Jesus é Luz que a tudo ilumina


Sexta-feira | 25 de dezembro, 2020 | 18h45


BÍBLIA


Pequeno estudo sobre o nascimento de Jesus de acordo com os livros que compõem a Bíblia Sagrada. Entendendo os versículos 2 e 3 do capítulo 5 do livro de Miquéias.


Gerson Soares

É importante mencionar que a vinda de Jesus foi profetizada 700 antes do seu nascimento por Miquéias e outros profetas, como veremos. Ao publicarmos estes textos e comentários sobre as passagens não temos a intenção de que sejam as únicas versões ou a última palavra para os estudos bíblicos a respeito dos versículos 2 e 3 de Miquéias que constam no capítulo 5 do livro sobre o seu ministério. Este compendio baseado na obra de Charles C. Ryrie, a Bíblia anotada(1) traz aos interessados apenas uma versão sobre o assunto.

 

Histórias da vida e paixão de Cristo, 1513. Obra de Gaudenzio Ferrari (1475–1546), Igreja de Santa Maria delle Grazie, Varallo Sesia (VC), Itália. / Foto: Wikipedia

 

“2 E (c) tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de (d) ti me sairá o que há de (e) reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos (f) antigos, desde os dias da eternidade. 3 Portanto, o Senhor os (g) entregará até ao tempo em que a que está em dores tiver dado à luz; então, o (h) restante de seus irmãos voltará aos filhos de Israel. — Miquéias (794 – 701 a.C.)”

Destes versículos vamos compreender o que a Bíblia nos explica sobre o nascimento de Jesus e sua adoração pelos Reis Magos. Começamos pelo entendimento dos significados das palavras e formas da escrita antiga.

 


– Belém-Efrata. O antigo nome de Belém e, ao parece, do distrito em que a cidade ficava. Ambos os nomes indicam a fertilidade da região; Belém significa “casa do pão” e Efrata significa “frutífera”. Este foi o local de nascimento do rei Davi e de seu descendente mais ilustre, Jesus Cristo, o Messias.

Quando se refere a “milhares”, fala dos clãs ou talvez os distritos administrativos de Judá; ao que “me sairá” significa segundo minha vontade; origens, quer dizer literalmente, saídas, primeiramente uma referência às aparições pré-encarnadas de Cristo como o Anjo do Senhor, o que confirma a preexistência de Cristo ao seu nascimento em Belém; desde os tempos antigos, pode significar também “desde a eternidade”, indicando a existência eterna do Messias.

A “Estrela de Belém” anunciou ao Oriente a chegada do rei dos judeus aos Reis Magos que vieram a Jerusalém. Lá chegando foram primeiro ao rei Herodes e perguntavam onde estava o recém-nascido. Herodes, o governante romano, que via esse nascimento como uma ameaça também desejava saber onde estava o menino, todavia, para matá-lo. Convocando os sacerdotes e escribas indagaram aos Reis Magos onde nasceria o menino.

Conforme o livro de Mateus, na citação a seguir, os Reis Magos respondem a Herodes de acordo com Miquéias, a respeito do recém-nascido.

Mateus – Capítulo 2 (entre as décadas de 50 – 60 d.C.)

“5 Em (e)* Belém da Judéia, responderam eles, porque assim está escrito por intermédio do profeta:
(c) 6 E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo algum a menor entre as principais de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar a meu povo, Israel”.

(e)* João – 7:42
“Não diz a Escritura que o Cristo vem da (h)* descendência de Davi e da aldeia de Belém, donde era Davi?
(h)* Mateus – 1:1
“Livro da genealogia de Jesus Cristo, (a) filho de Davi, (b) filho de Abraão.
1:1 - Jesus Cristo. O nome “Jesus” vem da forma grega e latina do hebraico “Jeshua” (Josué), que significa “o Senhor é a salvação”. “Cristo” vem do grego para o hebreu Meshiah (Messias) que significa “ungido”. filho de Davi era um título messiânico bastante conhecido naquela época. Esta genealogia segue a linhagem de José, o pai legal (embora não natural) de Jesus, e comprova a validade de sua reivindicação e seu direito ao trono de Davi (v. 6).

