Feira na Casa-Museu Ema Klabin faz parte da 16ª Semana Nacional de Museus
maio15

Feira na Casa-Museu Ema Klabin faz parte da 16ª Semana Nacional de Museus

Feira Colaborativa de Arte é uma das atrações que envolvem diversos museus do País que começou ontem (14) e vai até o dia 20 de maio.

Leia mais
Semana de Museus 2018: guia da programação nacional
maio15

Semana de Museus 2018: guia da programação nacional

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) disponibiliza, a programação completa da 16ª Semana de Museus – que acontece em todo o Brasil entre os dias 14 e 20 de maio.

Leia mais
Fãs do Museu da Língua Portuguesa têm novo site e podem acompanhar restauro
dez08

Fãs do Museu da Língua Portuguesa têm novo site e podem acompanhar restauro

A página traz detalhes sobre memória, parceiros e as fases da reconstrução.

Leia mais
São Paulo mais que dobra população de foliões
mar02

São Paulo mais que dobra população de foliões

Foram vendidos 68 mil ingresso para o Sambódromo e os blocos de rua fizeram a alegria dos turistas e paulistanos.

Leia mais
Acadêmicos do Tatuapé é a campeã do Carnaval 2017
mar02

Acadêmicos do Tatuapé é a campeã do Carnaval 2017

Acadêmicos do Tatuapé é a escola de samba campeã do Carnaval 2017.

Leia mais
Solar da Marquesa de Santos recebe exposição sobre Yolanda Penteado
abr11

Solar da Marquesa de Santos recebe exposição sobre Yolanda Penteado

Com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, mostra apresenta trajetória da dama das artes de São Paulo e vai até 2018 e a entrada é gratuita.

Leia mais
Fundação Energia e Saneamento lança o livro “São Paulo em 200 imagens”
mar21

Fundação Energia e Saneamento lança o livro “São Paulo em 200 imagens”

No mês de março, a Fundação Energia e Saneamento completa 18 anos. Para celebrar o aniversário, a instituição, que acaba de lançar a publicação São Paulo em 200 imagens: acervo fotográfico da Fundação Energia e Saneamento, oferecerá desconto no preço da obra (de 80 por 50 reais). A promoção valerá durante todo o mês.

Leia mais

Exposição 750 anos de Dante Alighieri no IICSP

O Instituto Italiano de Cultura de São Paulo (IICSP), inaugurou no dia 14 de outubro, a Exposição “Dante, Vida e Obra” que comemora os 750 anos de seu nascimento.

Leia mais
Assista ao vídeo e conheça o borboletário do Museu Catavento, em SP
out19

Assista ao vídeo e conheça o borboletário do Museu Catavento, em SP

  Segunda-feira, 19 de outubro de 2015, às 15h49 Espaço tem uma grande cúpula geodésica construída para abrigar diferentes espécies como a borboleta-olho-de coruja e a borboleta-júlia. Acesse o link abaixo e veja como o borboletário foi construído em time-lapse. Essa técnica fotográfica, mostra sequências de quadros em intervalos definidos, registrando as mudanças lentamente ao longo do tempo. Museu Catavento: visite o Borboletário Serviço Catavento Cultural e Educacional De terça a domingo, das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h) Palácio das Indústrias Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/no (Av. Mercúrio), Parque Dom Pedro II, Centro – São Paulo/SP Valor: R$ 6 e meia-entrada para estudantes, idosos e portadores de deficiência. Gratuita aos sábados Informações: (11) 3315-0051 – Atendimento das 11h às...

Leia mais
Livro reúne ensaios sobre arte digital e cultura contemporânea
ago19
Leia mais
Museus de São Paulo
jul18
Leia mais
Museu Catavento: visite o Borboletário
jul18

Museu Catavento: visite o Borboletário

O Catavento Cultural e Educacional, museu de ciência e tecnologia da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, inaugurou recentemente um Borboletário, onde os visitantes poderão observar de perto espécies como a borboleta olho de coruja (Caligo illoneus) e a borboleta júlia (Dryas iulia).

