CPI faz diligência na Fundação Theatro Municipal


Quarta-feira, 29 de junho de 2016 às 19h45


Fundação possui orçamento de 120 milhões de reais por ano e emprega 140 profissionais e possui duas escolas.

por Elder Ferrari da Web Rádio Câmara

Vereadores da CPI do Theatro Municipal realizaram uma diligência na Fundação responsável pela gestão do teatro nesta terça-feira (28) para obter mais informações do atual diretor-geral e interventor Paulo Dallari sobre o processo de intervenção iniciado em fevereiro, depois das denúncias de superfaturamento dos contratos da entidade, que causaram prejuízos de aproximadamente R$ 20 milhões, na gestão de José Luiz Herencia — que pediu exoneração no final do ano passado.

 

Vereadores são recebidos pelo atual diretor-geral e interventor Paulo Dallari. Foto: Luiz França / CMSP

Vereadores são recebidos pelo atual diretor-geral e interventor Paulo Dallari. Foto: Luiz França / CMSP

 

Atualmente a Fundação Theatro Municipal é composta pelo próprio Theatro, pela Praça das Artes e Central Técnica. Possui ainda duas escolas (uma de dança e uma de música), que tem 1,5 mil alunos e emprega 140 profissionais. Além disso, tem a Orquestra Sinfônica Municipal, o Balé da Cidade, o Coro Lírico, o Quartato, o Coral Paulistano e a Orquestra Experimental de Repertório.

A Fundação Theatro Municipal é uma estrutura mista, vinculada a Secretaria Municipal de Cultura, com parte da estrutura sendo gerida por uma OS (Organização Social), o BGC (Instituto Brasileiro de Gestão Cultural). E como um todo tem orçamento anual de R$ 120 milhões.

O contrato com o IBGC, que hoje também está sob intervenção, foi firmado em agosto de 2013 e vai até agosto de 2017. Paulo Dallari explicou que não houve o rompimento do contrato com o IBGC depois das denúncias de corrupção porque se isso ocorresse, o teatro pararia.

Ouça o áudio

Teatro Municipal de São Paulo: espetáculos comprometidos por suspeita de corrupção. Imagem divulgada pelo site da Prefeitura ilustra bem a situação, onde a divisão das verbas por agentes públicos corroem o patrimônio do município e prejudicam a arte.

Teatro Municipal de São Paulo: espetáculos comprometidos por suspeita de corrupção. Imagem divulgada pelo site da Prefeitura ilustra bem a situação, onde a divisão das verbas por agentes públicos corroem o patrimônio do município e prejudicam a arte.

Leia mais sobre
POLÍTICA

Arco-íris visto do lago do Parque Ibirapuera, uma das áreas de parques que integram a “floresta urbana” de São Paulo. Foto: Ale Kormann/ Fotos Públicas

Arco-íris visto do lago do Parque Ibirapuera, uma das áreas de parques que integram a “floresta urbana” de São Paulo. Foto: Ale Kormann/ Fotos Públicas

Leia mais sobre
ALÔ SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*