Terça-feira, 9 de agosto de 2016, às 10h48


Em noite inspirada de Sheilla, equipe bicampeã Olímpica consegue segunda vitória nos Jogos. Nesta terça-feira, o time das meninas pega o Canadá.

Rio 2016

Principal clássico do voleibol feminino sul-americano, o duelo entre Brasil e Argentina desta segunda (8) fugiu à tradição. Com extrema facilidade, a seleção brasileira derrotou as rivais por 3 sets a 0, parciais de 25/16, 25/19 e 25/11, no ginásio do Maracanãzinho, e segue com 100% de aproveitamento no torneio Olímpico.

 

Maior pontuadora da partida com 14 pontos, Sheilla faz a defesa. Foto: FIVB

Maior pontuadora da partida com 14 pontos, Sheilla faz a defesa. Foto: FIVB

 

A oposto Sheilla foi o principal nome da vitória brasileira com 14 pontos anotados. Empolgada com o apoio da torcida que lotou o Maracanãzinho, a atacante enalteceu o bom saque da seleção contra as rivais.

“Estamos com muita vontade de buscar esse ouro e a torcida está criando um clima incrível e nos passando muita energia boa. A cada jogo estamos nos sentindo melhor no Maracanãzinho e o saque está entrando mais”, analisou.

A ponteira Natalia, com dez pontos, e a central Juciely, com nove, foram outros destaques da equipe comandada pelo tricampeão Olímpico José Roberto Guimarães. Na Argentina, destacaram-se Tanya Acosta e a capitã Paula Nizetich, com nove pontos cada.

O Brasil volta à quadra na quarta (10), às 22h35, contra a seleção do Japão. No mesmo dia, às 20h30, a Argentina enfrenta o Japão.

Confira o calendário do voleibol

Renzo Agresta é um dos atletas mais experientes da esgrima brasileira (Foto: Getty Images/GuidoManuilo)

Renzo Agresta é um dos atletas mais experientes da esgrima brasileira (Foto: Getty Images/GuidoManuilo)

Leia mais sobre
JOGOS OLÍMPICOS
RIO 2016

Leia as últimas publicações

Categorias