Leia mais
Museu do Índio e UNESCO lançam publicações sobre língua e cultura
maio16
Leia mais
Associação entre a embaixada e entidades italianas criam o “CLiCK ITÁLIA”
abr30
Leia mais
Museu do Café faz aniversário hoje e terá programação especial
mar12

Museu do Café faz aniversário hoje e terá programação especial

Quinta-feira, 12 de março de 2015, às 10h09 Localizado no Centro Histórico de Santos, museu completa 17 anos nesta quinta-feira, 12. Para comemorar seus 17 anos, o Museu do Café, em Santos, terá uma programação especial a partir desta quinta-feira, 12, data do aniversário de fundação. Ao meio-dia um grupo de atores caracterizados inicia uma intervenção artística convidando o público a conhecer a nova exposição e o interior do palácio da Bolsa Oficial de Café. Às 16h haverá visita especial. Os visitantes serão recebidos pelos educadores caracterizados como alguns dos principais personagens da história do café, proporcionando uma verdadeira viagem no tempo. Completando a programação, o museu recebe a especialista em bebidas Nina Rodrigues para dois workshops. No sábado, 14, o tema é “Café e Harmonização” e no domingo, 15, “Drinks de café – Coquetelaria base”. Ambas atividades são gratuitas. O Museu do Café fica na rua XV de Novembro, 95, Centro Histórico, Santos. Veja todas as imagens em nossas páginas do Facebook e no Google+   SERVIÇO Programação “17 Anos do Museu do Café” Visitação gratuita Data: 12/03, das 9h às 17h Intervenção artística pelo Centro Histórico Data: 12/03, às 12h 50 vales-café serão distribuídos como cortesia para o público utilizar na Cafeteria do Museu Visita especial – Personagens do café Data: 12/03, 16h Grátis Workshop “Café e Harmonização” Data: 14/03, às 14h Grátis Workshop “Drinks de café – Coquetelaria base” Data: 15/03, 14h Grátis São 18 vagas para cada workshop. Inscrições pelo e-mail museudocafe@museudocafe.org.br Do Portal do Governo do...

Leia mais
Sala São Paulo está entre as 10 melhores do mundo, afirma The Guardian
mar06

Sala São Paulo está entre as 10 melhores do mundo, afirma The Guardian

Sexta-feira, 6 de março de 2015, às 17h24 Jornal britânico destacou arquitetura e acústica do local, que fica na Luz, região central da capital. A Sala São Paulo está entre as 10 melhores salas de concerto do mundo, de acordo com lista divulgada nesta quinta-feira, 5, pelo jornal britânico The Guardian. “Quando um novo local para a Orquestra Sinfônica de São Paulo era necessário nos anos 90, foi escolhido um lugar que parecia bastante incomum: uma área de espera ao ar livre, perto de uma estação de trem”, diz o texto. A publicação destaca ainda que o público pode admirar as colunas gigantes da construção original e o teto movível, que auxilia na acústica de acordo com o espetáculo.     Além da Sala São Paulo, estão na lista do The Guardian as seguintes salas: Culture and Congress Centre Concert Hall, em Lucerna (Suíça); Boston Symphony Hall, em Boston (EUA); Bridgewater Hall, em Manchester Manchester (Reino Unido); Grosser Musikvereinssaal, em Viena (Áustria) ; Berlin Philharmonie, em Berlim (Alemanha); Christchurch Town Hall Auditorium, em Christchurch (Nova Zelândia; Philharmonie de Paris, em Paris (France); The Sibelius Hall, em Lahti (Finlândia); e Tokyo Opera City Concert Hall, em Tóquio (Japão). Do Portal do Governo do Estado Acesse o site da Sala São Paulo e acompanhe a programação...

