Ministro da Justiça quer controlar a Lava Jato com mão de ferro


Domingo, 20 de março de 2016 às 13h22


Ministro tomou “atitude de homem” como quer Lula e disse no dia seguinte à sua posse que trocará equipes da PF ao primeiro sinal de vazamento de informações.

Gerson Soares

Em conversas de Lula com seus interlocutores, o agora sem cargo ex-presidente, e alas do PT ligadas a ele, criticavam José Eduardo Cardozo por sua tolerância com a Polícia Federal (PF) e a Operação Lava Jato – isso não é segredo nos bastidores da política em Brasília. Especula-se que se deve a esse fato sua transferência para outro cargo – atualmente é o advogado-geral da União. Em seu lugar, depois do procurador Wellington César Lima e Silva que não pode assumir, finalmente assume o Ministério da Justiça, o subprocurador-geral da República, Eugênio Aragão.

 

Eugênio Aragão, ex-subprocurador da República, provoca polêmica com seu primeiro recado à força-tarefa da Lava Jato. Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

Eugênio Aragão, ex-subprocurador da República, provoca polêmica com seu primeiro recado à força-tarefa da Lava Jato. Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

 

O novo ministro já chega criando polêmica com sua determinação de mudar as equipes da Polícia Federal que vazarem quaisquer informações. Seu alvo, evidentemente, é a força-tarefa da operação Lava Jato. Isso provocou reações dos delegados da Polícia Federal, que nesta sexta-feira (18), antes mesmo do aviso, já se manifestavam pelo país pedindo autonomia. A Polícia Federal (PF) está subordinada ao Ministério da Justiça e, portanto, às ordens de Aragão.

Esta é mais uma batalha que já começou a ser travada e deve ganhar proporções a partir desta segunda-feira (21). Delegados da PF reagiram e dizem que qualquer vazamento poderia acontecer até mesmo vindo do próprio ministério, e com isso dar margem à troca anunciada pelo novo Ministro da Justiça. “Isso é ridículo”, disse um delegado em entrevista a Rádio Jovem Pan.

“Cheirou vazamento de investigação por um agente nosso, a equipe será trocada, toda. Não preciso ter prova. A Polícia Federal está sob nossa supervisão”, afirmou o ministro, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, na última sexta-feira, um dia depois de tomar posse, enquanto os delegados da PF pediam independência do ministério. A afirmação de Aragão é grave, neste momento em que as investigações da PF estão mudando os rumos da corrupção no país, sendo interpretada como revanchismo, uma forma de brecar a Lava Jato e atender aos pedidos do ex-presidente Lula que corre o risco de ser preso pela PF.

A mão pesada do novo Ministro da Justiça contra a PF é mais um ato temerário. Na semana que se encerra, o governo de Dilma Roussef demonstrou total descontrole, tomando medidas para apagar os focos incandescentes que assomaram contra a atual administração, tendo as manifestações em todo o país como foco central da insatisfação popular.

Ilustração/sobrefotos: aloart

Ilustração/sobrefotos: aloart

Leia mais sobre
POLÍTICA

 

Brasília: boneco infável do ex-presidente Lula com traje de presidiário. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Brasília: boneco infável do ex-presidente Lula com traje de presidiário. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This