Fundação recebe doação de acervo do engenheiro Reolando Silveira


Segunda-feira | 1º de abril, 2019 | 19h47


Para contar a história da formação do parque energético nacional, é possível recorrer a documentos e fotos produzidas ao longo das décadas pelas grandes empresas do setor. Mas existe um outro tipo de acervo, o de origem particular, acumulado por trabalhadores que atuam e atuaram na área energética, que também se apresenta como uma fonte importante aos pesquisadores, além de oferecer um novo olhar aos interessados no tema. Dos 42 fundos e coleções que compõem o acervo histórico da Fundação Energia e Saneamento, 16 resultam de arquivos pessoais. Entre estes, alguns constituem-se de doações de figuras de destaque do setor elétrico, como é o caso do engenheiro paulista Reolando Silveira.

 

O engenheiro Reolando Silveira na subestação da Usina Hidrelétrica Innertkirchen 1, na Suíça, em viagem técnica realizada em 1958. Foto: Acervo FES

 

Nascido na cidade de Viradouro em 1925 e formado em engenharia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo em 1949, Silveira esteve envolvido em vários projetos que contribuíram para a expansão do parque energético paulista, entre eles a construção das usinas Barra Bonita, Bariri, Promissão e Ibitinga. Silveira também atuou e acompanhou o surgimento de algumas empresas do setor, com destaque para a formação da Companhia Energética de São Paulo – Cesp, em 1966, onde ocupou diferentes cargos. Aproximadamente 90% da eletricidade gerada no Estado tem origem nas usinas projetadas pela estatal, e que hoje são operadas por diferentes empresas.

Equipe trabalha na higienização da documentação recebida em doação dos familiares do engenheiro Reolando Silveira, falecido em 2015. Foto: Acervo FES

Falecido em 2015 aos 90 anos, ainda em vida Silveira doou 10 metros lineares de documentação pessoal, entre relatórios, artigos, projetos e correspondências, além de fotografias de viagens técnicas, ao acervo da Fundação Energia e Saneamento. Agora, a instituição recebeu uma nova leva de arquivos – são 136 itens, entre negativos, fotografias e documentos cartográficos e textuais, doados pela família do engenheiro. Os materiais, que reúnem análises técnicas, políticas e de valor histórico sobre o setor hidrelétrico, atualmente passam por tratamento para integrarem o acervo e contribuírem para a compreensão de um importante recorte na história do desenvolvimento do setor e do Estado.


Pesquisadores interessados na documentação podem entrar em contato pelo e-mail: pesquisa@energiaesaneamento.org.br

Para adquirir as publicações históricas da Fundação Energia e Saneamento de São Paulo clique no botão  obras   que leva ao site onde verá as obras.

Primeiro carro da linha de bonde elétrico “Penha” em sua inauguração,
no Largo do Tesouro. 1901. Foto: Acervo FES

Leia mais sobre
MEMÓRIA DE SÃO PAULO
HISTÓRIA DE SÃO PAULO

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo
Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar
Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime
Mensagem do Presidente ao Congresso Nacional
Veja como foi a festa e a distribuição do bolo dos 465 anos no Bixiga
Segundo dia do presidente no Fórum Econômico Mundial
  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

  • Paulo Guedes explica a reforma da Previdência, vídeo

  • Parceria entre Brasil e Inglaterra em alto mar

  • Ministro da Justiça e Segurança Pública apresenta projeto de Lei Anticrime

  • Mensagem do Presidente ao Congresso Nacional

  • Veja como foi a festa e a distribuição do bolo dos 465 anos no Bixiga

  • Segundo dia do presidente no Fórum Econômico Mundial

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*