Leia mais
Museu da Imigração de SP e NY terão intercâmbio de acervos
fev25

Museu da Imigração de SP e NY terão intercâmbio de acervos

Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015, às 17h43 Nos dois países, Brasil e EUA, ambas instituições estão sediadas em antigas hospedarias de imigrantes e compartilham semelhanças do cenário imigratório. Museu da Imigração de São Paulo – Com apoio do Consulado Geral dos Estados Unidos da América em São Paulo, a exposição Retratos Imigrantes promove um intercâmbio entre os acervos iconográficos do Museu da Imigração e do Museu da Imigração de Ellis Island, em Nova Iorque. Composta por 50 fotografias das duas primeiras décadas do século 20, a exposição compartilha as semelhanças do cenário imigratório da época nos dois países. A inauguração está marcada para o dia 27 de março no MI, às 19h, com apresentação musical do Grupo de Choro EMESP, e no dia 2 de maio no Museu da Imigração de Ellis Island, em Nova York.   O diálogo inédito entre parte dos acervos das duas instituições – ambas sediadas em antigas hospedarias de imigrantes – tem como objetivo a preservação da história e memória do processo migratório para construção de seus países. Das 50 imagens que serão expostas no Brasil pela primeira vez, 35 são do acervo do Museu de Ellis Island da coleção fotográfica de Augustus F. Sherman (1865-1925) – funcionário administrativo da antiga hospedaria de Nova Iorque que retratou por duas décadas os imigrantes que chegavam aos Estados Unidos. “Sherman foi o primeiro a fazer esses registros em um momento muito importante da fotografia documental. Embora fosse um fotógrafo amador, seu material tem rigor técnico. Ele captou imagens fortes que transmitem o olhar de esperança, cansaço e o aparente questionamento do desconhecido, do que estava por vir”, ressalta o fotógrafo e professor João Kulcsár, curador da exposição. “A exposição une essas imagens que apresentam conteúdo e estética muito semelhantes”, completa. A exposição temporária fica no Brasil de 27 de março a 6 de setembro, e chega a Nova Iorque no dia 2 de maio, permanecendo para visitação até 30 de setembro de 2015. O Museu da Imigração de Ellis Island prevê receber cerca de 250 mil pessoas para a mostra que terá a configuração de 35 fotos do acervo do Museu da Imigração do Estado de São Paulo/APESP, composto por imagens da Hospedaria de Imigrantes do Brás, e 15 fotografias de Sherman. A inauguração, que terá entrada gratuita, está marcada para as 19 horas do dia 27 de março. A partir do dia 28, o valor da visitação será de R$ 6,00. O Museu da Imigração fica na Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca – São...

Leia mais
Vai-Vai é a vencedora do carnaval de São Paulo
fev18
Leia mais
Solar da Marquesa de Santos
out25
Leia mais
A Marquesa de Santos
out25

