Sexta-feira | 25 de dezembro, 2020 | 18h14


NATIVIDADE


A história sobre o nascimento do menino Jesus e a “Estrela de Belém” que conduziu os Reis Magos ao encontro do Messias foi prevista pelos profetas 700 anos antes daquela noite mágica e está descrita na Bíblia.


Gerson Soares

Convencionou-se comemorar o Natal no dia 25 de dezembro, mas a data em que Jesus nasceu ainda não foi possível determinar exatamente. De qualquer forma é muito bom imaginar que Sua luz iluminou a Terra a partir daquele dia.

A Bíblia classifica Miquéias entre os profetas menores. “Enquanto Oséias profetizou às dez tribos de Israel, o reino do Norte, e Isaías à corte em Jerusalém, Miquéias – judeu de Moresete, uma vila ao sudoeste da Palestina – pregou à gente comum de Judá.” Ele clamava por justiça social, num tempo em que os camponeses de Judá foram atormentados por guerras, miséria e opressão pelos ricos e governantes.

 

Obra de James Tissot (1836–1902): Os três Reis Magos viajando (Les rois mages en voyage/ Brooklin Museum) Foto: Museu do Brooklyn, NY.

 

Seu nome significa “quem é como Javé?”, ministrou entre 794 e 701 a.C. e previu “o rei vindouro”. Suas palavras estão escritas no Capítulo 5, em C. Libertação: o rei vindouro, 5:2-15; e em 1. Sua primeira vinda, 5:2-3; no texto bíblico, como segue:

“2 E (c) tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de (d) ti me sairá o que há de (e) reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos (f) antigos, desde os dias da eternidade. 3 Portanto, o Senhor os (g) entregará até ao tempo em que a que está em dores tiver dado à luz; então, o (h) restante de seus irmãos voltará aos filhos de Israel.”

Os sacerdotes e escribas convocados por Herodes usaram os versículos acima para indagar aos Reis Magos sobre o local onde haveria de nascer o rei dos judeus. Os Reis Magos viajaram desde o Oriente ao encontro do menino seguindo a “Estrela de Belém”, assim está escrito.

“Os três reis são chamados de ‘magos’ não porque fossem expertos na magia, mas porque tinham grande conhecimento da astrologia. De fato, entres os persas, se dizia ‘mago’ àqueles que os judeus chamavam ‘escribas’, os gregos ‘filósofos’ e os latinos ‘sábios’,” esclareceu Luiz da Rosa em aBiblia.org.

A história de Maria e José, da “Estrela de Belém”, dos Reis Magos e do menino Jesus são símbolos indivisíveis da cristandade. A cada ano uma imensidão de crianças pelo mundo é levada para conhecerem o presépio, a infância é povoada com as belas imagens do Natal. Quando crescemos, a cada ano podemos renovar as esperanças de um mundo melhor onde haverá respeito e amor entre todos.

Afinal, nada é impossível, até mesmo chegarmos a tal evolução onde a pacífica convivência entre os humanos em prol de obterem a paz ministrada por Jesus se torne realidade.

Visão geral do Santuário de Greccio, Itália. Foto: visitgreccio.com

Leia mais sobre
HISTÓRIA GERAL

 

Leia as últimas publicações