Outubro Rosa: saiba como se prevenir do câncer de mama


Sexta-feira, 7 de outubro de 2016, às 19h34


Medidas como autoexame e redução de tempo entre o diagnóstico e início do tratamento fazem a diferença. Leia todas as matérias já publicadas neste site em #OutubroRosa.

O Governo do Estado de São Paulo realiza anualmente a campanha Outubro Rosa de conscientização sobre o câncer de mama. Ao longo do mês, o Portal do Governo do Estado divulgará diversas ações estaduais. Para começar, vamos falar de dados importantes: segundo o Hospital Estadual Pérola Byington, referência no atendimento à saúde da mulher, o tempo de espera entre o diagnóstico da doença e o início do tratamento é superior a 120 dias, na maioria dos casos. E mais: neste período há progressão de tumores em estágio inicial para avançado e consequentemente ocorre o aumento no número de mortes.

 

Foto: Vladimir Fofanov / Stock Photo. Sobrefoto: aloart

Foto: Vladimir Fofanov / Stock Photo. Sobrefoto: aloart

 

Portanto, a redução de óbitos está relacionada ao tempo entre o atendimento e o diagnóstico da doença. E mais do que isso: a diminuição dessa estatística pode ser alcançada por meio de providências simples como o autoexame e exames médicos regulares.

Ações de sucesso

O Hospital Pérola Byington conseguiu reduzir o tempo de diagnóstico de 90 dias para quatro horas. E de que forma? Os profissionais envolvidos receberam treinamento em atendimento resolutivo para realização de biópsias por ultrassom. A estrutura também recebeu diferenciais: reforma na infraestrutura das instalações e aquisição de novos equipamentos. Com isso, além de reduzir o tempo para os diagnósticos, foi possível ampliar o número de atendimentos. Em 10 anos, os índices de mortalidade diminuíram 19,2%.

Prevenção

O Instituto Nacional do Câncer (IAC) recomenda:

- Conheça o seu corpo e saiba identificar sinais de anormalidade nos seios (autoexame);
- Faça consultas médicas regularmente. Mulheres entre 50 e 60 anos devem fazer exames de mamografia de rastreamento pelo menos a cada dois anos;
- A detectação precoce é a principal medida para o tratamento de sucesso;
- Hábitos saudáveis contribuem para reduzir em até 30% os riscos de câncer;
- Pratique atividade física;
- Alimente-se de forma saudável;
- Mantenha o peso corporal adequado;
- Evite o consumo de bebidas alcoólicas;
- Amamente: amamentar faz bem para o bebê e para as mães.

Sinais e sintomas:

- Caroço (nódulo) fixo, endurecido, e, geralmente, indolor;
- Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
- Alterações no bico do peito (mamilo);
- Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
- Saída expontânea de líquido dos mamilos.

Recomendação:

Procure um especialista caso você identifique qualquer alteração nas mamas. E lembre-se: o câncer de mama só pode ser confirmado por meio de exames.

#OutubroRosa

As informações são do Portal do Governo do Estado

outubro-rosa16Leia mais sobre
OUTUBRO ROSA

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This