A Marquesa de Santos

Sábado, 25 de outubro de 2014, às 17h02 Domitila de Castro Canto e Melo nasceu em São Paulo no dia 27 de dezembro de 1797, filha de Escolástica Bonifácia de Toledo Ribas e do português João de Castro Canto e Melo, que ocupava a função de ajudante militar, na ocasião de seu nascimento. Museu da Cidade – Aos 16 anos de idade, casou-se com o alferes mineiro Felício Pinto Coelho de Mendonça (1798-1833), oficial pertencente ao Corpo dos Dragões de Vila Rica, cidade para a qual mudaram-se após o casamento e onde nasceram seus dois filhos. Em 1819, após ser agredida pelo marido, voltou para a casa dos pais grávida de João, falecido poucos meses depois. Em agosto de 1822 conheceu D. Pedro (1798-1834) e, em seguida, foi viver na Corte. Em virtude desse romance, foi agraciada com títulos de nobreza: Baronesa, em 1824; Viscondessa, em 1825 e Marquesa de Santos, em 1826. Bem como seu pai com o título de visconde em 1827 e seus irmãos se tornaram gentis-homens da Imperial Câmara. Teve cinco filhos com D. Pedro I, dos quais apenas duas filhas sobreviveram, no entanto, ambas ilegítimas e reconhecidas pelo pai posteriormente. Uma delas, Isabel Maria, agraciada com o título de Duquesa de Goiás e tratamento de Alteza, nasceu em 1824, ano do divórcio do primeiro casamento de sua mãe. Nessa época, a obtenção do divórcio somente era possível se houvesse a alegação de agressão por parte do marido e se, a abertura do processo, fosse encabeçada por um homem. Nesse caso, Domitila contou com o apoio de D. Pedro. A outra filha, Maria Isabel II, apenas reconhecida por D. Pedro I em seu testamento, nasceu em São Paulo em 1830. Desde 1829 Domitila havia se fixado novamente em São Paulo. Trazia consigo a quantia de 300 contos de réis em apólices, além da garantia de um conto de réis mensal. Em 1834 adquiriu o Solar por onze contos e quatrocentos mil réis, o qual passou por reforma durante dois anos. Nessa época, conforme consta em seu testamento, fez um contrato de segundas núpcias com o Brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar (1794-1857) “não pelo costume e leis do Império, mas por pacto exclusivo de comunhão de bens”. O contrato de dote, contrato pré-nupcial, podia ser acertado entre cônjuges abastados com a intenção de proteger os bens de cada um dentro do sistema de comunhão de bens. Somente legitimou o casamento na igreja no ano de 1842, em Sorocaba. Com o segundo marido teve mais seis filhos, dos quais dois faleceram. Faleceu em 3 de novembro de 1867 e foi sepultada no Cemitério da Consolação onde ela doou...

Leia mais
Mário Quintana, amenidades
out15
Leia mais
Casa de Cultura Mario Quintana e o Hotel Majestic
out15
Leia mais
A herança escravista no trabalho doméstico
set02
Leia mais
Carros antigos: Chase, delivery
jul05
Leia mais
“Um olhar sobre o Brasil”
jul04

“Um olhar sobre o Brasil”

Sexta-feira, 4 de junho de 2014 às 11h06 Este é o nome da exposição que segue por várias capitais brasileiras, com imagens do acervo da Fundação Energia e Saneamento de São Paulo (FESSP) e aguarda seu próximo destino; a última mostra foi encerrada no mês de abril em Belo Horizonte, capital mineira. A mostra “Um Olhar sobre o Brasil − a Fotografia na Construção da Imagem da Nação”, apresenta imagens de diferentes acervos públicos e privados com a proposta de refletir sobre 170 anos de história do país a partir do registro fotográfico. Todas as obras cedidas à mostra pela Fundação Energia e Saneamento são de autoria do suíço Guilherme Gaensly, como está que vemos aqui....

Leia mais
Carros antigos: Museu Louwman, na Holanda
jul04
Leia mais
A Divina Comédia de Dante Alighieri
jun26

A Divina Comédia de Dante Alighieri

Quinta-feira, 26 de junho de 2014 às 8h07 Wikipedia – A Divina Comédia (em italiano: Divina Commedia, originalmente Comedìa e, mais tarde, denominada Divina Comédia por Giovanni Boccaccio) é um poema de viés épico e teológico da literatura italiana e da mundial, escrito por Dante Alighieri no século XIV e dividido em três partes: Inferno, Purgatório e Paraíso. Não há registro da data exata em que foi escrita, mas as opiniões mais reconhecidas asseguram que o Inferno pode ter sido composto entre 1304 e 1307-1308, o Purgatório de 1307-1308 a 1313-1314 e, por último, o Paraíso, de 1313-1314 a 1321 (esta última data coincide com a morte de Dante).     O poema – talvez o maior do Ocidente – descreve uma viagem onde se sucedem diversos acontecimentos. Sua força está na riqueza das alegorias, que tornam o relato atemporal. Dante escreveu a “Comédia” – um poema de estrutura épica, com propósitos filosóficos – no seu dialeto local, o florentino, que é uma variedade do toscano. O poeta demonstrou que o florentino era adequado para o mais elevado tipo de expressão, estabelecendo-o como italiano padrão. Muito próximo do que hoje é conhecido como idioma italiano, o dialeto florentino era tratado como uma linguagem vulgar em oposição ao latim, que se considerava como a língua apropriada para livros, por exemplo, ou discursos mais sérios. De fato, o idioma usado por Dante, é a matriz do italiano atual. Grandes pintores de diferentes épocas criaram ilustrações para o poema, destacando-se Botticelli, Gustave Doré e Dalí. A Divina Comédia é a fonte original mais acessível para a cosmovisão medieval, que dividia o Universo em círculos concêntricos. A obra moderna mais conhecida a respeito dessa cosmovisão é The Discarded Image, de C. S. Lewis, ilustrada por Gustave Doré. Leia mais A Divina Comédia de Dante Alighieri. Você será conduzido(a) à Wikipédia, a enciclopédia...

