UNICEF: Orlando Bloom visita crianças refugiadas na Europa


Segunda-feira, 5 de outubro de 2015, às 16h49


O Embaixador da Boa Vontade para o Fundo das Nações Unidas para a Infância visitou um centro de acolhimento de refugiados na Macedônia e pediu mais proteção aos seus direitos. Segundo estimativas do UNICEF, 320 mil mulheres e jovens refugiados vão precisar de assistência no continente europeu, durante os próximos seis meses.

ONU Brasil

O Embaixador da Boa Vontade para o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Orlando Bloom, solicitou à comunidade internacional, na terça-feira (29) passada, mais proteção para as milhares de crianças que chegam à Europa fugindo da violência de países como Síria, Iraque e Afeganistão. Durante os próximos seis meses, o UNICEF estima que aproximadamente 320 mil mulheres e jovens refugiados precisarão de assistência no continente europeu.

 

Embaixador da Boa Vontade do UNICEF, Orlando Bloom conheceu refugiados durante vista a um centro de recepção próximo a Gevgelija, na Macedônia. Foto: UNICEF / Tomislav Georgiev

Embaixador da Boa Vontade do UNICEF, Orlando Bloom conheceu refugiados durante vista a um centro de recepção próximo a Gevgelija, na Macedônia. Foto: UNICEF / Tomislav Georgiev

 

Em visita recente a um centro de recepção de refugiados próximo a Gevgelija, na Macedônia, o ator conheceu histórias de jovens que atravessaram o Mediterrâneo. “Essas crianças viajaram por uma das rotas de migrantes e refugiados mais fatais no mundo. Conversei com algumas que aguentaram jornadas terríveis, frequentemente em condições extremas de clima e muitas levavam consigo apenas os sapatos e a roupa do corpo”, comentou Bloom.

Segundo informações do UNICEF, cerca de 100 mil pessoas já foram registradas na fronteira de Gevgelija, desde junho de 2015. Deste contingente, um terço é composto por mulheres e crianças. No centro de recepção, os refugiados têm acesso a serviços apoiados pela agência da ONU, como alimentação, água, higiene e saneamento básico.

De acordo com Bloom, apesar de receberem assistência neste local, muitos refugiados expressam preocupação com o que acontecerá com suas vidas. ”Eles estão sendo repassados de uma autoridade para outra, cruzando várias fronteiras, sem certeza dos riscos à frente. Se eles chegam com segurança ao seu destino final, eles ainda temem um futuro incerto. Precisamos protegê-los e apoiá-los”, destacou.

Presidente Dilma Rousseff durante abertura do debate geral da 70ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidente Dilma Rousseff durante abertura do debate geral da 70ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Leia mais sobre
INTERNACIONAL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil
Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo
Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo
Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
  • Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil

  • Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo

  • Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo

  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*