarrazões por parte da Presidente da República.

 

Situação delicada: presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de posse dos novos ministros, no Palácio do Planalto. Mudanças visão muito mais o apoio do PMDB do que a estabilização da crise que se espalha por diversos setores nacionais. O partido com a maior bancada do país e o vice-presidente da República faz o que quer, recebe o que pede, mas não garante nada. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Situação delicada: presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de posse dos novos ministros, no Palácio do Planalto. Mudanças visam muito mais o apoio do PMDB do que a estabilização da crise que se espalha por diversos setores nacionais. O partido com a maior bancada do país e o vice-presidente da República faz o que quer, recebe o que pede, mas não garante nada ao governo. Este, por sua vez, agora pede o afastamento do ministro-relator das contas de 2014, Augusto Nardes, para adiar o julgamento. Foto: Valter Campanato /Agência Brasil

 

Parecer das contas está marcado para o dia 7, na próxima quarta-feira.

O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) se reúne a partir das 17h da próxima quarta (7) em sessão extraordinária para emitir o parecer prévio sobre as Contas da Presidente da República referentes ao exercício de 2014.

Em junho último, o TCU fez um primeiro pedido de esclarecimentos sobre as contas de 2014, com prazo de 30 dias para resposta. O prazo foi estendido em duas oportunidades, após inclusão de novos fatos ao processo.

A análise técnica das Contas de Governo realizada anualmente pelo TCU é atribuição definida na Constituição Federal de 1988. Após sua conclusão, o parecer é enviado ao Congresso Nacional, que tem a competência para emitir o julgamento das contas.

O parecer do TCU consiste em avaliação do relatório sobre os orçamentos e a atuação governamental, elaborado por diversos órgãos e consolidado pela Controladoria-Geral da União, bem como o Balanço Geral da União, elaborado e consolidado pela Secretaria do Tesouro Nacional. Trata-se de um diagnóstico sistêmico efetuado pelo TCU sobre aspectos relevantes do desempenho e da conformidade da gestão pública federal no ano que passou.

A Sessão de apreciação das Contas de Governo referentes a 2014, será realizada no Plenário do TCU, no Palácio Ruy Barbosa (sede do TCU) em Brasília, a partir das 17h do dia 7 de outubro.

Sessão do Congresso Nacional para a análise de trinta vetos presidenciais. Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Sessão do Congresso Nacional para a análise de trinta vetos presidenciais. Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

Leia mais sobre
POLÍTICA

 

Em pronunciamento, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Em pronunciamento, senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
Governo faz a atualização desta terça-feira, 31 de março – assista ao vivo
  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

  • Governo faz a atualização desta terça-feira, 31 de março – assista ao vivo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This