CPI faz diligência na Fundação Theatro Municipal


Quarta-feira, 29 de junho de 2016 às 19h45


Fundação possui orçamento de 120 milhões de reais por ano e emprega 140 profissionais e possui duas escolas.

por Elder Ferrari da Web Rádio Câmara

Vereadores da CPI do Theatro Municipal realizaram uma diligência na Fundação responsável pela gestão do teatro nesta terça-feira (28) para obter mais informações do atual diretor-geral e interventor Paulo Dallari sobre o processo de intervenção iniciado em fevereiro, depois das denúncias de superfaturamento dos contratos da entidade, que causaram prejuízos de aproximadamente R$ 20 milhões, na gestão de José Luiz Herencia — que pediu exoneração no final do ano passado.

 

Vereadores são recebidos pelo atual diretor-geral e interventor Paulo Dallari. Foto: Luiz França / CMSP

Vereadores são recebidos pelo atual diretor-geral e interventor Paulo Dallari. Foto: Luiz França / CMSP

 

Atualmente a Fundação Theatro Municipal é composta pelo próprio Theatro, pela Praça das Artes e Central Técnica. Possui ainda duas escolas (uma de dança e uma de música), que tem 1,5 mil alunos e emprega 140 profissionais. Além disso, tem a Orquestra Sinfônica Municipal, o Balé da Cidade, o Coro Lírico, o Quartato, o Coral Paulistano e a Orquestra Experimental de Repertório.

A Fundação Theatro Municipal é uma estrutura mista, vinculada a Secretaria Municipal de Cultura, com parte da estrutura sendo gerida por uma OS (Organização Social), o BGC (Instituto Brasileiro de Gestão Cultural). E como um todo tem orçamento anual de R$ 120 milhões.

O contrato com o IBGC, que hoje também está sob intervenção, foi firmado em agosto de 2013 e vai até agosto de 2017. Paulo Dallari explicou que não houve o rompimento do contrato com o IBGC depois das denúncias de corrupção porque se isso ocorresse, o teatro pararia.

Ouça o áudio

Teatro Municipal de São Paulo: espetáculos comprometidos por suspeita de corrupção. Imagem divulgada pelo site da Prefeitura ilustra bem a situação, onde a divisão das verbas por agentes públicos corroem o patrimônio do município e prejudicam a arte.

Teatro Municipal de São Paulo: espetáculos comprometidos por suspeita de corrupção. Imagem divulgada pelo site da Prefeitura ilustra bem a situação, onde a divisão das verbas por agentes públicos corroem o patrimônio do município e prejudicam a arte.

Leia mais sobre
POLÍTICA

Arco-íris visto do lago do Parque Ibirapuera, uma das áreas de parques que integram a “floresta urbana” de São Paulo. Foto: Ale Kormann/ Fotos Públicas

Arco-íris visto do lago do Parque Ibirapuera, uma das áreas de parques que integram a “floresta urbana” de São Paulo. Foto: Ale Kormann/ Fotos Públicas

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil
Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo
Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo
Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
  • Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil

  • Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo

  • Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo

  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*