Enviando-os a Belém, Herodes pediu que ao encontrá-lo o avisassem para que também pudesse ir e adorá-lo. Abaixo, Mateus continua sua narrativa:

“9 Depois de ouvirem o rei, partiram; e eis que a estrela que viram no Oriente os precedia, até que, chegando, parou sobre onde estava o menino. 10 E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo.”

Ainda de acordo com o texto bíblico, os Reis Magos foram alertados em sonho por divina providência para não retornarem a Jerusalém a fim de informar Herodes sobre o paradeiro do menino Jesus. Ao descobrir que fora enganado, amedrontado pelo rei judeu que julgava lhe usurparia o trono, ele mandou matar todos os meninos com menos de dois anos de idade nascidos em Belém e arredores.

Isaías – Capítulo 11 (740 – 680 a.C.)
6. O reinado do rebento de Jessé, 11:1-16

(d) 1 Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo”.

Entendendo o versículo acima:

11:1-5 Embora a árvore de Davi tivesse sido derrubada (6:13), um rebento ou renovo (ramo) cresceria do tronco (a família de Davi, Jessé era o pai de Davi, 1Sm 17:12), na pessoa do Messias. Ele seria caracterizado pela plenitude do Espírito Santo (v. 2) e pela integridade absoluta (v. 3-5).

Lucas – Capítulo 2 (60 d.C.)
D. O advento do Filho do Homem, 2:1-20

(d) 4 José também subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, para a Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, por ser ele da casa e família de Davi, 5 a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. 6 Estando eles ali, aconteceu completarem-se-lhe os dias, 7 e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.”

A explicação sobre estes versículos de Lucas:

2:1 César Augusto reinou de 27 a.C. a 14 d.C.
2:2 Quirino era governador da Síria. Ao que parece, Quirino governou a Síria em duas ocasiões: de 4 a.C. até 1 d.C., quando foi feito este recenseamento, e mais uma vez em 6-10 d.C.
2:4 à cidade [...] chamada Belém (para cumprir a profecia de Miquéias 5:2)
2:7 enfaixou-o. Nos tempos bíblicos, era costume no Antigo Oriente Próximo enrolar os recém-nascidos em tiras ou faixas de pano. manjedoura. Um cocho onde é colocado o alimento para os animais, e uma baia ou estábulo. Diz a tradição que Jesus nasceu em uma gruta; nesse caso, é possível que a manjedoura tivesse sido escavada diretamente na rocha.

Jeremias – Capítulo 30 (627 – 585 a.C.)
P. A esperança de restauração para Judá, 30:1 – 33:26
1. A promessa é declarada: a restauração depois da tribulação, 30:1 – 31:26

(e) 21 O seu príncipe procederá deles, do meio deles sairá o que há de reinar; fa-lo-ei aproximar, e ele se chegará a mim; pois quem de si mesmo ousaria aproximar-se de mim? – diz o Senhor. 22 Vós sereis o meu povo, eu serei o vosso Deus.”

Explicação:

30:17-22 As futuras bênçãos divinas para Israel incluirão saúde (i.e., cura física e espiritual, v. 17), restauração do povo e de Jerusalém (v. 18) estabelecimento da linhagem davídica na pessoa do Rei Messias (v. 21) e comunhão com Deus (v. 22).

Zacarias – Capítulo 9 (520 – 518 a. C.)
2. A vinda do Rei, 9:9-10

(e) 9 Alegra-te muito, ó filha de Sião, exulta, ó filha de Jerusalém: eis aí te vem o teu Rei, justo e salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, cria da jumenta. 10 Destruirei os carros de Efraim e os cavalos de Jerusalém, e o arco de guerra será destruído. Ele anunciará paz às nações; o seu domínio se estenderá de mar a mar e desde o Eufrates até às extremidades da terra.”

Comentário:

9:10 Uma vez que Israel rejeitou o Messias na sua primeira vinda, o cumprimento dessa profecia de paz universal aguarda a segunda vinda de Cristo.

Salmos – 102 (século X a.C.)
Arrependimento e esperança

A maioria dos Salmos foi escrita durante o tempo de Davi e Salomão no século X a.C. O Salmo 102 é atribuído a Davi e integra o Livro IV (Salmos 90 – 106).

