A justiça frente a frente com a justiça


Sábado | 9 de fevereiro, 2019 | 18h40


A instauração de apuração dos atos de auditores que apontaram um desvio de mais de 630 milhões nas contas do ministro do STF Gilmar Mendes, deixa clara a intenção de blindá-lo e mantê-lo distante das leis que representa.

Gerson Soares

A pergunta mais comum dos brasileiros que estão tomando um bom banho de civilidade ao apoiarem os atos e os exemplos do novo governo é saber se Gilmar Mendes teria alguma imunidade e seria diferente dos demais compatriotas. O ato do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, de pedir a apuração de eventuais atos ilícitos envolvendo um relatório da Receita Federal sobre o seu colega de toga e a esposa deste, dona Guiomar Mendes, nada mais acarreta do que colocar uma sombra sobre a Constituição, que na verdade concede os mesmos direitos e deveres a todos aqueles que nascem no Brasil.

 

De olho na Justiça. Ilustração: aloart

 

 

Toffoli enviou ofícios com a solicitação ao ministro da Economia, ao secretário da Receita Federal e à procuradora-geral da República, para que passem a investigar os investigadores que na sua função teriam o atrevimento de questionar as contas do ministro do STF. Se Gilmar Mendes e sua cônjuge têm as mãos limpas não há o que temer. A investigação até o ajudaria provar que durante todo o tempo em que defendeu causas pra lá de estapafúrdias e com seus atos provocou a ira de seus colegas em plenas sessões do pleno, transmitidas ao vivo, nada mais fez do que defender fielmente a Constituição do país e os preceitos da legalidade, função da qual é mormente imbuído.

Se a um passo se investiga um ministro do STF, em outro será investigado o próprio Poder Judiciário.

O pedido de abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), intitulada “Operação Lava Toga” foi protocolado nesta quinta-feira (7), pelo senador Alessandro Vieira (PPS-SE). Ele é um dos estreantes da casa e sua campanha foi pautada no desejo de mudanças, principalmente no que diz respeito à corrupção. Voltando ao início deste artigo, os brasileiros estão cansados da velha política e com um Congresso Nacional renovado parece que os dias do toma lá dá cá finalmente estão terminando. Juízes, Senadores, Deputados e Vereadores; o presidente da República e seus ministros e toda a classe política, enfim, estão para a Lei como estão os demais cidadãos. Ninguém está acima da justiça, se as mãos estão limpas é só encará-la de frente.

O povo brasileiro só quer mudar o Brasil. Ilustração: aloart

Leia mais sobre
OPINIÃO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil
Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo
Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo
Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
  • Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil

  • Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo

  • Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo

  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*