Leia mais
Museu Pelé, em Santos
jun16
Leia mais
Itaquera inaugura Casa da Memória
jun16

Itaquera inaugura Casa da Memória

Segunda-feira, 16 de junho de 2014 às 17h17 Exposições de fotos e oficinas culturais são algumas das atrações do local O Centro Cultural Casa da Memória será inaugurado hoje (16), com cerimônia de abertura agendada para às 18h. O espaço é destinado às lembranças dos moradores de Itaquera.     O projeto tem o objetivo de retratar as lembranças que os antigos moradores do bairro guardam, sendo em fotos, peças e nas diferentes formas de registro. A visitação poderá ser feita de segunda a sábado, das 10h às 18h, com algumas oficinas estendidas até as 22h. A primeira mostra de fotos é batizada de “Itaquera: dos aldeamentos à Copa” e estará em exposição até o dia 17 de julho. O espaço também será utilizado para diversas atividades gratuitas para toda a população, como oficinas de dança, aulas de inglês, capoeira, exercícios para a terceira idade e muito mais. História A conhecida Casa do Chefe da Estação, no Centro de Itaquera, é uma construção da década de 1930. Por muitos anos, o espaço abrigou o escritório do antigo encarregado da Estação de Trem. Com a desativação da estação, a Secretaria Estadual dos Transportes de São Paulo transferiu o imóvel para a Prefeitura. A partir do final de 2012, a subprefeitura restaurou o local e a “Casa do Chefe da Estação” passou a ser frequentada por artistas e moradores do entorno, iniciando às atividades culturais da região. Confira a programação das atividades no local: 16/6 às 18h: Cerimônia de Abertura Todas as terças-feiras Oficina de Samba Rock Das 19h às 22h Dançando a Vida – Aula de reflexão para deficientes Das 9h30 às 11h Todas às quartas-feiras Ensaio Aberto Instrumental e Percussão Das 7h30 às 22h De quarta a domingo Gibiteca Balão com quadrinhos, RPG, Animes e Seriados Das 10h às 17h Todas às quintas-feiras Dança Saudável – exercícios para o corpo e mente da Melhor Idade Das 10h às 12h Todos os sábados Aula de Inglês para todas as idades Das 9h às 11h Oficina de Capoeira Das 19h às 21h Serviço: Centro Cultural Casa da Memória Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 18h (exceto programações noturnas e aos domingos) Endereço: Rua Antônio Carlos de Oliveira Cesar, 97 – Centro de Itaquera. Telefone:...

Leia mais
Quatro décadas de obra mediúnica no campo da literatura, pintura e escultura
jun07
Leia mais
Com a presença do governador de SP foi inaugurado restauro do Museu da Imigração
jun03
Leia mais

Cinema Italiano

A Comissão Jovem – Comites de São Paulo (A Comissione Giovani -Comites di San Paolo) divulga o “Ciclo de Cinema Italiano – A Segunda Guerra Mundial”, que faz parte da programação cultural. Uma oportunidade interessante de compartilhar o convívio com oriundis e descendentes, praticar o idioma, além da tradicional alegria. Com entrada franca, é possível assistir clássicos dirigidos por Vittorio De Sica, Ettore Scola, Gabriele Salvattores, entre outros. Programe-se: Dia 11 de junho às 19h “Concorrenza Sleale”, de Ettore Scola Dia 18 de junho às 19h “Mediterraneo”, de Gabriele Salvatores Dia 26 de junho às 19h “La Ciociara”, de Vittorio De Sica, com Sofia Loren. Instituto Italiano di Cultura – São Paulo Av. Higienópolis,...