“23 Ele me abateu a força no caminho e me abreviou os dias.
24 Dizia eu: Deus meu, não me leves na metade de minha vida; tu, cujos anos se estendem por todas as gerações.
(f) 25 Em tempos remotos, lançaste os fundamentos da terra; e os céus são obra das tuas mãos.
26 Eles perecerão, mas tu permaneces; todos eles envelhecerão como uma veste, como roupa os mudarás, e serão mudados.
27 Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim.
28 Os filhos dos teus servos habitarão seguros, e diante de ti se estabelecerá a sua descendência.”

Comentário:

102:23-28 O salmista contrasta a brevidade da própria vida (v. 23-24) com a imutabilidade do Deus eterno (v. 25-27), atribuída a Jesus Cristo em Hebreus 1:1--12, asseverando a sua divindade.

Provérbios – 8
2. A origem da sabedoria, 8:22-31

(f) 22 O Senhor me possuía no início de sua obra, antes de suas obras mais antigas.
23 Desde a eternidade fui estabelecida, desde o princípio, antes do começo da terra.”

Explicação:

8:22 O senhor me possuía. I.e., a sabedoria pertence a Deus e dele se originou.

 


Este pequeno estudo nos proporciona entender melhor e conhecer um pouco mais sobre o nascimento de Jesus de acordo com os livros que compõem a Bíblia Sagrada. A mensagem de amor deixada por Jesus é imensurável, assim como sua própria existência, como vimos nos textos bíblicos aqui reproduzidos com a intenção de resgatar a memória daqueles dias.

A pandemia que se abateu sobre a Terra, de acordo com muitas vertentes religiosas não pode ser explicada apenas pela ciência. Segundo acreditam há um propósito maior, espiritual, que vem alertando e orientando a humanidade.

O futuro pode ser melhor se os sonhos de paz, respeito à natureza na forma mais abrangente da palavra – incluindo o homem – e às individualidades dos seres forem respeitadas, sem perdermos a noção da coletividade, pois habitamos o mesmo lugar.

A Terra está pedindo atenção aos seus mais inteligentes habitantes, os seres humanos, talvez as dificuldades nos ajudem a ouvi-la melhor e a nós mesmos.

 

Júpiter, à esquerda, e Saturno, à direita, são vistos após o pôr do sol acima do Lago Jordan durante a “grande conjunção” onde os dois planetas aparecem um décimo de grau um do outro. A foto foi tirada na segunda-feira, 21 de dezembro de 2020, perto de Chapel Hill, Carolina do Norte. A ciência levanta a hipótese que esta conjunção é a mesma que originou a história bíblica da “Estrela de Belém” que conduziu os Reis Magos a Belém onde nasceu o menino Jesus. A fé da cristandade acredita em um evento único que trouxe o Messias para curar a Terra. Foto: NASA / Bill Ingalls

 

 



(1) Ryrie, Charles C.
A Bíblia anotada : edição expandida / Charles C. Ryrie — Ed. rev. e expandida — São Paulo:
Mundo Cristão: Barueri, SP. Sociedade Bíblica do Brasil, 2007. 1504p.

Abreviaturas:

a.C. = antes de Cristo
d.C. = depois de Cristo
I.e. = id est (isto é)
Sm = Samuel
v. = versículos

Como ler:

O objetivo deste estudo foi analisar o nascimento de Jesus, através dos versículos 2 e 3 inscritos no capítulo 5 do livro que versa sobre ministério do profeta Miquéias.

A partir dos versículos 2 e 3 surgem as explicações e comentários, assinalados pelas notas (c), (d), (e) e (f) que nos remetem aos livros de outros profetas (Isaías, Jeremias e Zacarias), evangelistas (Mateus, Lucas e João) e aos livros dos Salmos (102) e Provérbios (8).

Da análise dessas notas somos levados a outros comentários e explicações que constam nos respectivos livros dos profetas, evangelistas, Salmos e Provérbios.

Foto: reprodução / VindeACristo

Leia mais sobre
HISTÓRIA GERAL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Presépio e a magia da natividade
Exoesqueleto robótico para reabilitação humana
Covid-19: filme de PVC para alimentos inativa o SARS-CoV-2
Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
  • Presépio e a magia da natividade

  • Exoesqueleto robótico para reabilitação humana

  • Covid-19: filme de PVC para alimentos inativa o SARS-CoV-2

  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

Categorias

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This