Vitória dos médicos: deputados mantêm veto à revalidação em faculdades privadas


Domingo | 8 de março, 2020 | 11h52


O Congresso Nacional manteve, em votação conduzida na última quarta-feira (4), a decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, de vetar a possibilidade de revalidação de diplomas de Medicina expedidos no exterior por universidades privadas – atendendo à reivindicação da Associação Paulista de Medicina e de outras entidades médicas estaduais e nacionais.

 

Deputados brasileiros quase conseguiram derrubar o veto presidencial que mantêm lei histórica. Foto: divulgação / Câmara dos Deputados



A decisão de Bolsonaro ocorreu em 18 de dezembro do último ano, quando ele sancionou o Projeto de Lei 4.067/2015, que dispõe justamente sobre o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida).

Na Câmara dos Deputados houve 255 votos contra o veto, mas eram necessários 257 (maioria absoluta) para derrubá-lo. Outros 170 deputados optaram por manter o veto. Desta forma, a matéria não teve de ser analisada no Senado Federal.

A importância de todos os médicos formados no exterior passarem por um processo bem estruturado de revalidação de diplomas no Brasil foi tema de diversos encontros e conversas entre a APM e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em inúmeras ocasiões, desde quando ele era deputado federal.

“Não há País no mundo que receba médicos formados fora de suas fronteiras sem que sejam submetidos à avaliação. E aí não há nenhuma diferença se são brasileiros, americanos, colombianos, bolivianos, etc. É importante que qualquer um que venha nos atender, cuidar da saúde da nossa população, tenha habilitação para tal, sejam eles brasileiros ou estrangeiros. É isso que os médicos entendem”, avalia o presidente da Associação Paulista de Medicina, José Luiz Gomes do Amaral.

Na ocasião dos vetos, em dezembro último, Bolsonaro declarou: “Para atender à classe médica, para o bom desempenho do serviço de vocês, estamos aqui sancionando essa lei histórica. E vetando uma coisa que é normal. Espero que o Congresso mantenha os vetos, quando forem analisados oportunamente”.

Presidente da República, Jair Bolsonaro, e o Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan, Príncipe Herdeiro de Abu Dhabi, durante encontro com atletas brasileiros e emiráticos de Jiu Jitsu. Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

Leia mais sobre
ALÔ BRASIL

 

Leia as últimas publicações

Recent Videos

Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo
3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo
Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo
Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro
Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo
Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro
Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo
  • Pandemia não impede obras de infraestrutura no Brasil, vídeo

  • 3º Drive Thru Solidário acontece sábado (16) na Rua Emília Marengo

  • Governador João Doria confirma quarentena até 31 de maio

  • Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre saída de Sérgio Moro de seu governo

  • Coletiva de imprensa convocada por Sérgio Moro

  • Conferência interministerial do governo Bolsonaro, assista ao vivo

  • Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro

  • Atualizações interministeriais do Governo Federal contra a COVID-19, ao vivo

Categorias

alotatuape

Autor: alotatuape

Share This Post On

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Share This