Governo atende reivindicações, mas greve dos caminhoneiros chega ao 8º dia


Segunda-feira, 28 de maio de 2018 às 14h06


A expectativa governamental é que eles encerrem a greve, mas mesmo com suas reivindicações atendidas a paralisação continua.

Gerson Soares

Em pronunciamento na noite deste domingo (27), o presidente da República, Michel Temer, divulgou oficialmente o acordo feito com os representantes dos caminhoneiros. Em resumo, o governo federal congelou por 60 dias o novo preço do óleo diesel nas bombas que terá uma redução de R$ 0,46 por litro. Ainda para atender a reivindicação da categoria – que exigia a publicação no Diário Oficial da União (DOU) de qualquer acordo –, o governo publicou em edição extra do DOU as três medidas provisórias (MPs) anunciadas pelo presidente.

 

Caminhão-tanque abastecia posto de combustível no Plano Piloto, região central de Brasília, neste domingo. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil Brasilia-DF

 

Em entrevista coletiva concedida na manhã de hoje (28), o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse que desde o domingo da semana anterior (20) o governo trabalha “full time” (em tempo integral) em busca de um acordo. Durante o dia de ontem, governo e caminhoneiros estiveram negociando. De acordo com o ministro, portanto, “a expectativa é de que a normalidade seja retomada”. Guardia disse que em breve a redução de preços chegará à bomba e estimou que o custo da redução no preço do diesel equivale a R$ 9,5 bilhões.

Guardia disse ainda que para atender as reivindicações haverá subvenção federal dos tributos. Segundo ele, o máximo a que será possível chegar é R$ 0,16, que serão compensados com a reoneração da folha de pagamentos, que ainda precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional. O restante, R$ 0,30, virá do Orçamento da União.

Previsibilidade e medidas acordadas

Ficou estabelecido que, a partir dos 60 dias, os próximos reajustes serão feitos a cada 30 dias para que os caminhoneiros possam se organizar e compor custos e os preços dos fretes a serem cobrados durante os períodos. Veja as principais medidas acordadas entre a categoria e o governo:

Preço do óleo diesel:
Redução de 46 centavos, válido pelos próximos 60 dias.

Isenção do eixo suspenso:
Isenção da cobrança do eixo suspenso nos pedágios de todo o País. A medida valerá para rodovias federais, estaduais e municipais.

Cargas da Conab:
Garantia de 30% dos fretes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aos caminhoneiros autônomos.

Tabela mínima de frete:
A tabela mínima e as medidas acima foram publicadas como medidas provisórias e publicadas no DOU.

Desonaração da folha de pagamento:
O setor de transporte rodoviário de cargas será mantido fora da desoneração da folha de pagamento das empresas.

Ficou acertado ainda que não havera ações judiciais e serão retiradas multas de trânsito em razão do movimento dos caminhoneiros. Haverá reuniões periódicas com as entidades para acompanhamento do cumprimento dos termos do acordo – conforme divulgado pelo Palácio do Planalto, o próximo encontro deve ocorrer em 15 dias.

Quanto à Petrobras, o governo fornecerá condições para que os transportadores autônomos livres possam participar de operações de transporte como terceirizados e a empresa também deverá atuar para que haja renovação da frota nas contratações de transporte rodoviário de carga.

Greve dos caminhoneiros: Ministros da Segurança Pública, Raul Jungmann, da Secretaria de Governo, Carlos Marun, da Casa Civil, Eliseu Padilha, da Defesa, Joaquim Silva e Luna, e do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, durante entrevista. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil - Brasília

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil
Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo
Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo
Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo
Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores
Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo
Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo
Itália em São Paulo
  • Bolsonaro lança partido Aliança pelo Brasil

  • Nota de repúdio da Associação Nacional dos Procuradores da República, vídeo

  • Pátria Amada Brasil: 300 dias de Governo

  • Alexandre Garcia: visão de mais de 50 anos de jornalismo

  • Plano Safra é lançado com R$ 225,59 bilhões para produtores

  • Presidente pede confiança para mudar o Brasil, vídeo

  • Presidente Bolsonaro concede entrevista à Jovem Pan: balanço dos 100 dias de governo

  • Itália em São Paulo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*