Leia mais
Restauração da Igreja Matriz de São Luiz do Paraitinga
maio25
Leia mais
Restauração da Igreja da Ordem Terceira de SP
maio25
Leia mais
Restauração da Igreja Nossa Senhora do Monte Serrat do Mosteiro de São Bento
maio25
Leia mais
96ª Festa de São Vito – Conheça as Mammas
maio14

96ª Festa de São Vito – Conheça as Mammas

“TUDO PELA NOSSA CRECHE GRAÇAS AO VOLUNTARIADO E À TRADIÇÃO” Faltam três finais de semana para começar uma das mais tradicionais festas de São Paulo, a Festa de São Vito. Até lá vamos conhecer um pouco melhor as Mammas que preparam as iguarias da cozinha italiana. AS “SUPERMAMMAS” DA 96ª FESTA DE SÃO VITO. MAS QUEM É ESSA BRAVA GENTE? “MAMMAS DA SÃO VITO”, um pequeno grupo de senhoras entre os 70 e 90 anos que dedicaram e dedicam boa parte de suas vidas trabalhando na Associação Beneficente São Vito Mártir, organizadora da tradicional Festa de São Vito (que este ano completa 96 anos) preparando deliciosos pratos típicos. Além da Festa, elas também cozinham para almoços, bingos, jantares. Algumas cumprem promessa por graças e milagres, outras dão continuidade à tradição herdada de seus pais, mas todas têm a consciência de que é preciso garantir a manutenção da Creche São Vito, com 100 crianças de 1 a 4 anos, em regime diário das 7h30 às 17h30 gratuitamente. Mas a jornada dessas “supermammas” começa cedo em suas casas, cuidando de suas famílias, filhos e netos. Depois, seguem para a São Vito onde preparam as deliciosas comidas da Festa. SERVIÇO: 96ª Festa® de São Vito Data: 31 de maio a 6 de julho. Horários: Noites de sábados, a partir das 20h00 até 00h30.Noites de domingo, a partir das 19h às 23h. Música ao vivo e pista de dança: Período de 31 de maio a 15 de junho – Com a Banda Italianíssima Brasil. Período de 21 de junho a 6 de julho – Com a Banda ECE Som Itália. Cantina: Rua Fernandes Silva nº 96 – Brás, São Paulo, SP. Capacidade para 480 cadeiras em mesas de 20 lugares numerados, com total visibilidade para o palco. É a única Festa Italiana no mundo que acontece em local coberto. Custo do convite Individual: Sábado R$ 60,00: com direito a 1 antepasto, 1 prato de macarrão spaghetti ou penne, 1 ficazzella, cadeira e mesa numeradas. Domingo R$ 25,00: com direito a 1 prato de spaghetti ou penne, cadeira e mesa numeradas. Praça de alimentação: Rua Polignano A Mare nº 255 – Brás, São Paulo, SP. Com mesas de apoio, espaço para mais de 3 mil pessoas por noite. Entrada: R$ 3,00 couver artístico. Crianças até 05 anos, acompanhadas dos pais têm entrada grátis. Aceita todos os cartões de crédito. Informações e reservas antecipadas: Com Edméia ou Angela, somente através dos telefones: (11) 3227-8234, 3229-5678 e 3326.2957. Acesse o site: www.associacaosaovito.com.br | festasaovito@uol.com.br, contato@associacaosaovito.com.br “PARTICIPE! VOCÊ CONHECERÁ O CENTRO SOCIAL E A CRECHE QUE AJUDOU A CONSTRUIR E QUE ESTÁ AJUDANDO A MANTER” Saiba mais  Festa de São Vito,...

Leia mais